of 76/76
Devolução até 01 de agosto de 2014. Participação gratuita Informações: 0800 570 0800 www.premiompe.sebrae.com.br Lembre-se de preencher. Mais de 550.000 mil empresas, em todo o Brasil, já participaram. QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2014 O talento brasileiro com apoio total para se desenvolver. Exercitar a criatividade é uma qualidade tipicamente brasileira. Para esse talento se desenvolver e gerar mais negócios, participe do Prêmio MPE Brasil. Sua micro ou pequena empresa vai ganhar uma análise de gestão personalizada e estará preparada para aproveitar oportunidades como a Copa e as Olimpíadas, que em breve vão agitar o Brasil.

Questionario MPE 2014

  • View
    37

  • Download
    8

Embed Size (px)

Text of Questionario MPE 2014

  • Devoluo at 01 de agosto de 2014.

    Participao gratuitaInformaes: 0800 570 0800

    www.premiompe.sebrae.com.br

    Lembre-se de preencher.Mais de 550.000 mil empresas, em todo o Brasil, j participaram.

    QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAOCICLO 2014

    O talento brasileiro com apoio total para se desenvolver.

    Exercitar a criatividade uma qualidade tipicamente brasileira. Para esse talento se desenvolver e gerar mais negcios, participe do Prmio MPE Brasil. Sua micro ou pequena empresa vai ganhar uma anlise de gesto personalizada e estar preparada para aproveitar oportunidades como a Copa e as Olimpadas, que em breve vo agitar o Brasil.

  • QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAOMPE BRASIL

    CICLO 2014

    Nome da empresa:

    CNPJ/CPF:

    Categoria:

    Cidade/Estado:

    Responsvel pelo preenchimento:

    PRMIO DE COMPETITIVIDADE PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

  • REALIZAO

    Este material foi desenvolvido pelos realizadores do MPE Brasil Prmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas: o Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), o Movimento Brasil Competitivo (MBC), a Gerdau e a Fundao Nacional da Qualidade (FNQ).

    MISSOPromover o aumento da qualidade, produtividade e competitividade das micro e pequenas empresas (MPE), disseminando os conceitos e as prticas de gesto, por meio de um processo de reconhecimento.

    VISOSer referncia nacional no processo de reconhecimento s micro e pequenas empresas.

    COMIT EXECUTIVO

    Francisco Teixeira Neto

    Isabel Reis

    Joana Bona Pereira

    Luiz Eduardo Teixeira Malta

    Nikelma Moura

    Plnio Csar Marques

    COMIT GESTORAndrei MartinezAndria Ferreira NeresClaudia do Nascimento PereiraEtelvina Glae Olimpio CostaFrancisco Teixeira NetoIsabel ReisJoana Bona PereiraJlia de Gasperi ScaratiLucimeire DiasLuiz Eduardo Teixeira MaltaMaria Isabella Pinto BezerraMarta Romilda Paula de Lima Nikelma Moura

    Plnio Csar MarquesRoseli Martins da Rosa

    COMIT TCNICO

    Alessandra Cunha SouzaAndrei MartinezCarmen Lcia Lima de SousaEliane Lobato Peixoto BorgesFrancisco Teixeira NetoGnia Anglica PortoGiovana RibeiroHlio CarvalhoHugo Henrique Roth CardosoIsabel ReisJailson RibeiroJoana Bona PereiraMarcus Vinicius Lopes BezerraNathaniel PereiraRita PatussiRogrio AllegrettiSrgio Schaumloeffel

    PRODUO GRFICA

    Kamila Mota

    AGRADECIMENTOS

    Os realizadores agradecem a todos que enviaram crticas e sugestes para a melhoria do Questionrio de Autoavaliao Ciclo 2014 do MPE Brasil Prmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas.

    Sugestes: envie sua sugesto ou crtica pelo portal do Prmio: www.premiompe.sebrae.com.br

    4 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • MENSAGEM AOS EMPRESRIOS

    As micro e pequenas empresas, as MPE, so parte fundamental do acelerado processo de desenvolvimento de nosso Pas. Segundo o anurio do trabalho na MPE 2010, publicado pelo SEBRAE, de 2008 a 2009, o nmero de organizaes desse porte aumentou de 5,7 milhes para 6,1 milhes no Brasil. No mesmo perodo, as carteiras de trabalho assinadas no setor passaram de 13,1 milhes para 14,7 milhes. So dados consistentes que comprovam a importncia estratgica das MPE para a gerao de renda e qualidade de vida das pessoas, bem como para o crescimento econmico e o desenvolvimento sustentvel de toda a sociedade brasileira.

    Nesse cenrio de grandes perspectivas, o MPE Brasil Prmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas uma excelente oportunidade para estimular a busca contnua da excelncia em gesto de sua empresa, e promover a melhoria no ambiente de negcios nas vrias reas de atuao. O MPE Brasil realizado em parceria entre o SEBRAE Servio de Apoio s Micro e Pequenas Empresas, o Movimento Brasil Competitivo (MBC), a Gerdau e a Fundao Nacional da Qualidade (FNQ).

    A metodologia do sistema de autoavaliao do Prmio se inicia com este questionrio, que foi elaborado com base no modelo de excelncia da Gesto (MEG) da FNQ. Ele o primeiro passo para realizar um diagnstico do atual estgio da gesto em sua empresa e para a candidatura ao MPE Brasil.

    Nesta publicao, voc encontra as orientaes necessrias para responder ao questionrio, que pode ser preenchido diretamente no site www.premiompe.sebrae.com.br, ou por meio da entrega da Folha de respostas, inclusa nesta publicao, nas unidades do SEBRAE de seu estado ou nos Programas Estaduais da Qualidade de seu estado. Com isso, sua empresa receber o relatrio de autoavaliao, que identifica os pontos fortes e as oportunidades para melhoria na gesto de negcio. Todo o processo incentiva e prepara a sua empresa para alcanar objetivos e ganhar competitividade, o que torna este questionrio um instrumento de aprendizado e referncia para a melhoria.

    As empresas que demonstrarem maiores patamares de gesto sero reconhecidas nas etapas estadual e nacional do MPE Brasil, podendo utilizar o selo de finalista ou vencedora do prmio, de acordo com a sua categoria. As vencedoras da etapa nacional, tambm participam do seminrio internacional em Busca da excelncia, realizado anualmente pela FNQ, em So Paulo, e de uma misso, que realiza visitas a organizaes de destaque na excelncia em gesto, para a identificao de referenciais comparativos.

    No ciclo 2013, foram aproximadamente 93.000 empresas inscritas e um nmero recorde de cerca de 43 mil preencheram o questionrio em todo o Pas. Esse interesse, cada dia maior, por esta ferramenta de gesto, comprova que a busca constante por inovao e desenvolvimento j integra a agenda de estratgias de negcios das MPE no Brasil.

    Desejamos bom trabalho nesta primeira fase do sistema de autoavaliao, tendo a certeza de que ele contribuir para conduzir a sua organizao a um melhor desempenho e ao aumento de competitividade e de visibilidade no mercado.

    5QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 6 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • SUMRIO

    1 O que o MPE Brasil Prmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas 8

    2 Evoluo do Prmio 8

    3 A quem dirigido o Prmio 9

    4 Categorias de Reconhecimento 9

    5 Etapas do Processo de Avaliao 9

    6 Questionrio de Autoavaliao 10

    7 Instrues para Preenchimento 12

    8 Parte I Gesto da Empresa 12

    9 Parte II Caractersticas de Comportamento Empreendedor 29

    10 Parte III Prticas de Responsabilidade Social 32

    11 Parte IV Prticas de Inovao 37

    12 Ficha de Inscrio 45

    13 Folha de Respostas 47

    14 Glossrio 67

    15 Contatos Estaduais para envio do Questionrio de Autoavaliao do MPE Brasil 72

  • O MPE Brasil Prmio de Competitividade para Micro e

    Pequenas Empresas um reconhecimento concedido

    anualmente s micro e pequenas empresas que se

    destacam em suas categorias, cuja atuao sirva de

    referncia no esforo de mobilizao para a melhoria

    da competitividade em seu segmento. As empresas

    candidatas so avaliadas pela qualidade da gesto e pela

    capacidade empreendedora do empresrio, por meio da

    utilizao do Questionrio de Autoavaliao, com base

    no Modelo de Excelncia da Gesto (MEG) da Fundao

    Nacional da Qualidade (FNQ).

    Foi desenvolvida uma metodologia de avaliao da

    gesto das empresas padronizada nacionalmente para

    o Prmio MPE Brasil, utilizando critrios que passaram

    pela anlise crtica dos realizadores do projeto: o SEBRAE

    (Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas

    Empresas), o Movimento Brasil Competitivo (MBC), a

    Gerdau e a Fundao Nacional da Qualidade (FNQ).

    A partir das experincias de Estados que j possuam

    estes Prmios, foi elaborada uma metodologia de

    avaliao sob a forma de um questionrio nico,

    adaptado realidade das MPE e baseado no Modelo

    de Excelncia da Gesto (MEG), que est alicerado

    nos Fundamentos da Excelncia em Gesto, ambos da

    Fundao Nacional da Qualidade (FNQ).

    O esforo dos Estados nessa nacionalizao do Prmio

    forma a Rede Nacional dos Prmios para MPE,

    disseminando os conceitos e as prticas de gesto por

    meio de um processo de reconhecimento.

    O Prmio surgiu para estimular a competitividade das

    micro e pequenas empresas e da sociedade brasileira,

    como iniciativa dos realizadores: SEBRAE, Movimento

    Brasil Competitivo (MBC), Gerdau e Fundao Nacional da

    Qualidade (FNQ). O objetivo do projeto promover uma

    maior sensibilizao dos conceitos sobre competitividade,

    qualidade, gesto, inovao e produtividade, auxiliando

    no desenvolvimento das micro e pequenas empresas

    sediadas no Brasil. Uma de suas diretrizes previa a criao

    de um sistema de reconhecimento nacional para premiar

    o elevado desempenho em qualidade e competitividade,

    levando esses exemplos a outras MPE.

    O MPE Brasil destinado s empresas que se enquadram

    em determinadas caractersticas:

    receita bruta anual de at R$ 3.600.000,00 (trs milhes e seiscentos mil reais), incluindo a soma dos

    oramentos de filiais e matriz, segundo o Estatuto

    Nacional das Microempresas e das Empresas de

    Pequeno Porte base 2013;

    ter pelo menos 1 (um) ano fiscal completo, ou seja, ter aberto a empresa at 31/12/2012;

    ter domiclio fiscal no Estado da respectiva inscrio; comprovar regularidade fiscal e estatutria (caso seja

    selecionada para etapa de visitas).

    Para ter acesso ao regulamento completo do Prmio MPE

    Brasil, consulte o site www.premiompe.sebrae.com.br.

