of 92 /92
Cortadora a plasma CNC tem precisão de ±0,1 mm Destinada às indústrias metalúrgica, de caldeiraria, estaleiros e prestadores de serviço, a AutoCut 3000 UHD realiza corte retilíneo a plasma e em chanfro de chapas de aço-carbono, aço inoxidável e alumínio; e oxicombustível para aço-carbono com espessura máxima de 100 mm. Possui precisão de posicionamento e repetitividade de ±0,1 mm e velocidade de operação de 0 a 25 m/min. Efetua deslocamentos longitudinais sobre trilhos ferroviários retificados (TR 45) e deslocamento transversal sobre guias lineares duplas, com tracionamento por servomotores ca e caixa de redução planetária com folga menor ou igual a 6 arco minuto. White Martins Gases Industriais Ltda., Rio de Janeiro, RJ. Tel.: 0800 7099000 | [email protected] site: whitemartins.com.br Sistema de aperto eletrônico possui plataforma Web Com capacidade de armazenamento de 20.000 dados e 20.000 curvas, o Liberty Plus possui plataforma Web que dispensa instalação de aplicativos para parametrização, coleta de apertos, curvas de torque e status gerais. Incorpora tela sensível ao toque de 8” e visor gráfico que permitem rápida e fácil interação entre os usuários, atendendo toda uma linha de apertadeiras. Possibilita coleta de dados via Ethernet, apresentando interfaces CAN port, USB, RS-485 e RS-232, além de entradas e saídas digitais de 24 V cc. M. Shimizu Elétrica e Pneumática Ltda., São Paulo, SP. Tel.: 11 2856-6119 [email protected] site: mshimizu.com.br Alimentador automático acomoda até 20 paletes Projetado para aumentar a usabilidade e a flexibilidade de centros de usinagem vertical, acomoda 20 paletes em área de 2 x 2 m e conta com braço de carregamento com curso de 1.200 mm, ajustável em ângulos de 9 ou 18°. O modelo ECO Compact 20, pré-ajustado de fábrica e pronto para uso, pode ser movimentado com empilhadeira e opera com somente 2 códigos M, que possibilitam rápida e simples instalação. Equipado com trilhos e guias lineares, apresenta porta de acesso configurável na parte frontal ou lateral do gabinete. Lang Technovation, Inc., Hartland, WI, EUA. Tel.: 1 262 446 9850 [email protected] site: lang-technovation.com Vídeo em NEI.com.br Vídeo em NEI.com.br Amplie sua busca de produtos e fornecedores no NEI.com.br AGOSTO 2014 Novidades industriais do mundo inteiro em suas mãos Modernizar ou modernizar Eficiência energética: a Tigre mostra como poupar milhões anuais Págs. 22/23 A partir da pág. 28 Instrumentação e Controle Facilidade de integrar sistemas de visão computacional aos processos traz maior eficiência Centro de usinagem vertical opera com 11.000 rpm no fuso Adequado tanto para processos de usinagem pesada como para acabamento fino com pequenos detalhes, o Performa SR3-AXP (Akira Seiki) possui cursos de 762 x 410 x 460 mm e potência máxima de 15 cv, operando com eixo árvore a 11.000 rpm. Tem mesa de trabalho com dimensões de 910 x 380 mm e avanços rápidos de 36 x 36 x 30 m/min, incluindo magazine de ferramentas com 20 posições, na versão Arm Type. Vem equipado com CNC Mitsubish ou Fanuc. Apresenta estrutura de liga fundida Meehanite e cabeçote fundido com refrigeração, para evitar dilatações térmicas que influenciam na geometria da máquina, sistema de carregamento/ descarregamento da peça de fácil operação e mesa de trabalho com alta absorção de vibrações. Bener Coml., Imp. e Exp. Ltda., Vinhedo, SP. Tel.: 19 3826-7373 [email protected] site: bener.com.br Vídeo em NEI.com.br Compressor centrífugo reduz consumo de energia até 6% Com tecnologia de operação limpa e isenta de contaminação por óleo, certificada pela norma ISO 8573-1 Classe 0, o Centac C800 é produzido sobre plataforma de compressão integrada e simplificada e conta com sistemas e componentes otimizados, peças aerodinâmicas avançadas e em menor número, proporcionando redução no consumo de energia até 6%. Inclui características como conexão poligonal cônica para distribuição exata e uniforme de torque e sistema de óleo com filtro integrado. É indicado para linhas de montagem do setor automotivo, alimentício e de bebidas, farmacêutico, petroquímico, de óleo e gás, entre outras aplicações. Ingersoll-Rand do Brasil Ltda., Barueri, SP. Tel.: 11 2109-8900 [email protected] site: ingersollrand.com.br Vídeo em NEI.com.br

