PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO – AULA 12 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO PROFESSORA: MARIA INÊS GERARDO Aula 12 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO PROFESSORA:

  • View
    104

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO – AULA 12 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO PROFESSORA: MARIA...

  • Slide 1
  • PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO PROFESSORA: MARIA INS GERARDO Aula 12 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO PROFESSORA: MARIA INS GERARDO Aula 12
  • Slide 2
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Direito coletivo: organizao sindical, negociao coletiva: conveno e acordo coletivo; greve: regras gerais.
  • Slide 3
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 DIREITO COLETIVO (conceito) DIREITO COLETIVO (conceito) a parte do Direito do Trabalho que trata da organizao sindical, da negociao coletiva, dos acordos e convenes coletivas de trabalho, da representao dos trabalhadores e da greve.
  • Slide 4
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 RELAES INDIVIDUAIS RELAES COLETIVAS Os sujeitos so os trabalhadores singularmente considerados Os sujeitos so os grupos de trabalhadores, normalmente representados pelos sindicatos profissionais de um lado e os sindicatos patronais do outro, onde os interesses abrangem a coletividade
  • Slide 5
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Consiste na liberdade de associao. O direito de reunio e associao pacfica sem carter paramilitar est assegurado no art. 5, XVI e XVII, XX, CRFB/88 MOVIMENTO ASSOCIATIVISTA MOVIMENTO ASSOCIATIVISTA
  • Slide 6
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 o direito dos trabalhadores e empregadores se organizarem e criar associaes, sem qualquer interferncia do Estado, visando atender aos seus interesses ou dos grupos que iro representar, compreendendo o direito de ingressar e retirar-se dos sindicatos. art. 8, V, CRFB/88 - LIBERDADE SINDICAL
  • Slide 7
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Diz respeito liberdade de organizao interna e de funcionamento dos sindicatos e ainda a possibilidade de constituir Federao e Confederao. AUTONOMIA SINDICAL O sistema brasileiro no prestigia a autonomia sindical, pois determina que a organizao do sindicato ocorrer por categoria. Alm disso os sindicatos no podem ter base inferior a de um municpio art. 8, II, CRFB/88.
  • Slide 8
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CONFEDER. FEDERAES SINDICATOS ORGANIZAO SINDICAL
  • Slide 9
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CENTRAIS SINDICAIS (Lei n 11.648/08) Art. 1 o A central sindical, entidade de representao geral dos trabalhadores, constituda em mbito nacional, ter as seguintes atribuies e prerrogativas: I - coordenar a representao dos trabalhadores por meio das organizaes sindicais a ela filiadas; e II - participar de negociaes em fruns, colegiados de rgos pblicos e demais espaos de dilogo social que possuam composio tripartite, nos quais estejam em discusso assuntos de interesse geral dos trabalhadores. Pargrafo nico. Considera-se central sindical, para os efeitos do disposto nesta Lei, a entidade associativa de direito privado composta por organizaes sindicais de trabalhadores. So rgos de cpula, de carter poltico, intercategorias, estando acima das confederaes.
  • Slide 10
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 ART. 8 DA CRFB/88 ART. 8 DA CRFB/88 A lei no pode exigir autorizao do Estado para fundao de sindicato, ressalvado o registro no rgo competente; vedado ao Poder Pblico a interferncia e interveno na organizao sindical; vedada a criao de mais de uma organizao sindical, em qualquer grau, representativa de categoria profissional ou econmica, na mesma base territorial, que no pode ser inferior a um municpio; Ningum o obrigada a se filiar ou manter-se filiado a sindicato obrigatria a participao dos sindicatos nas negociaes coletiva DIREITO COLETIVO (Regras gerais) DIREITO COLETIVO (Regras gerais)
  • Slide 11
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Sindicato uma organizao social constituda para defender os interesses trabalhistas e econmicos nas relaes coletivas entre os grupos sociais. Rene um grupamento de pessoas fsicas ou jurdicas de uma mesma atividade profissional ou econmica, visando assegurar a defesa dos seus interesses.
  • Slide 12
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 o conjunto de pessoas que tm interesses profissionais ou econmicos em comum, decorrentes de identidade de condies ligadas ao trabalho CATEGORIA
