Click here to load reader

PRINCÍPIOS ANDRAGÓGICOS E FATORES MEDIADORES DA ... · PDF file Buscou-se verificar o perfil do aluno virtual do referido curso, analisar as relações existentes entre os perfis

  • View
    1

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PRINCÍPIOS ANDRAGÓGICOS E FATORES MEDIADORES DA ... · PDF file Buscou-se...

  • Universidade Federal da Paraíba

    Centro de Ciências Sociais Aplicadas

    Programa de Pós-Graduação em Administração

    Curso de Mestrado Acadêmico em Administração

    Jammilly Mikaela Fagundes Brandão

    PRINCÍPIOS ANDRAGÓGICOS E FATORES MEDIADORES DA

    APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

    EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

    João Pessoa

    2014

  • Jammilly Mikaela Fagundes Brandão

    PRINCÍPIOS ANDRAGÓGICOS E FATORES MEDIADORES DA

    APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

    EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

    Dissertação apresentada como requisito parcial

    para obtenção do título de mestre em

    Administração no Programa de Pós-Graduação

    em Administração da Universidade Federal da

    Paraíba.

    Área de Concentração: Gestão Estratégica,

    Trabalho e Sociedade.

    Orientador: Prof. Dr. Anielson Barbosa da Silva

    João Pessoa

    2014

  • B817p Brandão, Jammilly Mikaela Fagundes. Princípios andragógicos e fatores mediadores da

    aprendizagem na educação a distância em administração pública / Jammilly Mikaela Fagundes Brandão.-- João Pessoa, 2014.

    193f. Orientador: Anielson Barbosa da Silva Dissertação (Mestrado) - UFPB/CCSA 1. Administração pública - educação a distância. 2. Gestão

    estratégica. 3. Aprendizagem. 4. Andragogia. 5. Educação em administração.

    UFPB/BC CDU: 35:37.018.43(043)

  • Jammilly Mikaela Fagundes Brandão

    PRINCÍPIOS ANDRAGÓGICOS E FATORES MEDIADORES DA

    APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

    EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

    Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de mestre em

    Administração no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal da

    Paraíba.

    Área de Concentração: Administração e Sociedade.

    Dissertação aprovada em: 21/02/2014

    Banca examinadora:

    ________________________________________

    Prof. Dr. Anielson Barbosa da Silva (orientador)

    Universidade Federal da Paraíba

    ________________________________________

    Prof. Dr. Marcelo de Souza Bispo (examinador interno)

    Universidade Federal da Paraíba

    ________________________________________

    Prof. Dr. Henrique César Muzzio de Paiva (examinador externo)

    Universidade Federal de Pernambuco

  • Dedico esse trabalho aos meus pais, mestres nos

    assuntos da vida e fontes insaciáveis de carinho e

    apoio. Neles sempre encontro forças para

    continuar.

  • AGRADECIMENTOS

    Agradeço imensamente a Deus, por me permitir realizar esse sonho com saúde e

    na companhia de pessoas tão maravilhosas.

    A minha família, em especial, aos meus pais, pois sem o apoio e o carinho deles

    minhas realizações seriam apenas sonhos; ao meu lindo sobrinho, João Pedro, que com seus

    sorrisos inocentes e espontâneos tornou meus dias menos difíceis nesses últimos dois anos; e

    a minha irmã Aryella, companheira e conselheira, que com seu jeitinho meigo e doce me faz

    enxergar que a vida pode ser melhor e mais feliz quando firmamos nossa fé em Deus.

    Ao meu amor, Raildo Diniz, pelo apoio, paciência e carinho. Sua presença, seu

    amor e a sua atenção me fazem um bem imensurável. Em sua companhia, eu tenho a certeza

    que posso ir mais longe. E as minhas irmãs de coração: Vanessa, Julietty e Clarissa, pela

    amizade e compreensão. Vocês são muito mais que amigas.

    Ao professor Anielson Barbosa da Silva, pois tê-lo como orientador é uma grande

    honra para mim e seus ensinamentos serão levados comigo por toda minha vida. Sempre

    disponível, paciente e compreensível, foi sem dúvidas essencial para a realização dessa

    pesquisa e para o meu crescimento enquanto aluna, pesquisadora, docente e pessoa.

    Aos membros da banca avaliadora, formada na fase da qualificação pelos

    professores Marcelo Bispo e Roberto Patrus; e depois, na defesa, pelos professores Marcelo

    Bispo e Henrique Muzzio, agradeço pelas contribuições extremamente positivas e

    disponibilidade em ajudar. Desejo encontrá-los novamente pelas estradas da vida acadêmica

    para aprender ainda mais com vocês.