    1 O QUE O MPE BRASIL PRMIO DE COMPETITIVIDADE PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

    2 EVOLUO DO PRMIO

    3 A QUEM DIRIGIDO O PRMIO

    8 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • O processo de avaliao do Prmio est dividido em duas etapas distintas: estadual e nacional.

    5.1 ETAPA ESTADUAL

    A etapa estadual composta por sete fases, a seguir:1. Inscrio: as inscries podem ser realizadas por meio

    do portal www.premiompe.sebrae.com.br, ou com a entrega do material impresso preenchido em uma Unidade do Sebrae ou do Programa Estadual;

    2. Autoavaliao: a empresa considerada candidata ao Prmio aps o preenchimento do questionrio de autoavaliao, que composto por uma parte obrigatria e trs partes opcionais, conforme instrues para preenchimento deste questionrio;

    3. Classificao para visita: os questionrios de autoavaliao so analisados por uma Comisso Tcnica Estadual, que selecionar as empresas que sero classificadas para a visita, com base nas respostas do questionrio, nas informaes adicionais e nos resultados da empresa;

    As empresas classificadas para a visita devero apresentar as seguintes documentaes:

    Cadastro Nacional de Pessoa Jurdica (CNPJ); Cadastro de Pessoa Fsica (CPF) para produtores rurais; Certido Negativa de Dbito do INSS; Certido Negativa do Fundo de Garantia por Tempo

    de Servio (FGTS ); Certido Conjunta de Dbitos Relativos a Tributos

    Federais e Dvida Ativa da Unio;

    Recibo de entrega da Declarao da Relao Anual de Informaes Sociais (RAIS) ltimo exerccio;

    Declarao dos responsveis pela empresa, assinada tambm pelo contador, relatando que ela no

    ultrapassa o limite mximo de enquadramento de

    micro e pequena empresa, conforme o Estatuto

    Nacional das Microempresas e das Empresas de

    Pequeno Porte base 2013;

    Certido Negativa Municipal; Certido Negativa Estadual; Demais documentos legais, de acordo com seu ramo

    de atividade, como PPRA, PCMSO e CIPA, quando

    aplicveis. Para a categoria Educao, poder ser

    ainda usado o IDEP, se necessrio, como fator de

    desempate.

    4. Visita: ser realizadas por avaliadores capacitados para verificar as informaes e o desempenho da

    gesto das empresas;

    5. Seleo das finalistas: a Comisso Tcnica Estadual analisar os relatrios dos avaliadores e selecionar as

    empresas finalistas;

    6. Seleo das vencedoras: dentre as empresas finalistas, a banca de juzes selecionar as empresas

    vencedoras da etapa estadual;

    7. Premiao: o reconhecimento das empresas realizado em Cerimnia de Premiao, que ser

    organizada pelos parceiros estaduais do Prmio.

    As empresas podem se candidatar em uma das categorias abaixo, de acordo com a sua atividade principal:a. Agronegcio;b. Comrcio (inclusive farmcia de manipulao);c. Indstria;d. Servios de Educao;e. Servios de Sade;f. Servios de Tecnologia da Informao e Comunicao

    (desenvolvimento, implantao e gerenciamento de software);

    g. Servios de Turismo (bares, restaurantes, hotis, pousadas, agncias de viagens, transportes tursticos);

    h. Servios (no especificados acima), inclusive centro de formao de condutores.

    As empresas inscritas em uma das categorias setoriais podero optar por se candidatar tambm: ao Destaque de Boas Prticas de Responsabilidade Social, que considera a atuao das empresas que tenham aes estruturadas voltadas preservao do meio ambiente, ao relacionamento com as partes interessadas, e ao desenvolvimento da comunidade em que esto inseridas; e ao Destaque de Inovao, que avalia como a empresa promove um ambiente que estimula a inovao de seus produtos, servios, processos ou modelo de gesto como um processo contnuo e formal.

    5 ETAPAS DO PROCESSO DE AVALIAO

    4 CATEGORIAS DE RECONHECIMENTO

    9QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • Participam da etapa nacional as empresas vencedoras na etapa estadual, as quais seguem 5 fases:1. Anlise de documentao: os documentos e os

    relatrios das empresas vencedoras na etapa estadual sero analisados por uma Comisso Tcnica Nacional, que seleciona as empresas classificadas para a visita, com base no desempenho de pontuao e nas prticas de gesto;

    2. Visita: ser realizada por avaliadores capacitados para verificar as informaes e o desempenho da gesto das empresas;

    3. Seleo das finalistas: o Comit Executivo analisar os relatrios dos avaliadores e a pontuao, e selecionar as empresas finalistas;

    4. Seleo das vencedoras: entre as empresas finalistas, a banca de juzes selecionar as empresas vencedoras da etapa nacional;

    5. Premiao: o reconhecimento das empresas realizado em uma cerimnia de premiao nacional que ser organizada pelos parceiros nacionais do Prmio. A cerimnia de reconhecimento e premiao nacional ocorre em abril, em Braslia/DF.

    CRONOGRAMA 2014 DO PRMIO MPE BRASIL

    Lanamento nacional: 07 de abril de 2014Perodo de inscries: 07 de abril a 01 de agosto de 2014Devoluo do questionrio de autoavaliao: 7 de abril a 01 de agosto de 2014

    As informaes detalhadas sobre as etapas de avaliao podem ser encontradas no regulamento do Prmio, disponvel no portal www.premiompe.sebrae.com.br

    5.2 ETAPA NACIONAL

    Este questionrio de autoavaliao baseado no Modelo de Excelncia da Gesto (MEG) da Fundao Nacional da Qualidade (FNQ), adotado por inmeras empresas, incluindo as j reconhecidas como classe mundial e as que esto caminhando nessa direo.

    A adoo do MEG faz com que a empresa obtenha: melhorias em processos e produtos; foco em resultados; aumento da produtividade e, consequentemente, de sua competitividade; aumento da credibilidade da empresa e

    o reconhecimento pblico; maior flexibilidade frente s mudanas; melhores condies de atingir e manter um melhor desempenho; identificao de pontos fortes e oportunidades para melhoria; permite um diagnstico objetivo e a medio do grau de maturidade da gesto; promoo de cooperao interna e; maior compartilhamento de informaes.

    O Questionrio de Autoavaliao permite um diagnstico objetivo e a medio do grau de maturidade da gesto com base no Modelo de Excelncia da Gesto (MEG).

    A sobrevivncia e o sucesso de uma empresa esto diretamente relacionados sua capacidade de atender s necessidades e s expectativas dos CLIENTES, e atuao de forma responsvel na SOCIEDADE e nas comunidades com as quais interage.

    De posse dessas informaes, a LIDERANA formula as ESTRATGIAS e estabelece os PLANOS de ao e metas para conquistar os resultados desejados. Os planos e as metas so comunicados aos colaboradores e acompanhados.

    As PESSOAS (colaboradores que trabalham na empresa) devem estar capacitadas e atuando em um ambiente adequado para que os PROCESSOS sejam executados conforme o planejado, com o controle de custos, investimentos e riscos. importante, ainda, aperfeioar o relacionamento com os fornecedores, a fim de que as necessidades dos clientes sejam entendidas por aqueles que fornecero os insumos necessrios para a execuo dos processos.

    6 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO

    10 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • FUNDAMENTO CONCEITO

    Pensamento Sistmico Entendimento das relaes de interdependncia entre os diversos componentes de uma empresa, bem como entre a empresa e o ambiente externo.

    Aprendizado Organizacional

    Busca e alcance de um novo patamar de conhecimento para a empresa.

    Cultura de Inovao Promoo de um ambiente favorvel criatividade, experimentao e implementao de novas ideias.

    Liderana e Constncia de Propsitos

    Atuao de forma aberta, democrtica, inspiradora e motivadora das pessoas.

    Orientao por Processos e Informaes

    Compreenso e segmentao do conjunto de atividades e processos da empresa, sendo que a tomada de decises e a execuo de aes devem levar em considerao as informaes disponveis.

    Viso de Futuro Compreenso dos fatores que afetam a empresa, visando sua perenizao.

    Gerao de Valor Alcance de resultados consistentes, assegurando a perenidade da empresa.

    Valorizao das Pessoas Estabelecimento de relaes com as pessoas, criando condies para que elas se realizem pessoal e profissionalmente.

    Conhecimento sobre o Cliente e o Mercado

    Conhecimento e entendimento do cliente e do mercado, visando criao de valor, de forma sustentada para o cliente e maior competitividade.

    Desenvolvimento de Parcerias

    Desenvolvimento de atividades em conjunto com outras empresas, com o objetivo de obter benefcios para ambas as partes.

    Responsabilidade Social Atuao que se define pela relao tica e transparente da empresa com todos os seus pblicos de relacionamento, voltada ao desenvolvimento sustentvel da sociedade.

    Na empresa, de acordo com o MEG, so realizados procedimentos para conferir e controlar o que est sendo colocado em prtica. Para efetivar a etapa do Controle, so medidos os RESULTADOS em relao situao econmico-financeira, clientes e mercado, pessoas, sociedade, processos principais do negcio e processos de apoio e fornecedores.

    Esses resultados, em forma de INFORMAES e CONHECIMENTOS, retornam a toda empresa, para que esta aprenda com os acertos e erros cometidos, e inicie novamente o planejamento, recomeando o ciclo. o MEG tem como base os 11 Fundamentos da excelncia em Gesto, que so conceitos reconhecidos mundialmente, encontrados em empresas que j atingiram patamares de excelncia ou que caminham nessa direo. Cabe destacar que esses fundamentos so aplicveis a qualquer empresa, uma vez que tratam, de forma genrica, dos mais modernos conceitos de gesto.

    So eles:

    A figura representativa dos critrios de avaliao simboliza a viso sistmica da empresa.

    11QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • Para se candidatar ao Prmio MPE Brasil, necessrio o preenchimento da Ficha de Inscrio e do Questionrio de Autoavaliao, por meio do portal www.premiompe.sebrae.com.br ou da entrega da Ficha de Inscrio e da Folha de Respostas destacveis, encontradas no final deste questionrio, em uma Unidade do SEBRAE ou do Programa Estadual.

    O Questionrio de Autoavaliao do MPE Brasil est dividido em quatro partes:

    Parte I Gesto da Empresa. composto por 37 questes de mltipla escolha.

    Para algumas questes de 1 a 31 se a opo escolhida for (c) ou (d), obrigatria a apresentao de informaes adicionais sobre as prticas de gesto de sua empresa, que devero ser descritas na Folha de Respostas, que esto nas pginas 47 a 66 deste questionrio.

    Para as questes de resultados de 32 a 36: se a opo de resposta for (b), (c) ou (d), a tabela de resultados disponibilizada na Folha de Respostas dever ser preenchida.

