Revista Digitalks - Edi§£o #05

  • View
    243

  • Download
    18

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Mobile First ou Mobile Only? Já somos primeira tela!

Text of Revista Digitalks - Edi§£o #05

  • REVISTA DIGITALKS . Ano 02 . nmERo 05

  • ESCOLHA PELOS RESULTADOS

    Resultados que geramos para nossos clientes em 2014

    A Conversion oferece uma soluo completa em Otimizao de Sites, com os seguintes servios: On-Page, Link Building, Assessoria de Imprensa Digital, Gesto de Contedo e Business Intelligence.Faa SEO com quem entrega mais resultados.

    +55 (11) 2359-5995novosnegocios@conversion.com.br

    nas primeiras posies do Google

    50mil palavras

    no trfego orgnico em mdia

    116%de aumento

    de visitas atravs debusca orgnica

    +44milhes

  • ExpEDIEnTE

    FLVIO HORTA Publisher

    PRISCILLA SALDANHA Chefe de Redao

    MARIA CARVALHAL Gerente de Relacionamento

    PAULINHO MOREIRA Projeto Grfico

    COLABORADORES Ana Laura Mello, Adair Christina, Alessandro Vieira, Daniel Lindenberg, Daniel Rimoli, Denis Casita, Diego Ivo, Edmardo Galli, Felipe Zmoginski, Fiamma Zarife, Gustavo Hana, Jos Luiz Martins, Matt Drinkwater, Rodrigo Genoveze, Sandra Turchi, Tiago Bueno, Tiago Sarraf.

    EMPRESAS MANTENEDORAS 80 20 MKT, AD.Dialeto, Apiki Wordpress, Baidu, Beats Brasil, ChannelAdvisor, Conversion, +Digital Institute, Dinamize, Google, Goomark, Iagente, IBM, IgnitionOne, Imasters, KingHost, Maple Brasil, Makazi, Media Reponse, Performa Web, Putz Filmes, Siegel Press, Scup, Uol Host, Twitter, Video Click, Vitrio, WebStorm, Zanox

    DIGITALKS Organizao

    > 1.000 exemplares

    www.digitalks.com.br redacao@digitalks.com.br Twitter: @digitalksmkt Facebook: /digitalksbr

    Receba nossa newsletter semanal. Cadastre-se no Portal: digitalks.com.br

    Os artigos assinados so de responsabilidade dos autores e no refletem a opinio da revista. proibida a reproduo total ou parcial dos textos, fotos e ilustraes, por qualquer meio, sem prvia autorizao dos artistas ou do editor da revista.

  • EDIToRIAL

    E a primeira edio de 2015 da Revista Digi-talks chegou!

    Com ela veio boas lembranas das edies passadas, alm de ainda mais contedo e novidades para 2015. Pois ano novo sem-pre sinnimo de renovao, evoluo, trans-formao.

    Vamos comear batendo um papo com o Marcelo Neves, Diretor de solues de segu-rana e identificao para Amrica na Unisys, onde ele contar um pouco da sua experi-ncia com segurana na internet e dicas de recursos para empresas e consumidores se prevenirem e guardarem seus dados no am-biente virtual sem medo.

    A jornada do consumidor , cada vez, mais rpida e por isso, ele no apenas multi-tela, mas tambm mvel, rpido e conectado. Aproveitando todo esse super processo de evoluo, trazemos conceitos como Mobile First e Mobile Only para serem discutidos en-tre nossos leitores e grandes profissionais do mercado.

    Tem matria de capa melhor para dar start a primeira edio do ano?

    Enjoy! Priscilla Saldanha Gestora de Contedo

  • CApA> MOBILE FIRST Ou MOBILE OnLy?J somos primeira tela!

    #TEnDnCIAS O que esperar do mercado digital em 2015?

    12

    #nEuRomARKETInG A servio das mdias sociais

    24

    18

    14x

    #o2o um mercado de trilhesde dlares

    38

    sumrio

    6 Digitalks

  • Quer colaborar com o Digitalks? Envie seu material por e-mail: redacao@digitalks.com.br

    EnTREVISTA marcelo Neves fala sobre segurana na internet TEnDnCIAS o que esperar do mercado digital em 2015? SmS o sms como mdia de relacionamento no e-commerce CApA mobile First ou mobile only? J somos primeira tela! SoCIAL mEDIA Neuromarketing a servio das mdias sociais B2B marketing digital votado para o mercado b2br CApACITAo a importncia da imerso em marketing Digital TECnoLoGIA tecnologia: presente ou futuro do marketing digital? SEARCh Sites mobile friendly ficaro mais bem posicionados nos mecanismos de busca

    mERCADo Como o ecommerce de nicho est ganhando espao entre os grandes players ECommERCE o2o, um mercado de trilhes de dlares moBILE o mobile commerce no cenrio do consumidor omni-channel RELACIonAmEnTo Fomos agentes da transformao. agora somos a infraestrutura de relacionamentos do mundo. GEoLoCALIzAo Conquest acirra aes in real time entre marcas de varejo opoRTunIDADES as 6 questes essenciais para o marketing digital em 2015 LIVE mARKETInG #Emtemporeal: entre na conversa GuIA DE EmpRESAS

    08

    42

    44

    46

    48

    50

    57

    12

    16

    18

    20

    28

    30

    32

    34

    sumrio

    7Digitalks

    36

    38

  • ENtrEvista

    8Digitalks

    Entrevista

    mARCELo nEVES fALA SoBRE SEGuRAnA nA InTERnET

    Marcelo Neves atua como diretor de solues de segurana e identificao da Unisys para Amrica Latina. No exerccio dessa funo, Marcelo tem a misso de auxiliar os clientes apoiados pela companhia na regio a desenvolverem e implementarem solues integradas de segurana ciberntica, incluindo as reas de identificao biomtrica, segurana pblica e solues de inteligncia policial e de justia.