    A todos que integram o Programa de Pós-Graduação em Administração – PPGA,

    desde a equipe operacional (Joca, Helena e Diego) até os professores, pela presteza e

    dedicação e por fazer desse programa uma casa acolhedora.

    A minha querida Turma 37, pela companhia e trocas de experiências profissionais

    e pessoais ao longo desses dois anos de curso. Tudo que vivemos foi intenso demais para ser

    esquecido. Lembrarei com carinho de cada um de vocês eternamente. Não posso deixar de

    destacar alguns nomes, como os dos hoteleiros: Jefferson Oliveira e Erica Chaves, parceiros

    de longa jornada; o da brilhante Fabiana, pela ajudinha no manuseio do SPSS na fase final

    dessa pesquisa, e os dos queridos da Linha Gestão Estratégica, Trabalho e Sociedade, a “linha

    feliz”: Rachel, Angélica, Thais, Juliana, Mariana, Guilherme, João, Sérgio e Petrúcio. Vocês

    todos são demais. Desejo a cada um muitas realizações e sucesso.

  • E aos coordenadores de cursos de Administração Pública a distância, pela

    gentileza, receptividade e apoio à pesquisa; aos 273 alunos que participaram e contribuíram

    para que essa pesquisa se realizasse; e a CAPES, pelo apoio financeiro. Vocês foram

    essenciais.

  • Vive-se aprendendo, e o que se aprende leva-nos a viver

    melhor. Todo o interesse humano pela educação e pela escola

    é, fundamentalmente, uma questão de tornar a vida melhor,

    mais rica e mais bela.

    John Dewey

  • RESUMO

    Esse estudo tem como objetivo central analisar o processo de aprendizagem com base nas

    diferenças individuais dos alunos de cursos de bacharelado a distância em administração

    pública vinculados ao Programa Nacional de Formação em Administração Pública - PNAP,

    segundo a abordagem andragógica. Buscou-se verificar o perfil do aluno virtual do referido

    curso, analisar as relações existentes entre os perfis desses alunos e os princípios

    andragógicos de aprendizagem; e identificar o estado de autodirecionamento desses alunos em

    seu processo de aprendizagem. O embasamento teórico compreende cinco seções, com a

    finalidade de (a) apresentar as diferentes orientações teóricas que se propõe a explicar o

    fenômeno da aprendizagem; (b) tratar da aprendizagem de adultos com base na abordagem

    andragógica, incluindo a definição do aprendiz adulto e o modelo andragógico desenvolvido

    por Knowles, Holton e Seanson (2011); (c) descrever a aprendizagem autodirecionada,

    considerando inclusive os contrapontos conceituais encontrados na literatura da área devido às

    diferentes visões (comportamental e cognitiva) dos autores sobre o processo; (d) caracterizar a

    educação a distância, descrevendo a sua evolução ao longo dos anos; e (e) as reflexões sobre

    os temas abordados no capítulo. Para viabilizar a consecução dos objetivos, foi realizada uma

    pesquisa do tipo quantitativa, de caráter exploratório e descritivo, utilizando o método survey.

    A pesquisa foi desenvolvida com estudantes de bacharelado a distância em Administração

    Pública vinculados ao PNAP. No total, participaram 273 alunos pertencentes a 10 instituições

    de ensino de diferentes estados brasileiros. O questionário foi disponibilizado aos alunos

    através do software LimeSurvey, via internet. A análise dos dados contou com o auxílio do

    SPSS, e subsidiou a realização de uma análise descritiva, testes de relação, correlação, análise

    fatorial e ANOVA. Os resultados apontam que os alunos virtuais de administração podem ser

    considerados como alunos adultos autodirecionados e que existem seis princípios

    andragógicos que fundamentam o processo de aprendizagem em ambiente virtual. Além

    disso, observou-se que as diferenças individuais apresentadas pelos aprendizes virtuais atuam

    como fatores mediadores nesse processo. Os achados revelam que o ensino em administração

    deve promover condições libertadoras para impulsionar a autonomia e o autodirecionamento

    nos alunos, e destaca a importância da utilização de uma metodologia que possibilite abertura

    para os alunos adequarem seu processo de aprendizagem a sua forma particular de estudar e

    aprender.

    Palavras-chave: Aprendizagem. Andragogia. Educação em Administração. Educação a

    Distância.