    Parte II Caractersticas de Comportamento do Empreendedor. Essa parte OPCIONAL e indicada ao dirigente da empresa que tiver interesse em conhecer o grau de desenvolvimento de suas caractersticas empreendedoras. Nesse caso, dever ser assinalada a frequncia com que cada uma das 30 perguntas acontece: Dificilmente acontece, s vezes acontece ou Sempre acontece. Para as empresas selecionadas etapa de visitas, o preenchimento da Parte II ser obrigatrio, com o acompanhamento do avaliador responsvel.

    Parte III Prticas de Responsabilidade Social. Essa parte tambm OPCIONAL e indicada para as empresas que tenham aes estruturadas, voltadas preservao do meio ambiente e ao desenvolvimento da comunidade em que esto inseridas. So perguntas de mltipla escolha e abertas, nas quais o respondente poder assinalar e detalhar as aes existentes.

    Parte IV Destaque Inovao. Essa parte tambm OPCIONAL e indicada para as empresas que tenham aes estruturadas, voltadas ao constante aprimoramento de seus produtos, servios, processos e modelo de gesto. So perguntas de mltipla escolha, nas quais o respondente poder assinalar e detalhar as aes existentes. Normalmente, a prpria leitura e a reflexo sobre as perguntas apresentadas j conduzem a melhorias na gesto da empresa.

    As empresas que submeterem esta autoavaliao Coordenao do Prmio de seu Estado recebero um relatrio apontando os pontos fortes e as oportunidades para melhoria detectadas em relao a cada uma das perguntas. Esse relatrio permitir a avaliao do desempenho da empresa, possibilitando o aumento de sua competitividade. Aquelas que se destacarem em termos de pontuao, com base nas respostas, informaes adicionais e indicadores solicitados, podero concorrer ao Prmio.

    Nas respostas deste questionrio devero, sempre que solicitado, ser apresentadas as Justificativas adicionais quando a alternativa de resposta for (c) ou (d). Para a parte de Resultados, inclusive para a resposta (b), os resultados devero ser preenchidos na Folha de Respostas no final deste questionrio, que dever ser destacada e encaminhada Unidade do Sebrae ou do Programa Estadual.

    7 INSTRUES PARA PREENCHIMENTO

    8 PARTE I GESTO DA EMPRESA

    12 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • LIDERANA

    1 A MISSO DA EMPRESA EST DEFINIDA E CONHECIDA PELOS COLABORADORES? A Misso da empresa formaliza a razo de sua existncia, define por que ela existe. Usualmente, a Misso estabelecida pelos dirigentes no momento da criao da empresa e pode ser revista sempre que necessrio. O registro sob a forma escrita e a comunicao da Misso aos colaboradores contribuem para que todos conheam, compartilhem e persigam os mesmos ideais, potencializando a contribuio de cada um na empresa.

    2 O COMPORTAMENTO TICO INCENTIVADO PELOS DIRIGENTES NAS RELAES INTERNAS E EXTERNAS? O comportamento tico na empresa significa a transparncia nas suas relaes, o respeito aos clientes, colaboradores e fornecedores da empresa, a prtica da honestidade e a resistncia a qualquer tipo de assdio e atos de corrupo. Para tanto, necessrio que sejam estabelecidas regras claras para promover e assegurar o comportamento tico, tanto nas relaes internas, entre colaboradores e dirigentes, quanto nas relaes externas, entre colaboradores, dirigentes, clientes, fornecedores e a comunidade. O comportamento tico, considerado como um dos valores da empresa, destaca a importncia da tica para os dirigentes e colaboradores na conduo de suas atividades na empresa.

    3 O DESEMPENHO DA EMPRESA ANALISADO PELOS DIRIGENTES? A anlise do desempenho da empresa visa identificar se seus objetivos e metas esto sendo cumpridas. Esta anlise de responsabilidade dos dirigentes e deve ser feita sistematicamente com a utilizao de informaes que demonstrem o desempenho da empresa em relao aos aspectos financeiros, da produo, das vendas, dos clientes, dos colaboradores, dos fornecedores.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar a Misso da empresa e os meios utilizados para a sua comunicao aos colaboradores.

    a. A Misso no est definida.

    c. O comportamento tico est definido em regras escritas.

    b. O comportamento tico promovido por meio de regras informais.

    a. No existem regras para assegurar o comportamento tico.

    d. O comportamento tico est definido em regras escritas, que so conhecidas e praticadas por todos os dirigentes e colaboradores.

    d. A Misso est definida e registrada sob a forma escrita e conhecida e entendida por todos os colaboradores.

    c. A Misso est definida e registrada sob a forma escrita e conhecida e entendida por alguns colaboradores.

    b. A Misso est definida informalmente, sendo do conhecimento apenas dos dirigentes.

    Este critrio analisa como os dirigentes exercem a liderana na empresa. Verifica a formulao da misso e sua comunicao aos colaboradores, alm do compartilhamento de informaes da empresa e o incentivo ao comportamento tico. Observa o desenvolvimento gerencial dos dirigentes, a aplicao dos conhecimentos adquiridos na gesto da empresa e a anlise do desempenho do negcio. Analisa tambm como so promovidas inovaes.

    13QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • a. No feita a anlise do desempenho da empresa.JUSTIFICATIVAS

    Apresentar a periodicidade da anlise de desempenho, os participantes e exemplos de informaes utilizadas na anlise.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os meios utilizados para compartilhar as informaes com os colaboradores e tipos de informaes.

    b. A anlise do desempenho da empresa feita ocasionalmente, com foco principalmente no desempenho financeiro.

    c. A anlise do desempenho da empresa feita regularmente, mas de forma restrita a alguns aspectos, como, por exemplo, financeiro, vendas, atendimento e produo.

    d. A anlise do desempenho da empresa feita regularmente, inclui aspectos abrangentes ao negcio como, por exemplo, financeiro, vendas, clientes, colaboradores, fornecedores, produo e uso de alguns indicadores e metas.

    4 OS DIRIGENTES COMPARTILHAM INFORMAES COM OS COLABORADORES? O compartilhamento de informaes com os colaboradores, tais como metas, objetivos, estratgias e resultados, tm como finalidade desenvolver um sentimento coletivo de pertencer a um grupo de pessoas que perseguem os mesmos ideais e objetivos, potencializando a contribuio de cada um. Quando todos os colaboradores entendem quais so os objetivos da empresa e acompanham os resultados obtidos rumo ao seu cumprimento, a produtividade, o comprometimento e o envolvimento dos colaboradores aumentam significativamente.

    5 OS DIRIGENTES INVESTEM EM SEU DESENVOLVIMENTO GERENCIAL E APLICAM OS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS NA EMPRESA? Os investimentos no desenvolvimento gerencial dos dirigentes contribuem para a ampliao da capacidade destes em gerenciar a empresa e promover o crescimento e manuteno no mercado de atuao.

    c. O compartilhamento de informaes com os colaboradores ocorre regularmente e abrange alguns colaboradores.

    c. Os dirigentes investem esporadicamente em seu desenvolvimento gerencial, e aplicam os conhecimentos adquiridos na empresa.

    b. O compartilhamento de informaes com os colaboradores ocorre esporadicamente.

    b. Os dirigentes investem esporadicamente em seu desenvolvimento gerencial, mas no aplicam os conhecimentos adquiridos na empresa.

    a. As informaes no so compartilhadas com os colaboradores.

    a. Os dirigentes no investem em seu desenvolvimento gerencial.

    d. O compartilhamento de informaes com os colaboradores ocorre regularmente e abrange todos os colaboradores.

    d. Os dirigentes investem regularmente em seu desenvolvimento gerencial, e aplicam os conhecimentos adquiridos na empresa.

    14 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 6 A BUSCA DE INFORMAES PARA IDENTIFICAR OPORTUNIDADES DE INOVAO INCLUEM AS FONTES EXTERNAS E OS COLABORADORES SO INCENTIVADOS A APRESENTAREM IDEIAS QUE PODEM SE CONVERTER EM INOVAES? importante estar atento e se antecipar s tendncias sobre o que pode passar a influenciar os negcios. Novos conhecimentos podem ser buscados a partir dos relacionamentos com universidades, centros de pesquisa, associaes e nas redes virtuais, como tambm diretamente com os clientes e fornecedores. Alm disto, a criao de um ambiente em que os colaboradores conversam sobre melhorias no trabalho e so incentivados a estudar, compartilhar dados, informaes e conhecimentos relacionadas ao que a empresa poderia fazer de novas maneiras facilita o surgimento de ideias criativas e aes projetadas para a implementao das inovaes.

    c. As informaes e conhecimentos para identificar oportunidades de inovao so obtidos regularmente nos relacionamentos externos e internamente os colaboradores so incentivados formalmente a apresentarem ideias que podem se converter em inovaes.

    b. As informaes e conhecimentos para identificar oportunidades de inovao so obtidos eventualmente nos relacionamentos externos e internamente os colaboradores so incentivados informalmente a apresentarem ideias que podem se converter em inovaes.

    a. No so buscadas informaes externas e nem h estmulo ao surgimento de ideias criativas entre os colaboradores.

    d. As informaes e conhecimentos para identificar oportunidades de inovao so obtidos regularmente nos relacionamentos externos e internamente os colaboradores so incentivados formalmente a apresentarem ideias que podem se converter em inovaes, existindo pelos menos um exemplo de inovao implementada a partir dessas informaes.

    ESTRATGIAS E PLANOS

    7 A VISO DA EMPRESA EST DEFINIDA E CONHECIDA PELOS COLABORADORES? A Viso da empresa estabelece onde ela deseja estar num futuro definido. a expresso do que os dirigentes esperam da empresa e constitui a base para a definio de suas estratgias. A Viso permite estabelecer os objetivos estratgicos a serem atingidos no futuro. A comunicao da Viso aos colaboradores tem como finalidade contribuir para que todos compartilhem e persigam os mesmos ideais, potencializando a contribuio de cada um na empresa.

    IMPORTANTE

    Se a empresa estimula formalmente a inovao de seus produtos, servios, processos ou sua gesto, e gostaria de participar tambm do Destaque de Inovao, dever preencher tambm a parte IV deste questionrio.

    Este critrio analisa o processo de definio das estratgias e planos. Considera a formulao da Viso de Futuro e sua comunicao aos colaboradores. Observa a definio das estratgias para o cumprimento da viso definida, o estabelecimento de indicadores e metas para assegurar a implementao das estratgias, bem como os planos de ao para assegurar o cumprimento das metas associadas aos indicadores.

    15QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • c. As estratgias esto definidas informalmente, mas so consideradas informaes internas e externas relacionadas ao negcio.

    d. As estratgias, abrangentes aos principais aspectos do negcio, esto definidas formalmente, por meio de mtodo que considera a anlise de informaes internas e externas.

    d. Os indicadores e suas respectivas metas so estabelecidos para as principais estratgias e so comunicados aos colaboradores.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar as estratgias da empresa e os tipos de informaes externas e internas analisadas no processo de planejamento.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os indicadores e as metas definidos no planejamento.

