of 44/44
PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL – AULA 06 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAÃO www.beatrizabraao.co m.br Aula 6

PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL – AULA 06 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAÃO Aula 6 PROAB

  • View
    109

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL – AULA 06 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA:...

  • Slide 1
  • PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAO www.beatrizabraao.com.br Aula 6 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAO www.beatrizabraao.com.br Aula 6
  • Slide 2
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 PROCEDIMENTOS
  • Slide 3
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 394 CPP- O procedimento ser comum ou especial. 1o O procedimento comum ser ordinrio, sumrio ou sumarssimo: I - ordinrio, quando tiver por objeto crime cuja sano mxima cominada for igual ou superior a 4 (quatro) anos de pena privativa de liberdade II - sumrio, quando tiver por objeto crime cuja sano mxima cominada seja inferior a 4 (quatro) anos de pena privativa de liberdade III - sumarssimo, para as infraes penais de menor potencial ofensivo, na forma da lei.
  • Slide 4
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 2o Aplica-se a todos os processos o procedimento comum, salvo disposies em contrrio deste Cdigo ou de lei especial. 3o Nos processos de competncia do Tribunal do Jri, o procedimento observar as disposies estabelecidas nos arts. 406 a 497 deste Cdigo.
  • Slide 5
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Ento: Ordinrio - pena mxima cominada = ou + a 4 anos Sumrio - pena mxima cominada 4 anos Sumarssimo - pena mxima cominada = ou 2 anos Tribunal do Jri- crimes dolosos contra a vida.
  • Slide 6
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Procedimentos em espcie (ordinrio e sumrio) Procedimento ComumSumrio Especiais Sumarssimo Ordinrio So todos os demais previstos no prprio cpp e em leis extravagantes
  • Slide 7
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 PROCEDIMENTO ORDINRIO
  • Slide 8
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 396 CPP - Nos procedimentos ordinrio e sumrio, oferecida a denncia ou queixa, o juiz, se no a rejeitar liminarmente, receb-la- e ordenar a citao do acusado para responder acusao, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias.
  • Slide 9
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 396-A CPP Na resposta, o acusado poder argir preliminares e alegar tudo o que interesse sua defesa, oferecer documentos e justificaes, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas, qualificando-as e requerendo sua intimao, quando necessrio. 2o No apresentada a resposta no prazo legal, ou se o acusado, citado, no constituir defensor, o juiz nomear defensor para oferec-la, concedendo-lhe vista dos autos por 10 (dez) dias.
  • Slide 10
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 397 CPP - Aps o cumprimento do disposto no art. 396-A, e pargrafos, deste Cdigo, o juiz dever absolver sumariamente o acusado quando verificar: I - a existncia manifesta de causa excludente da ilicitude do fato II - a existncia manifesta de causa excludente da culpabilidade do agente, salvo inimputabilidade; III - que o fato narrado evidentemente no constitui crime; ou IV extinta a punibilidade do agente.
  • Slide 11
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 399 CPP - Recebida a denncia ou queixa, o juiz designar dia e hora para a audincia, ordenando a intimao do acusado, de seu defensor, do Ministrio Pblico e, se for o caso, do querelante e do assistente. 1o O acusado preso ser requisitado para comparecer ao interrogatrio, devendo o poder pblico providenciar sua apresentao. 2o O juiz que presidiu a instruo dever proferir a sentena.
  • Slide 12
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 400 CPP - Na audincia de instruo e julgamento, a ser realizada no prazo mximo de 60 (sessenta) dias, proceder-se- tomada de declaraes do ofendido, inquirio das testemunhas arroladas pela acusao e pela defesa, nesta ordem, ressalvado o disposto no art. 222 deste Cdigo, bem como aos esclarecimentos dos peritos, s acareaes e ao reconhecimento de pessoas e coisas, interrogando-se, em seguida, o acusado.
  • Slide 13
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 1o As provas sero produzidas numa s audincia, podendo o juiz indeferir as consideradas irrelevantes, impertinentes ou protelatrias. 2o Os esclarecimentos dos peritos dependero de prvio requerimento das partes.
