PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL – AULA 4 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSOR: ANA LUIZA GAMA Aula 4 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSOR:

  • View
    102

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL – AULA 4 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSOR: ANA...

  • Slide 1
  • PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSOR: ANA LUIZA GAMA Aula 4 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSOR: ANA LUIZA GAMA Aula 4
  • Slide 2
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 EMENTA DA AULA 4 Direito Internacional Penal. O Tribunal Penal Internacional. O Estatuto de Roma. Jurisdio. A complementaridade. Legitimidade ativa e a responsabilidade individual. Competncia material. Competncia temporal. Entrega. Penas. Medidas de sada compulsria: algumas consideraes. Questes da OAB selecionadas. EMENTA DA AULA 4 Direito Internacional Penal. O Tribunal Penal Internacional. O Estatuto de Roma. Jurisdio. A complementaridade. Legitimidade ativa e a responsabilidade individual. Competncia material. Competncia temporal. Entrega. Penas. Medidas de sada compulsria: algumas consideraes. Questes da OAB selecionadas.
  • Slide 3
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 DIREITO INTERNACIONAL PENAL
  • Slide 4
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 DIREITO PENAL INTERNACIONAL: o conjunto de regras que disciplinam o direito de punir de um Estado frente aos outros Estados. NO BRASIL Art. 5 e 7 do Cdigo Penal Direito Internacional Penal: Tribunal Penal Internacional TPI (Aula 40)
  • Slide 5
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL
  • Slide 6
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Estatuto de Roma (aprovado em 07/1998). Ratificao pelo Brasil Ratificao pelo Brasil: 20/06/2002 -Aprovado pelo decreto legislativo n 112 em 30.04.2002 e promulgado pelo decreto executivo n 4388 de 09/2002. -Projeto de lei: regulamentao no mbito interno Entrada em vigor : 01/07/2002 Art. 126 : 60 ratificaes Incio das atividades: 2003. Sede: Haia O TPI tribunal permanente: Art. 1 do Estatuto
  • Slide 7
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 permanente complementar criado, pelo presente instrumento, um Tribunal Penal Internacional (o Tribunal). O Tribunal ser uma instituio permanente, com jurisdio sobre as pessoas responsveis pelos crimes de maior gravidade com alcance internacional, de acordo com o presente Estatuto, e ser complementar das jurisdies penais nacionais. A competncia e o funcionamento do Tribunal reger-se-o pelo presente Estatuto. Artigo 1. - O TRIBUNAL
  • Slide 8
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Jurisdio... sobre pessoas que tenham praticado os crimes de maior gravidade com alcance internacional. (art. 1) Ter como finalidade processar e julgar toda a pessoa fsica que tenha cometido crimes graves contra os direitos humanos.
  • Slide 9
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Artigo 4. personalidade jurdica internacionalcapacidade jurdica exercer os seus poderes e funes, nos termos do presente Estatuto, no territrio de qualquer Estado Parte e, por acordo especial, no territrio de qualquer outro Estado. 1 - O Tribunal ter personalidade jurdica internacional. Possuir, igualmente, a capacidade jurdica necessria ao desempenho das suas funes e persecuo dos seus objetivos. 2 - O Tribunal poder exercer os seus poderes e funes, nos termos do presente Estatuto, no territrio de qualquer Estado Parte e, por acordo especial, no territrio de qualquer outro Estado.
  • Slide 10
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Complementaridade Complementaridade A corte no substitui a competncia dos Tribunais nacionais e no e no prevalece sobre ela. O T.P.I. ter jurisdio no territrio de qualquer Estado Parte e, por acordo especial, no territrio de qualquer outro Estado, porm sua competncia ser residual (complementaridade), posto que s poder apreciar a prtica do crime se o pas no estiver em condies de julg-lo ou quando negar-se a faz-lo.
  • Slide 11
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 indivduo Legitimidade passiva: indivduo que tenha praticado qualquer dos crimes previstos no Estatuto. Artigo 25. Responsabilidade criminal individual pessoas singulares. 1. De acordo com o presente Estatuto, o Tribunal ser competente para julgar as pessoas singulares.
  • Slide 12
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Competncia MATERIAL Competncia MATERIAL Art. 5: I - Crime de genocdio; Crime contra a humanidade; Crime de guerra; Crime de agresso. - No pressupe necessariamente a existncia de um conflito armado.