Revista NEI - Agosto/2014

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Revista NEI - Agosto/2014

  • 1 NEI | Janeiro 2014

    Cortadora a plasma CNC tem preciso de 0,1 mmDestinada s indstrias metalrgica, de caldeiraria, estaleiros e prestadores

    de servio, a AutoCut 3000 UHD realiza corte retilneo a plasma e em chanfro de chapas de ao-carbono, ao inoxidvel e alumnio; e oxicombustvel para ao-carbono com espessura mxima de 100 mm. Possui preciso de posicionamento e repetitividade de 0,1 mm e velocidade de operao de 0 a 25 m/min. Efetua deslocamentos longitudinais sobre trilhos ferrovirios retificados (TR 45) e deslocamento transversal sobre guias lineares duplas, com tracionamento por servomotores ca e caixa de reduo planetria com folga menor ou igual a 6 arco minuto. White Martins Gases

    Industriais Ltda., Rio de Janeiro, RJ.Tel.: 0800 7099000 | [email protected]: whitemartins.com.br

    Sistema de aperto eletrnico possui plataforma WebCom capacidade de armazenamento de 20.000 dados e 20.000 curvas, o Liberty Plus possui plataforma Web que dispensa instalao de aplicativos para parametrizao, coleta de apertos, curvas de torque e status gerais. Incorpora tela sensvel ao toque de 8 e visor grfico que permitem rpida e fcil interao entre os usurios, atendendo toda uma linha de apertadeiras. Possibilita coleta de dados via Ethernet, apresentando interfaces CAN port, USB, RS-485 e RS-232, alm de entradas e sadas digitais de 24 V cc. M. Shimizu Eltrica e Pneumtica Ltda., So Paulo, SP.

    Tel.: 11 [email protected]: mshimizu.com.br

    Alimentador automtico acomoda at 20 paletesProjetado para aumentar a usabilidade e a flexibilidade de centros de usinagem vertical, acomoda 20 paletes em rea de 2 x 2 m e conta com brao de carregamento com curso de 1.200 mm, ajustvel em ngulos de 9 ou 18. O modelo ECO Compact 20, pr-ajustado de fbrica e pronto para uso, pode ser movimentado com empilhadeira e opera com somente 2 cdigos M, que possibilitam rpida e simples instalao. Equipado com trilhos e guias lineares, apresenta porta de acesso configurvel na parte frontal ou lateral do gabinete. Lang Technovation, Inc., Hartland, WI, EUA.Tel.: 1 262 446 [email protected]: lang-technovation.com

    Vdeo em NEI.com.br

    Vdeo em NEI.com.br

    Amplie sua busca de produtos e fornecedores no NEI.com.br

    AGOSTO 2014Novidades industriais do mundo inteiro em suas mos

    Modernizar ou modernizarEficincia energtica: a Tigre mostra como poupar milhes anuais Pgs. 22/23 A partir da pg. 28

    Instrumentao e ControleFacilidade de integrar sistemas de viso computacional aos processos traz maior eficincia

    Centro de usinagem vertical opera com 11.000 rpm no fusoAdequado tanto para processos de usinagem pesada como para acabamento fino com pequenos detalhes, o Performa SR3-AXP (Akira Seiki) possui cursos de 762 x 410 x 460 mm e potncia mxima de 15 cv, operando com eixo rvore a 11.000 rpm. Tem mesa de trabalho com dimenses de 910 x 380 mm e avanos rpidos de 36 x 36 x 30 m/min, incluindo magazine de ferramentas com 20 posies, na verso Arm