  • Slide 14
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 401 CPP Na instruo podero ser inquiridas at 8 (oito) testemunhas arroladas pela acusao e 8 (oito) pela defesa. 1o Nesse nmero no se compreendem as que no prestem compromisso e as referidas 2o A parte poder desistir da inquirio de qualquer das testemunhas arroladas, ressalvado o disposto no art. 209 deste Cdigo.
  • Slide 15
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 402 CPP: Produzidas as provas, ao final da audincia, o Ministrio Pblico, o querelante e o assistente e, a seguir, o acusado podero requerer diligncias cuja necessidade se origine de circunstncias ou fatos apurados na instruo. Art. 403 CPP: No havendo requerimento de diligncias, ou sendo indeferido, sero oferecidas alegaes finais orais por 20 (vinte) minutos, respectivamente, pela acusao e pela defesa, prorrogveis por mais 10 (dez), proferindo o juiz, a seguir, sentena.
  • Slide 16
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Arquivamento cabe RESE (art 581 I) Oferecimento da denncia ou queixa-crime (art. 396) Rejeitada liminarmente (art. 395) Recebida Defesa apresenta resposta acusao (prazo 10 dias art 396 A) Edital (art. 396 p. nico) Pessoal Citao (art. 396) Hora certa (art. 362) Alega preliminares, apresenta provas e arrola testemunhas (art. 396 A) Juiz pode absolver sumariamente neste momento (art. 397 CPP) No Ouve-se o ofendido (vtima) Testemunhas de acusao e de defesa Peritos (se necessrio) Acareao (se necessrio) Reconhecimento (se necessrio) Interrogatrio do acusado Sem novas diligncias Necessrias novas diligncias Alegaes finais da acusao (orais 20 min) Fim da audincia Realizao da diligncia Alegaes finais da acusao (escrita 5 dias) Alegaes finais da defesa (escrita 5 dias) SentenaSentena Obs.: Art. 403 3 - Memoriais (5 dias) Procedimento sumrio: difere o nmero de testemunhas (art. 532). A audincia tem que ser marcada em at 30 dias (art. 531) Art. 400 - subsidirio Audincia de instruo e julgamento (art. 400) Procedimento Ordinrio (Lei 11.719/08)
  • Slide 17
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 PROCEDIMENTO SUMRIO
  • Slide 18
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Oferecimento da denncia ou queixa (rol com at 5 testemunhas) Recebimento da denncia ou queixa Citao Possibilidade de rejeio da pea acusatria, se presente uma ou mais causas descritas mo art. 395: Inpcia manifesta da inicial (vide art. 41 do CPP); Falta de pressupostos processuais ou condioes da ao; Falta de justa causa para a ao penal Procedimentos em espcie (Sumrio)
  • Slide 19
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Pode o juiz, se entender o caso, absolver o ru sumariamente, de acordo com o art. 397 do CPP: Existncia manifesta de causa excludente da ilicitude; Existncia manifesta de causa excludente da culpabilidade do agente, salvo inimputabilidade; Fato narrado evidentemente no constitui crime (fato manifestante atpico; Se extinta a punibilidade da agente. Continuao - Procedimentos em espcie (Sumrio)
  • Slide 20
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Audincia de instruo, debates e julgamento (audincia una): Tomada de declaraes do ofendido; Oitiva das testemunhas de acusao; Oitiva das testemunhas de defesa; Esclarecimento do(s) perito(s) (desde que requerido pelas partes); Acareaes (se for o caso); Reconhecimento de pessoas e coisas (se for o caso); Interrogatrio do acusado; Alegaes finais debates orais (20 min + 10 min)* Sentena** Continuao - Procedimentos em espcie (Sumrio)
  • Slide 21
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 PROCEDIMENTO SUMARSSIMO Lei 9.099/95 PROCEDIMENTO SUMARSSIMO Lei 9.099/95
  • Slide 22
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Princpios que regem o Rito Sumarssimo: Art. 62 - O processo perante o Juizado Especial orientar-se- pelos critrios da oralidade, informalidade, economia processual e celeridade, objetivando, sempre que possvel, a reparao dos danos sofridos pela vtima e a aplicao de pena no privativa de liberdade.
  • Slide 23
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 61: Consideram-se infraes penais de menor potencial ofensivo, para os efeitos desta Lei, as contravenes penais e os crimes a que a lei comine pena mxima no superior a 2 (dois) anos, cumulada ou no com multa.
