REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA, USUCAPIÃO .B. Usucapião Administrativa* - Legitimação de posse

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA, USUCAPIÃO .B. Usucapião Administrativa* - Legitimação de...

  • REGULARIZAO FUNDIRIA URBANA, USUCAPIO EXTRAJUDICIAL E

    ESTREMAO

    Jos Celso Vilela CRI Itabira

  • Apresentao

    Funo do Registrador

    Quadro Resumo

    Estremao

    Usucapio Extrajudicial

    Regularizao Fundiria Urbana

  • REGISTRO DE IMVEISPrincipal funo: Segurana Jurdica

  • REGISTRO DE IMVEISLegitimao da atividade:

    Universalizao dos servios

  • 65.000 inscries cadastrais urbanas e...

    ITABIRA

  • Apenas 19.000 matrculas de imveis urbanos, o que representa um percentual de29%*.

    ITABIRA

  • REGISTRO DE IMVEISPrincpio da instncia:

    Sistema registral inerte

  • Evoluo legislativa: Releitura da Funo

  • MOVIMENTO LEGISLATIVO RECENTE

    Lei Federal n 11.977/2009.

    Reconhecimento de situaes consolidadas margem das normas de parcelamento e deaquisio da propriedade formal.Objetivo: permitir o acesso registral a situaes mediante normas de exceo s vias formais detransmisso da propriedade e parcelamento do solo.

    Artigo 46, da Lei 11.977:

    Art. 46. A regularizao fundiria consiste no conjunto de medidas jurdicas,urbansticas, ambientais e sociais que visam regularizao de assentamentos irregularese titulao de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social moradia, o plenodesenvolvimento das funes sociais da propriedade urbana e o direito ao meioambiente ecologicamente equilibrado.

    Matriz constitucional: Funo social da propriedade urbana; Direito moradia; Dignidade da pessoa humana; Direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.

    Princpio implcito a ser perseguido pelo registrador > viabilizao do acesso registral.Muito mais que in dubio pro registro (Serpa Lopes). Requer postura ativa.

  • Flexibilizaes presentes na Regularizao Fundiria:

    1). Art. 52*, da Lei 11.977/09: Reduo de tamanho de lotes; Reduo de percentual de transferncia de imveis ao Municpio.

    *Interesse social ou especfico.

    2). Art. 15, do Provimento 44, do CNJ:Autorizada a abertura de matrcula com o Auto de Demarcao Urbansticapara, entre outras hipteses: rea sem matrcula ou transcrio anterior (abre-se matrcula com

    proprietrio no-identificado); rea com descrio diversa da existente*, seja parte de imvel maior, ou

    rea descrita em mais de uma matrcula (proprietrio registral transportado).

    *Exceo ao princpio da unitariedade matricial.

    3). Lei Federal 8.212/91 (Previdncia Social):Art. 47. E exigida Certidao Negativa de Debito CND, fornecida pelo orgaocompetente, nos seguintes casos: [...] 6o Independe de prova de inexistencia de debito: [...] e) a averbacao da construcao civil localizada em area objeto de regularizacaofundiaria de interesse social, na forma da Lei no 11.977, de 7 de julho de 2009.

  • USUCAPIO EXTRAJUDICAL

  • USUCAPIO EXTRAJUDICIAL

    Usucapio forma de aquisio da propriedade imobiliria.

    Num contexto amplo, considerado regra, ao lado das demaisformas de aquisio da propriedade levadas a registro. No informado por normas expressas de exceo ao sistema

    registral, mas h apenas construo jurisprudencial nessesentido.

    Usucapio concorre com as formas de alienao (compra e venda,doao, inventrio e partilha, etc.).

    Usucapio extrajudicial ser utilizada como forma de superao dediversos bices ao registro de ttulos de alienao defeituosos.

  • Risco da Bala de Prata?Abandono das demais vias ordinrias de transmisso dapropriedade e parcelamento do solo urbano.

    Estmulo ao Clandestinismo das transmisses X

    Publicidade do Sistema Registral

  • USUCAPIO EXTRAJUDICIAL

    Larga escala: Srias implicaes tributrias e urbansticas.

    Questes tributrias: Transmisses intermedirias: Entendimento do CORI registrador no

    obrigado a aferir tributao de contratos intercorrentes. Sobre a usucapio: Discusso sobre aquisio originria ou derivada.

    Questes urbansticas: A usucapio forma de aquisio da propriedade, de titulao formal,

    mas no pode se converter em forma principal de parcelamento do solourbano.

    Deslocamento da ordenao do territrio urbano municipal do PoderPblico para o particular.

    Burla ao artigo 182 da Constituio Federal:2 A propriedade urbana cumpre sua funo social quando atende sexigncias fundamentais de ordenao da cidade expressas no plano diretor.