    Type. Vem equipado com CNC Mitsubish ou Fanuc. Apresenta estrutura de liga fundida Meehanite e cabeote fundido com refrigerao, para evitar dilataes trmicas que influenciam na geometria da mquina, sistema de carregamento/descarregamento da pea de fcil operao e mesa de trabalho com alta absoro de vibraes. Bener Coml., Imp. e Exp. Ltda., Vinhedo, SP.Tel.: 19 [email protected] site: bener.com.br

    Vdeo em NEI.com.br

    Compressor centrfugo reduz consumo de energia at 6%Com tecnologia de operao limpa e isenta de contaminao por leo, certificadapela norma ISO 8573-1 Classe 0, o Centac C800 produzido sobre plataforma decompresso integrada e simplificada e conta com sistemas e componentes otimizados,peas aerodinmicas avanadas e em menor nmero, proporcionando reduo noconsumo de energia at 6%. Inclui caractersticas como conexo poligonal cnica paradistribuio exata e uniforme de torque e sistema de leo comfiltro integrado. indicado para linhas de montagemdo setor automotivo, alimentcio e de bebidas,farmacutico, petroqumico, de leo e gs,entre outras aplicaes. Ingersoll-Rand doBrasil Ltda., Barueri, SP.

    Tel.: 11 [email protected]: ingersollrand.com.br

    Vdeo em NEI.com.br

  • NEI | Agosto 2014 1

    Os Editores

    Dilogo com o leitor

    Comente este editorial no blog.nei.com.br

    Intercmbio de ideias e soluesImaginemos que voc, profissional da indstria, precise eliminar com urgncia a ferrugem de uma grande superfcie metlica da sua empresa, mas desconhece o mtodo mais prtico e econmico. Onde voc busca essa orientao?

    Esse apenas um exemplo simples das inmeras situaes e dvidas do dia a dia de quem tra-

    balha na indstria. Um dos caminhos mais lgicos para resolver problemas profissionais recor-rer experincia de colegas. Foi pensando em aproximar esses profissionais que NEI Solues lan-a o NEI Respostas, um novo servio digital para o mercado industrial que permite aos usurios cadastrados perguntar e responder, usufruindo das experincias de seus pares para esclarecer dvi-das, e compartilhar tambm suas ideias e sugestes. Atravs do NEI Respostas voc fala diretamen-te com profissionais da indstria, dos mais diversos segmentos, e ainda tem a oportunidade de re-ceber orientao de especialistas, professores e consultores convidados por NEI Solues a partici-par dessa rede. Qualquer profissional pode se cadastrar e participar. Esse servio gratuito e est sua disposio pelo endereo respostas.nei.com.br

    Com o NEI Respostas, NEI Solues d mais um passo, relacionando pessoas com interesses

    profissionais absolutamente comuns e aproximando-os nos momentos que demandam orientao e solues rpidas e eficientes. Baseado na fora do conhecimento coletivo de pessoas como voc, NEI Respostas propicia a interao e o intercmbio de ideias, enriquecendo o exerccio profissional de toda a comunidade industrial. Participe!

    H 40 anos trabalhamos para aproximar os profissionais da indstria e permitir que encontrem

    solues para otimizar seus processos e agilizar suas decises. Fiis a essa misso, trazemos nesta edio um conjunto de novos produtos de instrumentao e controle pesquisados junto aos fabri-cantes nacionais e internacionais. Esse setor um dos que mais evoluem tecnologicamente. As so-lues esto cada vez mais compactas, eficientes e robustas, e preveem maior integrao com siste-mas de viso computacional, entre outros avanos, como revelam especialistas do Instituto Mau de Tecnologia e da Universidade de Braslia consultados por NEI. Confira essas novidades a par-tir da pgina 28.

