Resolu§µes do CFC

  • View
    220

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Resolu§µes do CFC

  • NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE

    As Normas Brasileiras de Contabilidade constituem um corpo de doutrina contbil que serve de orientao tcnica ao exerccio profissional e cuja inobservncia constitui infrao, inclusive ao Cdigo de tica Profissional do Contabilista, razo pela qual so reunidas neste captulo.

    RESOLUO CFC N 751, de 29.12.93 (DOU de 31.12.93)

    Dispe sobre as Normas Brasileiras de Contabilidade, revoga a Resoluo CFC n 711, de 25 de julho de 1991.

    O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exerccio de suas atribuies legais e regimentais,

    CONSIDERANDO ser imperativa a uniformizao dos entendimentos e interpretaes na Contabilidade, tanto de natureza doutrinria quanto aplicada, bem como estabelecer regras ao exerccio profissional;

    CONSIDERANDO que a concretizao destes objetivos devem fundamentar-se nos trabalhos produzidos pela classe contbil, por seus profissionais e entidades;

    CONSIDERANDO que os Princpios Fundamentais de Contabilidade representam a essncia das doutrinas e teorias relativas Cincia da Contabilidade e que constituem os fundamentos das Normas Brasileiras de Contabilidade, que configuram regras objetivas de conduta;

    CONSIDERANDO ser necessria a aprovao de uma estrutura bsica que estabelea os itens que compem as Normas Brasileiras de Contabilidade;

    CONSIDERANDO que o Conselho Federal de Contabilidade, com base em estudos do Grupo de Trabalho - GT constitudo com a finalidade de elaborar as Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC, aprovou em 23 de outubro de 1981 a Resoluo CFC n 5.29/81, que dispunha sobre as mesmas;

    CONSIDERANDO que j foram aprovadas a Resoluo CFC n 560/83, que dispe sobre as prerrogativas profissionais; as Resolues CFC ns 563/83, 596/85, 597/85, 612/85, 684/90, 685/90, 686/90, 732/92 e 737/92, que tratam das Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC T 2, 3, 4 e 6; as Resolues ns 700/91 e 701/91 que tratam das Normas de Auditoria Independente (NBC T 11) e Normas Profissionais de Auditor Independente (NBC P 1); e as Resolues ns 731/92 e 733/92 que tratam da Percia Contbil (NBC T 13) e Normas Profissionais de Perito Contbil (NBC P 2), com base na estrutura das Normas Brasileiras de Contabilidade anteriormente divulgada, resolve:

    Art. 1 - As Normas Brasileiras de Contabilidade estabelecem regras de conduta profissional e procedimentos tcnicos a serem observados quando da realizao dos trabalhos previstos na Resoluo CFC n 560, de 28 de outubro de 1983, em consonncia com os Princpios Fundamentais de Contabilidade.

    Art. 2 - As Normas classificam-se em Profissionais e Tcnicas, sendo enumeradas seqencialmente.

    1 - As Normas Profissionais estabelecem regras de exerccio profissional, caracterizando-se pelo prefixo NBC-P.

    2 - As Normas Tcnicas estabelecem conceitos doutrinrios, regras e procedimentos aplicados de Contabilidade, caracterizando-se pelo prefixo NBC-T.

    Art. 3 - As Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC podem ser detalhadas atravs de Interpretaes Tcnicas que, se necessrio, incluiro exemplos.

    Pargrafo nico - As Interpretaes Tcnicas so identificadas pelo Cdigo da NBC a que se referem, seguido de hfen, sigla IT e numerao seqencial.

    Art. 4 - O Conselho Federal de Contabilidade poder emitir Comunicados Tcnicos quando ocorrerem situaes decorrentes de atos governamentais que afetem, transitoriamente, as Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC.

    Pargrafo nico - Os Comunicados Tcnicos so identificados pela sigla CT, seguida de hfen e numerao seqencial.

    Art. 5 - A inobservncia Norma Brasileira de Contabilidade constitui infrao disciplinar, sujeitas s penalidades previstas nas alneas "c", "d" e "e" do artigo 27 do Decreto-lei n 9.295 , de 27 de maio de 1946 e, quando aplicvel, ao Cdigo de tica Profissional do Contabilista.

  • Art. 6 - A estrutura das Normas Profissionais a seguinte:

    NBC P 1 - Normas Profissionais de Auditor Independente;

    NBC P 2 - Normas Profissionais de Perito Contbil;

    NBC P 3 - Normas Profissionais de Auditor Interno.

    Art. 7 - A Estrutura das Normas Tcnicas a que segue:

    NBC T 1 - Das Caractersticas da Informao Contbil;

    NBC T 2 - Da Escriturao Contbil:

    2.1 - Das Formalidades da Escriturao Contbil;

    2.2 - Da Documentao Contbil;

    2.3 - Da Temporalidade dos Documentos;

    2.4 - Da Retificao de Lanamento;

    2.5 - Das Contas de Compensao;

    2.6 - Das Filiais

    2.7 - Dos Balancetes;

    NBC T 3 - Conceito, Contedo, Estrutura e Nomenclatura das Demonstraes Contbeis:

    3.1 - Das Disposies Gerais;

    3.2 - Do Balano Patrimonial;

    3.3 - Da Demonstrao do Resultado;

    3.4 - Da Demonstrao de Lucros ou Prejuzos Acumulados;

    3.5 - Da Demonstrao das Mutaes do Patrimnio Lquido;

    3.6 - Da Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos.

