Click here to load reader

Prova - Técnico Industrial - Química - Tipo 1

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Prova - Técnico Industrial - Química - Tipo 1

  • Estado de Alagoas

    COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS

    CONCURSO PBLICO

    N. do doc. de identificao (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

    Voc confia no resultado!

    Alagoas, 6 de abril de 2014.

    Com

    panhia

    de

    Saneam

    ento

    de

    Ala

    goas

    C

    ASA

    L

    CADERNO DE QUESTES

    1. Este Caderno de Questes somente dever ser aberto quando for autorizado pelo Fiscal. 2. Antes de iniciar a prova, confira se o tipo da prova do Caderno de Questes o mesmo da etiqueta da banca

    e da Folha de Respostas de questes objetivas.

    3. Ao ser autorizado o incio da prova, verifique se a numerao das questes e a paginao esto corretas. Verifique tambm se contm 60 (sessenta) questes objetivas com 5 (cinco) alternativas cada. Caso contrrio,

    comunique imediatamente ao Fiscal.

    4. O tempo disponvel para esta prova de trs horas. Faa-a com tranquilidade, mas controle seu tempo. Esse tempo inclui a marcao da Folha de Respostas de questes objetivas.

    5. Voc somente poder sair em definitivo do Local de Prova depois de decorridas trs horas do incio da aplicao.

    6. Na Folha de Respostas de questes objetivas, confira seu nome, nmero do seu documento de identificao, Tipo de prova e cargo escolhido.

    7. Em hiptese alguma lhe ser concedida outra Folha de Respostas de questes objetivas. 8. Preencha a Folha de Respostas de questes objetivas utilizando caneta esferogrfica de tinta azul ou preta. Na

    Folha de Respostas de questes objetivas, preencha completamente o crculo correspondente alternativa

    escolhida, conforme modelo:

    9. Ser atribudo o valor ZERO questo que contenha na Folha de Respostas de questes objetivas: dupla marcao, marcao rasurada, emendada ou com X, no preenchida totalmente ou que no tenha sido

    transcrita.

    10. A correo da prova objetiva ser efetuada de forma eletrnica, considerando-se apenas o contedo da Folha de Respostas de questes objetivas.

    11. Caso a Comisso julgue uma questo como sendo nula, os pontos sero atribudos a todos os candidatos. 12. No ser permitida qualquer espcie de consulta. 13. Ao terminar a prova, devolva ao Fiscal de Sala este Caderno de Questes, juntamente com a Folha de

    Respostas de questes objetivas, e assine a Lista de Presena.

    14. Na sala que apresentar apenas 1 (um) Fiscal, os 3 (trs) ltimos candidatos somente podero ausentar-se da sala juntos, aps a assinatura da Ata de Encerramento de provas.

    15. Assine neste Caderno de Questes e coloque o nmero do seu documento de identificao (RG, CNH etc.).

    Boa Prova!

    INSTRUES GERAIS

    Provas de Portugus, Raciocnio Lgico,

    Fundamentos da Administrao Pblica e Conhecimentos Especficos

    PROVA TIPO

    1

    2014

    TCNICO INDUSTRIAL - QUMICA

    Cargo Nvel Mdio:

  • Mdio TCNICO INDUSTRIAL QUMICA

    Prova Tipo 1 06 ABR 2014

    COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS Concurso Pblico 2014

    Voc confia no Resultado!

    1

    PORTUGUS

    A questo 1 refere-se ao texto abaixo.

    1. A orao entre vrgulas classificada como A) subordinada adverbial consecutiva.

    B) coordenada sindtica explicativa.

    C) coordenada sindtica conclusiva.

    D) subordinada adjetiva explicativa.

    E) subordinada adverbial causal.

    A questo 2 refere-se ao texto abaixo.

    A vacina brasileira contra a Aids

    Encontrar uma vacina contra a Aids uma das batalhas mais desafiadoras j travadas pela cincia. O HIV, vrus causador da doena, ainda detm a vantagem por sua incrvel habilidade de se modificar e, assim, escapar da mira dos imunizantes em estudo. Na semana passada, a divulgao dos resultados positivos de um teste com uma nova vacina deu mais flego s esperanas de se chegar, um dia, a uma substncia capaz de impedir a contaminao pelo vrus. E a boa notcia vem da Universidade de So Paulo, resultado de um trabalho feito por pesquisadores brasileiros. O recurso, desenvolvido e fabricado por especialistas da Faculdade de Medicina (FMUSP), foi ministrado a quatro macacos Rhesus da colnia do Instituto Butantan, em So Paulo.

    Cilene Pereira e Mnica Tarantino. Revista Isto, 26. fev. 2014. p. 74.

    2. A boa notcia, expresso sublinhada na 8 linha do texto, faz referncia ao fato constante em uma das opes a seguir. Assinale-a.

    A) Os resultados positivos de um teste com uma vacina capaz de impedir a contaminao do vrus HIV.

    B) A constatao da incrvel habilidade de modificao do vrus HIV.

    C) O teste ministrado a quatro macacos Rhesus da colnia do Instituto Butantan.

    D) A batalha desafiadora da cincia contra o vrus HIV.

    E) O trabalho feito por pesquisadores brasileiros na Universidade de So Paulo.

    A questo 3 refere-se ao texto abaixo.

    O que assdio moral?

