36
1 TGA Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração, Escolas do Pensamento Administrativo, Processos Administrativos, Níveis Organizacionais, Funções Empresariais. UHLMANN, Erwin Alexander. Teoria Geral da Administração. Instituto Siegen. Guarulhos, 2013.

Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

  • Upload
    votuyen

  • View
    223

  • Download
    0

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

1

TGA

Prof. Erwin Alexander Uhlmann

Conceitos de Administração, Escolas do Pensamento Administrativo, Processos

Administrativos, Níveis Organizacionais, Funções Empresariais.

UHLMANN, Erwin Alexander. Teoria Geral da

Administração. Instituto Siegen. Guarulhos, 2013.

Page 2: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

2

Agradecimentos

Agradeço à minha esposa Kátia por entender

minha ausência, meus pais Mirtes e Günter por

terem criado meu caminho, aos meus alunos que

viabilizaram este trabalho e a todos os autores

de livros e bibliotecas que consultei para que

pudesse devidamente embasar este.

Page 3: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

3

Sumário

Introdução ....................................................................................................................... 5

Aula 1 ................................................................................................................................ 6

Pré-requisitos ............................................................................................................... 6

Referências .............................................................................................................. 6

Administração de Sistemas ..............................................................................................7

Análise Sistêmica ......................................................................................................... 9

Compreender o conceito de Administração ................................................................. 13

Cargos, Funções, Competências e Habilidades......................................................... 15

Funções do Administrador ......................................................................................... 17

Exercício ...................................................................................................................... 17

Os dez papéis do Administrador................................................................................ 18

A evolução das escolas do pensamento administrativo .............................................. 19

Teoria Científica .......................................................................................................... 22

Crítica à Teoria Científica ........................................................................................ 23

Lição Aprendida .......................................................................................................... 25

Teoria Clássica ............................................................................................................ 26

Crítica à Teoria Clássica ......................................................................................... 28

Lição Aprendida ......................................................................................................... 28

Teoria Burocrática ..................................................................................................... 29

Críticas à Burocracia .................................................................................................. 30

Lição Aprendida .......................................................................................................... 31

Teoria das Relações Humanas ................................................................................... 32

Teoria Comportamental ............................................................................................ 34

Teoria do Desenvolvimento Organizacional ............................................................ 34

Teoria Neoclássica ..................................................................................................... 34

Page 4: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

4

Administração Por Objetivos (APO) ......................................................................... 34

As atividades do processo administrativo ................................................................... 34

Planejamento ............................................................................................................. 34

Organização ............................................................................................................... 34

Direção ....................................................................................................................... 34

Controle...................................................................................................................... 34

Processo decisório ......................................................................................................... 34

Sistemas de informação ................................................................................................ 34

Funções empresariais .................................................................................................... 34

Marketing ................................................................................................................... 34

Finanças ...................................................................................................................... 34

Contabilidade ............................................................................................................. 35

Produção .................................................................................................................... 35

Logística ..................................................................................................................... 35

Recursos Humanos .................................................................................................... 35

Bibliografia ..................................................................................................................... 36

Figura 1 - Feedback: Sensores de retroalimentação ....................................................... 9

Figura 2 - Macrossistema do mercado ........................................................................... 10

Figura 3 – Organograma do sistema Empresarial ......................................................... 10

Figura 4 - Organograma setorial do sistema de Vendas ............................................... 11

Figura 5 - Pirâmide organizacional ................................................................................. 12

Figura 6 - Habilidades x Nível hierárquico ..................................................................... 16

Page 5: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

5

Introdução

A Teoria Geral da Administração é uma disciplina que demonstra como é a ciência da

administração de organizações por meio de conceitos e a compreensão da evolução

das escolas administrativas, as atividades do processo administrativo dentro das

organizações e as relações entre os níveis organizacionais além do estudo das

funções empresariais básicas.

O objetivo desta disciplina no curso de Sistemas de Informações é ampliar os

conhecimentos organizacionais para que o aluno possa compreender de forma

profunda o funcionamento institucional para a criação de sistemas informatizados

atendendo as funções e as formas administrativas.

Com esta disciplina o aluno poderá desempenhar os papéis administrativos dentro

de uma organização como compreensão dos fatores mercadológicos para tomada

de decisão, funções relacionadas à logística, produção, RH, entre outros e

compreender o que é necessário para a criação de sistemas informatizados para

atender uma empresa.

Viele Spass!

Divirta-se!

Page 6: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

6

Aula 1

Pré-requisitos

Referências

CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente

da moderna administração das organizações – 7ª. ed. ver. e atual.: Rio de Janeiro/RJ,

2003.

FERREIRA, A. B. de H. Dicionário Aurélio Básico da Língua Portuguesa: Editora Nova

Fronteira S/A: Rio de Janeiro/RJ, 1988.

SOUKI, G. Q. e ZAMBALDE, A. L. Fundamentos de Administração e Informática. 2ª.

ed. Centro de Editoração/FAEPE: Lavras/MG, 2007.

UHLMANN, Günter W. Administração: das teorias administrativas à administração

aplicada e contemporânea. FTD. São Paulo, 1997.