    8 AS ESTRATGIAS QUE PERMITEM ALCANAR OS OBJETIVOS DA EMPRESA ESTO DEFINIDAS? As estratgias so os caminhos que devem ser percorridos pela empresa para cumprir seus objetivos. A definio das estratgias tem como objetivo estabelecer a maneira como a empresa vai cumprir a sua Misso, no presente e alcanar os objetivos no futuro (Viso). Na definio das estratgias, importante considerar informaes externas empresa, relativas a clientes, mercado, fornecedores e comunidades; e informaes internas, relativas aos colaboradores e capacidade da empresa de prestar servios, produzir e vender, garantindo, dessa maneira, sua competitividade e continuidade no mercado.

    9 OS INDICADORES E METAS RELACIONADOS S ESTRATGIAS ESTO ESTABELECIDOS? Para cada estratgia necessrio estabelecer um indicador que permitir, por meio de avaliaes quantitativas, o acompanhamento da sua implementao e o seu alcance. As metas definidas para cada indicador permitem estabelecer nveis de resultados esperados e necessrios para o bom desempenho da empresa e para o acompanhamento da implementao das estratgias. Esses indicadores e suas respectivas metas so utilizados na anlise do desempenho da empresa e devem ser comunicados a todos os colaboradores.

    b. As estratgias esto definidas informalmente e com uso restrito de informaes internas e externas.

    b. Os indicadores so estabelecidos para algumas estratgias, mas no existem metas relacionadas a esses indicadores.

    c. Os indicadores e suas respectivas metas so estabelecidos para algumas estratgias.

    a. As estratgias no esto definidas.

    a. No existem indicadores relacionados s estratgias.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar a Viso da empresa e os meios utilizados para a sua comunicao aos colaboradores.

    a. A Viso no est definida.

    d. A Viso est registrada sob a forma escrita e conhecida por todos os colaboradores.

    c. A Viso est registrada sob a forma escrita e conhecida por alguns colaboradores.

    b. A Viso est definida informalmente, sendo de conhecimento apenas dos dirigentes.

    16 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • c. Os clientes so agrupados e as necessidades e expectativas destes grupos so identificadas informalmente por meio de informaes obtidas dos clientes.

    d. Os clientes so agrupados e as necessidades e expectativas destes grupos so identificadas formalmente por meio de informaes obtidas dos principais grupos de clientes.

    10 OS PLANOS DE AO, VISANDO ALCANAR AS METAS DA EMPRESA RELACIONADAS S ESTRATGIAS, ESTO DEFINIDOS? Os planos de ao so uma ferramenta de planejamento que definem as aes que devem ser realizadas para a efetiva implementao de cada estratgia, os responsveis pelas aes, os prazos para implementao e outras informaes, permitindo o controle do cumprimento das metas da empresa.

    d. Planos de ao so estabelecidos para o alcance das principais metas da empresa relacionadas s estratgias, e so acompanhados regularmente.

    c. Planos de ao so estabelecidos para o alcance das principais metas da empresa relacionadas s estratgias.

    b. As aes so definidas informalmente para o alcance de algumas metas da empresa relacionadas s estratgias.

    a. No existem planos de ao visando alcanar as metas da empresa relacionadas s estratgias.

    CLIENTES

    11 OS CLIENTES SO AGRUPADOS E SUAS NECESSIDADES E EXPECTATIVAS SO IDENTIFICADAS? O agrupamento dos clientes tem por objetivo estabelecer os grupos de clientes com caractersticas similares, possibilitando a adequao dos servios para cada grupo. O agrupamento pode ser feito observando critrios tais como, idade, sexo, porte, localizao, setor de atividade e outros de acordo com os critrios mais apropriados ao negcio. A identificao e compreenso das necessidades e expectativas dos grupos de clientes visa obter as informaes necessrias para a definio de produtos e servios que incorporem as caractersticas mais relevantes para estes.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os principais grupos de clientes e suas necessidades.

    a. No h nenhum tipo de agrupamento dos clientes

    b. Os clientes no so agrupados e a identificao das suas necessidades feita de forma intuitiva.

    12 OS PRODUTOS E SERVIOS SO DIVULGADOS AOS CLIENTES? A divulgao dos produtos tem a finalidade de despertar o interesse dos clientes atuais e potenciais pelos produtos e servios da empresa. A efetividade da divulgao alcanada, quando a seleo dos meios de comunicao levam em considerao as particularidades de cada um dos grupos de clientes definidos pela empresa.

    Este critrio analisa as prticas de gesto da empresa em relao a seus clientes atuais e potenciais. Verifica o conhecimento das necessidades e expectativas dos clientes e sua identificao e agrupamento em relao a esses aspectos. Observa a divulgao dos produtos/servios aos clientes atuais e potenciais e analisa o relacionamento com estes, por meio do tratamento das reclamaes, da avaliao da sua satisfao e utilizao dessas informaes para a fidelizao dos clientes atuais e captao de novos clientes.

    17QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. As reclamaes recebidas so registradas e tratadas regularmente, e o cliente informado da soluo dada sua reclamao.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os canais de comunicao disponibilizados aos clientes para receber as reclamaes.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar a periodicidade e o mtodo de avaliao da satisfao dos clientes.

    13 AS RECLAMAES DOS CLIENTES SO REGISTRADAS E TRATADAS? Quando ocorre uma reclamao necessrio que a empresa registre-a e a trate adequadamente, de forma a garantir a satisfao e a continuidade da utilizao dos produtos e servios pelos clientes. O tratamento das reclamaes consiste na pronta soluo do problema junto ao cliente e, posteriormente, na identificao das suas causas e eliminao por meio de aes apropriadas, evitando a repetio. As reclamaes corretamente tratadas podem contribuir para a fidelizao dos clientes.

    14 A SATISFAO DOS CLIENTES AVALIADA? A avaliao da satisfao dos clientes tem por objetivo mensurar sua percepo sobre a empresa e seus produtos, e identificar oportunidades para melhoria. A anlise dos resultados e a tomada de aes proporcionaro o aumento da satisfao dos clientes e consequente fidelizao.

    b. As reclamaes recebidas no so registradas e so tratadas ocasionalmente.

    a. No so disponibilizados canais de comunicao para os clientes apresentarem suas reclamaes.

    b. A satisfao dos clientes avaliada eventualmente e de forma intuitiva.

    c. As reclamaes recebidas so registradas e tratadas regularmente.

    c. A satisfao dos clientes avaliada periodicamente por meio de mtodo formal para alguns dos grupos de clientes.

    d. A satisfao dos clientes avaliada periodicamente por meio de mtodo formal para os principais grupos de clientes.

    a. A satisfao dos clientes no avaliada.

    a. Os produtos e servios no so divulgados aos clientes.

    d. Os produtos e servios so divulgados considerando os diferentes grupos de clientes e utilizando meios adequados para assegurar a efetividade desta comunicao.

    b. Os produtos e servios so divulgados sem considerar os diferentes grupos de clientes.

    c. Os produtos e servios so divulgados considerando os diferentes grupos de clientes.

    18 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 15 AS INFORMAES OBTIDAS DOS CLIENTES SO ANALISADAS E UTILIZADAS PARA INTENSIFICAR A SUA FIDELIDADE E CAPTAR NOVOS? Conquistar novos clientes custa muito mais caro do que manter clientes j existentes. Assim, a busca da fidelidade dos clientes atuais economicamente mais interessante. Embora a satisfao apenas no seja suficiente para garantir a fidelidade do cliente, ela j um bom indcio de sua lealdade, pois no comum que um cliente insatisfeito volte a comprar. As informaes obtidas dos clientes atuais por meio, por exemplo, da identificao de suas necessidades, avaliao de sua satisfao e das reclamaes, tambm so de grande importncia para traar estratgias para captar novos clientes no mercado.

    d. As informaes obtidas dos clientes so utilizadas regularmente na fidelizao dos clientes atuais e captao de novos.

    c. As informaes obtidas so analisadas e utilizadas regularmente para fidelizar os clientes atuais.

    b. As informaes obtidas so analisadas ocasionalmente para fidelizar os clientes atuais.

    a. As informaes obtidas dos clientes no so analisadas.

    SOCIEDADE

    16 AS EXIGNCIAS LEGAIS NECESSRIAS PARA O FUNCIONAMENTO DA EMPRESA SO CONHECIDAS E MANTIDAS ATUALIZADAS? Para a atuao correta e tica da empresa na sociedade necessrio que ela atenda s exigncias legais aplicveis, incluindo os aspectos ambientais. As exigncias legais esto contidas nas leis, decretos, regulamentos e outros instrumentos existentes e aplicveis aos produtos, servios, instalaes e operaes da empresa, e so de cumprimento obrigatrio. As exigncias legais so dinmicas, isto , so alteradas e atualizadas continuamente. Dessa forma, precisam ser mantidas atualizadas pela empresa.

    JUSTIFICATIVAS

    Listar as exigncias legais relacionadas ao negcio, incluindo as ambientais.

    a. As exigncias legais aplicveis empresa no so conhecidas.

    b. Algumas exigncias legais aplicveis empresa so conhecidas, mas no so mantidas atualizadas.

    c. As exigncias legais aplicveis empresa so conhecidas, mas no so mantidas atualizadas.

    d. As exigncias legais aplicveis empresa so conhecidas e mantidas atualizadas.

    Este critrio analisa as prticas de gesto da empresa em relao sociedade no atendimento s exigncias legais, aspectos ambientais e sociais. Observa a identificao e o tratamento dos impactos ao meio ambiente, provocados pelos produtos, servios e atividades da empresa, bem como de suas prprias instalaes. Observa tambm o cumprimento das exigncias legais, incluindo os aspectos ambientais, e o comprometimento com a comunidade, por meio do desenvolvimento voluntrio de aes ou projetos sociais, com envolvimento, tambm voluntrio, de seus dirigentes e colaboradores.

    19QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • b. Os impactos negativos ao meio ambiente no so conhecidos, mas algumas aes so adotadas de modo a evitar prejuzos ao meio ambiente.

    d. Os impactos negativos ao meio ambiente so identificados e alguns so tratados de forma planejada por meio de aes adequadas.

