Click here to load reader

REGULAMENTO DE TARIFAS - 2003 - de Tarifas da Zona 2... · PDF fileO valor das tarifas máximas com o período de vigência entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de ... 2º Turno Das

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of REGULAMENTO DE TARIFAS - 2003 - de Tarifas da Zona 2... · PDF fileO valor das tarifas...

  • Regulamento de Tarifas da Zona 2_2018 1

    CAPTULO I

    DISPOSIES GERAIS

    ART. 1.

    OBJECTO E MBITO DE APLICAO

    1. O presente regulamento estabelece as normas e as tarifas mximas devidas pela prestao de

    servios pela SADOPORT TERMINAL MARTIMO DO SADO, S.A., adiante designada

    SADOPORT e aplica-se aos servios prestados na rea adiante designada TMPS-2, no mbito do

    Contrato de Concesso celebrado com a APSS - Administrao dos Portos de Setbal e

    Sesimbra, S.A., adiante designada APSS, em 16 de Julho de 2004.

    2. O valor das tarifas mximas com o perodo de vigncia entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de

    2018 so os constantes dos Anexos I a VIII ao presente Regulamento, que dele faz parte

    integrante.

    3. As tarifas sero actualizadas anualmente no dia 1 de Janeiro de cada ano e de forma automtica

    de acordo com o ndice de preos no consumidor IPC- sem habitao publicado pelo Instituto

    Nacional de Estatstica, tendo por referencia o IPC anual (doze meses) verificado no dia 31 de

    Outubro do ano anterior quele a que respeita a actualizao.

    4. Os valores das tarifas da Concesso podero ser alterados mediante aprovao prvia da APSS.

    ART. 2.

    UNIDADES DE MEDIDA

    Salvo disposio expressa em contrrio, nomeadamente, nos casos de contentores, automveis e outras

    cargas ro-ro, as tarifas so devidas por tonelada mtrica de mercadoria, prevalecendo para o efeito as

    quantidades determinadas por peso nas bsculas do Terminal ou, na sua falta ou insuficincia, pelas

    quantidades manifestadas no documento Manifesto de Carga.

    ART. 3.

    UTILIZAO DE PESSOAL

    1. Salvo disposio expressa em contrrio, as tarifas incluem sempre o custo de utilizao do

    pessoal indispensvel normal execuo do servio e a ele afecto.

    2. A utilizao de pessoal para alm do definido no nmero anterior, por razes devidamente

    fundamentadas e com prvia anuncia do cliente, ser facturada adicionalmente em

    conformidade com a tabela de facturao constante no Anexo VII.

    http://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIOhttp://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIO

  • Regulamento de Tarifas da Zona 2_2018 2

    ART. 4.

    RESPONSABILIDADE PELO PAGAMENTO DOS SERVIOS

    O pagamento dos servios prestados ser da responsabilidade do cliente e a respectiva prestao ser

    precedida, sempre que possvel, de requisio.

    ART. 5.

    SUJEIO AO REGULAMENTO DE EXPLORAO

    Todos os servios prestados encontram-se sujeitos s normas constantes do Regulamento de Explorao

    do Terminal bem como aos respectivos anexos, que dele constituem parte integrante, para todos os

    efeitos legais.

    ART. 6.

    HORRIO DE FUNCIONAMENTO

    1. As tarifas fixadas nos Anexos I, III a VIII ao presente Regulamento aplicam-se s operaes de

    movimentao de cargas no Terminal, que se processem em regime normal, em dias teis, de Segunda a

    Sexta-feira, no seguinte horrio:

    Horrio Normal de Funcionamento do Terminal

    Dias teis de Segunda a Sexta-Feira

    1 Turno Das 08.00 s 17.00 hrs

    2 Turno Das 17.00 s 01.00 hrs

    Paragem para almoo das 12.00 s 13.00 hrs.

    Paragem para jantar das 20.00 s 21.00 hrs

    2. Todo o trabalho realizado fora dos perodos de regime normal s pode ser realizado, em trabalho

    extraordinrio, a pedido expresso do cliente, se houver disponibilidade de pessoal e atendendo s

    disposies legais e contratuais da prestao de trabalho suplementar, ficando o Armador ou o

    seu Representante e os donos da carga responsveis pelos custos adicionais constantes nos

    respectivos Anexos, conforme os casos.

    3. Os perodos das 12h00 s 13h00 e das 20h00 s 21h00, constituem intervalos para refeio, pelo

    que o trabalho nestes perodos ser, em princpio, interrompido, salvo pedido do cliente,

    aplicando-se os tarifrios referidos no Anexo VII.

  • Regulamento de Tarifas da Zona 2_2018 3

    4. Em princpio, no haver trabalho no perodo das 00h00 s 08h00, de Segunda-feira a Domingo.

    Porm, quando o mesmo se torne imprescindvel para fazer face a eminentes prejuzos para o

    navio, a carga ou os seus proprietrios, poder ser efectuado, a pedido expresso do cliente, em

    regime extraordinrio, conforme o Anexo II.

    5. O trabalho ao Sbado, das 08.00 s 01.00 horas, com excluso das horas de refeio, efectuado

    em regime extraordinrio, a pedido expresso do cliente, ser facturado pelo tarifrio referido no

    Anexo II.