Revista Computação Aplicada

(http://revistas.ung.br/index.php/computacaoaplicada)

Revista Terceiro Setor

(http://revistas.ung.br/index.php/terceirosetor)

Page 7: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

7

Administração de Sistemas

Toda organização é qualquer tipo de empreendimento estruturado para atingir um

determinado objetivo. Desta forma podemos entender que uma organização é uma

estrutura, ou seja, um composto de partes organizadas que possuem forma e são

de certa forma estáveis e que existem por um motivo, uma meta, uma finalidade.

Esta finalidade pode ser lucrativa ou não, pode gerar serviços ou bens duráveis ou

não, pertencerem ao governo, à indústria ou ao terceiro setor.

Podem ser citados diversos exemplos:

Um bar é uma organização, ainda que de uma única pessoa, que possui bens e

vende serviços de cocção de alimentos, servir bebidas prontas, o serviço de locação

de mesas para comer ou beber e por isto recebe dividendos que perpetuam o

sistema, ou seja, o permite se manter comprando novos produtos para continuar

servindo.

Uma igreja vende o serviço dar esperança à continuidade da vida aos fiéis. Para isto

recebe para manter os colaboradores, como o padre, e sua estrutura, a edificação.

O SAAE, a SABESP, CEMIG e outras concessionárias de águas, vendem o serviço de

coleta, tratamento e uso da água.

As montadoras de veículos vendem um produto chamado carro e por vezes seus

projetos.

Podemos começar a entender, então, os conceitos de produto e serviço. O primeiro

é tangível, possui forma, pode ser durável como uma casa, semidurável como um

carro ou não durável como um lanche ou o combustível. O serviço, no entanto é

consumido no ato da entrega, não pode ser desfeito nem devolvido, como por

exemplo, o serviço de um dentista, um psicólogo ou um analista de sistemas.

No primeiro setor, o governo, temos a indústria de bens duráveis como os prédios

dos programas para a classe de baixa renda, o serviço de inteligência da ABIN e

outros como o INSS, Saúde Pública e arruamento e calçamento. Este setor

sobrevive pela cobrança de impostos.

Page 8: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

8

No segundo setor, a indústria a gama de produtos e serviços ofertados é

infinitesimal, bens duráveis como pianos, semiduráveis como computadores, não

duráveis como tintas. Os serviços podem variar desde os profissionais até os

eventuais como vendas. Este setor se mantém com o lucro obtido na venda de seus

produtos ou serviços, ou seja, na diferença entre o custo e preço de venda.

No terceiro setor, assim como os outros, temos diversos produtos e serviços,

porém as organizações não objetivam o lucro. Isto não significa que não cobram por

eles, mas não obtém lucro com ele, por exemplo: Ensino, próteses, movimentos

sociais, entre outros. Este setor sobrevive com doações ou o pagamento de taxas

para sua manutenção e o pagamento de seus colaboradores.

Seja qual for o setor, seu objetivo é a perpetuação, assim, toda organização existe

para se manter ou crescer, para tanto é preciso entender quais são os insumos que

irão compor a indústria, seus processos e seus produtos ou serviços dentro de um

sistema que de forma geral é o mercado ou outra indústria ou até mesmo a própria

indústria.

Como cada organização pode ser correlacionada como um sistema, temos então

que todo sistema pertence a outro. Um sistema é um conjunto de componentes

logicamente agrupados e interdependentes, para realização de seus objetivos.

A indústria de software pertence a um sistema que por sua vez pertence a outro

sistema maior que é o mercado de computação que pertence a diversos outros

mercados consumidores da computação, como a indústria de base, de serviços, de

profissionais e outras que consumam os serviços ofertados pela informática.

No corpo humano temos os intestinos que pertencem a outro sistema, o digestivo.

Para que serviria ele se não para fornecer nutrientes para os músculos, numa clara

relação de consumo? Os músculos por sua vez são os responsáveis de trazer o

alimento que sustenta o sistema digestivo. Outros sistemas podem ser agregados

como o sistema sensorial que nos guia ao alimento, o sistema nervoso que nos

permite escolhas e o sistema Humano que é a reunião do todo.

Page 9: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

9

Como é possível notar os sistemas estão logicamente agrupados, o intestino

recolhe nutrientes, o fígado processa e fornece energia para os músculos, etc.,

sendo interdependentes, pois ao remover uma das partes o conjunto deixa de

funcionar adequadamente, sem coração o sangue que carrega o oxigênio e os

nutrientes deixa de fluir e o sistema para e cumpre um objetivo, trabalhar, estudar,

comer, contemplar, etc.

De forma a compreendermos, didaticamente, dividimos os sistemas em abertos e

fechados. Um sistema fechado independe totalmente de qualquer outro elemento

para seu funcionamento, seria um sistema perpétuo, impossível. Um sistema aberto

constitui a realidade em que um depende e pertence a outro maior.

Assim como no corpo humano, cada órgão é um departamento e em nós os

sentidos nos alertam para saber se as coisas estão indo bem. Somos sensíveis em

todos os pontos do corpo. Numa empresa, numa máquina, num software, podemos

ou até devemos elaborar mecanismos que informem como anda o funcionamento

das partes e sua produção. A isto se dá o nome de feedback, conforme a figura 1.

