of 35/35
REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO SISTEMAS DE BIBLIOTECAS MANUAL DE APRESENTAÇÃO PARA TRABALHOS ACADÊMICOS: SEGUNDO ABNT NBR 14724 DEZ. 2011; NBR 6027 MAIO 2003; NBR 6028 NOV. 2003; NBR 12225 JULHO 2004 SÃO BERNARDO DO CAMPO 2018

REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO - portal.metodista.brportal.metodista.br/biblioteca/servicos/2018/2018ManualdeApresent... · 1.1.8 Resumo em português / Resumo em inglês ... trabalho

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO -...

  • REDE METODISTA DE EDUCAO

    SISTEMAS DE BIBLIOTECAS

    MANUAL DE APRESENTAO PARA TRABALHOS

    ACADMICOS: SEGUNDO ABNT NBR 14724 DEZ. 2011; NBR

    6027 MAIO 2003; NBR 6028 NOV. 2003; NBR 12225 JULHO 2004

    SO BERNARDO DO CAMPO

    2018

  • AUTORIA:

    Noeme Viana Timb - Bibliotecria de Referncia - Campus R. Ramos.

    e-mail: [email protected]

    REVISO:

    Rosangela de Souza Garcia Bibliotecria de Referencia Campus Planalto e

    Vergueiro e-mail: [email protected]

    COLABORAO DE:

    Valdirene Maria Gomes Bibliotecria de Catalogao - Campus R. Ramos.

    e-mail: [email protected]

    Rita de Cssia F. de Sousa Bibliotecria de Catalogao - Campus R. Ramos.

    email: [email protected]

    COORDENAO GERAL DE BIBLIOTECAS

    Tnia Regina Vicente Porto

    So Bernardo do Campo

    2018

    mailto:[email protected]:[email protected]

  • SUMRIO

    1 ESTRUTURA DOS TRABALHOS ACADMICOS......................................................................................................................4

    1.1 Pr-textuais .......................................................................................................................................................................... 4 1.1.1 Capa (obrigatrio) ............................................................................................................................................................... 5 1.1.2 Folha de rosto (obrigatrio) ................................................................................................................................................. 6 1.1.2.1 Verso da folha de rosto ou aps para verso digital - ficha ............................................................................................... 7 catalogrfica (obrigatrio) ............................................................................................................................................................ 7 1.1.3 Errata (opcional) ................................................................................................................................................................. 8 1.1.4 Folha de aprovao (obrigatrio)......................................................................................................................................... 9 1.1.5 Dedicatria (opcional) ....................................................................................................................................................... 11 1.1.6 Agradecimentos (opcional) ................................................................................................................................................ 12 1.1.7 Epgrafe (opcional) ............................................................................................................................................................ 13 1.1.8 Resumo em portugus / Resumo em ingls (obrigatrio) .................................................................................................. 14 1.1.9 Lista de ilustraes, tabelas, abreviaturas e siglas, smbolos (opcional) ............................................................................ 16 1.1.9.1 Apresentao de ilustraes no texto ............................................................................................................................. 17 1.1.9.2 Apresentao de tabelas e quadros no texto .................................................................................................................. 18 1.1.10 Sumrio (obrigatrio)....................................................................................................................................................... 20 1.2 Textuais .............................................................................................................................................................................. 21 1.2.1 Introduo ......................................................................................................................................................................... 22 1.2.1.1 Formatao .................................................................................................................................................................... 22 1.2.1.2 Novo captulo ou nova seco ..................................................................................................................................... 23 1.2.2 Desenvolvimento............................................................................................................................................................... 24 1.2.2.1 Reviso da literatura ...................................................................................................................................................... 25 1.2.2.2 Proposio ..................................................................................................................................................................... 25 1.2.2.3 Mtodo ........................................................................................................................................................................... 25 1.2.2.4 Resultados ..................................................................................................................................................................... 26 1.2.2.5 Discusso ...................................................................................................................................................................... 26 1.2.3 Concluso ......................................................................................................................................................................... 26 1.3 Ps-Textuais....................................................................................................................................................................... 27 1.3.1 Referncias (obrigatrio) ................................................................................................................................................... 27 1.3.2 Obras consultadas (opcional) ............................................................................................................................................ 28 1.3.3 Glossrio (opcional) .......................................................................................................................................................... 28 1.3.4 Apndice (s) (opcional) ..................................................................................................................................................... 29 1.3.5 Anexos (opcional) ............................................................................................................................................................. 29 1.4 A Encadernao ................................................................................................................................................................. 29 1.5 O Arquivo digital ................................................................................................................................................................ 31 REFERENCIAS ......................................................................................................................................................................... 32 ANEXO A - ROTEIRO PARA FORMATAO DO SUMRIO AUTOMTICO ......................................................................... 33 ANEXO B - ROTEIRO PARA INSERIR NMERO DE PGINAS A PARTIR DA INTRODUO..............................................35

  • 4

    1 ESTRUTURA DOS TRABALHOS ACADMICOS (teses, dissertaes, monografias, trabalho de concluso de curso e outros).

    Os elementos do trabalho acadmico possuem estrutura composta por partes

    pr-textuais, textuais e ps-textuais, sendo algumas dessas partes consideradas

    obrigatrias e outras opcionais. Deve-se seguir obrigatoriamente a ordem descrita

    abaixo:

    PR-TEXTUAIS

    Capa (obrigatrio) Folha de rosto (obrigatrio) Errata (opcional) Folha de aprovao (obrigatrio) Dedicatria (opcional) Agradecimento (opcional) Epgrafe (opcional) Resumo na lngua verncula (obrigatrio) Resumo em lngua estrangeira (obrigatrio) Lista de ilustraes; Lista de tabelas; Lista de abreviaturas e siglas; e Lista de smbolos (opcional) Sumrio (obrigatrio)

    TEXTUAIS

    Introduo Desenvolvimento do trabalho Concluso

    PS-TEXTUAIS

    Referncias (obrigatrio) Obras consultadas (opcional) Glossrio (opcional) Apndice (opcional) Anexos (opcional)

    1.1 Pr-textuais

    As partes pr-textuais so aquelas que antecedem ao texto e trazem

    informaes que auxiliam na identificao do trabalho acadmico, estes elementos

    sero tratados individualmente e cada item apresentar ilustraes e caixas de texto

    explicativos para melhor compreenso dos itens (ABNT 14724, 2011, p. 5).