    Esta edio tambm traz, nas pginas 22 e 23, o 7 artigo da srie Modernizar ou modernizar, que

    relata como a fabricante de tubos, conexes e acessrios Tigre conseguiu economizar, na sua fbrica de Joinville, SC, R$ 1 milho no consumo de energia a partir de um projeto audacioso de eficincia energtica que envolveu renovao e automatizao do seu parque fabril. Iniciativas que certamente contaram com muito planejamento, investimento e adoo de novas e avanadas tecnologias.

  • Novidades industriais do mundo inteiro em suas mos. Uma joint-venture Thomas e Carvajal.

    CENTRAL DE GERAO DE CONTEDO - CGCDIRETOR Alipio do Amaral Ferreira [email protected] Eliane Oliveira R. Pereira [email protected] TCNICO Roberto Guazzelli [email protected] Denis William G. Oliveira [email protected] Mariana Bermelho Moreira [email protected]/ARTE Willians Galdini

    CONSULTORIA TCNICAWalter Link - Professor Doutor Adjunto pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, Auditor pelo INMETRO e Consultor nas reas de metrologia e gesto laboratorial. Fabian Yaksic Gerente Tcnico Dirceu S. Sgubin, Pedro E. dos Santos e Israel de Moraes Guratti Analistas da Associao Brasileira da Indstria Eltrica e Eletrnica ABINEE. Luiz Philippe Sarrouf Diretor da L. Sarrouf Engenharia Ltda.

    TL PUBLICAES ELETRNICAS LTDA.PRESIDENTE Robert Macody LundDIRETORA EXECUTIVA Lauriceia A. T. Bernardino [email protected] GERENTE DE PUBLICAO Luciani A. T. Trindade [email protected]

    CONSELHO EXECUTIVO Lauriceia A. T. Bernardino - Mrio Nazar Robert Macody Lund Sergio L. A. da V. Oliveira

    MATERIAL PUBLICITRIO (11) 3327-4483/4446Alessandra Bettega [email protected] Renato Campos Dias [email protected]

    SERVIO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE SAC [email protected] (11) 3327-4452A Revista NEI, com uma tiragem de 66,275 exemplares, publicada e distribuda mensal, gratuita e nominalmente aos executivos e tcnicos industriais envolvidos nos processos de especifi cao e compra de produtos, equipamentos e servios, que atuam em empresas fabricantes ou relacionadas s atividades industriais e construtivas no Brasil. A Revista NEI editada por TL Publicaes Eletrnicas Ltda., Rua Brig. Tobias, 356, 01032-901, So Paulo, SP - Brasil, Tel. (11) 3327-4400 e Fax (11) 3228-9373. Impressa por Prol Edi-tora Grfi ca Ltda. Distribuda por: DTD Distribuio e Courier Ltda. ME. Assinatura paga Brasil: R$ 207,00 (anual) e R$ 20,00 (avulso); exterior: US$ 330,00 (anual) e US$ 30,00 (avulso). Ningum est autorizado a efetuar assinaturas em nome de TL. Se for procurado por algum, denuncie-o s autoridades locais. A Revista NEI registrada no 2 Cartrio de Registro de Ttulos e Documentos sob n 1288 P 209/73. Proibida reproduo total ou parcial do contedo editorial sem autorizao dos editores. Jornalista Responsvel: Alipio do Amaral Ferreira. Servio de Assinaturas: mudanas de endereo, renovaes ou novas assinaturas, Tel.: (11) 3327-4541 e 3327-4462

    VOL. 41, N 05, AGOSTO 2014

    E X P E D I E N T E

    Veja mquinas em aoEste QR code Quick Response indica que o produto publicado no espao editorial tem vdeo. Voc pode v-lo apontando a cmera do seu celular para este cdigo desde que seu aparelho tenha o aplicativo de leitura instalado. Acesse NEI.com.br/qrcode para mais informaes.

    114

    22,23288082

    SeesDilogo com o leitorPedido de divulgao gratuita de produtosModernizar ou modernizar Efi cincia energtica: a Tigre mostra como poupar milhes Instrumentao e ControleCalendrio de Feiras e Eventos IndustriaisServiosndices de Fornecedores e Produtos no fi nal da edio

    A revista NEI impressa em papel produzido a partir de rvores de zonas de ref lorestamento.

