PROAB 2012.1 DIREITO PENAL PROFESSOR: SANDRO CALDEIRA sandrocaldeira Aula 1

  • View
    40

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PROAB 2012.1 DIREITO PENAL PROFESSOR: SANDRO CALDEIRA www.sandrocaldeira.com Aula 1. PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL. Princípio da legalidade Princípio da intervenção mínima Princípio da insignificância ou bagatela Princípio da presunção de inocência. PRINCÍPIO DA LEGALIDADE. - PowerPoint PPT Presentation

Text of PROAB 2012.1 DIREITO PENAL PROFESSOR: SANDRO CALDEIRA sandrocaldeira Aula 1

  • RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIOS DO DIREITO PENAL

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIO DA LEGALIDADE

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    FUNES DO PRINCPIO DA LEGALIDADE

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    VEDAO DA ANALOGIA IN MALAM PARTEM.OBSERVAO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIO DA INSIGNIFICNCIAOU BAGATELA

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    JURISPRUDNCIA

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRESUNO DE INOCNCIA

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    SMULA VINCULANTE N 11

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    LEI PENAL NO TEMPO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    LEI PENAL NO TEMPO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Questo: possvel a retroatividade de lei penal benfica sobre situao j decidida por sentena condenatria com trnsito em julgado?

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    LEI PENAL NO TEMPO E CRIME PERMANENTE E CRIME CONTINUADO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    ATUALIZAES LEGISLATIVASRELEVANTES

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    MOMENTO PALAVRA CRUZADA JURDICA

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    141432

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESOLUO DE QUESTES

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RELATIVAMENTE AO PRINCPIO DA PRESUNO DEINOCNCIA, ANALISE AS AFIRMATIVAS A SEGUIR:O indiciado em inqurito policial ou acusado em processo criminal deve ser tratado como inocente, salvo quando preso em flagrante por crime hediondo, caso em que ser vedada a concesso de liberdade provisria.II. S lcito o uso de algemas em caso de resistncia e de fundado receio de fuga ou de perigo integridade fsica prpria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito, sob pena de responsabilidade disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade, e a nulidade da priso ou do ato processual a que se refere, sem prejuzo da responsabilidade civil do estado.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    III. Milita em favor do indivduo o benefcio da dvida nomomento da prolao da sentena criminal: in dubio proru.IV. A presuno de inocncia incompatvel com asprises cautelares antes de transitada em julgado asentena penal condenatria.Assinale:a) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas.b)se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas.c)se apenas as afirmativas III e IV estiverem corretas.d)se apenas as afirmativas I, III e IV estiverem corretas.e)se todas as afirmativas estiverem corretas.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    02) Relativamente lei que instituiu o Sistema Nacional de Polticas Pblicas sobre drogas (Lei 11.343/2006), analise as afirmativas a seguir:I. Quem adquirir, guardar, tiver em depsito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorizao ou em desacordo com determinao legal ou regulamentar s poder ser submetido s seguintes penas: advertncia sobre os efeitos das drogas, prestao de servios comunidade ou medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo.II. As glebas cultivadas com plantaes ilcitas sero expropriadas, conforme o disposto no art. 243 da Constituio Federal, de acordo com a legislao em vigor.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    III. O juiz, na fixao das penas dos crimes previstos na Lei 11.343/2006, considerar, com preponderncia sobre o previsto no art. 59 do Cdigo Penal, a natureza e a quantidade da substncia ou do produto, a personalidade e a conduta social do agente.IV. crime a associao de duas ou mais pessoas para o fim de praticar, reiteradamente ou no, qualquer dos crimes previstos nos arts. 33, caput e 1, e 34 da Lei 11.343/2006.Assinale:(A)se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas.(B)se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas.(C)se apenas as afirmativas III e IV estiverem corretas.(D)se apenas as afirmativas I, II e III estiverem corretas.(E)se todas as afirmativas estiverem corretas.

Recommended

View more >