  • 5

    1.1.1 Capa (obrigatrio)

    Segue abaixo modelo de capa, que deve ser apresentado no formato A4 (21

    cm x 29,7 cm), o projeto grfico de responsabilidade do autor, recomenda-se

    obedecer ao padro de fonte Times New Roman ou Arial.

    Deve obedecer a seguinte ordem:

    a) nome da instituio, faculdade e curso;

    b) nome do autor;

    c) ttulo;

    d) subttulo, se houver;

    e) local (cidade da instituio)

    f) ano da entrega

  • 6

    Figura 1 Modelo da folha da capa

    Fonte: Elaborao do autor (2015)

    1.1.2 Folha de rosto (obrigatrio)

    Segue abaixo modelo de folha de rosto, que a folha que contm os elementos

    essenciais identificao do trabalho, deve ser apresentado no formato A4 (21 cm x

    29,7 cm), o projeto grfico e de responsabilidade do autor, recomenda-se obedecer

    ao padro de fonte Times New Roman ou Arial.

    Deve obedecer a seguinte ordem:

    a) nome do autor;

    b) ttulo;

    c) subttulo, se houver;

    d) natureza (tese, dissertao, trabalho de concluso de curso, monografia e

    outros) e objetivo (aprovao em disciplina, grau pretendido e outros); nome da

    instituio, faculdade, curso; rea de concentrao

    UNIVERSIDADE METODISTA DE SO PAULO

    ESCOLA DE COMUNICAO, EDUCAO E

    HUMANIDADES

    CURSO DE PEDAGOGIA

    STELA SALES PEREIRA

    EDUCAO E MDIA NO BRASIL: ENSINO

    MDIO E FUNDAMENTAL

    SO BERNARDO DO CAMPO

    2015

    Sugesto Tamanho da

    fonte 14 a 16,

    Margem esquerda

    3 cm

    Margem direita 2 cm

    Espao entre

    linhas 1,5

    Margem inferior 2 cm

    Margem superior

    3 cm

  • 7

    e) nome do orientador e, se houver, do co-orientador;

    f) local (cidade da instituio)

    g) ano da entrega

    Figura 2 Modelo de folha de rosto

    Fonte: Elaborao do autor (2015)

    1.1.2.1 Verso da folha de rosto ou aps para verso digital - ficha

    catalogrfica (obrigatrio)

    No verso da folha de rosto dever constar a ficha catalogrfica que a

    identificao padro do trabalho a ser catalogado na biblioteca da Metodista ou em

    outras, o mesmo dever seguir padres internacionais conforme o Cdigo de

    Catalogao Anglo-Americano AACR2.

    STELA SALES PEREIRA

    EDUCAO E MDIA NO BRASIL: ENSINO

    MDIO E FUNCAMENTAL

    Monografia apresentada no curso de

    graduao Universidade Metodista de So Paulo, Escola de Comunicao,

    Educao e Humanidades para concluso

    do curso de Pedagogia.

    Orientao: Prof. Ms

    SO BERNARDO DO CAMPO

    2017

    Sugesto Tamanho da

    fonte 14 a 16

    Margem esquerda

    3 cm

    Margem superior 3 cm

    Espao entre linhas

    1,5

    Margem direita 2 cm

    Margem inferior 2 cm

    Espao simples. Sugesto de fonte 10 a

    12; Alinhamento do texto do meio para a direita.

  • 8

    A biblioteca de seu campus responsvel pela elaborao da ficha

    catalogrfica para todos os alunos da instituio.

    Figura 3 Modelo de verso da folha de rosto

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.3 Errata (opcional)

    Utiliza-se para indicao de erros porventura cometidos e sua respectiva

    correo, acompanhados de sua localizao no texto. Esta lista dever constar aps

    a folha de rosto.

    Entrar em contato com a biblioteca para pedir a

    ficha catalogrfica

    FICHA CATALOGRFICA

    Verso da folha de rosto

    Dados necessrios para

    elaborao:

    - Folha de rosto; - Resumo com as palavras chave; - N de pginas;

    - Telefone p/ possvel contato.

    A elaborao de responsabilidade

    da bibliotecria do seu campus.

  • 9

    Figura 4 Modelo da folha de errata

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.4 Folha de aprovao (obrigatrio)

    Deve conter informaes essenciais aprovao do trabalho como, Titulo,

    nome do autor e titulao. A data de aprovao e assinatura do presidente da banca

    e do coordenador do programa colocada aps a aprovao do trabalho. Esta folha

    no recebe ttulo.

    ERRATA

    FERREIRA, Carlos Oliveira. Estudo sobre o racismo brasileiro.

    2011. 128f. Monografia (Trabalho de concluso de curso) Escola

    de Gesto e Direito, Universidade Metodista de So Paulo, So

    Bernardo do Campo, 2011.

