RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL – AULA 10 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAÃO www.beatrizabraao.com.br

  • View
    105

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL – AULA 10 PROAB 2012.2 DIREITO...

  • Slide 1
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAO www.beatrizabraao.com.br Aula 10 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROFESSORA: BEATRIZ ABRAO www.beatrizabraao.com.br Aula 10
  • Slide 2
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Arts. 92 a 94 do CPP Entendem-se aquelas que exigem soluo antes do julgamento do processo criminal. Podem ter natureza penal ou extrapenal. Dizem respeito, essencialmente, ao mrito da causa, influindo, diretamente, na natureza da sentena a ser proferida pelo juiz. Arts. 92 a 94 do CPP Entendem-se aquelas que exigem soluo antes do julgamento do processo criminal. Podem ter natureza penal ou extrapenal. Dizem respeito, essencialmente, ao mrito da causa, influindo, diretamente, na natureza da sentena a ser proferida pelo juiz.
  • Slide 3
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 QUESTES PREJUDICIAIS Homogneas (ou comuns ou imperfeitas, ou no devolutivas) Possuem natureza penal Heterogneas (ou perfeitas ou devolutivas) Possuem natureza extrapenal Devolutivas absolutas ou obrigatrias Devolutivas relativas ou facultativas Obrigam a suspenso do processo Facultam a suspenso do processo
  • Slide 4
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 QUESTES PERTINENTES S QUESTES PREJUDICIAIS ABSOLUTAS E RELATIVAS a) O surgimento de questo prejudicial pode implicar suspenso do inqurito policial? QUESTES PERTINENTES S QUESTES PREJUDICIAIS ABSOLUTAS E RELATIVAS a) O surgimento de questo prejudicial pode implicar suspenso do inqurito policial?
  • Slide 5
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 No, segundo a orientao jurisprudencial dominante. A propsito, ao tratar desse tema, h reiteradas decises do Superior Tribunal de Justia no sentido de que descabe a suspenso sob o fundamento da prejudicialidade quando o que se tem apenas uma investigao preliminar, um inqurito policial, e no a persecutio criminis en judicio propriamente dita (HC 67.416/DF, DJ 10.09.2007).
  • Slide 6
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 b) A existncia de ao discutindo a constitucionalidade de norma ou diploma penal considerada uma questo prejudicial capaz de conduzir suspenso do processo criminal com base no art. 93 do CPP (questo diversa do estado das pessoas)?
  • Slide 7
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Tambm aqui a resposta afigura-se negativa, pois esta hiptese no condiz com a definio jurdica de questo prejudicial. Evidentemente, a existncia de uma ao de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) pode conduzir, durante a sua tramitao, suspenso dos processos criminais relativos aos dispositivos discutidos na demanda constitucional. Isto, alis, ocorreu h bem pouco tempo envolvendo a Lei de Imprensa (Lei 5.250/1967) hoje j afastada do ordenamento ptrio.
  • Slide 8
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 QUESTES PERTINENTES S QUESTES PREJUDICIAIS ABSOLUTAS E RELATIVAS a) O surgimento de questo prejudicial pode implicar suspenso do inqurito policial? QUESTES PERTINENTES S QUESTES PREJUDICIAIS ABSOLUTAS E RELATIVAS a) O surgimento de questo prejudicial pode implicar suspenso do inqurito policial?
  • Slide 9
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 No, segundo a orientao jurisprudencial dominante. A propsito, ao tratar desse tema, h reiteradas decisesdo Superior Tribunal de Justia no sentido de que descabe a suspenso dob o fundamento da prejudicialidade quando o que se tem apenas uma investigao preliminar, um inqurito policial, e no a persecutio criminis en iudicio propriamente dita (HC 67.416/DF, DJ 10.09.2007).
  • Slide 10
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 b) A existncia de ao discutindo a constitucionalidade de norma ou diploma penal considerada uma questo prejudicial capaz de conduzir suspenso do processo criminal com base no art. 93 do CPP (questo diversa do estado das pessoas)?
  • Slide 11
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Tambm aqui a resposta afigura-se negativa, pois esta hiptese no condiz com a definio jurdica de questo prejudicial. Evidentemente, a existncia de uma ao de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) pode conduzir, durante a sua tramitao, suspenso dos processos criminais relativos aos dispositivos discutidos na demanda constitucional. Isto, alis, ocorreu h bem pouco tempo envolvendo a Lei de Imprensa (Lei 5.250/1967) hoje j afastada do ordenamento ptrio.
