Relatório Anual ?· novo modeLo de escoLAs de tempo integRAL A criação do projeto no novo modelo…

Embed Size (px)

Text of Relatório Anual ?· novo modeLo de escoLAs de tempo integRAL A criação do projeto no novo...

Relatrio Anual 2013

Governo do Estado de So Paulo

GovernadorGeraldo Alckmin

Secretrio da EducaoHerman Voorwald

Secretria-Adjunta Cleide Bauab Eid Bochixio

Chefe de GabineteFernando Padula Novaes

Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE

PresidenteBarjas Negri

Chefe de GabineteMauro de Morais

Diretor Administrativo e FinanceiroAntonio Henrique Filho

Diretora de Obras e ServiosSelene Augusta de Souza Barreiros

Diretora de Projetos EspeciaisClaudia Rosenberg Aratangy

Diretora de Tecnologia da InformaoMalde Maria Vilas Bas

Fundao para o Desenvolvimento da EducaoAvenida So Lus, 99 Repblica01046-001 So Paulo SPTelefone: 11 3158-4000www.fde.sp.gov.br

GOVERNO DO ESTADO DE SO PAULOSECRETARIA DA EDUCAO

FUNDAO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAO

So Paulo, 2014

Relatrio Anual 2013

Em 2013, a Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE intensificou suas aes e teve, como uma marca desta gesto, o foco especial dado s parcerias e convnios. O sucesso das aes em diversas frentes das reas de educao, infraestrutura, tecnologia e gesto agora est impresso neste relatrio que voc tem em mos.

Apenas em 12 meses, a FDE trabalhou na criao de mais de 12 mil vagas para os estudantes da rede pblica estadual, numa gama de servios que incluem novas escolas e ampliaes, alm de servios de acessibilidade, cobertura de quadras, restauro e adaptaes.

Outro aspecto a ser considerado a dimenso desses servios que tocam outras aes da FDE, como a expanso do Programa Acessa Escola, com o aumento no nmero de novos laboratrios de informtica, e o Programa Escola da Famlia, que abre as escolas comuni-dade e ainda representa pontap inicial para jovens estagirios, tanto do Ensino Mdio como das universidades.

Alm de incrementar a infraestrutura da rede estadual de ensino, a FDE elabora e de-senvolve programas como o Cultura Currculo, uma formidvel ao que leva a linguagem das artes plsticas, cinema e teatro aos alunos. Ainda, esses estudantes so levados de suas cidades, muitas vezes distantes, aos centros culturais de suas regies para ter acesso a muito mais do que novas ferramentas de ensino e compartilhar experincias que s alunos e profes-sores so capazes de mensurar.

E como parceria uma das marcas de 2013, a FDE foi agente primordial na solidifica-o de convnios com as prefeituras paulistas, tendo como foco o Programa Creche Escola, transformando a realidade de milhares de famlias, que podero trabalhar sabendo que seus filhos estaro em segurana e em constante aprendizado j nos primeiros anos. As escolas

ApResentAo

construdas, muitas delas tambm em convnio com os municpios, so outra prova de que na soma de esforos das diversas esferas do poder pblico que a populao ter acesso aos servios dos quais precisa e merece.

Outra frente em que a FDE atuou com muita energia em 2013 foi na adequao das unidades escolares que optaram pelo atendimento no novo modelo de Escola de Tempo Inte-gral. No ltimo ano, dado o sucesso do modelo, a adeso de escolas quase triplicou, gerando uma demanda enorme para o setor de obras da FDE. A fim de que uma unidade escolar possa funcionar segundo o novo modelo, fazem-se necessrias alteraes na infraestrutura como, por exemplo, adequao de sanitrios, cozinha, despensa, bem como a criao de laborat-rios, salas de uso mltiplo e salas de informtica.

Espero que este relatrio consiga dar um panorama das principais aes da Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE, pois ele foi pensado e elaborado para que a sociedade obtenha informaes importantes quanto aos investimentos feitos na Educao de nosso Estado em 2013. Para se ter uma ideia, nossa gesto administrou, com transparncia, um montante da ordem de R$ 2,9 bilhes para melhorias e manuteno na infraestrutura de toda a rede.

Agradeo a todos os profissionais da FDE pelo empenho e talento, Secretaria da Edu-cao do Estado de So Paulo (SEE) e comunidade da rede de ensino pelo apoio, e aos gestores espalhados por todo o Estado de So Paulo, que compartilham conosco do mesmo sentimento de oferecer um servio de qualidade populao que depende apenas do poder pblico para garantir sua dignidade.

Este um grande desafio, mas tambm a razo de existirmos.