    Folha Linha Onde se l Leia-se

    16 7 redao redao

    18 3 tratato tratado

    Margem esquerda

    3 cm

    Margem direita 2 cm

    Sugesto Tamanho da fonte

    14

    Margem superior 3 cm

    Espao entre

    linhas 1,5 fonte 12

    Margem inferior 2 cm

  • 10

    Figura 5 Modelo da folha de aprovao TESES E DISSERTAES

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    A dissertao de mestrado intitulada: COOPERATIVA DE TRABALHO

    COMO OPO DE INCLUSO SOCIAL: O CASO AMIGOS DO

    LIXO, elaborada por JOS AUGUSTO PAES DECCACHE, foi

    apresentada e aprovada em 11 de dezembro de 2012, perante banca

    examinadora composta por Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    (Presidente/UMESP), Profa. Dra. Dagmar Silva Pinto de Castro

    (Titular/UMESP) e Profa. Dra. Maria Jos Urioste Rosso (Titular/Centro

    Universitrio Salesiano de So Paulo U.E. de Lorena

    __________________________________________

    Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    Orientador e Presidente da Banca Examinadora

    ________________________________________

    Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    Coordenador do Programa de Ps-Graduao

    Programa: Ps-Graduao em Administrao

    rea de Concentrao: Gesto de Organizaes

    Linha de Pesquisa: Gesto de Pessoas e Organizaes

    Margem direita 2 cm

    Margem inferior 2 cm

    Fonte 12 para todo o texto

    desta pgina e espao simples

    Margem superior

    3 cm

    Espao entre

    lisimples

    Margem esquerda

    3 cm

  • 11

    Figura 5 (a) Modelo da folha de aprovao o MONOGRAFIA e TCC

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.5 Dedicatria (opcional)

    Pgina opcional onde o(a) autor(a) presta homenagem ou dedica seu trabalho.

    Esta folha no recebe ttulo e o projeto grfico fica a critrio do autor.

    A Monografia intitulada: COOPERATIVA DE TRABALHO COMO

    OPO DE INCLUSO SOCIAL: O CASO AMIGOS DO LIXO,

    elaborada por JOS AUGUSTO PAES DECCACHE, foi apresentada e

    aprovada em 11 de dezembro de 2012, perante banca examinadora

    composta por Prof. Dr. Luiz Roberto Alves (Presidente/UMESP), Profa.

    Dra. Dagmar Silva Pinto de Castro (Titular/UMESP) e Profa. Dra. Maria

    Jos Urioste Rosso (Titular/Centro Universitrio Salesiano de So Paulo

    U.E. de Lorena

    __________________________________________

    Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    Orientador e Presidente da Banca Examinadora

    ________________________________________

    Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    Banca examinadora

    ________________________________________

    Prof. Dr. Luiz Roberto Alves

    Banca examinadora

    Margem direita 2 cm

    Margem inferior 2 cm

    Fonte 12 para todo o texto

    desta pgina e espao simples

    Margem superior

    3 cm

    Margem esquerda

    3 cm

    Espao entre linhas

    simples

  • 12

    Figura 6 Modelo da folha de dedicatria

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.6 Agradecimentos (opcional)

    Devem ser dirigidos s pessoas ou instituies que, realmente contriburam de

    maneira relevante elaborao do trabalho, restringindo-se ao mnimo necessrio.

    Deve receber ttulo, o projeto grfico fica a critrio do autor.

    Dedico este trabalho aos meus pais, meus irmos.

    Aos meus professores

    Margem superior

    3 cm

    Margem direita 2 cm

    Margem esquerda

    3 cm

    Esta folha no recebe

    ttulo.

    Quanto ao contedo,

    grafia, fonte, formato, etc.

    projeto grfico a critrio do

    autor.

    Margem inferior 2 cm

  • 13

    Figura 7 Modelo da folha de agradecimentos

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.7 Epgrafe (opcional)

    Frase, pensamento ou at mesmo versos no qual o autor apresenta citao

    seguida de autoria relacionada matria tratada no corpo do trabalho. Tambm

    podem ser apresentadas epgrafes nas folhas iniciais dos captulos ou sees. Esta

    folha no recebe ttulo e o projeto grfico fica a critrio do autor.

    AGRADECIMENTOS

    minha orientadora, pela sua dedicao, competncia e

    confiana.

    Aos Professores com carinho.

    As minhas amigas e aos colegas de sala.

    Aos funcionrios da Universidade Metodista de So Paulo.

    Margem direita 2 cm

    Margem esquerda

    3 cm

    Margem superior

    3 cm

    Quanto ao contedo,

    grafia, fonte, formato, etc.

    projeto grfico a critrio do

    autor.

    Margem inferior 2 cm

    O ttulo deve ser

    centralizado Sugesto de

    fonte 14

  • 14

    Figura 8 Modelo da folha de epgrafe

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.8 Resumo em portugus e ingls -Obrigatrios

    Quando se tratar de tese, o resumo deve ser traduzido para dois idiomas, sendo

    o ingls obrigatrio e o outro idioma livre escolha do prprio aluno

    a) Deve ser um texto sinttico que inclui as ideias principais do trabalho,

    permitindo que tenha uma viso sucinta e clara do todo, principalmente das

    questes de maior importncia e das concluses a que se tenha alcanado.

    feito normalmente na lngua de origem e numa outra de larga difuso,

    dependendo de seus objetivos e alcance.

    Tu te tornas eternamente responsvel

    por aquilo que cativa"

    Extrado do livro O Pequeno Prcinpe.

    Saint-Exupry

    Margem esquerda

    3 cm

    Esta folha no recebe

    ttulo.

    Quanto ao contedo,

    grafia, fonte, formato, etc.

    projeto grfico a critrio do

    autor.

    Margem direita 2 cm

    Margem superior

    3 cm

    Magem inferior 2 cm

  • 15

    b) Em teses, dissertaes e monografias apresentar o resumo com, no mnimo

    150 e no mximo, 500 palavras e em artigos de peridicos, com no mnimo 100

    e no mximo, 250 palavras.

    c) As palavras-chave devem estar logo abaixo do resumo, separadas por ponto

    final.

    d) Obs.: os resumos devem estar em folhas separadas, e devem obedecer a

    seguinte ordem: folha do resumo portugus, seguido da folha do resumo em

    outro idioma.