  • Slide 12
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 EXCEES (Arts. 95 a 111 do CPP) Previso legal Previstas no art. 95 do CPP, as excees so consideradas meios de defesa indireta, uma vez que versam sobre a ausncia de condies da ao ou de pressupostos processuais. EXCEES (Arts. 95 a 111 do CPP) Previso legal Previstas no art. 95 do CPP, as excees so consideradas meios de defesa indireta, uma vez que versam sobre a ausncia de condies da ao ou de pressupostos processuais.
  • Slide 13
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 So cinco as excees catalogadas pelo Cdigo: Suspenso; Incompetncia de juzo; Litispendncia; Ilegitimidade de parte; Coisa julgada. So cinco as excees catalogadas pelo Cdigo: Suspenso; Incompetncia de juzo; Litispendncia; Ilegitimidade de parte; Coisa julgada.
  • Slide 14
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Classificao Peremptrias: acarretam a extino do processo. Exemplo: exceo de coisa julgada. Dilatrias: embora no impliquem a extino do processo, transferem o seu exerccio. Exemplo: exceo de incompetncia do juzo. Classificao Peremptrias: acarretam a extino do processo. Exemplo: exceo de coisa julgada. Dilatrias: embora no impliquem a extino do processo, transferem o seu exerccio. Exemplo: exceo de incompetncia do juzo.
  • Slide 15
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Exceo de suspeio A exceo de suspeio deduzida no curso do processo criminal. Apesar disso, nada impede que seja oposta ainda na fase do inqurito policial. Exceo de suspeio A exceo de suspeio deduzida no curso do processo criminal. Apesar disso, nada impede que seja oposta ainda na fase do inqurito policial.
  • Slide 16
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Exceo de incompetncia do juzo Consideraes gerais: A incompetncia territorial, possui carter relativo, diferente de incompetncia funcional ou em razo da matria, que tem natureza absoluta, dispensada a arguio via exceo. Exceo de incompetncia do juzo Consideraes gerais: A incompetncia territorial, possui carter relativo, diferente de incompetncia funcional ou em razo da matria, que tem natureza absoluta, dispensada a arguio via exceo.
  • Slide 17
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Exceo de litispendncia Consideraes gerais Trata-se de exceo de natureza peremptria, sendo cabvel na hiptese em que estiverem tramitando, no mesmo juzo ou em juzos diversos, duas ou mais aes contra o mesmo ru, envolvendo o mesmo fato. Em suma, oponvel quando houver aes penais idnticas em andamento. Exceo de litispendncia Consideraes gerais Trata-se de exceo de natureza peremptria, sendo cabvel na hiptese em que estiverem tramitando, no mesmo juzo ou em juzos diversos, duas ou mais aes contra o mesmo ru, envolvendo o mesmo fato. Em suma, oponvel quando houver aes penais idnticas em andamento.
  • Slide 18
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Exceo de ilegitimidade de parte Consideraes gerais Ilegitimidade ad causam, ou seja, titularidade do direito de ao (polo ativo) e capacidade para figurar como ru (polo passivo) na relao processual. Exceo de ilegitimidade de parte Consideraes gerais Ilegitimidade ad causam, ou seja, titularidade do direito de ao (polo ativo) e capacidade para figurar como ru (polo passivo) na relao processual.
  • Slide 19
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 Consideraes gerais exceo de natureza peremptria e no est sujeita precluso. Considerando a natureza da coisa julgada e os efeitos que este instituto capaz de produzir em processo distintos, estabelece-se a seguinte classificao: Consideraes gerais exceo de natureza peremptria e no est sujeita precluso. Considerando a natureza da coisa julgada e os efeitos que este instituto capaz de produzir em processo distintos, estabelece-se a seguinte classificao:
  • Slide 20
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 a) Coisa julgada formal: a imutabilidade da deciso judicial provocada pela sua natureza irrecorrvel, ou pela no interposio do recurso cabvel no prazo legal, ou pelo esgotamento de todas as vias impugnativas possveis.
  • Slide 21
  • RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 1 PROAB 2012.2 DIREITO PROCESSUAL PENAL AULA 10 b) Coisa julgada material: a imutabilidade dos efeitos substanciais da sentena de mrito e, ao contrrio da coisa julgada formal, produz reflexos em relaes processuais distintas que envolva

Recommended

View more >