  • USUCAPIO EXTRAJUDICIAL

    Usucapio Extrajudicial para imveis sem matrcula localizada:

    Art. 216-A. Sem prejuzo da via jurisdicional, admitido o pedido de reconhecimento extrajudicial deusucapio, que ser processado diretamente perante o cartrio do registro de imveis da comarca em queestiver situado o imvel usucapiendo, a requerimento do interessado, representado por advogado, instrudocom:

    I - ata notarial lavrada pelo tabelio, atestando o tempo de posse do requerente e seus antecessores,conforme o caso e suas circunstncias;II - planta e memorial descritivo assinado por profissional legalmente habilitado, com prova de anotao deresponsabilidade tcnica no respectivo conselho de fiscalizao profissional, e pelos titulares de direitosreais e de outros direitos registrados ou averbados na matrcula do imvel usucapiendo e na matrcula dosimveis confinantes;()

    2o Se a planta no contiver a assinatura de qualquer um dos titulares de direitos reais e de outrosdireitos registrados ou averbados na matrcula do imvel usucapiendo e na matrcula dos imveisconfinantes, esse ser notificado pelo registrador competente, pessoalmente ou pelo correio com aviso derecebimento, para manifestar seu consentimento expresso em 15 (quinze) dias, interpretado o seu silnciocomo discordncia.

    3o O oficial de registro de imveis dar cincia Unio, ao Estado, ao Distrito Federal e ao Municpio,pessoalmente, por intermdio do oficial de registro de ttulos e documentos, ou pelo correio com aviso derecebimento, para que se manifestem, em 15 (quinze) dias, sobre o pedido.

    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6015consolidado.htm

  • USUCAPIO EXTRAJUDICIAL

    Cotejo valorativo:

    Segurana jurdica X Viabilizao de acesso registral

    Interpretao que confere maior segurana jurdica: (DR LEONARDO BRANDELLI) S se pode processar extrajudicialmente a usucapio quando houver matrcula ou

    transcrio para o imvel. Interpretao literal do NCPC quanto necessidade de anuncia de proprietrio e

    confrontantes. Facilitao de buscas e atenuao da responsabilidade do registrador: (Requerente

    indica a matrcula ou transcrio do imvel usucapiendo).

    Interpretao que confere maior viabilizao de acesso registral: Interpretao ampliativa (restritiva da exigncia de anuncia). Fragilidade inicial: carece de uma corroborao jurisprudencial que a fortalea. Dificuldade j conhecida de certificao de inexistncia de matrcula/transcrio:

    especializao objetiva precria de matrculas e transcries antigas.

  • USUCAPIO EXTRAJUDICIAL

    Quando no se encontra matrcula para a rea objeto de usucapio:

    Procedimento judicial:Registrador certifica inexistncia, apondo ressalvas na certido

    (especialidade objetiva precria).Juiz avalia conjunto probatrio e decide.Oficial registra aquisio da propriedade em cumprimento a mandado

    judicial.Questes de dvida so oferecidas em Nota Devolutiva. Se Juiz

    confirmar ordem, registra-se.

    Procedimento extrajudicial:Registrador certifica para ele mesmo chancelar a aquisio da

    propriedade.

    * Quanto possibilidade de se tratar de terra devoluta:Prazo de 15 dias para manifestao do Estado, ou obrigatria a sua

    manifestao?

  • Impugnao pelo Municpio:

    Fundamentos para impugnao pelo Municpio no procedimento dausucapio extrajudicial:

    Hipteses: No se localiza matrcula para o imvel; ou H matrcula para a rea maior.

    Burla ao artigo 182 da Constituio Federal.

    Falta de aprovao de parcelamento, com consequente falta detransferncia de percentual de reas ao Municpio, etc;

    Desrespeito rea mnima dos lotes; etc.

  • REGULARIZAO FUNDIRIA

  • REGULARIZAO FUNDIRIA:

    Instrumentos:1. Auto de demarcao urbanstica:

    Maior segurana territorial; Cria-se contraditrio mais amplo. Antecipa-se manifestao dos entes pblicos. H maior divulgao, chamamento pblico, envolvimento social. Maior segurana com intercmbio documental entre CRI e Prefeitura

    no procedimento. Aspectos urbansticos so verificados pelo prprio Municpio.

    2. Flexibilizao do tamanho de lotes: Na usucapio extrajudicial, as restries legais urbansticas (por

    exemplo: tamanho de lotes) devem ser respeitadas (oficial no temjurisdio; no se pode afastar norma de ordem pblica de direitourbanstico).

    Entendimento do CORI: Em princpio, h consenso somente nausucapio constitucional para usucapio de rea inferior ao mdulo(deciso do STF).

  • REGULARIZAO FUNDIRIA

    Procedimento da Regularizao Fundiria:

    PERMETRO EXTERNO > PARCELAMENTO > TITULAO

    1). Auto de Demarcao Urbanstica para o permetro externo.Proprietrio nao-identificado (STJ).Entendimento firmado com MP, OAB ADU para Interesse especfico.(Cdigo de Normas)

    2). Aprovao e Registro do Parcelamento criao das unidades imobilirias individuais (lotes). FMP urbana pode ser mitigada art. 52 ad Lei 11.977.

    3). Titulao aos beneficirios:A. Usucapio extrajudicial de matrcula usucapiao tabular;B. Usucapio Administrativa* - Legitimao de