  • Slide 24
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Elaborao do Termo Circunstanciado (art. Audincia Preliminar Conciliao ou Aplicao da pena restritiva de direitos (art. 72 a 76) Denncia ou Queixa- Crime (art. 77) Audincia de Instruo e Julgamento (art. 79 a 83) Tentativa de Conciliao ou aplicao de pena restritiva de direitos (caso no tenha ocorrido audincia preliminar) (art. 79) Oportunidade da defesa rebater a acusao oralmente (art.81) Recebimento da Denncia ou Queixa-Crime (art.81) OBS.: do no recebimento da Denncia ou Queixa-Crime cabe apelao e no RESE (art. 82) Oitiva das vtimas e testemunhas (art. 81) No aceito Oferecimento da suspenso condicional do processo (art. 89) Interrogatrio do ru (art. 81) Debates orais (art. 81) Sentena (art. 81) Aceito Suspenso do processo e incio do perodo probatrio (art. 89, 1 a 6) Obs.: O juiz analisa se recebe ou no a denncia ou queixa-crime na Audincia de Instruo e Julgamento Procedimento Sumarssimo (Lei 9099/95)
  • Slide 25
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 69. A autoridade policial que tomar conhecimento da ocorrncia lavrar termo circunstanciado e o encaminhar imediatamente ao Juizado, com o autor do fato e a vtima, providenciando-se as requisies dos exames periciais necessrios.
  • Slide 26
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 72. Na audincia preliminar, presente o representante do Ministrio Pblico, o autor do fato e a vtima e, se possvel, o responsvel civil, acompanhados por seus advogados, o Juiz esclarecer sobre a possibilidade da composio dos danos e da aceitao da proposta de aplicao imediata de pena no privativa de liberdade
  • Slide 27
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 73. A conciliao ser conduzida pelo Juiz ou por conciliador sob sua orientao. Pargrafo nico. Os conciliadores so auxiliares da Justia, recrutados, na forma da lei local, preferentemente entre bacharis em Direito, excludos os que exeram funes na administrao da Justia Criminal.
  • Slide 28
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 74. A composio dos danos civis ser reduzida a escrito e, homologada pelo Juiz mediante sentena irrecorrvel, ter eficcia de ttulo a ser executado no juzo civil competente. Pargrafo nico. Tratando-se de ao penal de iniciativa privada ou de ao penal pblica condicionada representao, o acordo homologado acarreta a renncia ao direito de queixa ou representao.
  • Slide 29
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 75. No obtida a composio dos danos civis, ser dada imediatamente ao ofendido a oportunidade de exercer o direito de representao verbal, que ser reduzida a termo. Pargrafo nico. O no oferecimento da representao na audincia preliminar no implica decadncia do direito, que poder ser exercido no prazo previsto em lei.
  • Slide 30
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 76. Havendo representao ou tratando-se de crime de ao penal pblica incondicionada, no sendo caso de arquivamento, o Ministrio Pblico poder propor a aplicao imediata de pena restritiva de direitos ou multas, a ser especificada na proposta. 4 Acolhendo a proposta do Ministrio Pblico aceita pelo autor da infrao, o Juiz aplicar a pena restritiva de direitos ou multa, que no importar em reincidncia, sendo registrada apenas para impedir novamente o mesmo benefcio no prazo de cinco anos.
  • Slide 31
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 5 Da sentena prevista no pargrafo anterior caber a apelao referida no art. 82 desta Lei. 6 A imposio da sano de que trata o 4 deste artigo no constar de certido de antecedentes criminais, salvo para os fins previstos no mesmo dispositivo, e no ter efeitos civis, cabendo aos interessados propor ao cabvel no juzo cvel.
  • Slide 32
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 77. Na ao penal de iniciativa pblica, quando no houver aplicao de pena, pela ausncia do autor do fato, ou pela no ocorrncia da hiptese prevista no art. 76 desta Lei, o Ministrio Pblico oferecer ao Juiz, de imediato, denncia oral, se no houver necessidade de diligncias imprescindveis. 1 Para o oferecimento da denncia, que ser elaborada com base no termo de ocorrncia referido no art. 69 desta Lei, com dispensa do inqurito policial, prescindir-se- do exame do corpo de delito quando a materialidade do crime estiver aferida por boletim mdico ou prova equivalente.