Análise Sistêmica

Para compreendermos o sistema organizacional é preciso conhecer as partes

diretamente relacionadas. Vejamos a análise sistema de uma organização exemplo:

Entrada: Insumos

Dados Recursos

Processo Saída:

Produto | Serviço

Feedback: Sensores de retroalimentação

Figura 1 - Feedback: Sensores de retroalimentação

Page 10: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

10

Figura 2 - Macrossistema do mercado

Figura 3 – Organograma do sistema Empresarial

Sistema Empresa

Concorrentes

Clientes

Fornecedores

Governo (leis)

Bancos

Diretoria

Vendas Produção Finanças

TI

Page 11: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

11

Figura 4 - Organograma setorial do sistema de Vendas

As empresas, classicamente, podem ser definidas como capital e mão de obra,

sendo o primeiro definido como maquinário, prédio, matéria prima e demais

tangíveis e o segundo, a mão de obra, todas as pessoas que irão operar na

organização. Estas pessoas ocupam cargos que possuem funções,

responsabilidades e devem se comunicar conforme a estrutura organizacional

definida, ou seja, a organização formal. Organizações informais podem surgir de

diversas maneiras, mesmo em times de futebol dos amigos, pequenas empresas em

que as pessoas se juntam e desenvolvem métodos próprios de trabalho. Não existe

regra própria para o desenvolvimento da estrutura organizacional.

De forma geral o que se tem são os níveis organizacionais, sendo:

Gerente

Vendedores externos

Vendedores internos

Pós vendas

Secretária

Page 12: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

12

Figura 5 - Pirâmide organizacional

Estratégico: É o nível mais alto, o que se comunica com o meio ambiente, determina

e delineia os sistemas internos, norteia a organização e planeja ações futuras. De

forma geral responde questões do tipo “O que...”;

Tático: Coordena e integra as atividades definidas pelo nível estratégico e definem o

que o operacional deve realizar. De forma geral responde questões do tipo

“Como...”;

Operacional: É o nível de execução definido pelo tático. Este nível responde aos

outros níveis, porém diretamente o tático. De forma geral responde questões do

tipo “Onde...”, “Quando...”, “Quem...” ou “Quanto...”.

Estes níveis se relacionam pela comunicação. Ela é vital para a correta execução das

tarefas e do feedback. Você pode delegar tarefas, mas não responsabilidades e

saber o que deve ser feito com correição e à quem responder pode determinar se a

coisa será feita de forma correta ou se é a coisa certa a fazer.

Seguindo o preceito Mercado, Mente e Mãos, para pôr em prática os conceitos

aprendidos, vamos realizar os conhecimentos adquiridos.

O quê, no mercado, pode ser feito com que aprendemos?

Estratégico

Tático

Operacional

Page 13: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

13

Escolha uma instituição, e desenhe seu organograma, defina quais são seus níveis

organizacionais, e em formato de fluxograma, determine as relações sistêmicas

dela.

Responda as questões:

1. Qual é a organização?

2. Qual seu mercado de trabalho?

3. Quais são seus concorrentes, fornecedores, clientes e leis (Normas de ABNT,

CAU, SBC, ANVISA, etc.) que ela deve atender?

4. Em formato de fluxograma defina as relações sistêmicas da organização e

seus subsistemas.

5. Quais são as organizações formais (desenho) e informais da organização?

6. Quais são os níveis da organização?

7. Quais são as autoridades e responsabilidades de seus cargos?

Faça em trios.

Compreender o conceito de Administração

Administração, etimologicamente, vem do latim ad (direção) e minister

(obediência), sendo assim, a forma com que se faz as outros realizarem tarefas.

Existem diversas formas e autores que definem administração de diversas maneiras,

como segue:

Segundo CHIAVENATO (2003) significa aquele que realiza uma função sob comando

de outra pessoa, isto, presta serviço a outro, ainda segundo este autor, é também

considerado o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar recursos para

obtenção de um objetivo organizacional.

FERREIRA (1988) considera que administração é a ação de administrar. Gestão de

negócios públicos ou particulares. Governo, regência. Conjunto de princípios,

normas e funções que têm por fim ordenar os fatores de produção e controlar sua

produtividade e eficiência, para se obter determinado resultado.

Page 14: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

14

Administrar é o ato de trabalhar com e por meio de pessoas para realizar os

objetivos tanto da organização quanto de seus membros (FERREIRA, 1988). No

entanto, existem vários autores que conceituaram administração, conforme segue:

Para FOLLET apud CHIAVENATO (2003), Administração é “A arte de se conseguir

que as pessoas façam as coisas”, já para CHIAVENATO (2003), Administração é “A

condução racional das atividades de uma organização, seja ela lucrativa ou não”,

FAYOL apud CHIAVENATO (2003) define como “A atividade de prever, organizar,

comandar, coordenar e controlar” Procura-se aqui a definição de administração

desde a estrutura, sua lógica de funcionamento e as pessoas, que para a Visão das

Teorias Comportamentais define Administração como “Alcançar objetivos através

das pessoas e com as pessoas”. (CHIAVENATO 2003). Entende-se essa definição

como a mais abrangente, pois engloba as demais. São as pessoas que constituem as

organizações e quando falamos em condução racional estamos falando em conduzir

pessoas de forma racional. Estas pessoas irão operacionalizar os ativos, as máquinas

e os equipamentos; elas irão lidar com os clientes e demais elementos do sistema

maior no qual se insere a empresa.

O administrador lida e se confronta com dilemas entre necessidades humanas e

organizacionais face aos seus interesses conflitantes, age, portanto como mediador

no afã de atingir os objetivos da organização, do sistema pelo qual responde.