    Figura 9 Modelo da folha do resumo em portugus

    Figura 10 Modelo da folha do abstract

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    Margem superior

    3 cm

    Margem superior

    3 cm

    Margem esquerda

    3 cm

    RESUMO

    Este artigo coloca as concepes e projetos polticos envolvidos no processo

    que conduziu constituio imperial brasileira de 1824 num contexto

    histrico que parte da noo de imprio civil tal como se desenvolveu

    quando da reorganizao poltico-administrativa do reino e do imprio de

    Portugal no sculo XVIII. Em seu desenvolvimento, o artigo mostra que,

    com a coroao de D. Pedro I, fez-se um uso moderno do antigo

    procedimento da sagrao, como modo de instituir uma sujeio poltica

    baseada na razo universal humana. O estudo permite entender melhor

    porque o Brasil independente foi visto como imprio, no como um reino,

    bem como o significado profundo do poder moderador que a constituio

    de 1824 atribuiu ao imperador.

    Palavras-chave: Jusnaturalismo. Iluminismo. Poder de imprio. Monarquia

    constitucional. Poder moderador.

    O resumo deve ser em

    pargrafo nico e sua extenso dever ser de

    150 a 500 palavras. Fonte

    12 e espaamento

    simples.

    O ttulo deve ser centralizado Sugesto de

    fonte 14

    Nesta pgina NO deve conter a

    referncia do trabalho.

    Margem inferior 2 cm

  • 16

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.9 Lista de ilustraes, tabelas, abreviaturas e siglas, smbolos (opcional)

    Enumerao de elementos selecionados do texto, como datas, ilustraes

    (figuras), exemplos e tabelas, cada item designado por seu nome especfico,

    acompanhado do respectivo nmero da pgina.

    O seu ttulo deve ser centralizado, obedecendo ordem que aparecem no

    texto, exceto para Abreviaturas e siglas que devem estar relacionados em ordem

    alfabtica.

    ABSTRACT

    This article establishes a historical context to the political conceptions and

    plots which led to the Brazilian imperial constitution of 1824, such context

    beginning with the notion of "civil empire" as it appeared at the time the

    Portuguese realm and empire were reorganized in their policies and

    administration in the eighteenth century. The text shows that, when Peter

    the first was crowned, a modern interpretation was made of an old

    institution, the religious consecration of kings, in order to establish political

    subordination on the basis of Men's universal reason. This study allows a

    better understanding of why independent Brazil was first of all an empire,

    not a kingdom, and also of the profound political and moral sense attributed

    to the poder moderador (a "power to moderate") given the emperor by the

    1824 constitution.

    Keywords: Natural right. Enlightenment. Power of empire. Constitutional

    monarchy. Power to moderate.

    Tu te tornas eternamente responsvel

    por aquilo que cativa"

    Extrado do livro O Pequeno Prcinpe.

    O ttulo deve ser

    centralizado Sugesto de

    fonte 14

    Margem direita 2 cm

    Nesta pgina NO deve conter a

    referncia do trabalho.

    O abstract deve ser em

    pargrafo nico e sua extenso dever ser de

    150 a 500 palavras. Fonte

    12 e espaamento

    simples.

    Margem inferior 2 cm

    Margem esquerda

    3 cm

  • 17

    Recomenda-se fazer lista para informaes que contenham mais de 3 itens.

    Obs.: as listas devem estar em folhas separadas, e deve obedecer a seguinte ordem: 1 - Lista de ilustraes ou figuras, 2 - Tabelas, 3 - Abreviaturas e siglas, 4 - Smbolos.

    Figura 11 Modelo da folha de listas

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.9.1 Apresentao de ilustraes (Figuras) no texto:

    Entende-se como ilustrao ou figuras os grficos, diagramas, desenhos,

    fotografias, mapas, etc. que complementam visualmente o texto.

    LISTA DE XXXXXXX

    Recomendado para mais de trs itens

    Tabela 1 Diviso em faixas etrias dos grupos ...................... 35

    Tabela 2 Idade dos alunos ensino mdio ............................. 42

    Tabela 3 Idade dos alunos do ensino fundamental .............. 55

    Ttulo centralizado Sugesto de

    fonte 14

    Margem inferior 2 cm

    Margem a direita

    2 cm

    Fonte 12 espao entre

    linhas 1,5

    Margem superior

    3 cm

    Margem esquerda

    3 cm

  • 18

    Figura 12 Modelo da folha com figuras no texto

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    Figura 1 - Livros sobre a mesa.

    Fonte: Oliveira, (2000)

    Figura 2 - Freqncias fundamentais iniciais e finais

    Fonte: IBGE (2000)

    Qualquer ilustrao recebe o nome de

    figura.

    A palavra figura aparece

    na parte superior

    seguido de seu nmero de ordem e

    ttulo.

    A fonte deve ser indicada

    abaixo da figura.

  • 19

    1.1.9.2 Exemplo de grfico (s considerado grfico no texto, quando elaborado pelo autor) caso copie e cole de outro trabalho passa a ser figura.

    Grfico 1 Distribuio de nvel de aprendizagem

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.9.3 Apresentao de tabelas e quadros no texto

    As tabelas apresentam informaes tratadas estatisticamente; os quadros

    contm informaes textuais agrupadas em colunas.

