Click here to load reader

Revista Maná

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Nessa primeira edição iremos falar sobre o islamismo.

Text of Revista Maná

Revista Man

Revista Man Islamismo Aprenda um pouco

Sobre essa religio

A revista Man tem como objetivo abenoar a sua vida com muitas informaes. Pedimos a todos os leitores que cometem o que acharam sobre a revista no nosso site: projetomana.org para que possamos melhorar sempre. Tambm abrimos espao para todos aqueles que queiram escrever alguma matria na nossa revista, para isso voc precisa mandar a sua matria por Email para que possamos avali-la, o Email [email protected]

Visite o Portal Cecab:

www.cecabe.com.br

Curiosidade sobre povos

No alcanados

uma faixa de terra que vai do oeste da frica at a sia. Subindo, a partir da Linha do Equador, fica entre os graus 10 e 40, formando um retngulo. Naquela regio vive o maior nmero de povos no-evangelizados da Terra, cerca de 3,5 bilhes de pessoas em 62 pases. nessa faixa que se concentram os adeptos das trs maiores religies no-crists do mundo: islamismo, hindusmo e budismo. Somente 8% dos missionrios trabalham entre eles. Na maioria dos pases h falta de receptividade aos cristos. A liberdade religiosa, quando existe, frgil. H necessidade de missionrios, lderes, pastores e escolas de treinamento para os poucos cristos existentes. H poucos obreiros atuando nos pases devido poltica de restries quanto a entrada de missionrios.

A necessidade de traduo da Bblia grande. Os crentes sofrem perseguio e correm riscos. A sade e proteo dos missionrios uma necessidade constante na Janela 10/40.Outra Janela, a Trquica

A Janela Trquica uma faixa de terra que vai desde a Srvia, na Europa, passando pela Turquia e chegando ao Uzbequisto e Turcomenisto, e ao extremo oeste da China, na sia.

So cerca de 25 pases inseridos na Janela Trquica, que recebe este nome devido ao grande nmero de povos com razes tnicas turco-otomanas e que possuem o turco e suas derivaes como idiomas falados (tais como: azeris, gagazes, trtaros, turcomanos, cazaques e quirguizes).

um dos grandes desafios missionrios da atualidade. A regio engloba inmeros pases de confisso islmica ou crist-ortodoxa, o que dificulta a entrada e o trabalho de missionrios. Entretanto, muitos pases esto recebendo obreiros comprometidos e que tm dado testemunho do amor de Jesus. Muitos turcos, a partir desses contatos, tm se rendido ao Senhorio de Jesus Cristo.

No corao da Janela 10/40

A Pennsula Arbica, situada no corao da Janela 10/40, a regio

do planeta mais resistente ao Evangelho de Jesus Cristo. formada pelos seguintes pases: Arbia Saudita, Catar, Kuwait, Barein, Emirados rabes Unidos, Om e Imen, todos islmicos. Nesta faixa possvel notar grandes contrastes, como inmeras reservas riqussimas de petrleo situadas sobre grandes desertos inabitveis; construes modernas em contraste com arquitetura antiga; poucos extremamente ricos e muitos extremamente pobres; estilo de vida consumista nas grandes e modernas capitais e tribos nmades que sobrevivem graas a costumes milenares. A pennsula considerada o corao do islamismo. Afinal, as duas cidades consideradas sagradas para os muulmanos, Meca e Medina, esto nesta regio.

A Pennsula Arbica foi considerada por muitos como sendo impenetrvel para o Evangelho, mas, atualmente, Deus est se revelando a pessoas atravs de sonhos ou por meio de trabalhos

missionrios estratgicos, como o esporte, que tem aberto oportunidades para a pregao do Evangelho.

Chifre da frica,

uma regio negligenciada

A regio conhecida como Chifre da frica, assim chamada por ter semelhana com um chifre de rinoceronte, inclui os territrios da Etipia, Sudo, Somlia, Djibuti e Eritreia, na parte nordeste do continente. A histria da regio, denominada na Bblia de Cuxe, foi caracterizada por um domnio etope e por lutas entre muulmanos

e lderes cristos pelo controle das terras frteis e reas vitais.

O Chifre da frica tem sido negligenciado pelos cristos h dcadas.

O evangelismo na regio, assim como no restante da Janela 10/40, avana lentamente e com muitas dificuldades. Mas a situao tende a mudar. As igrejas e agncias missionrias esto focalizando suas oraes e recursos para esta rida regio. Mesmo diante das dificuldades sociais (pobreza e guerras civis) e religiosas (fundamentalismo islmico), muitos missionrios prepararam a terra para que outros pudessem ir regio e conquistar esses povos para Jesus. E este tempo j em uma realidade!

Ore pelos povos no alcanados

Formao do Islamismo No possvel separar o islamismo do seu fundador, Maom. Por isso, para conhecer melhor o contexto histrico inicial da formao e pensamentos da religio islmica, preciso remontar ao nascimento e a vida de seu maior cone e profeta. Maom, ou Mohammed, como preferem chamar os muulmanos, nasceu em 570 d.C., em Meca, na Arbia Saudita. Seu nome significa o que louvado. Seu pai, Abdula, era comerciante e morreu em uma viagem de negcios, durante a gravidez de sua esposa, Amina. Como Maom no conheceu seu pai biolgico, foi criado por seu av paterno, conforme tradio das tribos rabes, tambm chamado Abdula. Porm, aos seis anos de idade perde sua me, e dois anos depois seu av paterno. Com isso, um tio de nome Abutalib, um homem muito pobre e com muitos filhos, o recolhe para cri-lo. Aos 12 anos j trabalhava como pastor e sua infncia foi miservel. Sentia-se amaldioado pelos deuses que tanto idolatrava. Desde cedo, Maom fazia muitos questionamentos sobre religio e f.