    International Businessof Performing Audits

    www.anatec.org.br

    REPRESENTANTESMINAS GERAIS Brenda Mascarenhas Braga [email protected] Tel.: (11) 3327-4577 (31) 9469-0222 PARAN / SANTA CATARINAElisandro Jose Dias Tel.: (11) 3327-4496 [email protected] Repres. Comerciais Ltda. Tel.: (41) 3049-7183 [email protected]

    RIO DE JANEIRO Roberto da Silva Rosa Tel.: (11) 3327-4577 - [email protected]

    RIO GRANDE DO SUL Enterprise K Tel.: (51) 3026-5570 - [email protected]

    SO PAULO LCPH Representaes Comerciais Ltda. EPP Luis Carlos Hauck Tel.: (11) 3327-4666 [email protected]

    DEPARTAMENTO INTERNACIONAL [email protected] Marina Takejame ANALISTA Edson Mattar Junior

    REPRESENTANTES NO EXTERIORAMRICA DO NORTEEstados Unidos da Amrica

    Herbert Weikes (1-212) 629-1545 [email protected] Barry (1-828) 505-0500 [email protected] Greenfi eld (1-203) 938-2418 [email protected] Sabo (1-310) 379-8455 [email protected]/ Murphy Hamilton-Murphy Media (1-616) 822-2238 [email protected] Lees Lees International Media (1-610) 626-0540 [email protected] Jones Jones Media Sales, Inc (1-708) 442-5633 [email protected] Tompkins Tompkins Media LLC (1-281) 313-1004 [email protected]

    AMRICA DO SULArgentina Nora F. Laura (54-11) 5778-0061 [email protected]

    SIAJapo Ichiro Suzuki Incom Co., Ltd. (81-3) 3260-7871 [email protected] Charles Yang Lotus Business Information Co. (886-4) 2323-5023 [email protected] Wendy Teng Top International Media Co. Ltd. (86-10) 6588-1955 [email protected], Espanha, Frana e Portugal Eric Jund (33-4) 9358-7743 [email protected], Escandinvia, Europa Central e Oriental, Grcia, Holanda, Pases Blticos, Polnia e SuaCarel L. Letschert Letschert Media Adviseurs (31-20) 633 427 [email protected] David Harvett (44-121) 705-2120 [email protected] Andrea Rancati (39-02) 703 00088 [email protected]

    DEPARTAMENTO DE VENDASDIRETOR COMERCIAL Mrio Nazar Coordenadora Regiane P. Gomes

    GERNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE VENDAS Marcos Meneghetti

    GERNCIAS DE CONTAS CAPITAL E GRANDE SO PAULOBruno Jos Ferreira Tel.: (11) 3327-4500Danilo F. R. A. Lombardi Tel.: (11) 3327-4588Cosme Camilo Ferreira Tel.: (11) 3327-4573Danilo Prociuk (Tecnologia) Tel.: (11) 3327-4478Elisabete da Silva Alberto Tel.: (11) 3327-4581

    Gislaine Hara Balija Tel.: (11) 3327-4563Heloisa de Castro Pandelo Tel.: (11) 3327-4561Jean Willian de S. Segarra Tel.: (11) 3327-4657Jlio Csar de Angelis Tel.: (11) 3327-4465Marcelo Forte Belli Tel.: (11) 3327-4579

    Patrcia Molezini Tel.: (11) 3327-4656Rosana Martins M. de Souza Tel.: (11) 3327-4489Roseli Pereira Agostinho Tel.: (11) 3327-4582Sandro Carmona Tel.: (11) 3327-4580Snia Santos Tel.: (11) 3327-4537Viviane Alves (Tecnologia) Tel.: (11) 3327-4616

    GERNCIAS DE VENDASDeborah Braghini Tel.: (11) 3327-4526

    Rubens Gon Brulio Tel.: (11) 3327-4495

    Hlcio N. Gianello Tel.: (11) 3327-4538

    GERNCIAS DE CONTAS INTERIOR DE SO PAULOAlexandre Italo Catto Tel.: (11) 3327-4534Andyara Franco Vicentin Tel.: (11) 3327-4494Juliana Simkevic Martins Tel.: (11) 3327-4655

