Psicologia e Saúde Coletiva

Embed Size (px)

Text of Psicologia e Saúde Coletiva

  • Magda do Canto ZurbaOrganizadora

    Colaboradores

    Alana de Siqueira Branis Alessandra Ballestero Fukoshima Zendron Alessan-dra Zaguini Brbara Saur Caio Ragazzi Pauli Simo Carmen Leontina Ojeda Ocampo Mor Cibeli Larissa Claudete Marcon Daniela Ribeiro Schneider Daniela Sevegnani Mayorca Elisangela Bing Eliza Gonalves de Azevedo Han-nah Theis Joo Fillipe Horr Joselma Tavares Frutuoso Lecila Barbosa Duarte Oliveira Luana Maria Rotolo Lucienne Martins Borges Margarida Filomena Maria Aparecida Crepaldi Maria Emlia Pereira Nunes Mariana da Silva Livra-mento Moyss Martins Tosta Storti Viviane Hultmann Nieweglowski Walter Ferreira de Oliveira Zaira Aparecida de Oliveira Custdio

    Florianpolis2012

  • Copyright by Magda do Canto Zurba

    Projeto grfico e diagramao:Rita Motta - Ed. Tribo da Ilha

    Capa e ilustraes:Leopoldo Nogueira

    Psicologia e sade coletiva1 Edio 2012

    Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. proibi-da a reproduo parcial ou integral desta obra, por quaisquer meios de difuso,

    inclusive pela internet, sem prvia autorizao do autor.

    EDITORA TRIBO DA ILHARod. Virglio Vrzea, 1991 - S. GrandeFlorianpolis S/C Cep 88032-001e-mail: editoratribodailha@gmail.comFone/fax: (48) 3238 1262www.editoratribo.blogspot.com

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)

    Catalogao na publicao por: Onlia Silva Guimares CRB-14/071

    P974 Psicologia e sade coletiva / Magda do Canto Zurba (organizadora). Florianpolis : Tribo da Ilha, 2011. 240 p.

    Inclui bibliografia ISBN: 978-85-62946-13-4

    1. Psicologia. 2. Sade. 3. Sistema nico de Sade (Brasil). I. Zurba, Magda do Canto. CDU:159.9

  • Dedicamos esse livro formao de uma nova ge-rao de psiclogos brasileiros que tm procurado atender s demandas da sade coletiva. Com carinho, esperamos que a partir do trabalho dos professores universitrios e estudantes desta gerao, portas e ja-nelas possam se abrir para os prximos profissionais que chegam.

  • 7

    AGRADECIMENTOS

    Agradecemos aos usurios do SUS (Sistema nico de Sade) que co-tidianamente tm vivenciado o novo modelo de sade mental brasileiro, buscando apoio psicolgico nos postos de sade, bem como nos centros de ateno psicossocial e nos sistemas de alta complexidade. Agradecemos tambm s equipes multiprofissionais pela pacincia e dedicao com que tm recebido nossos estudantes de Psicologia, por vezes acolhendo, por ve-zes indagando, mas invariavelmente construindo caminhos slidos. Nestas relaes cotidianas que estamos delineando o formato possvel da reforma psiquitrica de hoje e dos prximos anos.

    Nosso agradecimento preciosa parceria que a Secretaria Municipal de Sade de Florianpolis ofereceu, nos ltimos anos, aos cursos da sade na Universidade Federal de Santa Catarina. Em especial, para o Curso de Psicologia, os projetos em parceria interinstitucional fizeram muita diferen-a para alcanarmos mudanas substanciais na formao de nossos alunos, ou seja, na formao dos novos psiclogos que esto chegando a cada dia nas esferas de trabalho em sade coletiva.

    Foi determinante a ao interministerial entre o Ministrio da Sade e o Ministrio da Educao, que definiram as novas diretrizes curriculares para os cursos da sade no pas. Apesar do estranhamento inicial, somos gratos pelo impulso oferecido pelas novas diretrizes, colocando-nos no eixo das discusses contemporneas em sade coletiva. Agradecemos assim, o apoio oferecido por estes ministrios nesse processo de transio, especialmente atravs dos editais Pr-sade, PET-Sade da Famlia e PET-Sade Mental. Entre outras formas de apoio tais como grupos de estudos, aes interdisciplinares, seminrios, etc. estes editais resultaram em apoios financeiros aos diferentes atores envolvidos no projeto, de modo que conseguimos consolidar as aes da psicologia no

  • campo da sade coletiva de maneira organizada. Foi por conta desses apoios financeiros que, pela primeira vez, o Curso de Psicologia da UFSC contou com uma poltica regular de bolsas aos estudantes para estgios em Postos de Sade e Centros de Ateno Psicossocial, bem como foi a primeira vez que estabele-cemos um fluxo de entrada de acadmicos de graduao na rede de ateno em parceria de longo prazo com a gesto municipal. Agradecemos assim, a Secretaria Municipal de Sade de Florianpolis, suas equipes multidisciplina-res, bem como a boa vontade e o cuidado tico dos psiclogos envolvidos no projeto. Um especial agradecimento s psiclogas: Cibeli Vieira, Alessandra Zaguini, Lucila Massignani, Fernanda Furtado Nascimento, Roseli Wendt, Viviane Hultmann Nieweglowski, Claudete Marcon e Zaira O. Custdio, pelo carinho, dedicao e comprometimento.

