PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR: RODOLFO HARTMANN rodolfohartmann.br

  • View
    29

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR: RODOLFO HARTMANN www.rodolfohartmann.com.br Aula 9. RECURSO ESPECIAL E RECURSO EXTRAORDINÁRIO. - PowerPoint PPT Presentation

Text of PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR: RODOLFO HARTMANN rodolfohartmann.br

  • RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    O recurso extraordinrio de competncia do Supremo Tribunal Federal (STF) e o recurso especial do Superior Tribunal de Justia (STJ). Ambos so recursos de fundamentao vinculada, eis que somente podem ser utilizados pelo recorrente nas hipteses indicadas no art. 102, III e art. 105, III, ambos da CRFB-88. No permitem nova anlise de provas, o que torna bastante comum a afirmativa de que neles somente podem ser ventiladas questes de direito (o que nem sempre ocorre). So usados para impugnar acrdos, exceto em poucas hipteses como, por exemplo, a deciso da Turma Recursal e aquela proferida em execuo fiscal de alada (Verbete n 640 da Smula do STF).

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Alguns requisitos para a admissibilidade so comuns apenas do RESP ou do REXTR. Outros j so comuns. Entre eles, possvel destacar alguns de maior relevo, tais como : pr-questionamento; tempestividade; o esgotamento das vias recursais. Outros j so especficos do REXTR, como: repercusso geral; ofensa direta ao texto constitucional.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    E, por fim, tambm tem requisito prprio do RESP como: a) prova da divergncia de entendimento entre Tribunais distintos. No se pode olvidar que existem ainda muito outros requisitos que j foram analisados em encontros anteriores (legitimidade, interesse, preparo, dentre outros).

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    TEMPESTIVIDADE: o prazo para interposio do RESP ou REXTR so 15 dias, na forma do art. 508, CPC. Atentar apenas ao que prev o art. 498, CPC.ESGOTAMENTO DAS VIAS RECURSAIS: est no prprio texto constitucional, ao afirmar que tais recursos somente podem ser utilizados de decises proferidas em ltima ou nica instncia.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PR-QUESTIONAMENTO: busca evitar que no RESP ou no REXTR sejam ventiladas matrias inditas, ainda no enfrentadas anteriormente. Tambm tem sede constitucional, quando se afirma que tais recursos somente podem ser utilizados para causas decididas. muito comum de ser realizado por meio de embargos de declarao mas, para se evitar possveis problemas (embargos de declarao ps-questionadores?), o recomendado que este pr-questionamento seja feito j na prpria petio inicial ou na contestao.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    REPERCUSSO GERAL: tem previso no art. 543-A, CPC. um conceito vago, conforme se depreende do par. 1 deste dispositivo. No entanto, o par. 3 impe que haver repercusso geral sempre que a deciso for contrria a smula ou jurisprudncia dominante do STF. um requisito que somente pode ser enfrentado pelo STF. No entanto, o Tribunal inferior pode deixar de receber um REXT que no tiver uma preliminar abordando este assunto (art. 543-A, par. 3).

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Apesar de o CPC mencionar o termo preliminar, na realidade o ltimo requisito de admissibilidade a ser enfrentado no STF. O quorum para a sua apreciao est no art. 543-A, par. 4, CPC e art. 102, par. 3, CRFB-88. O REXTR vai para uma turma (composta de 5 Ministros) e l ter um Relator. O Relator verifica todos os demais requisitos de admissibilidade (exceto este). Se o recurso realmente for para ser recebido pelos demais, ele esclarece aos outros se acha que o caso tem ou no repercusso geral.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Os outros se manifestam apenas sobre este ponto. Se nesta Turma, 4 reconhecerem que h repercusso geral, o REXTR recebido e depois o mrito ser analisado (de forma monocrtica ou pelo rgo colegiado). Se no for atingido este quorum, ento a questo ser dirimida pelo Pleno do STF. L sero 11 Ministros votando e sero necessrios 8 votos (2/3) para negar a repercusso geral.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    OFENSA DIRETA AO TEXTO CONSTITUCIONAL: alguns recursos alegam que a deciso violou genericamente a CRFB-88, sendo certo que para se compreender com exatido o descontentamento, haver a necessidade de observar lei federal (o que no caso permitido de REXTR).COMPROVAO DA DIVERGNCIA: tem previso no art. 541, par. nico do CPC. especfico para o RESP, que pode ser utilizado na tentativa de compor divergncias entre Tribunais distintos. Sobre o tema, analisar os verbetes 13 e 83 da Smula do STJ.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Ambos os recursos so interpostos perante o Tribunal inferior. Nele so colhidas as contra-razes e somente aps ser realizado o juzo de admissibilidade. Se o exame for negativo, ainda caber recurso de agravo nos prprios autos (Lei n 12.322/10). Se ambos forem admitidos, inicialmente os autos devero ser enviados ao STJ. No entanto, prev o art. 543, CPC, que os autos possam eventualmente ser encaminhados inicialmente ao STF. De qualquer maneira, a deciso final a respeito da existncia ou no de prejudicialidade entre os recursos competir a um dos Ministros do STF.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    No custa lembrar que, em caso de admisso, no ser conferido efeito suspensivo a tais recursos, diante da vedao indicada no art. 542, par.2, CPC. A jurisprudncia vem permitindo o manejo de ao cautelar em procedimento inominado com esta finalidade diretamente no Tribunal Superior se j tiver sido admitido o recurso no Tribunal a quo. Entendimento constante nos verbetes n 634 e 635, ambos da Smula do STF. Porm, nem sem estes verbetes so realmente observados.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Recurso especial e extraordinrios retidos: possibilidade admitida no art. 542, par. 3, CPC. Vem sendo admitidos os seguintes meios para destrancar tais recursos em situaes excepcionais: ao cautelar em procedimento inominado; mandado de segurana; reclamao; Agravo (Lei 12.322/2010)

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    aplicvel em ambos os recursos. Previso no art. 543-B e art. 543-C, ambos do CPC. Inspirao no incidente indicado no art. 14, da Lei n 10.259/01. Um ou mais recursos representativos da controvrsia sero selecionados (recursos paradigmas ou recursos afetados) e encaminhados aos Tribunais Superiores. Aps, caber ao Tribunal inferior proferir uma nova deciso em cada recurso sobrestado, de modo a adequ-los ao que ficou decidido. Se isso no for feito, esta deciso poder ser cassada ou reformada liminarmente (art. 543-B, par. 4, CPC).

Recommended

View more >