Para correlacionarmos com a informática, SOUKI e ZAMBALDE (2007) definem que

os sistemas de informação podem ser definidos como um conjunto inter-

relacionado de componentes (hardware, software e pessoas) trabalhando para

coletar, armazenar e processar dados, com o objetivo de gerar, analisar e distribuir

informações úteis para controlar, coordenar e dar suporte às decisões, tanto em

nível de organizações quanto de cadeias produtivas, assim sendo, podemos adaptar

as teorias administrativas para explicar os componentes de um sistema de

informações.

A administração, por sua vez, não é passível de se definir como uma ciência exata,

por lidar com pessoas, não é arte, pois possui regras, é uma profissão

regulamentada, porém aplicável a qualquer ramo de atividade. O que é interessante

Page 15: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

15

é a afirmação de Theodore Leavitt “Podemos ensinar sobre Administração, mas

não podemos ensinar Administração” e de Stephen P. Robbins “Não podemos

treinar as pessoas para administrar; podemos somente educa-las a pensar como

administradores”, com isto é possível concluir que a administração é complexa,

variável e imprevisível, mas pode mensurar, indicar resultados mensuráveis e

realizar coisas que em grupo, ou melhor dizendo, administradas, são mais

facilmente exequíveis.

Na administração, podemos fazer uma

analogia simplificada com um

formigueiro. Nem todas formiga

podem realizar todas as tarefas. A

subdivisão as especializou e as tornou

melhores no que fazem e outras

realizam tarefas que são melhor

adaptadas, mas todas para o bem

comum do formigueiro e não para a

formiga.

Na Grécia antiga, desenvolveu-se o conceito do bem comum que se prevalece ao

direito individual. Quem define, então, qual casa deve ser demolida para que uma

rua seja aberta? Por que aquela casa?

Cargos, Funções, Competências e Habilidades

A representação de uma organização pode ocorrer de diversas formas, o modelo

piramidal é o mais simples e conhecido. Nele podemos destacar algumas

incumbências e e habilidades específicas, que são:

Técnica;

Humana;

Conceitual.

A habilidade técnica é aquela em que o indivíduo tem a capacidade de uso, de

pragmatizar, concretizar conhecimentos específicos em alguma especialidade da

Page 16: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

16

organização. Um piloto de avião deve ter conhecimento e habilidade técnica para

pilotar um avião ou um programador deve conhecer sintaxes de linguagem de

programação e engenharia de software para criar um programa.

A habilidade humana é a capacidade de lidar, de se relacionar com as pessoas.

Como a administração é alcançar objetivos através e com pessoas, esta habilidade é

primordial para uma administração eficaz.

A habilidade conceitual é a capacidade do administrador de compreender a

administração, transformar os fatos em teorias, correlacionar dados, traçar planos

estratégicos, coordenar, integrar e entender a organização como um sistema.

Dentro da estratigrafia administrativa piramidal de uma organização, as habilidades

podem variar conforme o nível hierárquico, veja Figura 6.

Figura 6 - Habilidades x Nível hierárquico

Isto se deve ao fato de que numa administração de 1ª linha, num nível mais próximo

do operacional, não é preciso conhecer muitos conceitos ou conceituar os

conhecimentos. A capacidade de lidar com as pessoas do operacional é mais

importante e saber como realizar, a habilidade técnica se torna fundamental.

Por que isto ocorre nos demais níveis?

Como você faria para melhorar o desempenho administrativo em cada nível?

Conceitual; 50

Humana; 40

Técnica; 10

0

20

40

60

80

100

120

Adm. de 1ª linha Adm. Intermediária Alta administração

Inte

nsi

dad

e p

or

tip

o d

e h

abili

dad

e

Nível Hierárquico

Habilidades x Nível Hierárquico

Page 17: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

17

Quais relatórios você produziria para cada nível hierárquico?

Funções do Administrador

Vamos pensar num administrador. O que ele deve fazer?

Fazer com que pessoas realizarem ações (metas, direção, objetivos) de forma

planejada, organizada e para saber se as coisas estão indo bem, controle!

Então vamos entender cada parte:

Planejar: Criar um plano, planta, diretriz ou linha de trabalho, mas deve-se pensar

que ao se planejar uma ação, ela não deve ser feita de para atender esta situação.

Deve atender à todas situações semelhantes, ou seja, é preciso pensar em um

método para que seja possível repetir a ação com o mesmo projeto.

Administrar é realizar bem uma única vez!

Organizar: Para realizar uma determinada tarefa é preciso contar com recursos,

sejam eles financeiros, materiais ou humanos. O administrador então deve alocar os

recursos de forma combinada e distribuída de forma a otimizar tanto os recursos

como o processo.

Dirigir: O administrador deve cuidar para que os recursos sigam no cumprimento do

objetivo, da meta, do objetivo.

Controlar: Feedback, verificação de os atos realizados estão de acordo com o plano,

o objetivo estabelecido.

Exercício

Faça um resumo, uma simples explicação sobre:

1. O que é um processo, um sistema e uma organização?

2. O que é administrar?

3. O que são habilidades técnicas, humanas e conceituais? Exemplifique com

casos hipotéticos e reais.

4. Quais são as funções de um administrador? Defina-as e exemplifique-as.

Page 18: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

18

5. Quais são os papéis do Administrador? Defina por categoria, o papel numa

organização, suas atividades e informações típicas. Exemplifique.