    6. O trabalho ao Domingo e dias feriados, das 08.00 s 01.00 horas, com excluso das horas de

    refeio, efectuado em regime extraordinrio, a pedido expresso do cliente, ser facturado pelo

    tarifrio referido no Anexo II.

    CAPITULO II

    CONDIES E GARANTIAS DE PAGAMENTO

    ART. 7.

    FACTURAO

    1. As facturas sero emitidas durante o perodo dos cinco dias teis seguintes concluso dos

    servios prestados.

    2. Na prestao de servios complementares, levante e armazenagem, podero ser emitidas facturas

    autnomas da operao de carga ou descarga.

    3. As facturas podero ser cobradas por terceiros, em substituio da SADOPORT, nos termos

    legais.

    4. Expirando o prazo de pagamento de qualquer factura, a sua cobrana estar sujeita aplicao de

    juros de mora taxa legal, desde a data limite para pagamento.

    ART. 8.

    RECLAMAO DE FACTURAS

    1. A reclamao do valor de uma factura, desde que apresentada dentro do prazo de 15 dias,

    suspender o pagamento apenas na parcela ou parcelas objecto de reclamao, ficando o

    montante restante sujeito a cobrana dentro do prazo de pagamento estabelecido na factura.

    2. Em caso de indeferimento da reclamao, s importncias reclamadas sero acrescidos juros de

    mora taxa legal, a contar da data limite para o pagamento da factura.

    http://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIOhttp://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIO

  • Regulamento de Tarifas da Zona 2_2018 4

    ART. 9.

    GARANTIA DE PAGAMENTO

    1. No caso de existirem facturas vencidas e no pagas ou risco de boa cobrana de servios

    prestados ou a prestar, a SADOPORT poder tomar as medidas adequadas proteco dos seus

    crditos, designadamente as previstas nos nmeros seguintes.

    2. Antes de iniciar qualquer servio, a SADOPORT pode exigir o pagamento antecipado dos

    servios a prestar.

    3. Iniciada qualquer operao, a SADOPORT pode no a concluir ou no permitir a retirada de

    mercadorias se o cliente no efectuar o pagamento antecipado que lhe tenha sido solicitado nos

    termos do nmero anterior.

    4. Dentro dos termos legais, a SADOPORT pode solicitar s autoridades competentes que no

    autorizem a sada de qualquer navio cujo armador ou operador seja responsvel por pagamentos

    devidos SADOPORT, enquanto os mesmos no forem liquidados ou garantidos por cauo ou

    fiana idnea.

    CAPTULO III

    OPERAES

    ART. 10.

    OPERAES PORTURIAS

    Salvo disposio em contrrio, as tarifas mximas previstas no Anexo I, II, IV a VIII, englobam as

    operaes, servios e meios, se necessrios, descritos nos termos do Anexo III deste Regulamento.

    ART. 11.

    MOVIMENTAO DE GRANIS SLIDOS

    1. As tarifas mximas em vigor para a movimentao de graneis slidos so vlidas nas operaes

    que se enquadrem nas seguintes condies:

    1.1 Para parcelas homognias, cujos lotes mnimos se encontram indicados no Anexo V por navio.

    1.2 Nos navios do tipo bulk carrier, box shaped e open shelter, sem obstculos operao dos

    meios de descarga ou carga, sem separadores entre cargas e desprovidos de meios automticos

    de descarga;

    1.3 Em produtos homogneos, com caractersticas standard, apresentando temperaturas inferiores a

    45 C.

    http://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIOhttp://www.apdl.pt/html/cnt_servicos_regul_tarifas_TCgL_2003.html#INICIO#INICIO

  • Regulamento de Tarifas da Zona 2_2018 5

    1.4 Os navios que transportem graneis slidos encontram-se obrigados ao disposto na Directiva do

    Parlamento Europeu e do Conselho de Ministros 2001/96/EC, sendo o cliente, armador, afretador

    e/ou dono da mercadoria responsveis por todas as consequncias decorrentes da inobservncia

    das respectivas disposies.

    2. As operaes que no se enquadrem nos termos do nmero anterior, atendendo s

    especificidades prprias de cada uma, podero ser agravadas relativamente s tarifas mximas

    previstas no nmero anterior e constantes dos Anexos respectivos.

    ART. 12.

    MOVIMENTAO DE CARGA GERAL FRACCIONADA

    1. As tarifas mximas em vigor para a movimentao de carga geral fraccionada so vlidas nas

    operaes que se enquadrem nas seguintes condies:

    1.1 Para navios adequados para a movimentao das mercadorias com o equipamento de

    movimentao vertical disponvel no porto ou com meios-prprios que o possam substituir em

    idnticas condies de produtividade;

    1.2 Para parcelas homogneas, cujos lotes mnimos se encontram indicados no Anexo V por navio e

    excluindo os volumes com comprimento superior a 12 metros;

    1.3 Para efeitos do disposto no nmero anterior, consideram-se parcelas homogneas todas as

    mercadorias de carga geral que tenham tratamento idntico na sua movimentao;

    2. As operaes que no se enquadrem nos termos do nmero anterior, atendendo s

    especificidades prprias de cada uma, podero ser agravadas relativamente s tarifas mximas

    previstas no nmero anterior e c