    Tabela 1- Distribuio dos aposentados por acidente de trabalho na RMS,

    Segundo sexo, em 1985 e 1986, e populao ocupada na indstria. (%) ______________________________________________________

    Aposentados

    Populao industrial _________________ (1985) 1985-86

    ______________________________________________ Sexo Masculino 88,8 92,5 90,7

    Feminino 11,2 7,5 9,3 _______________________________________________

    Fonte: IBGE (2010)

    0,4%5,3%

    51,7%

    34,6%

    7,6%

    0,4%0

    10

    20

    30

    40

    50

    60

    seminstruo

    ensinofundamental

    ensinomdio

    ensinosuperior

    psgraduao

    Seminformao

    Evitam-se fios verticais para

    separar colunas de

    tabelas

    o ttulo fica na parte

    superior e a fonte na parte

    inferior

    Tabela contm dados

    estatsticos, Somatrias, etc.

  • 20

    Quadro 1- Colegiados da Presidncia da Repblica

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.1.10 Sumrio (obrigatrio)

    Sumrio: Enumerao das principais divises, sees e outras partes do

    trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matria nele se sucede. (NBR 6027,

    2003, p. 2; NBR 14724, 2005, p. 2). Os elementos pr-textuais no devem constar

    do sumrio. (NBR 6027, 2003, p. 2).

    1 SEO PRIMRIA

    1.1 Seo secundria

    1.1.1 Seo terciria

    1.1.1.1 Seo quaternria

    1.1.1.1.1 Seo quinaria

    2 CONCLUSO

    REFERENCIAS

    Se o trabalho for apresentado em mais de um volume, em cada um deles

    deve constar o sumrio completo do trabalho.

    Obs.: Consulte o roteiro para formatar sumrio automtico no ANEXO A.

    Titulo na parte

    superior e Fontes

    aparecem na parte inferior

    Seco secundria Fonte 12, Somente 1 letra da sentena em

    maisculo com negrito

    Seco primria Fonte 12 tudo maisculo com

    negrito.

    Seo quaternria e quinaria

    Fonte 12 somente 1 letra da sentena

    em maisculo e sem negrito

    1989 1990

    1 Conselho da Repblica 1. Conselho da Republica

    2Conselho da Defesa 2. Conselho da Defesa

    3Alto Comando das foras 3. Alto Comando das Foras Armadas Armadas

    4 Conselho de Desenvolvimento Social

    Seco terciria Fonte 12

    Somente 1 letra da sentena em maisculo sem

    negrito

  • 21

    Figura 14 Modelo da folha com sumrio

    SUMRIO

    1 INTRODUO........................................................................................................................................................................ 10 2 EVOLUO HISTRICA DO ASSDIO MORAL ................................................................................................................. 12 3 CONCEITO ............................................................................................................................................................................ 15 4 ASSDIO MORAL NO AMBIENTE LABORAL ...................................................................................................................... 35 4.1 Aspectos gerais ................................................................................................................................................................ 40 4.2 Caractersticas: ................................................................................................................................................................. 41 4.3 Modalidades ...................................................................................................................................................................... 41 5 AGENTES COMUNS NO ASSDIO MORAL ........................................................................................................................ 42 6 DANOS AO TRABALHADOR ASSEDIADO ......................................................................................................................... 45 7 MEIOS DE PREVENO ...................................................................................................................................................... 48 7.1 Preveno primria ........................................................................................................................................................... 48 7.2 Preveno secundria: ...................................................................................................................................................... 50 7. 3 Preveno terciria ........................................................................................................................................................... 51 7.4 Tutela jurdica .................................................................................................................................................................... 51 7.4.1 Guarda compartilhada..........................................................................................................................................................51 7.4.1.1 Visitas monitoradas............................................................................................................................................................52 8 CONSIDERAES FINAIS .................................................................................................................................................... 54 REFERNCIAS ......................................................................................................................................................................... 56 ANEXOS........................................................................................................................................................................................58

    1.2 Textuais

    Essa a parte do trabalho onde exposta a matria. Deve ser apresentado no

    formato A4 (21 cm x 29,7 cm), recomenda-se obedecer ao padro de fonte Times New

    Roman ou Arial, margens iguais s partes pr-textuais, espaamento 1,5 entre linhas.

    Em caso de citaes diretas com mais de trs linhas e legendas de tabelas e

    ilustraes, usa-se espao simples.

    Esta folha segue o mesmo padro de

    margem das anteriores

    Seco primria Fonte 12 Maiscula e negrito.

    1. Seo secundria somente a 1 letra da 1 sentena em maiscula, com negrito,

    2. Seo terciaria 1 letra da

    sentena maiscula sem negrito

    3. Seo quaternria somente a 1 letra da primeira palavra deve ser maiscula sem negrito

    4. Fonte 12 para todas

    Veja roteiro para sumrio automtico no

    ANEXO A, deste manual

    Ttulo centralizado Sugesto de

    fonte 14

    Pr-textuais no devem constar

    no sumrio

    Este sumrio est com

    espao entre linhas

    simples.

    Formatar conforme a quantidade

    de informaes

    existente.

  • 22

    Os ttulos e subttulos das sees e subsees que compem o texto devem ser

    alinhados esquerda, precedidos de seus indicativos numricos grafados em

    algarismos arbicos e separados entre si por um espao de caractere, no deve conter

    ponto final.

    Os ttulos principais devem ser separados do texto que sucede por 2 (dois)

    espao de 1,5 e as subsees devem ser separadas dos textos que os precede ou

    que os sucede por 1 (um) espaos de 1,5. Deve-se obedecer s regras de ordem e

    grafia conforme o item 1.1.10 (p.20) sobre sumrio. Cada seo primria deve ser

    iniciada em folha nova.

    Deve apresentar trs partes principais: introduo, desenvolvimento e concluso.

    1.2.1 Introduo

    A partir da pgina inicial da introduo, todas as pginas devem ser numeradas

    inclusive referncias, anexos etc, e o nmero deve vir no canto superior direito, a 2

    cm da borda superior.