Os dez papéis do Administrador

Numa organização, cada cargo e pessoa podem tender a um tipo de papel

considerando sua personalidade, cargo e função, como um vendedor que deve

saber lidar com pessoas, ter capacidades interpessoais de administrar, um contador

com capacidades informacionais ou um diretor com papéis decisórios, veja:

Tabela 1 - Os papéis do Administrador

Categoria Papel Atividade Tipo de

Informação

Interpessoal

Representação

Representa a organização, realiza

cerimônias, assina documentos,

atende e acompanha visitante e

clientes. Evangelizadores,

vendedores.

Regras de

conduta Liderança

Dirige, estipula metas, treina,

comunica ordens e fatos com

subordinados e superiores.

Líderes de produção.

Ligação

Mantém redes de comunicação

dentro e fora da organização, usa

malotes, telefones, e-mails e

reuniões. Gerentes e

supervisores.

Informacional

Monitoração

Manda e recebe informações,

verifica desempenho. Gerentes e

estoquistas. Dados,

documentos

e números Disseminação

Gera, envia e distribui

informações, relatórios para

membros de outras

Page 19: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

19

organizações.(RI)

Porta voz Emite as posições oficiais da

organização para a sociedade. RI.

Decisorial

Empreende

Inicia projetos, identifica

oportunidades de crescimento, de

mercado, de novos serviços ou

produtos a serem oferecidos,

calcula e assume os riscos e

delega funções

Relatórios,

gráficos e

balanços

Resolve

conflitos

Toma ações corretivas em

disputas ou crises pessoais,

funcionais ou até mesmo

processuais ou sistêmicas e

adapta o grupo a novos projetos e

mudanças

Alocação de

recursos

Compreende os talentos, aloca

recursos financeiros, materiais e

humanos ao estabelecer as

prioridades conforme diretrizes

organizacionais

Negociação

Representa a organização em

sindicatos, compras, vendas,

processos judiciais ou em fusões,

incorporações e negociações

A evolução das escolas do pensamento

administrativo

A administração é uma ciência que precisa atender às demandas e pressões sociais.

Page 20: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

20

Os primeiros processos produtivos começaram com os artesãos que produziam

seus produtos de forma simples e seriada, como um marceneiro que talha uma

mesa de madeira. Mesmo que sua encomenda fossem 10 iguais, elas seriam

diferentes nos detalhes.

A administração adaptou-se ao sistema, a sociedade e às técnicas da época para

criar meios de produção que trouxessem maior economia de tempo, partindo para

organizações especializadas, burocráticas e chagando até à formas que permitam

decisões no caos. Veja na Tabela 2:

Tabela 2 - Evolução do pensamento sistêmico

Ênfase Teoria Administrativa Principais enfoques

Tarefas Adm. Científica (1903) Racionalização do

trabalho no nível

operacional

Estrutura Teoria Clássica e

Neoclássica (1916)

Organização formal;

Princípios gerais da Adm.

Funções do administrador

Teoria Burocrática (1909) Organização formal;

Racionalização,

rastreabilidade das

tarefas, previsões e

decisões por papéis.

Teoria Estruturalista

(1947)

Múltipla abordagem;

Organização Formal e

Informal;

Análise intra e

interorganizacional.

Matriz e Filial cooperam,

contratações conforme

demanda, realocação de

recursos.

Page 21: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

21

Pessoas Teoria das relações

humanas (1932)

Organização

informal(formal para org.

informal dentro dela);

Motivação, liderança,

trabalho em grupos

pequenos.

Teoria do

comportamento

organizacional(1957)

Alinhamento entre os

objetivos organizacionais

e individuais.

Desenvolvimento

Organizacional(1962)

Mudanças planejadas;

Abordagem de sistemas

abertos.

Produção por terceiros,

abertura de projetos

fragmentados, matriz,

filial, terceirização,

parcerias.

Ambiente Teoria Estruturalista

(1947)

Análise do ambiente,

mercado, concorrentes,

clientes e funcionários.

Parcerias, fusões e

disrupções.

Tecnologia Teoria da Contingência

(1972)

Imperativo ambiental;

Sistemas abertos,

integração, generalização

e especialização;

Competitividade Novas abordagens na

Adm.(1990)

Caos e complexidade;

Aprendizagem, P&D,

Capital humano.

A administração teve seu desenvolvimento de forma lenta, assim como o progresso

da indústria até o séc. XIX, no entanto após a revolução industrial no séc. XVIII e XIX

Page 22: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

22

o ritmo acelerou até que no séc. XX algumas novas teorias que se adaptavam

melhor ao novo ambiente.

A igreja surgiu como o poder controlador da sociedade e estabeleceu o conceito de

poder coercitivo, a implantação das crenças e do simbolismo, enquanto o

militarismo com as noções de divisão, controle, padronização e hierarquia.

Neste tempo surgiu a revolução industrial (1780-1860) com sua primeira onda

caracterizada pelo carvão e ferro. Na segunda onda (1860 – 1914), caracterizada

pelo aço e pela eletricidade, a terceira onda (1914 – 1950) pela eletricidade e

química, e a quarta onda caracterizada pela Tecnologia e a Informação. Qual será a

próxima onda?

Os economistas liberais influenciaram a administração, como Adam Smith (1723 –

1790) criador da lei da oferta e da procura, que visualizava a necessidade de

especialização dos funcionários e a racionalização da produção com a divisão do

trabalho.

