Psicologia socioambiental: uma psicologia social ...· Professora Titular do Instituto de Psicologia

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Psicologia socioambiental: uma psicologia social ...· Professora Titular do Instituto de Psicologia

  • 423

    Psicologia Socioambiental

    Revista Latinoamericana de Psicologa Volumen 45 No 3 pp. 423-433 2013 ISSN 0120-0534

    Psicologia socioambiental:uma psicologia social articulando psicologia, educao e ambiente

    Environmental psychology: a social psychologyArticulating psychology, education and environment

    Eda Terezinha de Oliveira Tassara, Universidade de So Paulo, Brasil

    Hctor Omar Ardans-Bonifacino yUniversidade Federal de Santa Maria, Brasil

    Nicole Nthen de Oliveira Universidade de So Paulo, Brasil

    Nota de autores: Eda Terezinha de Oliveira Tassara. Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade de So Paulo; Coordenadora do grupo de Poltica Ambiental do Instituto de Estudos Avanados da Universidade de So Paulo; Presidente do Instituto Brasileiro de Educao, Cincia e Cultura - IBECC/UNESCO Comisso de So Paulo; e Coordenadora do Laboratrio de Psicologia Socioambiental e Interveno (LAPSI-USP), Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Brasileiro de Educao Ambiental (FUNBEA).

    Hctor Omar Ardans-Bonifacino. Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM-RS). Livre-Docente em Psicologia Socioambiental. Pesquisador do grupo de Poltica Ambiental do Instituto de Estudos Avanados da Universidade de So Paulo.

    Nicole Nthen de Oliveira. Psicloga. Mestranda do Programa de Ps-Graduao em Psicologia Social da Universidade de So Paulo bolsista CAPES, sob orientao da Professora Eda Tassara; Pesquisadora integrante do Laboratrio de Psicologia Socioambiental e Interveno (LAPSI-USP).

    Recibido: 15/07/2013Revisado: 03/09/2013Aceptado: 05/11/2013

    Abstract

    The paper presents a reflexion about the social-environmental psychology as a social psychology that aims to articulate psychology, education and environment. It is proposed a type of social-environmental intervention thought as an original and innovative strategy, whose pedagogical influences would transcend the social-environmental field to which is directed, reverberating its effects to beyond its boundaries. We search, with this reflexion, to recover the thought (near the Frankfurt School) of Kurt Lewin, transposing its postulations to the contemporary world. Thus, the proposed social-environmental intervention would

    Resumo

    O artigo apresenta uma reflexo a respeito da psicologia socioambiental como uma psicologia social que busca articular psicologia, educao e ambiente. Neste sentido, prope-se um tipo de interveno socioambiental pensada como uma estratgia original e inovativa de educao transformadora, cujas influncias pedaggicas transcenderiam o campo socioambiental ao qual se direciona, reverberando seus efeitos para alm de suas fronteiras. Busca-se, com esta reflexo, recuperar o pensamento (prximo do da Escola de Frankfurt) de Kurt Lewin, transpondo suas preconizaes para o mundo contemporneo. Assim, a

  • 424

    Tassara, Ardans & Oliveira

    Revista Latinoamericana de Psicologa Volumen 45 No 3 pp. 423-433 2013 ISSN 0120-0534

    O psiclogo encontra-se inserido em uma terra rica e vasta, cheia de acontecimentos estranhos: h homens se matando, uma criana brincando,uma criana movimentando seus lbios tentando dizer sua primeira palavra, uma pessoa que, tendo se apaixonado e se encontrado em uma situao infeliz, no est disposta ou no se sente capaz de encontrar uma sada, h um estado mstico chamado hipnose,o qual a vontade de uma pessoa parece governar outra,h uma busca das maiores e mais difceis metas; lealdade a um grupo; sonhar, planejar, explorando a palavra, e assim por diante, sem fim. um imenso continente cheio de fascnio e poder com muitos trechos de terra onde ningum jamais ps os ps. Psicologia para a conquista deste continente, para descobrir onde seus tesouros esto escondidos para investigar seus pontos de perigo, para dominar suas imensas foras, e utilizar as suas energias. Como se poderia alcanar essa meta? (Lewin K. (1940) apud Marrow, A. (1969), p. 3)

    O presente ensaio busca evidenciar as contribuies necessrias, embora no suficientes, advindas da Psicologia Social para que o campo terico que denominamos de Psicologia Socioambiental possa abranger com competncia analtica o objeto de estudo interveno socioambiental. Neste cenrio, emergem, entre outras, prticas que se enquadram em buscas de interferncia sobre o desempenho de processos sociais, configurando novas abordagens e mtodos que se constroem intencionando-se influenciar o futuro socioambiental (Ardans, no prelo). Conjecturamos que seriam projees derivadas da expanso de efeitos, sobre o sistema cientfico mundial, da aliana instrumental processada entre cientistas, industriais, polticos, militares e sistemas de informao que culminaram na produo da chamada big science nos EUA, agora genericamente denominada de sistema cientfico-tecnolgico.