  • Slide 13
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CATEGORIA ECONMICA (art. 511, 1, CLT) CATEGORIA ECONMICA (art. 511, 1, CLT) A solidariedade de interesses econmicos dos que empreendem atividades idnticas, similares ou conexas Quando a empresa desempenha diversas atividades o enquadramento ser realizado pela atividade preponderante.
  • Slide 14
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CATEGORIA PROFISSIONAL (art. 511, 2, CLT) CATEGORIA PROFISSIONAL (art. 511, 2, CLT) A similitude de condies de vida oriunda da profisso ou trabalho em comum, em situaes de emprego na mesma atividade econmica ou em atividades econmicas similares ou conexas
  • Slide 15
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Foi mantido o sistema sindical organizado por categorias: para cada categoria econmica deveria haver uma correspondente categoria profissional
  • Slide 16
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CATEGORIA PROFISSIONAL DIFERENCIADA (art. 511, 3, CLT) CATEGORIA PROFISSIONAL DIFERENCIADA (art. 511, 3, CLT) a que se forma dos empregados que exeram profisses ou funes diferenciadas pro fora do estatuto profissional especial ou em consequncia de condies de vida singulares Ver no anexo da CLT, o rol de categorias diferenciadas
  • Slide 17
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Unicidade sindical o sindicato nico por imposio legal. S pode haver um nico sindicato representativo da categoria profissional ou econmica na mesma base territorial. Unicidade sindical o sindicato nico por imposio legal. S pode haver um nico sindicato representativo da categoria profissional ou econmica na mesma base territorial. Pluralismo sindical quando se admite vrios sindicatos representativos da mesma categoria profissional ou econmica na mesma base territorial.
  • Slide 18
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 UNICIDADE SINDICAL O rgo competente para o registro do sindicato o Ministrio do Trabalho Smula 677, STF, que visa zelar pela observncia da unicidade sindical ADOTADO PELO BRASIL
  • Slide 19
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 O art. 11, da CR/88 estabelece que nas empresas com mais de 200 empregados ser eleito um representante com a finalidade de promover o entendimento direto com o empregador. A CRFB/88 no conferiu estabilidade para esse representante. REPRESENTAO DOS EMPREGADOS NA EMPRESA DIRIGENTE SINDICAL Art. 8, VIII, CRFB/88 c/c art. 543, 3, da CLT = tem garantia de emprego
  • Slide 20
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 CONFLITOS COLETIVOS DE TRABALHO Conflito individual aquele que ocorre entre o empregado e empregador individualmente considerados. Conflitos coletivos aquele que abrange a coletividade, envolvendo a categoria - uma comunidade especfica de trabalhadores ou empregadores.
  • Slide 21
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 FORMAS DE SOLUO DOS CONFLITOS COLETIVOS Autocomposio a forma de soluo dos conflitos trabalhistas realizada pelos prprios interessados, atravs da negociao coletiva, celebrando um documento de pacificao que consiste no diploma coletivo - acordo coletivo e conveno coletiva Heterocomposio a forma de soluo determinada por um terceiro. Ex: arbitragem, jurisdio ou tutela.
  • Slide 22
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 22 Conveno Coletiva Sind. Profissional X Sind. Econ. Acordo Coletivo Sind. Profissional. X empresa (s) Conveno Coletiva Sind. Profissional X Sind. Econ. Acordo Coletivo Sind. Profissional. X empresa (s) Acordo de carter normativo que visa estabelecer condies de trabalho aplicveis no mbito das respectivas representaes (CC) ou no mbito da (s) empresa (s) acordantes (AC) s respectivas relaes de trabalho
  • Slide 23
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 Conveno Coletiva Sind. Prof. X Sind. Econ. Acordo Coletivo Sind. Prof. X empresa (s) Conveno Coletiva Sind. Prof. X Sind. Econ. Acordo Coletivo Sind. Prof. X empresa (s) Tem vigncia temporria (at dois anos) Art. 614, 3, CLT As condies alcanadas por fora de norma coletiva vigoram no prazo assinalado, no integrando, de forma definitiva, aos contratos de trabalho Smula: 277, I do C. TST
  • Slide 24
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.1 DIREITO DO TRABALHO AULA 12 24 Sujeitos os acordos e convenes coletivas aplicam-se queles que participaram da norma coletiva. Categoria diferenciada o empregado de categoria diferenciada no tem direito de obter do seu empregador vantagens previstas no instrumento coletivo da qual a empresa no participou Smula 374 do TST
  • Slide

Recommended

View more >