Karl Marx (1818 – 1883) e Friederich Engel (1820 – 1895), que desenvolveram o

movimento do socialismo e do sindicalismo. Todo trabalhador é importante e o

Estado deveria prover os frutos do desenvolvimento de forma igualitária.

Juntamente com os economistas e o avança da tecnologia, no início do século XX,

as características da sociedade eram o livre comércio, Mercados apenas vendedores

se tornaram também compradores, além do rápido desenvolvimento tecnológico e

o crescimento das organizações.

Para compreendermos como se adaptar, vamos estudar as teorias administrativas.

Teoria Científica

Teoria da Administração Científica ou Taylorismo é um sistema de organização

industrial criado pelo Engenheiro Mecânico e Economista Estadunidense Frederick

Winslow Taylor (1856 – 1915) que se caracterizava:

Organização racional do trabalho pelo estudo dos tempos e movimentos; e

Page 23: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

23

Divisão do trabalho.

A partir destes estudos, Taylor comprovou que a mão de obra, até então

desqualificada, deveria ser treinada e especializada em funções específicas na

produção dos objetivos, pois com a repetição dos movimentos e em apenas um

ponto da produção, o tempo se reduzia e era possível produzir mais em um prazo

menor, além de aumentar a qualidade.

Esta teoria possui quatro princípios fundamentais desenvolvidos por Taylor:

Planejamento: A produção deixa de ser tratada como projeto, como elementos

individuais e improvisados, ou seja, com soluções procuradas para a solução dos

problemas surgidos durante os processos que passaram a serem planejados antes

do início das atividades antes do início das atividades, prototipados e testados;

Qualificação: Seleciona os trabalhadores pelo estudo das tarefas, tempos e

movimentos e pela Lei da Fadiga abordado por Gilbreth;

Controle: Verifica se o trabalho está sendo executado conforme o método de

produção, o projeto e nas quantidades previstas;

Execução: Alocar equipamentos, insumos e responsabilidades de forma disciplinada

e precisa.

Crítica à Teoria Científica

Mecanicista: O Homem como máquina e não como humano;

Especialista: O operário conhece apenas sua função e não sabe as

consequências de seus erros e acertos no processo como um todo o que

impede melhorias;

Atomista: Com o conceito de homem como máquina, esquece-se da

importância dos grupos informais e das relações humanas, o trabalho apenas

como objetivo;

Ausência de comprovação: Apesar de ser científica, esta teoria, como previa

a melhoria dos processos, realizava melhorias baseadas na observação e não

em métodos comprobatórios;

Page 24: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

24

Sistema fechado: Taylor acreditava e lidava com a indústria como um

sistema independente do mercado ou outros fatore externos como leis,

economia, concorrentes.

Para o estudo dos movimentos, Frank Gilbreth, Engenheiro que acompanhava

Taylor no estudo dos movimentos humanos para melhorias, estudou a

decomposição dos movimentos elementares que compõem qualquer tarefa, que

são:

1. Procurar;

2. Escolher;

3. Pegar;

4. Transportar cheio;

5. Transportar Vazio;

6. Preposicionar (preparar para posicionar);

7. Posicionar;

8. Unir (ligar ou anotar);

9. Separar;

10. Soltar carga;

11. Utilizar;

12. Inspecionar;

13. Segurar;

14. Esperar inevitavelmente;

15. Esperar quando evitável;

16. Repousar;

17. Planejar.

Fordismo

Henry Ford (1863 – 1947), fundador da Ford Motors desenvolveu o sistema

produtivo de montagem de carros conhecido como fordismo. Este sistema consiste

em uma linha de produção em uma esteira em que os produtos passam e os

operários ficam parados realizando operações específicas, como acoplamentos,

Page 25: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

25

pintura, aparafusamento, etc. Isto significou uma redução de 9h para se produzir

um carro para apenas 98min.

O fordismo tinha por objetivo a redução dos custos e do tempo de produção,

porém, nos anos 1980, ele foi gradativamente substituído pelo Toyotismo que

focava na qualidade da produção, redução dos estoques e na produção enxuta.

Lição Aprendida

O trabalho especializado permite a melhoria da qualidade e o ganho em escala dos

produtos e na velocidade de produção.

Num sistema de informação é preciso coletar todas as partes envolvidas e seus

dados, números, resultados e demais itens relacionados à produção para que seus

supervisores, gerentes ou diretores possam determinar como racionalizar o

trabalho, estabelecer novas formas de produção, melhorar a qualidade, diminuir o

tempo ou outros fatores que ajudem a organização melhorar seus produtos e

aumentar seu lucro.

Page 26: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

26

Teoria Clássica

Diferente da Teoria Científica, que se preocupava com a produção, a Clássica visava

a organização da estrutura empresarial, a gerência. Henry Fayol (1841 – 1925),

engenheiro francês, propôs os quatorze princípios administrativos, sendo:

1. Funções administrativas: Sincronizam as demais funções.

1.1. Prever: Planejar as ações futuras;

1.2. Organizar: alocar adequadamente os recursos materiais e humanos;

1.3. Comandar: informar, orientar as pessoas com relação à suas tarefas;

1.4. Coordenar: Estipular ordem, sequencia das ações;

1.5. Controlar: verificar que o produzido está de acordo com o planejado.

2. Funções Técnicas: Como se deve ser feito o produto ou serviço. Engenharia.

3. Funções comerciais: Compra, venda, permuta, negociação de recursos.

4. Funções financeiras: Gerência de capitais e decisões de investimentos.

5. Funções de segurança: Proteção das pessoas e dos bens da organização.

6. Funções contábeis: Estipular custos, salários, precificação, impostos, etc.

Princípios Descrição

Divisão do trabalho Designação de tarefas específicas para cada

pessoa, resultando na especialização das

funções e separação dos poderes.