Todos os anos, aps atingir a maioridade, participava da Feira de Suque Ukaz, evento importante para as tribos rabes e que era marcado por um perodo de longo jejum (especula-se que este seja os primrdios do Ramad). Durante cerca de trs meses era estipulado um pacto de no-agresso entre as tribos, possibilitando as viagens das caravanas de comrcio. Era comum ver Maom, ento com 24 anos, expor as diversas doutrinas religiosas dos rabes nas reunies, alm de citar trechos da f crist e do judasmo. Era muito inteligente, meditador, possuidor de uma boa memria e orador nato. Conseguiu um emprego de mercador com uma viva rica, chamada Khadija, que se tornou sua esposa. O casamento foi um escndalo pra poca devido diferena de 16 anos entre eles.

As revelaes de Maom

As primeiras revelaes que Maom teve aconteceram no ano 610 d.C.. Maom, ento com 40 anos, e incentivado principalmente por sua esposa, meditava diariamente nas cavernas do Monte Hira, em Meca. Subitamente ouviu uma voz, de um anjo que identificou-se como Gabriel, ordenando-lhe copiar a revelao vinda da parte de Al (termo rabe para Deus). Atnito com a viso que acabara de ter, imaginando ter sido de um esprito maligno, fugiu.

Ao regressar para casa, contou o ocorrido esposa, que o acolheu como um profeta.

Parte da famlia de Khadija era composta de judeus e cristos. Ela procurou um velho tio, com mais de 80 anos e praticamente cego, chamado Waraq Ibn Nawfal. Aquele homem era um lder cristo na tribo em que viviam e havia traduzido para o rabe algumas partes do Novo Testamento. Ao ouvir o relato de Khadija sobre a viso de seu marido, Waraq entendeu que Maom provavelmente estava recebendo a mesma comisso de Moiss e Jesus.

Ao voltar para casa, pronta para contar o que ouviu do tio, encontrou seu marido recitando trechos que enalteciam a Al, e ela o declarou profeta e a si mesma como sua primeira discpula. Logo aps este episdio, outros transes aconteceram e Maom viu-se pressionado por Khadija, a quem queria muito agradar. Tal presso levou-o a tentar o suicdio, mas no o consumou, pois teve um novo transe, durante o qual recebeu outro texto em revelao. Este evento foi determinante e fez com que Khadija dedicasse todos os seus bens nova religio. Ele comeou pregando em secreto e sua mensagem era simples, consistindo na proclamao de um s deus e de si prprio como seu ltimo profeta; anunciava a justia de Al e apresentava o Alcoro como um milagre, em resposta exigncia do povo por sinais. Formou uma comunidade que foi crescendo a cada dia, e que, por seguirem seus ensinamentos monotestas, foram perseguidos e orientados a se exilarem na Abissnia, cujo governador era um cristo. Ao condenar os dolos das tribos rabes poca, Maom no apenas contrariou interesses religiosos, mas tambm econmicos. Os lderes tribais fizeram-lhe vrias ofertas para que, em sua proposta, Al aceitasse a intercesso daqueles deuses. Entretanto, ao consultar Gabriel, Maom ouviu que os deuses eram manifestaes satnicas e que no havia possibilidade de unir tais crenas o que gerou os primeiros conflitos

com o povo de Meca.

O isl se expande

Com o problema em Meca, inclusive com sua morte sendo planejada, Maom parte em peregrinao pelo deserto. Aos 53 anos, sua esposa morre e ele se casa com Aisha, uma criana

de 6 anos. Porm, o casamento s poderia ser consumado trs anos depois. Tambm casou-se com Saida, viva de um seguidor. No total, Maom possuiu nove mulheres, mas nenhuma delas lhe deu um filho, apenas filhas. Sua descendncia propagou-se atravs de Ftima, filha que teve com Khadija. Esta casou-se com Ali, seu primo e teve 2 filhos: Hassan e Hussein.

Sentindo-se desamparado pela morte da esposa, Maom fugiu, juntamente com os demais seguidores, chamados de muulmanos, para a cidade de Yathrib, qual deu o nome de Medina, ou a cidade do Profeta. Naquela cidade ele firmou o Pacto de kaba, com 72 homens e trs mulheres, e nomeou 12 lderes dentre tribos,

dos quais Maom exigiu uma fidelidade absoluta, que ultrapassava a cultivada fidelidade tribal e familiar, vindo a tornar- se um forte lder poltico-religioso e legislador. Tentando tornar-se simptico aos

judeus da cidade, visando atra-los a si, ficou cerca de 17 a 19 meses orando voltado para Jerusalm, introduziu o jejum do Dia da Expiao e envolveu Abrao em sua religio, mas no foi ac

Search related