    Marcelo possui mais de 20 anos de experincia na indstria de tecnologia da informao, com expertise em desenvolvimento de negcios, coaching, estratgia e liderana em vendas e alianas. Marcelo ingressou na Unisys em 1992 e j passou pelas reas de gerenciamento de produtos, portflio e vendas. formado em Engenharia da Computao pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e possui MBA em Gesto de Negcios pela Fundao Armando lvares Penteado (FAAP).

  • Os avanos em tecnologia trouxeram vrios benefcios para a sociedade contempornea. Voc poderia citar al-gumas?

    A Unisys tem mais de 140 anos de histria no mundo, ento a empresa acompanhou todo o processo de desenvolvimento da tecnologia e suas diversas aplicaes. Fo-ram muitas as transformaes e os benef-cios trazidos com o advento de novas fer-ramentas tecnolgicas. Os computadores de grande porte no segmento corporativo, conhecidos como mainframes, revolucio-naram a forma de processamento de in-formaes em instituies do setor finan-ceiro, de seguros e muitos outros e hoje essa tecnologia j pode ser utilizada virtu-almente e integrada a outras plataformas.

    Uma rea de grande avano foi a das co-municaes via celular, que aliada na-notecnologia e TI proporcionou a rpida evolouo dos smartphones e tablets, que alm de proporcionar mobilidade com co-nectividade se tornou um canal muito im-portante para a prestao de servios sociedade como um todo. As aplicaes de mobilidade para a sociedade so infini-tas e esto em constante evoluo.

    Outro grande exemplo de transformao foi a informatizao das eleies com a criao das urnas eletrnicas. E a Unisys tem muito orgulho de ter sido pioneira no Brasil e participado das primeiras eleies no pas que utilizaram as urnas eletrni-cas. Esse projeto foi disruptivo e, desde ento, pavimentou o caminho para que outras inovaes viessem nessa rea.

    Existem muitos outros avanos que ao longo do tempo permitiram diversas me-lhorias nos servios prestados s empre-sas e aos cidados e nos quais a empresa participou ativamente, como a criao de solues de automao bancria, desen-volvimento de aplicaes para melhorias no sistema de aeroportos, cias areas, suporte de TI aos usurios internos das empresas, gesto de servios em nuvem, criao de Centros de Comando e Con-trole para monitoramento da segurana em grandes cidades e muitos outros.

    Junto com os benefcios tambm vie-ram os problemas. E um deles a se-gurana virtual. Voc avalia isso como a maior dor de cabea tecnolgica atualmente?

    A segurana ciberntica atualmente uma das maiores preocupaes das empresas. Tendo em vista os acontecimentos recen-tes de ataques a empresas e rgos go-vernamentais em diferentes pases, re-almente necessrio repensar a estratgia de segurana digital nos dias atuais. Os criminosos cibernticos esto sempre um passo frente. Por isso preciso investir em tecnologias robustas e que protejam dados sensveis de empresas e indivduos. Em 2015 essa deve ser uma questo bas-tante discutida por conta do crescimento da utilizao de aplicativos e dispositivos mveis no local de trabalho. Isso aumenta o uso corporativo da Internet das Coisas e, consequentemente, a necessidade das organizaes protegerem seus dados cr-ticos.

    Hoje em dia todos os dispositivos esto conectados Internet. Ento existe mais espao para que os delinquentes cibern-ticos possam acessar dados privados de usurios. O mundo digital est mudando mais rpido que os modelos de segurana usados pela maioria das organizaes, o que muitas vezes nos deixa vulnerveis a ataques. Existe um grande mercado obs-curo por trs desse tipo de delito, que de acordo com estimativas j movimenta mais de 1 trilho de dlares ao ano no mundo, muito mais do que gerado com o trfico internacional de drogas, por exemplo. por isso que as empresas em geral esto muito mais preocupadas.

    Como um internauta pode identificar se um site seguro ou no? Existem al-guns sinais?

    Os usurios devem sempre ficar atentos possibilidade de fraudes, principalmen-te quando envolve transaes comerciais que exigem informaes pessoais e da-dos bancrios. Uma modalidade de ata-que comum o chamado pishing, no qual os usurios recebem comunicados

    ENtrEvista

    9Digitalks

  • por e-mail que simulam uma pgina exis-tente, mas que na verdade direciona para uma pgina falsa, na qual podem ter seus dados roubados. Ento, para evitar esse golpe, por exemplo, uma opo procu-rar identificar se o site seguro por meio da presena do prefixo https ou do cade-ado na barra de endereos.

    Outra recomendao no utilizar redes pblicas Wi-Fi para efetuar transaes bancrias e compras online ou qualquer outra operao na qual o usurio tenha de inserir dados pessoais e de carto de cr-dito. E sempre pesquisar a reputao no site antes de efetuar uma compra e des-confiar quando um produto estiver com preo muito abaixo da mdia do mercado.

    O servio de hospedagem pode in-fluenciar na segurana do s