  • Slide 33
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 2 Se a complexidade ou circunstncias do caso no permitirem a formulao da denncia, o Ministrio Pblico poder requerer ao Juiz o encaminhamento das peas existentes, na forma do pargrafo nico do art. 66 desta Lei. 3 Na ao penal de iniciativa do ofendido poder ser oferecida queixa oral, cabendo ao Juiz verificar se a complexidade e as circunstncias do caso determinam a adoo das providncias previstas no pargrafo nico do art. 66 desta Lei.
  • Slide 34
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 78. Oferecida a denncia ou queixa, ser reduzida a termo, entregando-se cpia ao acusado, que com ela ficar citado e imediatamente cientificado da designao de dia e hora para a audincia de instruo e julgamento, da qual tambm tomaro cincia o Ministrio Pblico, o ofendido, o responsvel civil e seus advogados.
  • Slide 35
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 79. No dia e hora designados para a audincia de instruo e julgamento, se na fase preliminar no tiver havido possibilidade de tentativa de conciliao e de oferecimento de proposta pelo Ministrio Pblico, proceder- se- nos termos dos arts. 72, 73, 74 e 75 desta Lei. Art. 80. Nenhum ato ser adiado, determinando o Juiz, quando imprescindvel, a conduo coercitiva de quem deva comparecer.
  • Slide 36
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 81. Aberta a audincia, ser dada a palavra ao defensor para responder acusao, aps o que o Juiz receber, ou no, a denncia ou queixa; havendo recebimento, sero ouvidas a vtima e as testemunhas de acusao e defesa, interrogando-se a seguir o acusado, se presente, passando-se imediatamente aos debates orais e prolao da sentena. 1 Todas as provas sero produzidas na audincia de instruo e julgamento, podendo o Juiz limitar ou excluir as que considerar excessivas, impertinentes ou protelatrias.
  • Slide 37
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 2 De todo o ocorrido na audincia ser lavrado termo, assinado pelo Juiz e pelas partes, contendo breve resumo dos fatos relevantes ocorridos em audincia e a sentena. 3 A sentena, dispensado o relatrio, mencionar os elementos de convico do Juiz.
  • Slide 38
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Art. 82. Da deciso de rejeio da denncia ou queixa e da sentena caber apelao, que poder ser julgada por turma composta de trs Juzes em exerccio no primeiro grau de jurisdio, reunidos na sede do Juizado. 1 A apelao ser interposta no prazo de dez dias, contados da cincia da sentena pelo Ministrio Pblico, pelo ru e seu defensor, por petio escrita, da qual constaro as razes e o pedido do recorrente. 2 O recorrido ser intimado para oferecer resposta escrita no prazo de dez.
  • Slide 39
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Jecrim Audincia Preliminar (Proposta T. P.) No aceita Aceita OFERECIMENTO Denncia ou Queixa AIJ 4.1 Dp Termo Circustnciado Procedimento Sumarssimo
  • Slide 40
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Recebimento da Denncia ou Queixa crime Inquirio da vtima Inquirio das testemunhas arroladas pela acusao Inquirio das testemunhas arroladas pela defesa 4.24.34.44.5 Procedimentos em espcie (Grfico Rito Sumarssimo)
  • Slide 41
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 Interrogatrio do acusado Debates orais (20 min + 10 min) Sentena definitiva 4.6 4.7 4.8 Continuao - Procedimentos em espcie (Grfico Rito Sumarssimo)
  • Slide 42
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 EXERCCIOS
  • Slide 43
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 1 - Em tema de Justia Penal consensual, no mbito dos juizados especiais criminais previstos na Lei no 9.099/95, assinale o item que corresponde ao instituto da aplicao direta de pena mediante acordo entre as partes: A) conciliao civil com eficcia penal; B) transao penal; C) suspenso condicional do processo; D) suspenso condicional da pena;
  • Slide 44
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 06 2 - Em tema de Juizados Especiais Criminais e suspenso condicional do processo, luz do disposto na Lei n. 9.099/95, presentes os demais requisitos legais, caber suspenso condicional nos crimes em que: A) a pena mxima cominada no exceda a quatro anos; B) a pena mnima cominada no exceda a quatro anos; C) a pena mxima cominada no exceda a um ano; D) a pena mnima cominada no exceda a um ano.