Autoridade e Responsabilidade É o direito legítimo de exercer poder dentro da

organização para obter a obediência do

Page 27: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

27

trabalhador. Está intimamente relacionada à

responsabilidade que é o dever de prestar

contas pelo uso da autoridade. Caminham juntas

e uma sem a outra levam ao fracasso gerencial.

Disciplina Necessidade de estabelecer normas de conduta

de trabalho para todos os funcionários. A

ausência de disciplina joga a organização no

caos.

Unidade de comando O trabalhador deve receber ordens de apenas

um superior.

Unidade de direção Deve existir um só chefe e um só programa que

visa o mesmo objetivo ou resultado.

Prevalência dos interesses gerais ou

subordinação do Indivíduo

Os interesses gerais devem prevalecer sobre os

interesses individuais.

Remuneração Deve ser suficiente para garantir a satisfação dos

funcionários e da organização.

Centralização A importância dos subordinados é reduzida à

medida que o poder organizacional e a

responsabilidade pela tomada de decisões se

concentram nas mãos dos gerentes.

Hierarquia ou Cadeia Escalar Defesa incondicional da estrutura hierárquica, de

cima para baixo nas organizações.

Ordem Deve ser mantida em toda a organização,

preservando um lugar para cada pessoa e cada

coisa em seu lugar.

Equidade A justiça deve prevalecer no ambiente de

trabalho, justificando a lealdade e a devoção dos

funcionários à empresa.

Estabilidade de pessoal Manutenção da equipe como forma de

promover seu desenvolvimento.

Iniciativa Capacidade de criar situações e ações que

facilitem a execução das tarefas.

Espírito de equipe A empresa deve promover a harmonia e os

interesses em comum, que resultam em boas

Page 28: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

28

relações entre os funcionários.

Crítica à Teoria Clássica

Ver a empresa de forma simplificada e minimalista ou reducionista;

Concepção teórica e não experimental;

Administração extremamente racional;

A empresa funciona como uma máquina e não como organismo (! –

Organização!);

A organização (ou empresa – máquina) como sistema funcional fechado.

Lição Aprendida

Assim como uma máquina e na Teoria Científica com a especialização, a Teoria

Clássica especializou a organização, dividiu em departamentos para melhorar o

desempenho da organização como um todo e não só a produção. Sua preocupação

com a empresa e não com o ambiente tende a fechar o sistema e ignorar os

concorrentes, clientes, funcionários e governo.

Nem todo funcionário está ligado à produção e é necessário um regente para

“sincronizar” as informações. As informações devem ser separadas por

departamentos, assim como é fisicamente.

Para compreendermos os departamentos, suas funções e o sistema de

departamentalização, precisamos entender que entender quais informações veem

de quem e quais devem ser enviadas à quem.

Page 29: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

29

Teoria Burocrática

Max Weber (1864-1920), sociólogo alemão criou a teoria das relações burocráticas,

ou seja, uma referência crítica e pejorativa aos escritórios (do francês bureaus),

repartições publicas e suas regras (do grego kratos). Este modelo se baseia na

impessoalidade, autoridade e a obediência aos meios de administração.

Weber propôs sua teoria para reagir à crueldade do modelo científico e clássico que

viam as pessoas e as organizações como máquinas, e o nepotismo e a concentração

de poderes e seus julgamentos parcialistas e tendenciosos.

Com o aparecimento da autoridade, surgiram os poderes legais, definidos pela

hierarquia herdada da teoria clássica. Os tipos de poderes podem ser

principalmente:

Legítimo ou legal: Aquele que seu detentor o tem por direitos legais como eleição,

atribuição ao cargo ou função, ou ainda por definição e os governados aceitam o

governante;

Referência: Quando seu detentor conhece um assunto a ponto de ser fonte de

consulta de referência, conselheiro; mas não tem poder de decisão;

Coercitivo: Quando seu detentor impele, impõe pela força, intimidação, chantagem

ou qualquer forma que obrigue o outro a realizar o que se deseja; no entanto, ele

tende a se esgotar quando sessa-se a fonte de obrigação do compelido e

geralmente não visível, burocratizável e incorre em assédio ou outras formas ilegais;

A Teoria Burocrática, de forma geral, é regida por fontes como a econômica, o

trabalho ou tempo. No campo econômico, os documentos devem demonstrar que

determinado processo, produto, funcionário ou outro recurso é ou irá trazer

economia à organização, aumentar seu lucro ou reduzir a contribuição tributária. Na

questão do trabalho, como superioridade técnica ou meios de comprovação de

resultados futuros. E na questão do tempo, realizar algo com menos esforço ou

mais rápido.

As características da Burocracia são:

Page 30: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

30

Atendimento às normas, leis ou regras;

Formalização da comunicação;

Racionalização da divisão do trabalho;

Relacionamentos impessoais. O trabalho flui por cargos e funções e não por

pessoas;

Hierarquia de autoridade e responsabilidade;

Estabelecimento de padrões e rotinas normais (normalizadas) de trabalho;

Meritocracia, ou progressão por atendimento às regras;

Profissionalização do administrador com a separação entre o dono e o

diretor;

Previsibilidade, com o estabelecimento dos padrões e das regras.