    Agradecemos tambm a todos os estudantes de graduao do Curso de Psicologia da UFSC. So essas pessoas, em formao, o motor fundamental de nossas aes cotidianas. As indagaes dos novos aprendizes desconcer-tam nossas certezas, colaborando para que repensemos nossas velhas prticas e possamos abrir espao para a construo de novos paradigmas.

    Agradecemos tambm aos parceiros, amigos e colegas do Centro de Cincias da Sade e do Centro de Filosofia e Humanas. Agradecemos ao Curso de Psicologia da UFSC, e aos apoios dos coordenadores anteriores que passaram pelo curso de graduao.

    Um especial agradecimento ao Departamento de Psicologia que tem oferecido, incondicionalmente, apoio consolidao de projetos grandio-sos que o grupo de professores de psicologia da sade vem construindo nos ltimos anos.

    Com muito carinho agradecemos ao LABSFAC Laboratrio de Sa-de, Famlia e Comunidade. A generosidade de suas fundadoras, pesquisado-ras e professoras Maria Aparecida Crepaldi, Jadete Rodrigues Gonalves e Carmen Leontina Ocampo Mor colaboraram para que a psicologia da sade se desenvolvesse no curso de Psicologia ainda durante os longos e es-curos anos que antecederam o SUS e o perodo de implantao da reforma psiquitrica no Brasil. A elas, nosso muito obrigado!

    Agradecemos tambm a cooperao e amizade de professores que brilhantemente vieram somar aos projetos de psicologia em sade coletiva: Daniela Ribeiro Schneider, Joselma Tavares Frutuoso, Lecila Duarte Barbosa Oliveira e Lucienne Martins Borges nossa gratido pela sensibilidade e presena constante na formao desta nova gerao de psiclogos.

  • E, por fim, nosso especial agradecimento aos apoios pessoais e aos familiares que nos ensinam, todos os dias, como viver sade mental na vida ntima, a mais difcil aventura de todas. Obrigada por existirem, para que do foro ntimo possamos retroalimentar nossa capacidade de ensinar, pes-quisar, observar e promover sade coletiva, pois um campo de flores so-mente pode brotar em terra frtil. A essas pessoas to especiais que seria impossvel nomear a todas nossa muita especial gratido.

  • SUMRIO

    PREFCIO ........................................................................................................ 15Marco Aurlio da Ros

    INTRODUO ................................................................................................ 21Magda do Canto Zurba

    CAPTULO 1Trajetrias da Psicologia nas polticas pblicas de sade ............................ 25 Magda do Canto Zurba

    PARTE 1

    PSICOLOGIA E SADE COLETIVA NA ATENO PRIMRIA

    CAPTULO 2 O Sistema nico de Sade brasileiro e a Clnica Ampliada ....................... 41 Joselma Tavares Frutuoso, Brbara Saur

    CAPTULO 3Interveno da psicologia junto a equipes da ateno bsica no contexto da reunio de rea de abrangncia: relato de experincia ........................... 51Carmen Leontina Ojeda Ocampo Mor, Eliza Gonalves de Azevedo, Moyss Martins Tosta Storti

    CAPTULO 4Educao Popular em Sade: o Crculo de Cultura como ferramenta de promoo de participao popular no SUS .................................................. 75Caio Ragazzi Pauli Simo, Magda do Canto Zurba, Alana de Siqueira Branis Nunes

  • CAPTULO 5O papel do psiclogo na ateno primria na era NASF: aes, concepes e perspectivas ............................................................................. 103Cibeli Vieira, Walter de Oliveira

    CAPTULO 6 - Educao em sade na ateno bsica: estratgias do fazer do psiclogo para a promoo de sade ............................................ 123Luana Maria Rotolo, Magda do Canto Zurba

    CAPTULO 7 Experincia da insero de uma acadmica de psicologia na ateno bsica por meio do PET sade da famlia ................................................ 139Joselma Tavares Frutuoso, Hannah Theis, Alessandra Zaguini

    PARTE 2PSICOLOGIA E SADE COLETIVA

    NA MDIA COMPLEXIDADE

    CAPTULO 8Atendimento psicolgico em situaes de violncia conjugal ................. 157Lucienne Martins Borges, Daniela Sevegnani Mayorca, Mariana da Silva Livramento

    CAPTULO 9Trabalho, modo de vida na rua e uso de drogas: percepo de pessoas em situao de rua como subsdio para planejamento de aes de reinsero social no CAPSad ........................................................................ 171Joo Fillipe Horr, Viviane Hultmann Nieweglowski, Daniela Ribeiro Schneider

    PARTE 3PSICOLOGIA E SADE COLETIVA

    NO CONTEXTO HOSPITALAR

    CAPTULO 10 Ateno psicolgica na prtica obsttrica e neonatal: uma experincia luz dos conceitos do Sistema nico de Sade (SUS) ................................. 195Maria Emlia Pereira Nunes, Maria Aparecida Crepaldi, Elisangela Bing, Zaira A. O. Custdio, Margarida Filomena

  • CAPTULO 11 Distrbios psicossomticos e a relao me e beb: interveno psicolgica em enfermaria peditrica ........................................................ 219Viviane Vieira, Claudete M