    17 OS IMPACTOS NEGATIVOS CAUSADOS PELA EMPRESA AO MEIO AMBIENTE SO CONHECIDOS E TRATADOS? A atividade empresarial provoca danos ao meio ambiente. importante que a empresa conhea estes impactos e atue de forma a minimizar seus efeitos, como resposta crescente vigilncia da sociedade sobre as questes ambientais. Este processo implica na avaliao do desempenho ambiental da empresa como um todo, desde o seu processo produtivo s rotinas de escritrio, avaliando, em especial, a quantidade e qualidade daquilo que entra e daquilo que sai da empresa no exerccio de suas atividades, tais como, energia, gua, matria-prima, resduos slidos, poluio etc.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os principais impactos negativos, tais como energia, gua, matria-prima, resduos slidos e poluio, causados pelas atividades da empresa ao meio ambiente e aes de tratamento adotadas.

    a. Os impactos negativos ao meio ambiente no so conhecidos.

    c. Os impactos negativos ao meio ambiente so conhecidos e alguns so tratados por meio de aes adequadas.

    d. A responsabilidade social faz parte das estratgias e planos da empresa e as aes ou projetos contam com o envolvimento dos colaboradores.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar as principais aes e projetos sociais desenvolvidos pela empresa.

    IMPORTANTE

    Se a empresa tem projetos sociais, e gostaria de participar tambm do Destaque de Responsabilidade Social, dever preencher tambm a parte III deste questionrio.

    18 A EMPRESA DEMONSTRA SEU COMPROMETIMENTO COM A COMUNIDADE POR MEIO DE AES OU PROJETOS SOCIAIS? Toda empresa influencia, positiva ou negativamente, a comunidade na qual est inserida e atua. Essa comunidade tem necessidades e expectativas que podem ser atendidas pela empresa de forma voluntria, motivando e envolvendo seus colaboradores nessas atividades. O atendimento comunidade pode ser feito por meio de aes ou projetos sociais e podem contribuir para o desenvolvimento tanto local quanto regional.

    Quando essas aes/projetos envolvem os colaboradores estimula o exerccio da cidadania e a responsabilidade social individual. Ao incluir a Responsabilidade Social nas estratgias e planos, a empresa agrega valor ao produto e ao servio, consolida ou refora a marca/imagem, fortalece a negociao com fornecedores, fideliza clientes, contribui para o aumento da receita e da lucratividade, motiva colaboradores e traz benefcios sociais.

    b. A empresa participa ou realiza aes ou projetos sociais esporadicamente.

    c. A empresa participa ou realiza aes ou projetos sociais regularmente com envolvimento dos colaboradores.

    a. No so realizadas aes ou projetos sociais.

    20 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. As informaes para o planejamento, anlise e execuo das atividades para a tomada de deciso esto definidas, disponibilizadas para os colaboradores, organizadas em sistemas de informaes e so utilizados mecanismos de segurana para proteo das mesmas.

    c. As principais informaes para o planejamento, anlise e execuo das atividades para a tomada de deciso esto definidas e so disponibilizadas para os colaboradores.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar as principais informaes utilizadas, os meios para disponi-bilizao para os colaboradores e mecanismos de segurana.

    19 AS INFORMAES NECESSRIAS PARA O PLANEJAMENTO, A EXECUO E ANLISE DAS ATIVIDADES E PARA A TOMADA DE DECISO ESTO DEFINIDAS E DISPONIBILIZADAS AOS COLABORADORES? As informaes obtidas dentro e fora da empresa so importantes para a execuo das atividades, a anlise dos resultados e a tomada de deciso. Os sistemas de informaes da empresa organizam a apresentao e a distribuio das informaes para todos os colaboradores. A disponibilizao das informaes aos colaboradores tem como finalidade permitir que as atividades sejam executadas corretamente e continuadamente.

    A segurana das informaes inclui os cuidados quanto sua atualizao, confidencialidade contra o uso indevido e integridade (qualidade e autenticidade da informao recebida, armazenada e distribuda).

    b. Algumas informaes para o planejamento, anlise e execuo das atividades para a tomada de deciso esto definidas.

    a. As informaes no esto definidas.

    INFORMAES E CONHECIMENTO

    Este critrio analisa as informaes necessrias execuo das atividades da empresa e tomada de deciso. Observa como o conhecimento adquirido pelas pessoas, na execuo de suas atividades, compartilhado entre os dirigentes e colaboradores, assegurando o domnio das tcnicas no seu setor de negcios. Verifica tambm a utilizao de informaes comparativas na anlise do desempenho.

    20 O COMPARTILHAMENTO DO CONHECIMENTO PROMOVIDO? O compartilhamento do conhecimento necessrio para manter na empresa os conhecimentos adquiridos pelos colaboradores. Quando os colaboradores compartilham seu conhecimento, este fica mantido internamente, no sendo perdido no momento do desligamento. necessrio incentivar os colaboradores a compartilharem suas experincias e aprendizados. So diversos os meios que podem ser utilizados para o compartilhamento do conhecimento, tais como: repasses de treinamentos realizados; reunies para discusso de lies aprendidas; apresentao de melhorias para os demais colaboradores, entre outros. O conhecimento tambm pode ser registrado em papel ou em meio eletrnico, o que permite sua disponibilizao para todas as pessoas na empresa e sua futura utilizao.

    d. Os colaboradores compartilham o conhecimento adquirido, por meio de mtodos formalizados e este conhecimento registrado.

    c. Os colaboradores compartilham o conhecimento adquirido, por meio de mtodos formalizados.

    b. Os colaboradores so incentivados a compartilhar o conhecimento adquirido.

    a. No existem aes para promover o compartilhamento do conhecimento.

    21QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 21 SO PROMOVIDAS MELHORIAS NAS PRTICAS DE GESTO? A melhoria das prticas de gesto tem o objetivo de torn-las mais eficientes e eficazes. Por meio de avaliaes sistemticas das prticas da empresa, inclusive incorporando experincias de outras organizaes possvel manter a gesto alinhada com as exigncias daquelas empresas que buscam trilhar a jornada pela excelncia.

    c. Algumas prticas de gesto apresentam melhorias.

    b. Pelo menos uma prtica de gesto apresenta melhorias.

    a. As prticas de gesto no demonstram melhorias.

    d. Muitas prticas de gesto apresentam melhorias decorrentes da anlise de resultados de diagnstico da gesto, como por exemplo, o MPE Brasil.

    d. So obtidas informaes comparativas externas e apresenta evidncias de utilizao na anlise do desempenho e melhoria dos produtos/servios e processos.

    22 SO OBTIDAS E UTILIZADAS INFORMAES COMPARATIVAS NA ANLISE DO DESEMPENHO E MELHORIA DOS PRODUTOS/SERVIOS E PROCESSOS? Para conhecer o nvel de excelncia ou de competitividade alcanado e para identificar oportunidades de melhoria preciso olhar com ateno para o mercado e realizar comparaes com os concorrentes e outras empresas. Essa comparao externa pode ser feita por meio de informaes quantitativas do desempenho dos principais resultados e das caractersticas dos produtos/servios e processos, que permitam identificar diferenciais favorveis e desfavorveis a serem tratados.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os meios utilizados para busca de informaes comparativas e os tipos de informaes.

    a. No so obtidas informaes comparativas externas.

    b. So obtidas informaes comparativas externas, mas no so utilizadas na anlise do desempenho e melhoria dos produtos/servios e processos.

    c. So obtidas informaes comparativas externas e utilizadas na melhoria dos produtos/servios e processos.

    Este critrio analisa as prticas de gesto em relao s pessoas que trabalham na empresa, ou seja, seus colaboradores. Observa a definio das funes na empresa e as responsabilidades associadas a cada uma dessas funes. Considera a seleo e a capacitao das pessoas para o exerccio das funes e analisa os riscos e perigos associados ao trabalho, bem como a identificao e o tratamento dos fatores que afetam o bem-estar e a satisfao dos colaboradores.

    Colaboradores: incluem empregados, temporrios, aprendizes, estagirios e terceirizados.

    PESSOAS

    22 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. Esto definidas, documentadas para todas as funes e conhecidas por todos os colaboradores.

    JUSTIFICATIVAS

    Relatar em quais documentos as funes e responsabilidades esto descritas.

    23 AS FUNES E RESPONSABILIDADES DAS PESSOAS (DIRIGENTES E COLABORADORES) ESTO DEFINIDAS? A estrutura organizacional define os cargos e funes necessrias para a operao eficaz da empresa. Essas funes so ocupadas por dirigentes e colaboradores e a cada funo est associado um conjunto de responsabilidades. Responsabilidades da funo so as atividades que, obrigatoriamente, devem ser cumpridas pelos seus ocupantes para assegurar o cumprimento da Misso da empresa. O conhecimento dessas responsabilidades das funes por parte dos dirigentes e colaboradores esclarece a participao de cada pessoa nas atividades da empresa e promove a sinergia do trabalho em equipe.

    b. Esto definidas informalmente.

    c. Esto definidas e documentadas para algumas funes.

    a. No esto definidas.

    24 A SELEO DOS COLABORADORES FEITA SEGUNDO PADRES DEFINIDOS E CONSIDERA OS REQUISITOS DA FUNO? A seleo dos colaboradores tem o objetivo de preencher as funes vagas com pessoas aptas a executar as responsabilidades da funo. A escolha das pessoas deve obedecer aos requisitos estabelecidos pela empresa para cada funo. Esses requisitos so necessrios para a adequada capacitao e posterior desempenho na execuo da funo. Recomenda-se que a seleo privilegie os membros atuais da equipe por meio de promoes s funes vagas, permitindo o crescimento das pessoas na empresa.

    c. A seleo feita com padro definido para todas as funes.

    b. A seleo feita com padro definido para algumas funes.

    a. A seleo feita de forma intuitiva.

    d. A seleo feita com padro definido para todas as funes, considerando os requisitos e responsabilidades definidas para a funo.

    25 OS COLABORADORES SO CAPACITADOS NAS SUAS FUNES? A capacitao dos colaboradores objetiva o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes que permitem o correto desempenho da funo, promovendo, dessa forma, a eficincia e a sinergia da equipe de trabalho. Para a identificao das necessidades de capacitao, devem ser considerados os objetivos estratgicos, as estratgias e as metas da empresa, gerando um plano de treinamento e assegurando a coerncia entre as necessidades das pessoas e as necessidades da empresa.

    23QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • a. Os colaboradores no so capacitados.

    b. Os colaboradores so capacitados eventualmente.

    c. Os colaboradores so capacitados regularmente.

    d. Todos os colaboradores so capacitados com base em um plano de capacitao.

    c. Os perigos e riscos so identificados formalmente por meio de mtodos que incluem PPRA e PCMSO e so tratados apenas com aes corretivas.

    b. Os perigos no so identificados e apenas alguns deles so tratados.

    a. Os perigos e riscos no so identificados e no so tratados.

    d. Os perigos e riscos so identificados formalmente por meio de mtodos que incluem PPRA e PCMSO e os riscos so tratados com aes corretivas e preventivas.