    Leda Frangetto Baptista Tel.: (11) 3327-4565Marcelo Spakauskas Tel.: (11) 3327-4443Mrio Tobias Tel.: (11) 3327-4667

    Wilmar de Castro (Tecnologia) Tel.: (11) 3327-4622

    ISSN 2318-5813

    NEI digitalNEI.com.brEncontre mais de 64 mil fornecedores industriais em mais de 10.700 categorias de produtos e tenha acesso gratuito a artigos tcnicos, calendrio de cursos, feiras e eventos e tambm aos fornecedores NEI Top Five - os preferidos pelo mercado industrial.

    Artigo exclusivo:Energia - Erros comuns ao testar eletricidade. http://bit.ly/VTEMWJInovao - Estmulos indstria visam acelerar ascenso do Brasil na lista dos pases mais inovadores. http://bit.ly/1oquQL6

    NEI NewsAssine nossa newsletter e receba quinzenalmente as novidades do mercado industrial. Acesse NEI.com.br para se cadastrar gratuitamente.

    Blog.NEI.com.brLeia diariamente notcias sobre tecnologias, tendncias, economia, profi sses e novidades dos mais diversos setores industriais.

    Destaques

    Pg. 14

    Fonte geradora de Laser Yagaplicada na soldagem de peas de pequeno porte, a UW-300A reduz a rugosidade das superfcies unidas...

    Prensa para forjaria a quente

    com estrutura de alta rigidez e baixa defl exo,

    vem equipada com embreagem/freio

    de alto torque e baixa...

    Sistema de medio e topgrafofaz controle de qualidade, inclusive da linha de fabricao de peas de alta preciso...

    Encoder incrementalde eixo vazado, o Heavy-Duty

    HS35R possui sensor ptico em invlucro mecnico robusto homologado...

    Encoder incrementalde eixo vazado, o Heavy-Duty

    HS35R possui sensor ptico Sistema de separao de metalpermite a coleta, o tratamento e a anlise de dados de mltiplos objetos...

    Pg. 64

    Pg. 26

    Pg. 56

    Pg. 4

  • 4 NEI | Agosto 2014

    Gerador a gasolinafornece 12 kVA, mono e trifsicoDispe de rodas para facilitar o transporte, sendo equipado com motor OHV a gasolina, de 4 tem-pos, 2 cilindros e 670 cc de cilindrada. Com in-dicadores de frequncia, corrente e tenso, o Ka-washima GG 12000 fornece 12 kVA, em mode-los monofsicos de 110/220 V e trifsicos de 220 ou 380 V, com tenso auxiliar monofsica. Incor-pora AVR, sistema que regula automaticamente a tenso de sada, caso ocorra oscilao de energia. Inclui seletor de tenso, parti-da eltrica, hormetro e afogador. CCM Mquinas e Motores Ltda., Curitiba, PR.Tel.: 41 2141-9100 | [email protected] | site: ccmdobrasil.com.br

    Leitor de cdigos grfi cosinterpreta imagens bidimensionaisAcomodado em cpsula compacta, o Matrix 210 simplifi ca a instalao em locais exguos. Assegura conexo rede padro Ethernet, que possibilita transferncia em tempo real, tanto dos dados obtidos como das imagens capturadas, para plata-formas auxiliares. O sensor de imagens, compatvel com o pa-dro WVGA, captura at 60 quadros/s. Associado a potente iluminador interno, proporciona capacidade adequada para leitura. Rene eletrnica de alto desempenho com ampla bi-blioteca de decodifi cao, viabilizando elevadas taxas de aquisio. Alimentado com ten-so contnua, tolera variaes entre 10 e 30 V. Datalogic ADC Brazil., So Paulo, SP.Tel.: 11 5507-7721 | [email protected] | site: datalogic.com