    Sob tal modelo de funcionamento da instituio cientfica, no ocorrem separaes temporais entre a produo do conhecimento cientfico e sua aplicao tecnolgica. Tais resultados propagaram-se para a sociedade mundializada de maneira a dificultar a separao entre etapas de conhecimento da realidade social e etapas de desenvolvimento e aplicao de tecnologias sociais voltadas para a sua transformao, em funo da acelerada dinmica que a vem caracterizando e desses modelos epistemolgicos hegemnicos. Repercutindo essa impossibilidade, observa-se a emergncia de uma pragmtica investigativa e interventiva, que interrelaciona, em seus procedimentos, conhecimentos advindos das teorias de e em planejamento, com conhecimentos (processos e produtos) advindos das cincias sociais e humanas, bem como das teorias de informao. Conforme j referido, esta classe de procedimentos consiste na classe das intervenes socioambientais. Neste sentido, acredita-se que a interveno socioambiental, entendida aqui como uma estratgia de ao social, articularia, em seu desenvolvimento e implementao, questes atinentes psicologia, educao e ao ambiente. A esse respeito, define-se, com base em trabalho anterior (Tassara, 1982), a prtica de interveno educacional como uma prtica inovadora de socializao (ou re-socializao), podendo esta definio ser considerada como tendo um significado prximo ao que se est atribuindo aqui expresso interveno socioambiental. Assim, a prtica da interveno educacional por ao estratgica constitui-se em uma estratgia de ao social que, exercendo funes pedaggicas, aumentaria o alcance histrico e o significado social de suas repercusses imediatas, e, por meio da crtica poltica de seu desempenho, conduziria a um maior entendimento da estrutura social. (p. 7)

    Considerando o que foi exposto acima, parte-se dos seguintes pressupostos:

    interveno socioambiental proposta consistiria em esboo de um mtodo de reconstruo cultural do presente na direo de um futuro utpico, em compromisso com a democracia e a emancipao, um caminho para uma verdadeira revoluo pacfica.

    Palavras-chave: psicologia social, psicologia socioambiental, interveno socioambiental, educao, ambiente

    consist in a draft of a cultural reconstruction method of the present in the direction of a utopian future, committed with the democracy and emancipation, a way to a true pacific revolution.

    Key words: social psychology, social-environmental psycholohy, social-environmental intervention, education, environment

  • 425

    Psicologia Socioambiental

    Revista Latinoamericana de Psicologa Volumen 45 No 3 pp. 423-433 2013 ISSN 0120-0534

    1. A Psicologia Socioambiental uma Psicologia Social definida como um campo marginal e hbrido de conhecimento situado na confluncia da Sociologia, da Psicologia, da Antropologia e da Psicanlise (Fernandes, 1969).

    2. O paradigma eleito para nortear estas investigaes o paradigma da Teoria Crtica, que considera indissociveis a ao poltica e o exerccio da pesquisa social (Guba, 1990);

    3. As metas polticas dos estudos e investigaes so norteadas pela busca de recuperao das vinculaes necessrias entre identidade, poltica e tica (Tassara & Ardans, 2012).

    4. A metodologia da pesquisa social em pauta envolve a articulao entre mtodos convencionais e a pesquisa-ao (Lewin, 1948).

    5. A trade cultura tcnica ambiente forma uma imbricao de relaes indissociveis de causa e efeito que so parte inerente da criao inovativa (Bardi, 1983).

    6. A Poltica Ambiental consiste na construo intencional, potica e compartilhada do futuro (Bardi, 1983).

    Assim, a interveno socioambiental, tal como apresentada, permitiria a construo de um caminho utpico na direo de um aprimoramento das formas de convvio social pari passu com a transformao psicossocial dos sujeitos nela envolvidos, via intervenes educativas e democrticas. Nesse sentido, esta proposta de interveno socioambiental pode ser considerada como uma estratgia original e inovativa de educao transformadora, cujas influncias pedaggicas transcenderiam o campo socioambiental em questo, reverberando e ampliando seus efeitos para alm de suas fronteiras.

    Contribuies da Psicologia Social

    Considerando os resultados de estudos recentes realizados sob a perspectiva da Clnica Psicossocial da Identidade (Ardans, 2009), entende-se que o processo psicolgico, substrato da relao indivduo-ambiente, se manifesta de forma a no permitir uma separao entre estes elementos

    A histria da psicologia j demonstrou de maneira irrecusvel, pelo menos desde a obra pioneira de Franz Brentano, no sculo XIX, que no h percepo, mas percepo de... no h conscincia, mas cons-cincia de... no h memria, mas memria de... Ou seja, a relao sujeitos/ambiente indissocivel. Mas, tais objetos (ambientes), em relao aos sujeitos (via percepo, conscincia, memria, imagi-nao, pensamento, linguagem), no surgem do vazio, eles existem e consistem em uma produo social (que , ao mesmo tempo, cultural

    e poltica), na mesma proporo em que am