    26 OS PERIGOS E RISCOS RELACIONADOS SADE E SEGURANA NO TRABALHO SO IDENTIFICADOS E TRATADOS? Os perigos relacionados sade ocupacional e segurana so identificados para que os riscos relativos sejam tratados, a fim de prevenir a ocorrncia de fatores que possam ameaar a integridade fsica ou psicolgica dos integrantes da fora de trabalho, em decorrncia de suas atividades.

    O tratamento dos riscos consiste no estabelecimento de aes preventivas com o objetivo de impedir ou evitar a sua ocorrncia e reduzir seus efeitos. O cumprimento das exigncias legais do PPRA Programa de Preveno de Riscos Ambientais e PCMSO Programa de Controle de Medicina e Sade Ocupacional obrigatrio para todas as empresas que possuem empregados.

    27 O BEM-ESTAR E A SATISFAO DOS COLABORADORES SO PROMOVIDOS? As condies adequadas para o trabalho, no apenas com relao sade e segurana, mas tambm quanto ao conforto nos postos de trabalho, propiciam bem-estar e satisfao no trabalho e com a empresa. necessrio identificar os fatores que afetam o bem-estar e a satisfao dos colaboradores e providenciar seu adequado tratamento, de forma a promover um ambiente de trabalho agradvel e participativo, com consequente motivao e entusiasmo das pessoas.

    A existncia de benefcios adicionais aos exigidos pela legislao, as confraternizaes, a criao de reas de lazer na empresa e as facilidades de comunicao em todos os nveis so exemplos de aes para o tratamento dos fatores que afetam o bem-estar e a satisfao dos colaboradores.

    24 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. Os processos principais do negcio so executados de forma padronizada, com padres documentados e definidos a partir de requisitos traduzidos das necessidades dos clientes.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os processos principais do negcio e os padres documentados existentes.

    28 OS PROCESSOS PRINCIPAIS DO NEGCIO SO EXECUTADOS DE FORMA PADRONIZADA, COM PADRES DOCUMENTADOS? Processo um conjunto de atividades pr-estabelecidas que, executadas numa determinada sequncia, levam a um resultado esperado. O processo transforma uma entrada numa sada, agregando valor. Definir padres para um processo consiste na formalizao da maneira correta de se executar o processo a sequncia das atividades, definio do responsvel pela execuo. Os processos principais do negcio satisfazem as necessidades dos clientes por meio do atendimento aos requisitos dos processos. Os requisitos dos processos, geralmente de ordem tcnica, so traduzidos das necessidades dos clientes e da legislao aplicvel empresa. Os padres dos processos so documentados na forma de procedimentos ou instrues escritas.

    b. Os processos principais do negcio so executados de forma padronizada, mas os padres no so documentados.

    c. Os processos principais do negcio so executados de forma padronizada, com padres documentados.

    a. Os processos principais do negcio no so executados de forma padronizada.

    d. So adotadas aes para identificar e promover o bem-estar e a satisfao dos colaboradores decorrentes de anlises regulares.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar as principais aes, incluindo os benefcios adotados para promover o bem-estar e a satisfao dos colaboradores.

    a. No existem aes para promover o bem-estar e a satisfao dos colaboradores.

    b. So adotadas aes para promover o bem-estar e a satisfao dos colaboradores apenas quando problemas so detectados.

    PROCESSOS

    c. So adotadas aes para promover o bem-estar e a satisfao dos colaboradores decorrentes de anlises eventuais.

    Este critrio analisa os processos principais do negcio da empresa. So os processos que geram os produtos e os servios que, entregues aos clientes, satisfazem suas necessidades e expectativas. Observa o relacionamento dos fornecedores com a empresa, por meio da anlise de sua seleo e avaliao do desempenho. Analisa, tambm, a gesto das finanas para assegurar os recursos financeiros necessrios s operaes e aos investimentos da empresa.

    29 OS PROCESSOS PRINCIPAIS DO NEGCIO SO CONTROLADOS PARA GARANTIR A SATISFAO DAS NECESSIDADES DOS CLIENTES? O controle dos processos principais do negcio tem por objetivo assegurar que os requisitos dos processos e, consequentemente as necessidades dos clientes, sejam atendidas. Quando os requisitos no so atendidos, so tomadas aes corretivas de forma a promover os ajustes necessrios. O controle do processo pode ser feito por vrios mecanismos, incluindo indicadores cujos resultados so comparados com metas previamente estabelecidos.

    25QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. Os processos principais do negcio so controlados com base em padres definidos e documentados e tambm por meio de indicadores e metas.

    b. Os processos principais do negcio no so controlados, mas so corrigidos quando ocorrem problemas ou reclamaes dos clientes.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar os meios de controle utilizados nos processos.

    c. Os processos principais do negcio so controlados com base em padres de execuo definidos e documentados.

    a. Os processos principais do negcio no so controlados.

    30 OS FORNECEDORES DA EMPRESA SO SELECIONADOS E AVALIADOS SEGUNDO CRITRIOS DEFINIDOS? A qualidade dos servios prestados e dos produtos fornecidos aos clientes depende diretamente da qualidade dos materiais e dos servios adquiridos. Para que a empresa seja atendida nas suas necessidades em relao aos materiais e servios adquiridos, necessrio estabelecer critrios que orientem a seleo dos fornecedores e, posteriormente, os mesmos critrios so usados na avaliao do seu desempenho no decorrer do perodo das entregas. Como exemplos de critrios de seleo podem ser citados: preo justo, cumprimento dos prazos de entrega e qualidade dos materiais e servios oferecidos e apoio.

    c. Os fornecedores so selecionados com critrios definidos e seu desempenho avaliado apenas quando ocorre algum problema.

    b. Os fornecedores so selecionados com critrios definidos, mas seu desempenho no avaliado.

    a. Os fornecedores no so selecionados segundo critrios definidos e no so avaliados quanto ao seu desempenho.

    d. Os fornecedores so selecionados com critrios definidos e seu desempenho avaliado periodicamente, gerando aes para melhoria do fornecimento.

    31 AS FINANAS DA EMPRESA SO CONTROLADAS A FIM DE OTIMIZAR A UTILIZAO DOS RECURSOS? A operao da empresa depende da disponibilidade de recursos financeiros para as compras de servios e materiais, o pagamento dos colaboradores e das despesas e investimentos em equipamentos. Portanto, o controle das finanas essencial para assegurar a solidez e a continuidade da empresa. O cuidado na separao entre as contas pessoais do empresrio e as da empresa tambm essencial para assegurar a validade e a eficcia dos controles econmico-financeiros.

    O fluxo de caixa distribui e permite controlar as receitas, despesas e investimentos orados dentro de um perodo definido. O oramento tem como finalidade fazer uma previso das receitas, despesas e investimentos necessrios para assegurar a disponibilidade de recursos para a correta execuo dos processos principais do negcio e demais atividades da empresa.

    c. Existem controles financeiros com utilizao de fluxo de caixa.

    b. Existem controles financeiros, mas no utilizado fluxo de caixa.

    a. No existem controles financeiros.

    d. Existem controles financeiros com utilizao de fluxo de caixa e oramento com horizonte de pelo menos um ano.

    26 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel considerando os trs resultados.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    IMPORTANTE

    Quando a alternativa marcada for b, c ou d, os resultados devem ser apresentados em valores numricos (percentual de satisfao dos clientes).

    32 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS SATISFAO DOS CLIENTES? Os resultados a serem avaliados nesta questo so oriundos da prtica de gesto de avaliao da satisfao dos clientes referida na questo 14.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    RESULTADOS

    Este critrio analisa os resultados apresentados pela empresa. Os resultados so decorrncia direta de tudo o que a empresa tem ou faz para cumprir o que foi solicitado nos critrios anteriores. Assim, so solicitados resultados relativos aos clientes, aos colaboradores, aos processos principais do negcio e aos resultados financeiros.

    Os resultados so analisados em relao tendncia, ou seja, o seu comportamento ao longo do tempo considerando os trs ltimos anos. As opes de respostas so selecionadas em funo das situaes a seguir:

    Resposta b: Se os resultados dos dois ou trs anos demonstram piora do primeiro ano ao terceiro ano ou piora do segundo para o terceiro ano, a tendncia considerada desfavorvel.

    Resposta c: Se os resultados dos dois ou trs anos demonstram melhoria do segundo para o terceiro ano, a tendncia considerada favorvel.

    Resposta d: Se os resultados dos trs anos mostram melhoria constante e sustentada, considerada tendncia favorvel.

    IMPORTANTE

    Todos os resultados disponibilizados pela empresa, qualquer que seja a sua forma de apresentao, sero tratados confidencialmente pelos promotores do Prmio, assim como pelos Avaliadores caso a empresa seja selecionada para a etapa de visita. Esses resultados sero utilizados exclusivamente para a avaliao da empresa no MPE Brasil.

    d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel, considerando os trs resultados.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    IMPORTANTE

    Ao assinalar as alternativas b, c ou d, os resultados na folha de resposta so calculados considerando: nmero total de reclamaes no ano dividido pela produo anual (total de itens ou servios entregues).

    33 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS A RECLAMAES DE CLIENTES? Os resultados a serem avaliados nesta questo so oriundos da prtica de gesto de registro das reclamaes dos clientes referida na questo 13.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    27QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 34 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS S CAPACITAES MINISTRADAS PARA OS COLABORADORES? Os resultados a serem avaliados nesta questo so oriundos da prtica de gesto de investimentos em capacitaes dos colaboradores referida na questo 25.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel considerando os trs resultados.

    IMPORTANTE

    Ao assinalar as alternativas b, c ou d, os resultados na folha de resposta so calculados considerando: o somatrio de homens-hora de treinamentos ministrados dividido pelo nmero mdio de colaboradores no ano.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel considerando os trs resultados.

    d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel considerando os trs resultados.

    35 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS A ACIDENTES COM COLABORADORES? Os resultados a serem avaliados nesta questo so oriundos dos registros das ocorrncias de acidentes no trabalho.

    36 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS PRODUTIVIDADE NO TRABALHO? Os resultados avaliados nesta questo referem-se receita gerada por cada colaborador no desempenho de suas atividades na empresa.

    IMPORTANTE

    Ao assinalar as alternativas b, c ou d, os resultados na folha de resposta so calculados considerando: o nmero total de acidentes (com afastamento) no ano dividido pelo nmero mdio de colaboradores no ano.

    IMPORTANTE

    Ao assinalar as alternativas b, c ou d, os resultados na folha de resposta so calculados considerando: a receita anual da empresa dividida pelo nmero mdio de colaboradores no ano.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    28 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • d. Existem informaes referentes a trs ltimos perodos anuais distintos, com tendncia favorvel considerando os trs resultados.

    c. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, sendo que nos dois ltimos perodos a tendncia favorvel.

    IMPORTANTE

    I. Para os resultados relativos margem de lucro, no necessrio apresentar os valores na Folha de Respostas, ao final deste questionrio. Caso a empresa seja selecionada para a etapa de visita, esses valores devero ser apresentados durante a visita, para anlise dos Avaliadores.

