Reparo Tecidual: Regeneração, Cicatrização e Fibrose Patologia dos Processos Gerais Curso de Farmácia

  • View
    271

  • Download
    2

Embed Size (px)

Transcript

  • Reparo Tecidual: Regenerao, Cicatrizao e FibrosePatologia dos Processos GeraisCurso de Farmcia

  • Definio: restaurao da arquitetura tecidual e da funo aps uma leso. Envolve 2 tipos de reao:Regenerao - reconstituio dos componentes lesados e retorno ao seu estado normal;Cicatrizao - processo de reparo por deposio de tecido conjuntivo (fibroso).

    Fibrose: deposio extensiva de colgeno que ocorre nos pulmes, fgado, rins e outros rgos, como consequncia da inflamao crnica, ou no miocrdio aps necrose isqumica extensa.Eventos: Proliferao de vrios tipos celulares e interaes estreitas entre as clulas e a MEC.REPARO

  • A PROLIFERAO inclui: Remanescentes do tecido lesadoClulas endoteliais vascularesFibroblastos (cicatrizao)

    Fatores de crescimento (polipeptdeos) coordenam a proliferao.O tamanho da pop. celular determinado pelo equilbrio entre a proliferao celular, a morte celular por apoptose e o surgimento de novas clulas diferenciadas a partir de clulas-tronco.Pontos-chaves na proliferao celular: replicao do DNA mitoseCONTROLADOS PELO CICLO CELULAR

  • Ciclo Celular

  • A progresso do ciclo a partir de G1 regulada por ptns chamadas de CICLINAS, que formam complexos com enzimas chamadas de QUINASES CICLINAS-dependentes (CDKs). Essas enzimas so suprimidas durante G1.

    Mecanismos de Ao dos Fatores de Crescimento

    A proliferao celular pode ser induzida por muitos mediadores qumicos: fatores de crescimento, hormnios e citocinas.Fator de crescimento - ptn que expande as pop. por estimular a diviso celular (aumento do massa celular) e promove a sobrevivncia celular.A maioria dos fatores possui efeitos pleiotrpicos. Induzem a proliferao celular pela ligao a receptores especficos e afetam a expresso de genes, cujos produtos caracteristicamente possuem muitas funes interrompem o bloqueio da progresso do ciclo celular, evitam a apoptose e intensificam a sntese de ptns.

  • A atividade principal dos fatores de crescimento estimular a funo dos genes que controlam o crescimento (protoncogenes).Um fator de crescimento pode ter efeitos opostos na mesma clula dependendo da sua concentrao.

    Mecanismos de sinalizao dos receptores dos fatores de crescimento:AutcrinaParcrinaEndcrina

    Os receptores esto localizados na superfcie celular ou no meio intracelular, desencadeando cascatas de sinalizao que culminam com a resposta gnica de inibio ou estimulao da transcrio.

  • Capacidade Proliferativa dos Tecidos

    Tecidos que se dividem continuamente: as clulas so continuamente perdidas e repostas (lbeis) pela maturao de clulas-tronco e proliferao das clulas maduras.Ex.: clulas hematopoticas da MOVOLECHA , maioria dos epitlios de superfcie e o epitlio colunar do TGI, tero e tubas uterinas, epitlio de transio do TU.

    Tecidos estveis: so clulas quiescentes (G0). Sua atividade replicativa mnima. No entanto, estas clulas so capazes de proliferar em resposta a uma leso ou perda de massa tecidual.Ex.: clulas parenquimatosas do fgado, rins e pncreas. Clulas endoteliais, fibroblastos e clulas mm lisas. Capacidade limtada de regenerao.

  • - Tecidos permanentes: so terminalmente diferenciadas e no proliferam aps o nascimento. Ex.: neurnios e clulas musculares cardacas. CICATRIZ

    Clulas tronco

    So caracterizadas por trs propriedades importantes:Capacidade de autorregeneraoReplicao assimtricaPlasticidade

    Clulas-tronco:embrionrias com capacidade para gerar mltiplas linhagens celulares , isoladas de embries. Teciduais ou do adulto - isoladas da medula ssea e em muitos tecidos.

  • Clonagem Teraputica

  • Interaes entre a MEC e as clulasMatriz Extracelular: complexo macromolecular que se remodela constantemente, organizado em uma rede ao redor das clulas. Duas formas bsicas: matriz intersticial e matriz basal.

  • Funes: Suporte mecnico (ancoragem e migrao celular)

    Controle do crescimento celular (sinalizao por integrinas)

    manuteno da diferenciao celular (tipo de ptn, sinalizao por integrinas)

    Arcabouo para renovao tecidual ( ruptura com deposio de clgeno e cicatrizao)

    Formao de microambientes teciduais

    Armazenamento e apresentao de molculas reguladoras (fatores de crescimento)

    Por isso, regula a proliferao, o movimento e a diferenciao das clulas onde se localiza.

  • Cicatrizao de leso tecidual grave ou crnicaO reparo por deposio de tecido conjuntivo consiste em 4 processos sequenciais:1. Formao de novos vasos sg (angiognese)2. Migrao e proliferao de fibroblastos3. Deposio de MEC (cicatrizao)4. Maturao e reorganizao do tecido fibroso (remodelao)

  • Angiognese ou neovascularizaoDefinio: vasos preexistentes emitem brotos capilares para produzir novos vasos.

    Principais etapas:- Vasodilatao em resposta ao xido ntrico e aumento da permeabilidade dos vasos preexistentes, induzidos pelo VEGF;Migrao de clulas endoteliais para a leso; proliferao de clulas endoteliais; inibio da proliferao da clula endotelial e remodelagem dos tubos capilares; recrutamento de clulas periendoteliais para formar o vaso maduro.

    Dois fatores de induo mais importantes: VEGF e FGF-2.