    NBC T 4 - Da Avaliao Patrimonial:

    4.1 - Do Ativo;

    4.2 - Do Passivo.

    NBC T 5 - Da Correo Monetria;

    NBC T 6 - Da Divulgao das Demonstraes Contbeis:

    6.1 - Da Forma de Apresentao;

    6.2 - Do Contedo das Notas Explicativas;

    6.3 - Das Republicaes.

    NBC T 7 - Da Converso da Moeda Estrangeira nas Demonstraes Contbeis;

    NBC T 8 - Das Demonstraes Contbeis Consolidadas;

  • NBC T 9 - Da Fuso, Incorporao, Ciso, Transformao e Liquidao de Entidades;

    NBC T 10 - Dos Aspectos Contbeis Especficos em Entidades Diversas:

    10.1 - Empreendimentos de Execuo a Longo Prazo;

    10.2 - Arrendamento Mercantil;

    10.3 - Consrcio de Vendas;

    10.4 - Fundaes;

    10.5 - Entidades Imobilirias;

    10.6 - Entidades Hoteleiras;

    10.7 - Entidades Hospitalares;

    10.8 - Entidades Cooperativas;

    10.9 - Entidades Financeiras;

    10.10 - Entidades de Seguro Comercial e Previdncia Privada;

    10.11 - Entidades Concessionrias de Servio Pblico;

    10.12 - Entidades Pblicas da Administrao Direta;

    10.13 - Entidades Pblicas da Administrao Indireta;

    10.14 - Entidades Agropecurias;

    10.15 - Entidades em Conta de Participao;

    10.16 - Entidades que Recebem Subsdios, Subvenes e Doaes;

    10.17 - Entidades que Recebem Incentivos Fiscais;

    10.18 - Entidades Sindicais e Associaes de Classe;

    10.19 - Entidades sem Finalidade de Lucros;

    10.20 - Consrcios de Empresas.

    NBC T 11 - Normas de Auditoria Independente das Demonstraes Contbeis;

    NBC T 12 - Normas de Auditoria Interna Contbil;

    NBC T 13 - Da Percia Contbil.

    Art. 8 - As Normas Profissionais, estruturadas segundo o disposto no artigo 6, tm os seguintes contedos:

    NBC P 1 - Normas Profissionais de Auditor Independente

    Estabelecem as condies de competncia tcnico profissional, de independncia e de responsabilidade na execuo dos trabalhos, de fixao de honorrios, de guarda de documentao e sigilo, e de utilizao do trabalho do auditor interno e de especialistas de outras reas.

    NBC P 2 - Normas Profissionais de Perito Contbil

    Estabelecem as condies de competncia tcnico profissional, de independncia e responsabilidade na execuo dos trabalhos, de impedimentos, de recusa de trabalho, de fixao de honorrios, de sigilo e utilizao de trabalho de

  • especialistas.

    NBC P 3 - Normas Profissionais de Auditor Interno

    Estabelecem as condies de competncia tcnico profissional, de independncia e responsabilidade na execuo dos trabalhos, da guarda de documentao e sigilo, de cooperao com o auditor independente e utilizao do trabalho de especialistas.

    Art. 9 - As Normas Tcnicas estruturadas segundo o disposto no artigo 7, tm os seguintes contedos:

    I - NBC T 1 - Da Documentao

    Compreende as normas que regem os documentos, livros, papis, registros e outras peas que originam e validam a escriturao contbil.

    II - NBC T 2 - Da Escriturao Contbil

    A escriturao contbil trata da execuo dos registros permanentes da Entidade e de suas formalidades.

    As normas da escriturao contbil abrangem os seguintes subitens, a saber:

    a) das Formalidades da Escriturao Contbil, que fixa as bases e os critrios a serem observados nos registros;

    b) da Temporalidade dos Documentos, que estabelece os prazos que a Entidade deve manter os documentos comprobatrios em seus arquivos;

    c) da Retificao de Lanamentos, que estabelece a conceituao e a identificao das formas de retificao;

    d) das Contas de Compensao, que fixa a obrigao de registrar os fatos relevantes, cujos efeitos possam se traduzir em modificaes futuras no patrimnio da Entidade;

    e) Da Escriturao Contbil das Filiais, que estabelece conceitos e regras a serem adotados pela Entidade para o registro das transaes realizadas pelas filiais;

    f) do Balancete, que fixa conceitos e regras, sobre o contedo, finalidade e periodicidade de levantamento do balancete, bem como da responsabilidade do profissional, mormente quando aquele usado para fins externos.

    III - NBC T 3 - Conceito, Contedo, Estrutura e Nomenclatura das Demonstraes Contbeis

    Esta norma estabelece os conceitos e regras sobre o contedo, a estrutura e a nomenclatura das demonstraes contbeis de natureza geral.

    A norma estabelece o conjunto das demonstraes capaz de propiciar aos usurios, um grau de revelao suficiente para o entendimento da situao patrimonial e financeira da Entidade, do resultado apurado, das origens e aplicaes de seus recursos e das mutaes do seu patrimnio lquido num determinado perodo.

    IV - NBC T 4 - Da Avaliao Patrimonial

    Esta norma estabelece as regras de avaliao dos componentes do patrimnio de uma entidade com continuidade prevista nas suas atividades.

    V - NBC T 5 - Da Correo Monetria

    A norma concerne ao modo pelo qual a Contabilidade reflete os efeitos da inflao na avaliao dos componentes patrimoniais de acordo com o