    II. O resultado da margem de lucro calculado, considerando a Receita anual menos os custos e despesas anuais totais, dividida pela receita anual, multiplicada por 100. {[Receitas - (Despesas + Custos)] / Receitas} * 100.

    37 EXISTEM RESULTADOS RELATIVOS MARGEM DE LUCRO? Os resultados avaliados nesta questo permite verificar os resultados financeiros obtidos pela empresa em decorrncia das suas atividades.

    b. Existem informaes referentes a dois ou trs ltimos perodos anuais distintos, mas a tendncia desfavorvel.

    a. No existem informaes suficientes para avaliar.

    Deste ponto em diante, as respostas so OPCIONAIS

    Somente para as empresas que quiserem saber as caractersticas empreendedoras de seu lder e/ou para aquela que quiser participar do Destaque de Boas Prticas de Responsabilidade Social ou do Destaque de Inovao.

    1 2 3Dificilmente acontece s vezes acontece Sempre acontece

    Exemplo:

    Mantenho-me calmo em situaes tensas. 1 2 3

    9 PARTE II CARACTERSTICAS DE COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR

    Voc ir preencher as questes de 1 a 30, correspondentes s Caractersticas de Comportamento Empreendedor.

    Leia cuidadosamente cada afirmao e decida qual a resposta que melhor se aplica sua realidade. Marque o nmero selecionado na linha direita de cada afirmao.

    Se voc responder, por exemplo, o nmero 2 nessa afirmao, est indicando que s vezes acontece de voc se manter calmo em situaes tensas. Essa sua maneira de se comportar.

    Todas as questes devem ser preenchidas obrigatoriamente.

    Algumas afirmaes podem ser similares, mas nenhuma exatamente igual.

    Seja honesto consigo mesmo. Lembre-se: ningum faz tudo ou sabe fazer tudo corretamente.

    Voc receber uma anlise de seus resultados com breves explicaes sobre cada um dos resultados obtidos, que podero auxili-lo na interpretao dos mesmos e na tomada de melhores decises em sua empresa.

    29QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • Afirmao

    1. Quando desconheo algo, no me importo em buscar informaes.

    2. As pessoas concordam comigo baseadas em meus argumentos ou estratgias que adoto.

    3. Escolho situaes em que posso controlar ao mximo os resultados finais, considerando as possibilidades de xito ou fracasso antes de agir.

    4. Diante as necessidades do mercado, implanto inovaes em meus produtos / servios, ou amplio rea geogrfica de atuao de minha empresa.

    5. Reconheo minha responsabilidade nas falhas e eventuais prejuzos financeiros e tomo providncias para corrigi-los.

    6. Acredito que posso ser bem sucedido em qualquer atividade que me proponho executar, mesmo sendo algo difcil ou desafiador.

    7. Meu rendimento no trabalho bastante eficaz, pois fao as coisas de acordo com o que foi estabelecido, dando nfase otimizao do tempo.

    8. Para mim, mais importante a minha opinio do que a opinio de outras pessoas sobre o que fao e a maneira como eu fao.

    9. Executo minhas atividades bem como as atividades dos funcionrios no dia a dia de minha empresa.

    10. Adoto, como parmetro nas negociaes, o ditado quem no arrisca, no petisca.

    11. Busco toda e qualquer informao disponvel no mercado para utilizar em minha empresa.

    12. Sei de forma clara o que quero alcanar no futuro breve e estabeleo parmetros que permitam medir e avaliar o meu desempenho.

    13. Fao as coisas preocupando-me com meus clientes, pois eles sempre tm razo e esto acima de qualquer coisa.

    14. Defino, a cada dia, o percentual de lucro que quero obter em minha empresa.

    15. Quando tenho um projeto de grande porte, divido-o em tarefas mais simples, com prazos estabelecidos antecipadamente.

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    30 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 16. Mesmo que eu j esteja obtendo bons resultados em minha empresa, encontro formas de melhorar o que fao (agilidade, custos, qualidade).

    17. Confio em minha capacidade de tomar decises e solucionar problemas desafiantes que encontro na rotina empresarial.

    18. Na execuo das atividades, minha intuio e criatividade so suficientes para decidir como fazer. Organizao e controle so aspectos secundrios.

    19. Identifico pessoas influentes e solicito apoio delas para alcanar minhas metas, pois somente assim consigo obter resultados positivos.

    20. Insisto vrias vezes para conseguir o que pretendo.

    21. Aproveito, sem restries, todas as oportunidades que surgem no mercado, pois elas trazem retorno financeiro.

    22. Com objetivos comerciais, envio mensagens / brindes aos clientes em datas especiais.

    23. Fao controles financeiros por meio de registros e utilizo esses dados para subsidiar as minhas decises.

    24. Quando encontro dificuldades na execuo de uma atividade, permito-me aguardar um tempo at que elas se resolvam.

    25. Quando necessrio, trabalho muito e com afinco, para completar uma tarefa ou alcanar um objetivo.

    26. Fao coisas que, na opinio dos outros, so arriscadas.

    27. Minhas aes dirias so fortemente influenciadas por meus objetivos de vida futuros.

    28. Visito feiras e participo de eventos correlatos ao meu empreendimento para conhecer novos produtos / servios e fornecedores.

    29. Encontro oportunidades de novos negcios quando identifico necessidades ou diagnostico problemas reais.

    30. Realizo vendas para clientes, ainda que no tenha lucro imediato, tendo em vista futuras possibilidades de outros negcios com eles.

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    1 2 3

    31QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 1 A RESPONSABILIDADE SOCIAL FAZ PARTE DAS ESTRATGIAS E PLANOS DA EMPRESA? A Responsabilidade Social permeia a gesto da empresa em suas dimenses econmica, social e ambiental, reflete em todas as reas e atividades do negcio. Estabelecer no planejamento estratgico aes especficas considerando e reconhecendo as partes interessadas, definindo responsveis, metas e indicadores, permite a empresa otimizar custos, gerir resultados e impactos. Entende-se que o planejamento e a prtica da Responsabilidade Social possam acontecer por etapas, mesmo a partir de iniciativas mais simples, o importante que aconteam e evoluam at integrarem a gesto do negcio.

    c. A Responsabilidade Social faz parte das estratgias e planos da empresa e existem pessoas e recursos disponibilizados para sua execuo.

    b. A Responsabilidade Social no faz parte das estratgias e planos da empresa, entretanto, existem algumas aes pontuais sendo executadas.

    d. A Responsabilidade Social faz parte das estratgias e planos da empresa e existem pessoas e recursos disponibilizados para sua execuo e indicadores de avaliao definidos.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar algumas aes estabelecidas do planejamento estratgico, bem como, as pessoas e os recursos disponibilizados que demonstrem estarem alinhadas com a Responsabilidade Social.

    a. A Responsabilidade Social no faz parte das estratgias e planos da empresa.

    A Responsabilidade Social um dos Fundamentos da Excelncia, cada vez mais permeia o dia a dia das pessoas e empresas, est diretamente vinculada ao sucesso do negcio e ao Desenvolvimento Sustentvel.

    Sua prtica considera a interdependncia (NBR 16001/2012 e da ISO 26000/2010) entre partes interessadas e processos, com aes como: ateno com colaboradores, respeito s diferenas, consumo consciente, relaes ticas com concorrentes e fornecedores, investimento social nas comunidades. Isto tudo inerente a Responsabilidade Social e a todas as empresas, e embora muitas vezes mais facilmente executada nas Micro e Pequenas Empresas devido a capacidade de relacionamento direto com seus pblicos.

    Incluir a Responsabilidade Social nas estratgias e planos deixou de ser diferencial, pressuposto para o crescimento, a competitividade e a perenidade de uma organizao, contribuindo para o desenvolvimento sustentvel, pois, a empresa agrega valor ao produto e ao servio, consolida ou refora a marca/imagem, fortalece a negociao com fornecedores, fideliza clientes, contribui para o aumento da receita e da lucratividade, motiva colaboradores e traz benefcios sociais.

    IMPORTANTE

    Em todas as questes que possuem o campo Justificativas, caso a resposta seja c ou d, preencher na folha de resposta ao final do questionrio.

    10 PARTE III PRTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

    32 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • c. Foram tomadas providncias corretivas e preventivas em relao sano.

    d. No recebeu.

    b. Foram tomadas providncias corretivas em relao sano.

    a. Nenhuma providncia foi tomada em relao sano.

    3 A EMPRESA CONSIDERA ASPECTOS DE EFICINCIA ENERGTICA NAS SUAS ATIVIDADES? Ao considerar, entre outros, a otimizao, reduo e eficincia no uso de energia em edificaes, transporte, processos de produo, utilizao e comercializao, levando em conta os recursos no renovveis e renovveis, a empresa demonstra sua ateno s questes ambientais, contribuindo para a produtividade, competitividade e, tambm, para o desenvolvimento sustentvel.

    2 NOS LTIMOS TRS ANOS, A EMPRESA RECEBEU ALGUMA SANO, RELATIVA AOS REQUISITOS LEGAIS, TICOS, REGULAMENTARES E CONTRATUAIS? A ateno aos impactos e efeitos causados pelos processos produtivos ou prestao de servios, em especial quanto aos aspectos ambientais, trabalhistas, concorrncias de mercados, entre tantos, faz com que as empresas estejam suscetveis s normativas, legislaes e denncias. Aes preventivas, observando os insumos, o processo produtivo e de comercializao, a prestao de servio e o relacionamento com as partes interessadas demonstram, preocupao com sua imagem, viso de futuro e capacidade de gesto.

    Sobre o recebimento de sanes a empresa:

    d. So identificados os aspectos de eficincia energtica que impactam as atividades, as aes so realizadas para promover a eficincia e so avaliados os resultados.

    c. So identificados os aspectos de eficincia energtica que impactam as atividades e as aes so realizadas para promover a eficincia.

    JUSTIFICATIVAS

    Apresentar as aes de eficincia energtica adotadas pela empresa. b. So realizadas aes sem identificar os aspectos de

    eficincia energtica que impactam as atividades.

    a. No so identificados os aspectos de eficincia energtica que impactam as atividades.

    33QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • Parte interessadaa. No

    desenvolve aes.

    b. Desenvolve aes ocasionais.

    c. Possui articulao e aes planejadas, ainda no executadas com a parte interessada.

    d. Possui articulao e aes planejadas e executadas com a parte interessada.