    A introduo a parte inicial do texto, na qual devem constar a formulao e

    delimitao do assunto tratado, bem como os objetivos da pesquisa. Tem por

    finalidade fornecer ao leitor os antecedentes que justificam o trabalho, assim como

    enfocar o assunto a ser abordado. A introduo pode incluir informaes sobre a

    natureza e importncia do problema, sua relao com outros estudos sobre o mesmo

    assunto, suas limitaes e objetivos.

    Essa seo deve preferencialmente representar a essncia do pensamento do

    autor em relao ao assunto que pretende estudar. Deve ser abrangente sem ser

    prolongada. um discurso de abertura em que o pesquisador oferece ao leitor uma

    sntese dos conceitos da literatura; expressa sua prpria opinio - contrastando-a ou

    no - com a literatura; estabelece as razes de ser de seu trabalho. Deve ter comeo,

    meio e fim de sua proposta de estudo.

    1.2.1.1 Formatao

    Os textos devero ser apresentados impressos por impressoras do tipo

    jato de tinta ou laser em cor preta, sobre papel branco de alta capacidade (75 g/m2

    ) em formato A-4 (210 x 297mm).

  • 23

    Recomenda-se que a impresso a partir da introduo at o fim seja

    feita no anverso e verso da folha, ou seja, dos dois lados da folha. (NBR -14724,

    abr. 2011)

    **Caso escolha a impresso frente e verso, as sees primrias

    devem comear impreterivelmente no anverso (frente) da folha.

    O corpo do texto dever ser justificado; a digitao deve ser em fontes 12,

    tipo Times New Roman ou Arial; as referncias devem ser alinhadas esquerda.

    Em relao aos pargrafos, estes podem ser apresentados de duas formas:

    a) Com o Tab, ( ou seis toques), sem espao entre cada pargrafo

    EX:

    Segundo o artigo 2 do Estatuto da Criana e do Adolescente (ECA) "criana aquela que tem idade at 12

    anos incompleta e o adolescente aquele que tem doze e dezoito anos de idade" (Brasil, Lei 8.069, 1990, art. 2).

    O Estatuto da Criana e do Adolescente dispe que obrigao dos pais o processo de formao do indivduo

    perante a sociedade, os pais so titulares do poder familiar (Brasil, Lei n 8.069, 1990, art. 21). Apenas nas hipteses de

    falecimento, ausncia dos genitores ou destituio do poder familiar, os menores devem ser colocados sob tutela.

    b) sem o tab e com espao de 1,5 entre cada pargrafo

    EX:

    Segundo o artigo 2 do Estatuto da Criana e do Adolescente (ECA) "criana aquela que tem idade at 12 anos

    incompleta e o adolescente aquele que tem doze e dezoito anos de idade" (Brasil, Lei 8.069, 1990, art. 2).

    O Estatuto da Criana e do Adolescente dispe que obrigao dos pais o processo de formao do indivduo

    perante a sociedade, os pais so titulares do poder familiar (Brasil, Lei n 8.069, 1990, art. 21). Apenas nas hipteses

    de falecimento, ausncia dos genitores ou destituio do poder familiar, os menores devem ser colocados sob tutela.

    1.2.1.2 Novo captulo

    Quando muda o captulo deve iniciar em uma nova pgina, mesmo havendo

    espao de sobra.

    Cada ttulo deve vir acompanhado por texto, se necessrio mude de pgina,

    mesmo havendo sobra.

  • 24

    Figura 15 Modelo da folha com apresentao de textos

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.2.2 Desenvolvimento

    Parte principal do texto, que contm a exposio ordenada e pormenorizada do

    assunto. Pode ser dividida em sees e subsees, que variam em funo do tema e

    da abordagem do mtodo. Portanto, a organizao do texto ser determinada pela

    natureza do trabalho monogrfico e respeitar a tradio da rea em que o mesmo se

    insere.

    Em trabalhos que se propem a rever e comentar a literatura, e que no relatam

    pesquisa de campo ou de laboratrio conduzida pelo autor, a Proposio preceder a

    reviso de literatura. Tambm no se justifica uma seo Resultados, porque em

    10

    1 INTRODUO

    Este trabalho se prope a rever e comentar a

    viso de autores renomados e pesquisadores do tema

    em questo.

    A Proposta a reviso de literatura, atravs de

    textos que tratem do mesmo assunto j consolidados.

    No h neste trabalho, uma seo Resultados,

    uma vez que no houve pesquisa de campo, portanto

    no existe coleta de dados e nem tratamento

    estatstico

    O trabalho ser dividido 3 captulos......

    Margem direita 2 cm

    Espao entre

    linhas 1,5

    Contar as pginas desde

    a folha de rosto e s mostrar a

    numerao a partir da 1

    folha textual.

    (ver anexo B)

    No obrigatrio escrever a palavra

    capitulo pode iniciar diretamente

    com o tema

    Margem superior 3 cm

    Margem inferior 2 cm

    Margem esquerda

    3 cm

    O nmero deve sr

    separado por um espao, NO usar

    ponto todos os ttulos devem ser alinhados esquerda.

    Usar dois espaos de 1,5 aps e antes dos

    ttulos

  • 25

    trabalhos dessa natureza no existe coleta de dados e respectivo tratamento

    estatstico.

    Em trabalhos nos quais se relata pesquisa de laboratrio ou de campo

    conduzida pelo autor, o Desenvolvimento das monografias, dissertaes ou teses

    apresentaro nessa ordem as seguintes partes do texto: Reviso da Literatura;

    Proposio; Mtodo; Resultados; Discusso.

    1.2.2.1 Reviso da literatura

    Da Reviso da Literatura devem constar trabalhos preexistentes, que serviram

    de subsdio s intenes de pesquisa do autor. Pode constituir um corpo nico ou ser

    subdividida, caso o assunto a ser tratado assim o exija. A ordem cronolgica dos fatos

    deve ser obedecida, permitindo uma viso histrica do desenvolvimento do

    conhecimento do tema.