    O que caracteriza esse tipo de abuso a repetio

    continuada do ato de prejudicar o subordinado ou humilh-lo. Se o chefe ofende um empregado durante uma reunio ou numa conversa reservada, mas esse um ato isolado, ele no constitui assdio moral.

    Revista Veja, 26 fev. 2014. p. 106.

    3. Qual a tipologia textual presente no texto acima? A) Instrucional

    B) Narrativo

    C) Expositivo

    D) Explicativo

    E) Preditivo

    A questo 4 refere-se ao texto abaixo.

    Toda lngua um tesouro social: no s o conjunto de

    suas regras gramaticais, mas todo o acervo produzido pelos desempenhos de uma lngua.

    Umberto Eco

    4. No texto, os dois-pontos A) tm carter esclarecedor.

    B) encerram a ideia da primeira orao.

    C) poderiam ser substitudos pela vrgula.

    D) indicam o incio de uma citao.

    E) separam uma orao apositiva.

    A questo 5 refere-se ao texto abaixo.

    Tingir o cabelo de uma cor berrante (1) fazer plstica (2) ou entrar no regime do divrcio (3) so algumas reaes femininas comuns ps-separao. Como no precisa de nada disso (4) Grazi Massafera vai entrar como est (5) encabeando a partir de abril o programa sobre beleza do canal GNT.

    Revista Veja, 26 fev. 2014. p. 75.

    5. Quais os nmeros entre parnteses que ocupam uma vrgula, pontuando adequadamente o texto acima, de acordo com a norma padro da lngua portuguesa?

    A) 1 3 4 5

    B) 1 2 3 4 5

    C) 1 3 4

    D) 1 4 5

    E) 1 2 4

    Disponvel em: www.glasbergen.com

  • Mdio TCNICO INDUSTRIAL QUMICA

    Prova Tipo 1 06 ABR 2014

    COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS Concurso Pblico 2014

    Voc confia no Resultado!

    2

    6. Quanto ao emprego do acento indicativo da crase, I. O Pas ainda amarga o 55 lugar no ranking de leitura do

    Pisa, estando a frente somente de dez pases.

    II. Na primeira etapa da educao, voltada a alfabetizao, h muito progresso.

    III. O teatro j estava lotado a espera do incio do espetculo, mas o cancelamento de ltima hora da reestreia de Crasy for You, em So Paulo, por problemas tcnicos, no fez Claudia Raia perder a majestade.

    IV. Apenas uma ponte separa Vila Velha de Vitria, a capital do Esprito Santo. O Benefcio da proximidade tambm parecia condenar Vila Velha a condio de cidade-dormitrio.

    em quais dos perodos acima o a, que est sublinhado, deveria estar com o referido acento?

    A) I e II, apenas.

    B) III, apenas.

    C) II e IV, apenas.

    D) I e III, apenas.

    E) I, II, III e IV.

    A questo 7 refere-se ao texto abaixo.

    Um dos mais polmicos historiadores israelenses acusa a liderana palestina de intransigncia e afirma no acreditar num acordo de paz nesta gerao.

    Revista poca, 24 fev. 2014. p. 52.

    7. Considerando o contexto em que a palavra intransigncia empregada no perodo acima, qual das palavras abaixo tem o mesmo sentido?

    A) Insensatez

    B) Intolerncia

    C) Negligncia

    D) Imprudncia

    E) Desponderao

    8. Reescrevendo-se o trecho, Passam-se meses. Acaba-se o flagelo. Ei-lo de volta. Vence-o a saudade do serto (Euclides da Cunha Os sertes)

    obtm-se outra forma correta segundo a norma culta, na alternativa:

    A) Passam-se meses e se acaba o flagelo. Ei-lo de volta. A saudade do serto lhe vence.

    B) Passam-se meses. O flagelo se acaba. Ele est de volta, vencido pela saudade do serto.

    C) Se passam meses. Acaba-se o flagelo. Ei-lo de volta, vencido pela saudade do serto.

    D) Passa-se meses, acaba-se o flagelo. Ei-lo de volta. Vence-o a saudade do serto.

    E) So passados meses. Se acaba o flagelo. Ele est de volta. Vence-o a saudade do serto.

    A questo 9 refere-se ao texto abaixo.

    O poste

    O Estado brasileiro historicamente negligencia diversas de suas funes ticas, entre elas a de promover a segurana pblica. No Estado de Direito, que em essncia impe limites e deveres ao prprio Estado, isso crime de omisso. Ainda assim, tal omisso no torna ilegtimos os governantes, uma vez que foram democraticamente eleitos pelo povo e que esse mesmo povo tem na ferramenta poltica do voto a capacidade de tambm afast-los do poder. Totalmente ilegtima, isso sim, a moda que no Pas est se instalando de prticas truculentas e criminosas que, demagogicamente, se pretendem justificar justamente pela omisso do Estado na rea da segurana como se um erro desculpasse outro erro. Entre tais prticas est o brbaro espetculo de linchamento de pessoas que so pegas, por exemplo, furtando ou causando acidentes no trnsito foram 19 linchamentos nas duas ltimas semanas em todo o Brasil, incluindo o de um motorista que perdeu a direo e atropelou algum porque passou mal ao volante: teve um infarto, dava tempo de ser socorrido, mas morreu de tomar pancada. Qualquer cidado tem o aval constitucional de conter algum que esteja praticando um ato antissocial, s que em contrapartida tem o dever de acionar a polci

Search related