    4.1 Colaboradores (Pblico interno)

    4.2 Clientes e Consumidores

    4.3 Fornecedores

    4.4 Instituies governamentais

    4.5 Concorrentes

    4.6 Comunidade e Terceiro setor

    4.7 Meio Ambiente

    JUSTIFICATIVAS

    Relatar as aes realizadas; contribuio da empresa e da parte interessada; tempo de realizao; frequncia (periodicidade) e, se for o caso, o resultado obtido.

    d. H o reconhecimento da esfera de influncia (pblico afetado), e existem procedimentos formais de anlise do respectivo impacto sobre a mesma.

    a. A esfera de influncia (pblico afetado) e o respectivo impacto de suas decises sobre a mesma so desconhecidos.

    c. H o reconhecimento da esfera de influncia (pblico afetado), contudo, ainda no existem procedimentos formais de anlise do respectivo impacto das decises sobre a mesma.

    b. A esfera de influncia (pblico afetado) e o respectivo impacto de suas decises sobre a mesma so desconhecidos, contudo, existem aes informais identificando os afetados por suas decises.

    5 QUANDO DA DECISO DE COMPRA, PRODUO, COMERCIALIZAO E/OU PRESTAO DE SERVIOS, A EMPRESA CONSIDERA SUA ESFERA DE INFLUNCIA E OS IMPACTOS SOBRE A MESMA? Ao considerar a esfera de influncia, a empresa reconhece que suas decises esto relacionadas de maneira poltica, contratual, econmica, entre outros, a indivduos e/ou organizaes, afetando-os por aspectos ticos, financeiros, de reputao, transparncia, etc. Estar atenta esfera de influncia, o quanto as decises e as atividades da empresa possam impact-la a curto, mdio ou longo prazo, uma forma de avaliar riscos e oportunidades (reaes positivas ou negativas) para o negcio no contexto onde a mesma est inserida (interdependncia).

    4 SO DESENVOLVIDAS AES ESPECFICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COM AS PARTES INTERESSADAS? O fundamento da Responsabilidade Social trata das relaes da empresa com as partes interessadas e sua participao no desenvolvimento sustentvel. A existncia de aes planejadas indica o nvel de adeso e estgio de desenvolvimento em Responsabilidade Social da empresa, como por exemplo, a ateno na seleo de fornecedores; escuta atenta e aes junto aos clientes; existncia de aes preventivas e/ou corretivas sobre o impacto ambiental; contribuio com a comunidade; investimento em qualificao dos colaboradores.

    (marcar com um X a coluna correspondente resposta correta para cada parte interessada)

    34 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 6 CONSIDERANDO A RESPONSABILIDADE QUANTO AOS SEUS PRODUTOS, COMO A EMPRESA COMUNICA E INFORMA SEUS CLIENTES E CONSUMIDORES SOBRE ESTES PRODUTOS? Os produtos e servios prestados por uma empresa impactam direta e indiretamente a vida de seus clientes, consumidores e da comunidade. Pesam na escolha: preo, as relaes ticas da empresa com mercado, colaboradores, sade, meio ambiente e comunidade, assim como, os fornecedores dos insumos e/ou servios; a qualidade e utilizao dos mesmos; os impactos ambientais na produo e no consumo; a utilizao de mo de obra infantil e/ou escrava; a destinao de resduos; o tratamento do cliente no ps-venda, ou seja, a circulao das informaes, os direitos do consumidor e o consumo consciente.

    c. Existem aes formais de comunicao e informao dos produtos, disponibilizando-as aos interessados.

    b. No existem aes formais de comunicao e informao dos produtos, contudo, so disponibilizadas informaes quando solicitado.

    a. No existem aes formais de comunicao e informao dos produtos.

    d. Existem aes formais de comunicao e informao dos seus produtos, so promovidas e realizadas campanhas esclarecedoras sobre a procedncia dos insumos, a melhor maneira de utiliz-los e descart-los.

    7 A EMPRESA POSSUI PROCEDIMENTOS FORMALIZADOS DE PROMOO DE AES E PRTICAS DOS COLABORADORES QUE OS BENEFICIAM E AO NEGCIO? A poltica de relacionamento e desenvolvimento exercidas pela empresa na sua relao com os colaboradores demonstra a prtica da Responsabilidade Social. Com estrutura organizacional, funes e responsabilidades definidas, a empresa que promove aes e possui prticas como: resposta rpida (prontido); iniciativa; criatividade; inovao; cooperao; comunicao eficaz e qualificao sistemtica junto a seus colaboradores garante desenvolvimento individual e coletivo. Estes procedimentos favorecem a atrao e manuteno de profissionais qualificados, refletindo no diferencial competitivo e no alcance da excelncia.

    a. No existem procedimentos formalizados para a promoo de aes e prticas que beneficiem os colaboradores.

    d. Existem procedimentos formalizados para a promoo de aes e prticas que beneficiem dos colaboradores, assim como, para o acompanhamento e avaliao dos mesmos.

    c. Existem procedimentos formalizados para a promoo de aes e prticas que beneficiem os colaboradores, entretanto, o acompanhamento e avaliao dos mesmos so informais.

    b. No existem procedimentos formalizados para a promoo de aes e prticas que beneficiem os colaboradores, entretanto, se oportuniza informalmente a realizao de algumas aes e prticas.

    35QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • 8 A EMPRESA CONHECE AS NECESSIDADES E CONTRIBUI NO DESENVOLVIMENTO SOCIAL DA COMUNIDADE? A participao ativa da empresa junto sua comunidade contribui e fomenta o desenvolvimento social da mesma. Conhecendo as necessidades, com o planejamento e execuo monitorada de aes, a empresa pode oportunizar ou favorecer, direta ou indiretamente, o acesso escola, sade, moradia, alimentao, emprego e renda, entre outros, contribuindo tambm para o desenvolvimento econmico desta comunidade.

    a. As necessidades da comunidade so desconhecidas, e no existem aes direcionadas para a mesma.

    d. As necessidades da comunidade so conhecidas, existem aes planejadas e acompanhadas que contribuem com seu desenvolvimento social.

    b. As necessidades da comunidade so desconhecidas, contudo, existem atividades que contribuem com a mesma.

    c. As necessidades da comunidade so conhecidas, existem aes para atend-la e o planejamento e o acompanhamento das mesmas so realizados informalmente.

    Nome da Ao

    Item Resposta

    a. Pblico beneficiado (especifique)

    b. N Atendimentos diretos

    c. N Atendimentos indiretos

    d. Pesquisou demandas da Comunidade

    Sim Parcialmente No

    e. Possui parceria para ao Sim Eventualmente No

    f. Realiza avaliao Sim Eventualmente No

    g. A empresa se considera predominantemente

    Articuladora RealizadoraArticuladora e Realizadora

    8.1 DAS AES SOCIAIS DESENVOLVIDAS PELA EMPRESA SELECIONE UMA QUE CONSIDERE REPRESENTATIVA E DESCREVA ABAIXO.

    As aes sociais, do ponto de vista da interao e integrao com a sociedade, referem-se a qualquer atividade que leve em conta as necessidades de indivduos, organizaes sociais ou comunidade que se encontrem em situao de vulnerabilidade ou risco social. Pode ser a promoo ou participao em evento que beneficie crianas e adolescentes; grupos tnicos ou de gnero; idosos; pessoas com deficincia etc.; promoo e apoio no atendimento das necessidades de uma organizao social, de uma escola ou comunidade; aes voltadas ao meio ambiente; aes e mobilizaes em situaes de emergncia, de segurana ou a prtica de voluntariado corporativo.

    Obs.: Atendimento direto (aes desenvolvidas diretamente com o pblico beneficirio) junto ao pblico selecionado ou indireto (aes desenvolvidas por meio de apoio s atividades de parceiros, organizaes ou projetos sociais).

    Articuladora empresa responsvel por reunir pessoas e instituies em prol de um objetivo, integrando ou no a etapa de realizao de atividades que atendem ao objetivo estabelecido.

    Realizadora empresa responsvel por identificar as causas ou demandas, realizando atividades que se antecipem s mesmas.

    36 QUESTIONRIO DE AUTOAVALIAO MPE BRASIL

  • JUSTIFICATIVAS:

    Para as respostas (sim) de d a f, comente as respostas esclarecendo: quem responsvel pela ao social; qual foi a demanda levantada e de que forma foi feito este levantamento junto comunidade; quais so os parceiros e como realizada a avaliao desta ao.

    A inovao a implementao de um produto (bem ou servio) novo ou significativamente melhorado, de um novo processo de trabalho (equipes, materiais e equipamentos), ou novo mtodo de gerenciamento, ou ainda caractersticas de negcios criativas, modificadas para melhorar o desempenho.

    A oportunidade para a inovao geralmente identificada, interna e externamente, e pode acontecer em qualquer rea da empresa, como no marketing e comercializao, na produo ou logstica, envolvendo comunicao interna e externa.

    A inovao pode ocorrer de vrias formas, em vrios momentos, sem grandes investimentos, trazendo resultados efetivos para a competitividade e contribuio para a sustentabilidade da empresa no seu ambiente. As atividades feitas para obter a inovao reforam a imagem da empresa, contribuem para a melhoria do desempenho e para o aumento da sua competitividade.

    O MEG considera o tema como fundamento da gesto, que deve estar presente na empresa como Cultura da inovao.

    As 12 questes estabelecidas, a seguir, esto elaboradas para permitir a avaliao da capacidade e a maturidade para implementar a inovao presentes nas MPE, e pedem informaes adicionais para respostas c e d.

    IMPORTANTE

    Sempre a resposta for c ou d, deve ser preenchido o campo Justificativas na folha de resposta ao final do questionrio.

    11 PARTE IV PRTICAS DE INOVAO

    1 A EMPRESA REALIZA ESFOROS PARA INOVAR? A empresa que deseja ser inovadora realiza e dimensiona o esforo de manter as atividades de inovao, como a busca de informaes e o estmulo s ideias criativas. Realiza esforos para obteno de recursos financeiros e gerenciais para realizar as inovaes e acompanha as atividades de implementao. Os esforos podem ser representados por investimentos financeiros, como compra de mquinas e equipamentos, recursos despendidos para ouvir clientes e identificar oportunidades, recursos para participao em feiras, congressos e outros eventos, para a Informatizao da empresa, a pesquisa e desenvolvimento prprio ou em parceria, para realizar adaptao de produtos/servios nacionais ou estrangeiros. Os esforos tambm so representados por investimento em pessoas, como capacitao, treinamentos, nmero de colaboradores que se dedicam inovao, recursos para recompensar colaboradores por ideias inovadoras etc. Alm disso, os investimentos em novos mtodos de gesto e em novas estratgias de marketing tambm so considerados esforos para a obteno de inovaes.

    c. Os esforos para inovar so realizados regularmente, mas no so acompanhados.

    d. Os esforos para inovar so realizados formalmente e regularmente e so acompanhados e medidos atravs de indicadores.

    b. Existem alguns esforos para inovar, mas so espordicos.

    a. No so realizados esforos para inovar.

    37QUESTIONRIO DE A