Barjas NegriPresidente da Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE

SUMRIO

obRAsNovo modelo de Escolas de Tempo Integral Certificao AQUA

AdministRAtivosMaterial escolarRede de SuprimentosMobilirio escolarCaderno do AlunoTransporte escolarTransparncia

pedAggicosApoio ao SaberSala de LeituraSARESP Sistema de Avaliao de Rendimento Escolar do Estado de So PauloProjeto Bolsa AlfabetizaoProjeto Bolsa Universidade Programa Ler e EscreverPrograma Escola da FamliaPrograma Cultura CurrculoPrograma Vence

infoRmticAAcessa Escola Outsourcing de computadores Outsourcing de impressoAquisio de microcomputadores e notebooks Videomonitoramento Sala de Leitura Ensino Mdio Integral Central de Atendimento Service DeskRede Intragov Infraestrutura lgica Escola de Formao e Aperfeioamento de Professores EFAPEscola Virtual de Programas Educacionais do Estado de So Paulo EVESP

789

10101212131314

15151516161717171819

20202021212121222222222323

< 7 >

A Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE tem como uma de suas principais atribuies realizar a construo e reforma das unidades escolares da rede estadual de ensino de So Paulo. Para isso, elabora estudos tcnicos que avaliam as obras a serem feitas e, a partir desta etapa, desenvolve projetos e promove licitaes junto s empresas do setor de construo.

Com recursos oriundos da SEE, a FDE contrata as obras, administra o pagamento e faz a fiscalizao dos processos para garantir o bom uso dos recursos pblicos e a qualidade da infraestrutura da rede de ensino, incluindo prdios administrativos e rgos centrais.

Confira abaixo as obras que a FDE administrou ao longo de 2013, com os respectivos investimentos.

obRAsem Licitao em Andamento concludas total

obras valor(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes)

obras novas 14 64,1 38 183,3 8 34,7 60 282,1

Ampliao 8 16,2 17 40,5 5 9,0 30 65,7

Reforma 212 82,1 970 272,8 2.253 611,4 3.435 966,3

cobertura de Quadra 50 34,1 173 65,7 233 79,0 456 178,8

Acessibilidade 54 57,4 129 119,6 117 90,6 300 267,6

total 338 253,9 1.327 681,9 2.616 824,7 4.281 1.760,50

Do quadro acima, pode-se deduzir que a FDE administrou, em 2013, 4.281 obras no valor de R$ 1,76 bilho, com capacidade para gerar at 59.430 novas vagas para a rede.

obRAs

Foto

: Cai

o Vi

lela

< 8 >

Alm disso, a FDE coordena as parcerias do Estado com as prefeituras para a cons-truo de escolas e creches. Cabe s administraes municipais a contratao das empre-sas prestadoras de servio, bem como a regularizao da obra, enquanto a Fundao d o aporte tcnico necessrio e acompanha o andamento dos servios. So 319 obras no valor de R$ 618,9 milhes, com capacidade para gerar at 29.280 vagas para a Educao Infantil e 87.570 novas vagas para o Ensino Fundamental e Mdio, conforme o quadro abaixo:

obRAs em convnio

em Licitao em Andamento concludas total

obras valor(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes) obrasvalor

(R$ milhes)

creches 82 134,8 134 203,5 4 7,1 220 345,4

escolas 12 44,6 69 185,1 18 43,8 99 273,5

totAL 104 179,4 203 388,6 22 50,9 319 618,9

novo modeLo de escoLAs de tempo integRAL

A criao do projeto no novo modelo de Escolas de Tempo Integral incorporou novas necessidades espaciais e funcionais edificao, que demandaram a criao de ambientes antes inexistentes nas escolas de Ensino Fundamental e de Ensino Mdio da rede estadual de ensino.

Alm disso, para dar suporte aos programas pedaggicos de Fsica, Qumica e Bio-logia nas Escolas de Tempo Integral do Ensino Mdio, e de Cincias nas Escolas de Tem-po Integral do Ensino Fundamental, foi necessrio definir, especificar, licitar, avaliar e distribuir uma enorme variedade de materiais e mobilirio, para uso em laboratrios e outros ambientes.

A Diretoria de Obras e Servios da FDE desenvolveu especificaes tcnicas para a aquisio de aproximadamente 300 tipologias de materiais e equipamentos para uso nesses laboratrios. As especificaes foram definidas de modo a assegurar aos materiais e equipa-mentos funcionalidade e robustez, atendimento s normas de segurana, s normas tcnicas da ABNT e legislao pertinente a cada produto.

Para transformarem-se em Escolas de Tempo Integral, as unidades que aderiram ao novo modelo receberam reforma e ampliao da cozinha e despensa; adequao do refeitrio e dos ambientes do Programa Acessa Escola; criao de vestirios; adequao das salas de leitura; e criao de ambientes especficos para atividades prticas e laboratoriais, a saber, am-bientes como os laboratrios de qumica e biologia e laboratrio de fsica e matemtica, bem como uma sala de preparo, no caso do Ensino Mdio. J no ciclo II do Ensino Fundamental, os ambientes criados foram a sala de cincias e a de uso mltiplo.

< 9 >

O programa do novo modelo das Escolas de Tempo Integral foi definido como pro-grama arquitetnico padro para obras novas, significando que, com a expanso da rede estadual, as escolas novas j estaro capacitadas fisicamente para operar em tempo integral.

Em 2013, a FDE assinou contratos para a adaptao de mais 110 escolas que atendero no novo modelo de Escola de Tempo Integral. At o momento, j foram concludas adequa-es em 72 escolas, com investimento de R$ 34,4 milhes.

ceRtificAo AQUA

Preocupada em exe