  • Slide 13
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Art. 5 II O Tribunal poder exercer a sua competncia em relao ao crime de agresso desde que, nos termos dos artigos 121. e 123., seja aprovada uma disposio em que se defina o crime e se enunciem as condies em que o Tribunal ter competncia relativamente a este crime. Tal disposio deve ser compatvel com as disposies pertinentes da Carta das Naes Unidas.
  • Slide 14
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Crime de genocdio Mesmo conceito da Conveno sobre genocdio. Crime de genocdio Mesmo conceito da Conveno sobre genocdio.
  • Slide 15
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Artigo 6 inteno Para os efeitos do presente Estatuto, entende-se por genocdio qualquer um dos atos que a seguir se enumeram, praticado com inteno de destruir, no todo ou em parte, um grupo nacional, tnico, rcico ou religioso, enquanto tal: a) Homicdio de membros do grupo; b) Ofensas graves integridade fsica ou mental de membros do grupo; c) Sujeio intencional do grupo a condies de vida pensadas para provocar a sua destruio fsica, total ou parcial; d) Imposio de medidas destinadas a impedir nascimentos no seio do grupo; e) Transferncia, fora, de crianas do grupo para outro grupo.
  • Slide 16
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4. 1.Que o autor tenha submetido intencionalmente uma ou mais pessoas a certas condies de existncia. 2. Que esta pessoa ou pessoas tenha(m) pertencido a um grupo nacional, tnico, racial ou religioso determinado. 3. Que o autor tenha tido a inteno de destruir, total ou parcialmente este grupo nacional, tnico, racial ou religioso como tal. ELEMENTOS DO GENOCDIO SEGUNDO O T.P.I.
  • Slide 17
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4. 4.Que as condies de existncia tenham tido o propsito de levar destruio fsica, total ou parcial, deste grupo. A expresso condies de existncia pode incluir, entre outras coisas, o fato de privar dos recursos indispensveis a sua sobrevivncia, como alimentos, servios mdicos ou expuls-los sistematicamente de suas casas 5. Que a conduta tenha tido lugar no contexto de um padro manifesto (sentido objetivo) de conduta similar dirigida contra este grupo ou tenha podido por si mesma causar esta destruio.
  • Slide 18
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Crime contra a humanidade J eram tipificados na codificao de normas j existentes no direito internacional. Crime contra a humanidade J eram tipificados na codificao de normas j existentes no direito internacional.
  • Slide 19
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Artigo 7. Para cometido no quadro de um ataque, generalizado ou sistemtico, contra qualquer populao civil Para os efeitos do presente Estatuto, entende-se por crime contra a Humanidade qualquer um dos atos seguintes, quando cometido no quadro de um ataque, generalizado ou sistemtico, contra qualquer populao civil, havendo conhecimento desse ataque: a)Homicdio; b)Extermnio; c) Escravido...
  • Slide 20
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4. ELEMENTOS DO CRIME CONTRA A HUMANIDADE SEGUNDO O T.P.I. 1.Que o autor tenha causado a morte de uma ou mais. 2. Que a conduta tenha sido cometida como parte de um ataque generalizado e sistemtico dirigido contra uma populao civil. 3. Que o autor tenha tido conhecimento de que a conduta era parte de um ataque generalizado ou sistemtico dirigido contra uma populao ou tenha tido a inteno de que a conduta seja parte de um ataque deste tipo.
  • Slide 21
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4. ELEMENTOS DO CRIME CONTRA A HUMANIDADE SEGUNDO O T.P.I. Por "ataque contra uma populao civil" entende-se qualquer conduta que envolva a prtica mltipla de atos referidos no pargrafo 1o contra uma populao civil, de acordo com a poltica de um Estado ou de uma organizao de praticar esses atos ou tendo em vista a prossecuo dessa poltica;
  • Slide 22
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 CRIMES DE GUERRA Rol extenso. Novidades: armas qumicas e outras hostilidade. CRIMES DE GUERRA Rol extenso. Novidades: armas qumicas e outras hostilidade.
  • Slide 23
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 Artigo 8. parte integrante de um plano ou de uma poltica ou como parte de uma prtica em larga escala desse tipo de crimes 1 - O Tribunal ter competncia para julgar os crimes de guerra, em particular quando cometidos como parte integrante de um plano ou de uma poltica o

Recommended

View more >