Rede de inovação

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Rede de Inovação - Marcos Borba

Text of Rede de inovação

  • 1. R EDE DE INOVAO EM APOIO AO DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL ENDGENO DO ALTO CAMAQU UERGS, UNIPAMPA, URCAMP & EMBRAPA e demais atores...

2.

  • Conjuno de criseseconmica e ambiental;
  • Ameaa ou oportunidade?
  • Oportunidade para mudar de comportamento e buscar um novo modelo de desenvolvimento baseado em uma economia de baixo carbono, na preservao e uso sustentvel dos recursos naturais e na responsabilidade social
  • Ricardo Young,presidente do InstitutoEthos
  • A gerao da transio - 27/03/2009 - 11h03

Contexto Atual 3. CARACTER STICAS da CRISE

  • GLOBAL -de escala planet ria
  • COMPLEXA - mltiplas causas
  • SIST MICA - interligados e interdependentes
  • POCA - associada a modernidade
  • DE PERCEPO - viso de mundo obsoleta
  • Conscincia da crise requer nova percepo da realidade;
  • Revers o da crise requer mudanas nas formas de pensar e de valores;
  • Novas ferramentas conceituais (teorias, categorias em t odos) que possibilitem sua aplica o;

4. Todo o risco envolve uma oportunidade de tamanho maior ou igual."Quando um setor afetado por um risco qualquer, se identific-lo de maneira adequada e agir estrategicamente, poder enxergar melhor a oportunidade relativa a esse desafio; Joel Bastos, diretor da Ernst & Young 5.

  • Sistema de Inova o
  • Banco Mundial (2006)
  • Rede;
  • Organiza es, empresas e indivduos;
  • Novos produtos;
  • Novos processos;
  • Novas formas de organiza o da economia;
  • Institui es e polticas que afetamcomportamento do sistema ;

6.

  • Sistema de inova o
  • Criarconhecimento;
  • Garantir acesso ao conhecimento;
  • Compartilhar o conhecimento;
  • Fortaleceraprendizado ;

7.

  • Sistema de inova o
  • N o somente os fornecedores de cincia;
  • Intera o todos atores envolvidos na inovao;
  • Se estende al m da produo de conhecimento;
  • Fatores que afetam demanda e uso do conhecimento de novasformas, teis;

8.

  • Ainda prevalece a idia de oferecer algo a mais e no necessariamente mais seguro, mais limpo ou mais eficiente ;
  • Henrique Rattner, pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnolgicas (IPT)

9.

  • A inovao normalmente est associada ao novo. No entanto, essa filosofia no faz muito sentido do ponto de vista da racionalidade do Planeta. Isso porque h produtos que podem perfeitamente servir por muito mais tempo sem prejuzo nenhum, mas o consumidor estimulado, induzido e muitas vezes at condicionado pela propaganda a adquirir novos produtos;
  • Henrique Rattner

10. Fatores contextuais que afetam processo de inovao:

  • Processo pode ser promovido por atores do setor pblico ou privado;
  • Desencadeiam a inovao gatilhos polticos ou do mercado;

11. Dois cenrios distintos emergem:

  • Desenvolver e inovar para ganhar acesso a oportunidadesde mercado;
  • Pesquisapromove inovao quando:
  • - promove interao ou,
  • - parte de setor integrado de suporte;

12.

  • Sistema de inovao reconhece importncia da tecnologia, mas foca na inovao;
  • Amplia escopo de atores, ressalta contexto institucional;
  • Inovao SISTEMA SOCIAL;
  • Mltiplos nveis e diferentes propsitos;
  • Reduo pobreza, crescimento econmico, promoo desenvolvimento (territorial e endgeno);

13.

  • A maioria das inovaes surgem em resposta ao potencial para agregar valor;
  • Inovao associada com oportunidades de:
  • nichos de mercado;
  • nicho social ou ambiental (mercado justo ou orgnico);
  • oportunidades tradicionais ou para agregar valor monetrio (aumento de volume, valor, ou tamanho de uma operao);

14. 15.

  • Pesquisa e tecnologia: necessrias mas no suficiente.A penas partes do processo de inovao;
  • De pesquisa como ator central para pesquisa como parte importante de um SISTEMA;
  • Implicaes para pesquisadores e sistemas de pesquisa;
  • Necessidade de aprender a se envolver em uma variedade de outras atividades e processos;
  • Incluindo o fortalecimento de e o aprendizado a partir de REDES com outros atores;

16.

  • Atores precisam ser capazes de aprender e inovar em um ambiente dinmico;
  • Esta capacidade de adaptao dinmica associada com a capacidade tcnica e organizacional das instituies locais;

17.

  • Fortalecimento das instituies que podem capacitar para a inovao;
  • Desenvolver novos programas educacionais estratgico;
  • Novos currculosaumentar capacidade para lidar com complexidade, mudana, processos multi-ator;

18. Para melhorar a capacidade de inovao necessrio:

  • Investir em aprendizagem e capacidade de construir;
  • Prover incentivos que permitam atores colocar novas habilidades em uso;
  • Fortalecer novas atitudes e prticas;

19.

  • Capacidade inovadora organizacional reside nos indivduos;
  • Alm de fortalecer indivduos que atuam como agentes necessrio... de mudana dentro das organizaes;

20. Estudos de caso do Banco Mundial apontam :

  • Ao coletiva (dentro e entre organizaes);
  • Flexibilidade (para permitir auto-organizao);
  • Construo auto-confiana;
  • Preparao para a mudana;
  • Estmulo a criatividade;
  • Propiciar ambiente (polticas e fundos de incentivos que permitam tais caractersticas se desenvolver;
  • Rajalahti, R.; Janssen, W.; Pehu, E. Agricultural Innovation Systems: From Diagnostics toward. Operational Practices. Agriculture and Rural Development Discussion Paper 38, 2006