A teoria de Weber indica uma estrutura formal e previsível, para tanto o

planejamento das ações por meio de documentos e a rastreabilidade funcional

torna a organização eficiente, eficaz e efetiva, no entanto, para os fatores

imprevisíveis, a organização se torna lenta, extremamente formal e “engessada”.

Para seu autor, no entanto, filosoficamente, os itens imprevisíveis não forma

devidamente planejados.

O próprio criador da teoria enxergou uma fraqueza em sua teoria, que consiste no

confronto entre as organizações. Como os funcionários tender a se preocupar mais

com o atendimento às regras, se fecham na organização e se distanciam dos

clientes e isto leva às organizações, em qualquer tipo de relação a querer atender

apenas as próprias regras e não aceitar as externas.

Críticas à Burocracia

Internalização das regras que tornam seu atendimento aos meios mais

importante que os fins;

Papelório excessivo;

Resistência a mudanças;

Desumanização, despersonalização, desapego e funcionários conhecidos

pelo nome e cargo como sobrenome;

Page 31: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

31

Exibição de poderes e autoridade;

Dificuldade de atendimento dos clientes em detrimento ao atendimento às

regras;

Desconsideração às soluções informais e a variabilidade humana.

Lição Aprendida

Para ser previsível é preciso ser documentado...

Page 32: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

32

Teoria das Relações Humanas

George Elton Mayo (1880 – 1948), australiano formado em antropologia e medicina,

professor universitário, concentrava sua linha de pesquisa nas relações

interpessoais dos trabalhos e seus efeitos na produtividade e que os métodos de

produção evoluíram de forma defasada aos métodos de trabalho e a evolução

social.

Mayo acreditava no foco nas pessoas, se contrapondo às ideias da Teoria Clássica,

que via a empresa como máquina, as pessoas é que faziam com que as oisas

aconteciam. Para comprovar tais fatos, ele realizou a experiência de Hawthorne.

Hawthorne, um bairro americano da cidade de Chicago, abrigou a Western Eletric

Company. Ele deu nome à experiência liderada por Mayo que realizou nesta

empresa entre os anos de 1927 à 1932 e consistia na busca das variáveis que

poderiam influenciar positivamente ou negativamente a produtividade.

Este professor australiano tinha por objetivo testar como os fatores ambientais

poderiam afetar a produtividade, alterando a iluminação na linha de produção.

Numa segunda fase, ele criou um grupo separado chamado de grupo de controle.

Este grupo permaneceria inalterado em suas condições ambientais. Em seguida

outro grupo foi destacado para realização das provas em salas separadas. Este

grupo teve diferenciação de pagamento pelas atividades realizadas, criação de

intervalos de 5min. de manhã e de tarde para descanso, depois aumentou para 10

min. três intervalos de 5min. de manhã e de tarde, condensação para 10 minutos,

saída mais cedo e a compensação de carga horária para semana de 5 dias e sábado

livre.

Na terceira fase, ele realizou entrevistas com os operários para entender suas

necessidades. E na quarta fase, a análise da organização informal do grupo.

Os resultados obtidos foram:

1. Quanto maior a integração do grupo informal maior a produtividade;

Page 33: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

33

2. As reações das pessoas em grupos não é individualizada ou tende a ser

diferente quando em grupo;

3. Os operários abrem mão de parte do salário e do trabalho (trabalhar menos

e ganhar menos) e garantir que as relações informais sejam preservadas;

4. Em contraposição às organizações formais da Teoria Clássica, os grupos

informais se organizam;

5. O cargo e a função exercida tem influência direta sobre a disposição para o

trabalho;

6. As emoções são consideradas como aspectos importantes e merecem

atenção especial.

Page 34: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

34

Teoria Comportamental

Teoria do Desenvolvimento Organizacional

Teoria Neoclássica

Administração Por Objetivos (APO)

As atividades do processo administrativo

Planejamento

Organização

Direção

Controle

Processo decisório

Sistemas de informação

Funções empresariais

Marketing

Finanças

Page 35: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

35

Contabilidade

Produção

Logística

Recursos Humanos

Page 36: Prof. Erwin Alexander Uhlmann Conceitos de Administração ...institutosiegen.com.br/documentos/euhl.13811676524250.pdf · administração de organizações por meio de conceitos

36

Bibliografia

GABRIEL, Martha. SEM e SEO: dominando o marketing de busca. Ed. NOVATEC. São

Paulo, 2009.

DEITEL, H. M. XML, como programar. Ed. Bookman. Porto Alegre, 2003.

SILVA, Maurício Samy. Fundamentos da SVG. Ed. Novatec. São Paulo, 2012.

ERL, Thomas. SOA: Princípios do design de serviço. Ed. Perason Prentice Hall. São

Paulo, 2009.

PRESSMAN, Roger S. LOWE, David. Engenharia Web. Ed. LTC. Rio de Janeiro, 2009.

CYBIS, Walter. Ergonomia e Usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. Ed.

Novatec. São Paulo, 2007.

Revista.br (http://www.cgi.br/publicacoes/revista/)

Revista Computação Aplicada

(http://revistas.ung.br/index.php/computacaoaplicada)