    1.2.2.2 Proposio

    A seo da Proposio destina-se a assentar as intenes do autor em relao

    ao assunto. Deve expressar coerncia recproca entre o ttulo e as sees de Reviso

    da Literatura e o Material e Mtodo.

    1.2.2.3 Mtodo

    A seo de Mtodo destina-se a expor os meios dos quais o autor se valeu para

    a execuo do trabalho. Pode ser redigida em corpo nico ou dividida em subsees.

    As subsees mais comuns so: Sujeitos, Material, Procedimentos. Se houver

    preferncia por redigir em corpo nico, a cada produto, material ou equipamento

    citado no texto, corresponder uma nota de rodap na qual constar no mnimo o tipo

    e a origem do meio empregado.

  • 26

    1.2.2.4 Resultados

    Nesta seo o autor ir expor o obtido em suas observaes. Os resultados

    podero estar expressos em quadros, grficos, tabelas, fotografias ou outros meios

    que demonstre o que o trabalho permitiu verificar. Os dados expressos no devem ser

    repetidos em mais de um tipo de ilustrao.

    1.2.2.5 Discusso

    A discusso constitui uma seo com maior liberdade. Nessa fase o autor, ao

    tempo que justifica os meios que usou para a obteno dos resultados, pode

    contrastar esses com os constantes da literatura pertinente. A liberdade dessa seo

    se expressa na possibilidade de constarem dedues capazes de conduzir o leitor

    naturalmente s concluses. Na discusso dos resultados o autor deve cumprir as

    seguintes etapas:

    a) estabelecer relaes entre causas e efeitos;

    b) apontar as generalizaes e os princpios bsicos, que tenham

    comprovaes nas observaes experimentais;

    c) esclarecer as excees, modificaes e contradies das hipteses, teorias

    e princpios diretamente relacionados com o trabalho realizado;

    d) indicar as aplicaes tericas ou prticas dos resultados obtidos, bem como,

    suas limitaes;

    e) elaborar, quando possvel, uma teoria para explicar certas observaes ou

    resultados obtidos;

    f) sugerir, quando for o caso, novas pesquisas, tendo em vista a experincia

    adquirida no desenvolvimento do trabalho e visando a sua complementao.

    1.2.3 Concluso

    Mesmo que se tenham vrias concluses deve-se usar sempre o termo no

    singular, pois, se trata da concluso do trabalho em si e no um mero enunciado das

    concluses a que o(a) autor(a) chegou.

  • 27

    a recapitulao sinttica dos resultados e da discusso do estudo ou

    pesquisa. Pode apresentar dedues lgicas e correspondentes aos objetivos

    propostos.

    1.3 Ps-textuais

    Nesta seco compreendem as informaes que complementam o trabalho

    acadmico.

    1.3.1 Referncias (obrigatrio)

    Conjuntos de elementos que permitem a identificao, no todo ou em parte, de

    documentos impressos ou registrados em diversos tipos de materiais que foram

    mencionados explicitamente no decorrer do trabalho.

    No deve constar nas referncias elementos que no foram citados no texto.

    A citao sendo autor-data, as referncias devero ser apresentadas em lista

    ordenada alfabeticamente por autor e devem ser alinhadas a esquerda.

    Caso a citao seja numrica, as referncias devero ser ordenadas

    numericamente, alinhadas a esquerda.

  • 28

    Figura 16 Modelo da folha com apresentao de referencias

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    1.3.2 Lista de Referncias consultadas (opcional)

    So materiais que foram utilizados para compor uma ideia e no foi citado no

    texto. (livros, sites, palestras, entrevistas, etc)

    1.3.3 Glossrio (opcional)

    um vocabulrio explicativo dos termos, conceitos, palavras, expresses,

    frases utilizadas no decorrer do trabalho e que podem dar margens a interpretaes

    errneas ou que sejam desconhecidas do pblico alvo e no tenham sido explicados

    no texto.

    Margem direita 2 cm

    Ttulo deve ser centralizado e sem indicativo numrico

    fonte 12

    Margem superior

    3 cm

    Use espao simples nas referncias.

    Margem esquerda

    3 cm.

    Margem inferior 2 cm

    Use um (enter)

    espaos simples entre as

    referencias

    REFERENCIAS

    CANOTILHO, Jos Joaquim Gomes, Direito Constitucional e Teoria da Constituio. 6. Edio, Editora Almedina, 2002. CANOTILHO, Jos Joaquim Gomes, Direito Constitucional e Teoria da Constituio, 7. Edio, Editora Almedina, 2003.

    COMPARATO, Fbio Konder, A afirmao histrica dos direitos humanos. 2. Edi. rev. e ampl. - So Paulo: Saraiva, 2001. COMPARATO, Fbio Konder, A afirmao histrica dos direitos humanos. 3. Edio. So Paulo: Saraiva, 2003. CUNHA, Rogrio Sanches; PINTO, Ronaldo Batista. Violncia domstica: A Lei Maria da Penha: comentada artigo por artigo. 4. Edio. rev., atual. eampl. - So Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2012.

    DIAS, Maria Berenice, A Lei Maria da Penha na Justia: a efetividade

    da Lei 11.340/2006 de combate violncia domstica e familiar contra a mulher. 3. Edio. rev.,atual. E ampl. - So Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2012. NGELMANN, WILSON, O princpio da igualdade, So Leopoldo: Sinodal, 2008.

    Alinhado esquerda

  • 29

    1.3.4 Apndice (s) (opcional)

    Documentos que so anexados no final do trabalho com a finalidade de abonar

    ou documentar dados ou fatos citados no decorrer de seu desenvolvimento. So

    documentos elaborados pelo prprio autor e que completam seu raciocnio sem,

    prejudicar a explanao feita no corpo do trabalho.

    Os apndices so identificados por letra maiscula do alfabeto que dever ser

    consecutivo, e com o travesso separando os respectivos ttulos. Exemplo:

    APNDICE A - Avaliao numrica...

    APENDICE B - Avaliao de clulas...

    1.3.5 Anexos (opcional)

    Suportes elucidativos e indispensveis para compreenso do texto, so

    constitudos de documentos, no elaborados pelo prprio autor, que

    complementam a inteno comunicativa do trabalho.

    O ttulo deve ser centralizado e sem indicativo numrico.

    Anexo deve ter sua identificao feita por meio de letra maiscula do alfabeto.

    Exemplo:

    ANEXO A Roteiro para formatar sumrio automtico

    ANEXO B - Como inserir nmero apenas, a partir da introduo.

    1.4 A Encadernao somente para teses e dissertaes

    O acabamento dever obrigatoriamente ser em forma de brochura e com a

    capa impressa, no se aceitando, qualquer outra forma de acabamento.

    A lombada deve ser impressa legvel do alto para o p, no sentido longitudinal,

    na seguinte sequncia: ltimo sobrenome, iniciais do nome e sobrenome(s) Titulo e

    subttulo (se houver) e ano.

  • 30

    Figura 17 Modelo da apresentao de lombada

    A altura da lombada de 30 cm

    para trabalhos impressos

    em folha A4 .

    O ano deve ser indicado no p

    da lombada

    TTULO Deve ser

    impresso no mesmo sentido do(s) nome(s).

    Para ttulos extensos deve-

    se abreviar utilizando ao

    final trs pontos [...]

    Para visualizar informaes da capa ver

    figura 1 (p.6) deste manual.

    Deixar 6 cm entre o final do ttulo at o p

    da lombada para etiqueta de n de

    chamada da biblioteca

    AUTOR(es)

    Deve ser impresso no sentido da lombada,

    at trs autores dever ser impresso

    um abaixo do outro. A partir de quatro,

    indicar o primeiro seguido da expresso

    et al. Ex.: TIMB, N.V. et al.

  • 31

    1.5 O Arquivo digital

    O trabalho dever ser entregue em Word (a biblioteca far a transformao

    para PDF) e salvo em CD-ROM e dever ser em arquivo nico com o nome completo

    do autor.

    No se deve colar papel no CD-ROM, pois ele pode danificar o leitor do

    computador.

    A embalagem dever ser transparente, para que as informaes da capa do

    CD-R sejam visualizadas conforme figura 18.

    Figura 18 Modelo de capa para o CD

    Fonte: Elaborao do autor (2018)

    Margem superior de dois espaos simples

    As informaes devero estar no

    quadro de aproximadamente 12,5 cm de altura

    e de largura Para todo texto utilize fonte 12 e

    espaamento simples.

    Para ttulos extensos a sugesto diminuir o

    tamanho da fonte

    Margem inferior dois espaos

    simples

    Utilize quatro espaos simples antes e depois

    do autor

    Utilize 6 a 8 espaos simples

    aps o ttulo, conforme o tamanho do

    ttulo

  • 32

    REFERNCIAS

    ASSOCIACAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. Normas ABNT elaborao de referencias. Rio de Janeiro: ABNT, 2011 (6023) ASSOCIACAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. Normas ABNT informao e documentao citaes em documento. Rio de Janeiro: ABNT, 2011 (10520) ASSOCIACAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. Normas ABNT informao e documentao: trabalhos acadmicos -apresentao. Rio de Janeiro: ABNT, 2011 (14724) ASSOCIACAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. Normas ABNT sobre documentao. Rio de Janeiro: ABNT, 2011 MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia cientfica. 6.ed. So Paulo: Atlas, 2007. p. 261-265. TIMB, N. V.; GONALVES, J. M. S. Manual de apresentao para trabalhos acadmicos: segundo ABNT NBR 14724 dez. 2005; NBR 6027 maio 2003; NBR 6028 nov. 2003; NBR 12225 julho 2004. 2008. Disponvel em: . Acesso em: 05 maio 2008. TIMB, N. V.; GONALVES, J. M. S. Manual de citao para trabalhos acadmicos: segundo ABNT NBR 10520 ago. 2002. 2008. Disponvel em: . Acesso em: 05 maio 2008.

  • 33

    ANEXO A - ROTEIRO PARA FORMATAO DO SUMRIO AUTOMTICO

    1. SELECIONAR OS TPICOS A PARTIR DA INTRODUO ( para selecionar todos segure o CTRL)

    2. NA BARRA DE FERRAMENTAS DO WORD, CLICAR EM REFERENCIAS 3. CLICAR EM ADICIONAR TEXTO E ESCOLHER O NIVEL 1 4. COLOCAR O CURSOR NA FOLHA QUE QUER FAZER O SUMRIO 5. CLICAR EM SUMRIO E ESCOLLHER UMA DAS OPES

    2

    3

    5

  • 34

    ANEXO B - ROTEIRO PARA COLOCAR PGINA A PARTIR DA INTRODUO

    PASSO 1

    1. CLICAR EM INSERIR 2. CLICAR EM NMERO DE PGINA 3. ESCOLHER INICIO DA PGINA

    1 2

    3

  • 35

    PASSO 2

    DEPOIS DE NUMERADA APAGAR TODOS OS NUMEROS QUE VEM ANTES DA

    INTRODUO

    1 Clicar em inserir formas

    2 Desenhar um quadrado em cima do numero, como abaixo

    3. Depois clica no balde e pinta de branco 4. Depois clica no pincel e escolhe a opo sem contorno

    Inserir

    Formas ( 1)

    Desenhar a forma

    aqui ( 2)

    Clicar em

    preenchimento

    da forma e

    Pintar de

    Branco (3)

    Clicar em contorno

    da forma e escolher

    Sem contorno (4)

    Sem contorno(4)