    Sistema de separao de metalidentifi ca as menores diferenasPermite a coleta, o tratamen-to e a anlise de dados de mltiplos objetos de metal de forma constante e precisa. O Titech Finder, baseado em sensores, combina a tecnolo-gia Deep Data com a tecnolo-gia de processamento de ima-gens Suppixx, que possibilita o reconhecimento inteligen-te de objetos atravs da identifi cao das menores diferenas das fraes de me-tal quanto sua forma, tamanho e intensidade, melhorando diferentes tarefas de separao, como a recuperao de cabos. Monitora continuamente a totalidade da correia transportadora e comprova permanentemente novas incorporaes de metal, o que facilita o controle de processos e reduz as falhas ao detectar in-crustaes de objetos metlicos na correia transportadora que anulam seu sinal,

    otimizando assim a qualidade do produto e estabilizando o proces-so de separao. Tomra Solues em Segregao, So Paulo, SP.Tel.: 11 3476-3500 | [email protected] | site: tomra.com/recycling

    Vdeo em NEI.com.br

    DestaqueSistema de separao de metalidentifi ca as menores diferenas

  • NEI | Agosto 2014 5

    Sistema de dosagem automticaprepara mistura em menos de 1 min

    Adaptvel ao espao de trabalho preexistente, a Lottobrina dosa e pesa os aditivos qumicos das misturas de borracha, levando menos de 1 min pa-ra a preparao de cada mistura. Pode fazer a pre-parao simultnea de misturas diferentes, dimi-nuir os desperdcios de produtos e atingir preciso de dosagem com tolerncia entre 2 e 3 g. Apresen-tada com mdulo-base de 16 elementos, permite expanso at 50, mesmo aps a instalao. Inclui grupo de pesagem dedicado a cada dosador, eti-quetagem automtica dos sacos e leitura do cdigo de barras durante o carregamento de matrias-pri-mas. Solmec s.r.l, Mirabello, Itlia.Tel.: 39 0 532 84003 | [email protected] site: solmecimpianti.it

    Resfriador de circuito fechadoevita contaminao do fluido

    Com capacidade de resfriamento at 1.000 m/h por clula, a srie FCH aplicada em sistemas de ar con-dicionado e onde no possa haver contaminao do fluido a ser resfriado. Trabalha com presso mxima de 9 bar, dispondo de bomba de recirculao de 4 a (2x)20 cv. De acionamento direto, apresenta gabi-nete de ao inoxidvel 304, 430 ou chapa de ao-car-bono galvanizada, com eliminador de gotas, enchi-mento tipo grade, sistema de distribuio de gua fi-xo e tubulaes internas de polipropileno, incluindo hlices com ps de PP reforado com fibra de vidro e cubo de alumnio, venezianas prova de respingos e porta de inspeo de fcil acesso. Krper Equips. Industriais Ltda., Jundia, SP.Tel.: 11 4525-2122 | [email protected] site: korper.com.br

  • 6 NEI | Agosto 2014

    Sistema de codificao a Laserc/velocidade de linha at 900 m/min

    Pela combinao variada de cabeotes de marca-o, lentes e opes de comprimento de onda, pos-sibilitando 21 diferentes tamanhos de ponto, o Vi-deojet 3330 proporciona vida til da fonte de La-ser at 45.000 h. Apresenta velocidade de linha at 900 m/min, janela de marcao de cerca de 25 x 20 a 485 x 351 mm, comprimentos de onda de 10,6 m, 10,2 m e 9,3 m e velocidade de marcao de 1.300 caracteres/s. Com tubo de Laser selado de CO2 de 30 W e peso de 7 kg para a fonte e 20,9 kg para a unidade de marcao, indicado para apli-caes com cdigos complexos nos setores de ex-truso, alimentos e medicamentos, entre outros. Videojet do Brasil Com. de Equips. para Codifi-cao Indl. Ltda., Barueri, SP.Tel.: 11 4689-7273 | [email protected]: videojet.com

    Disco abrasivotrabalha em 3 dimenses

    Disponvel nas dimenses de 50,8 e 76, 2 mm (2 e 3), o Speed Lok Rapid Blend usado na prepara-o e limpeza de superfcies difceis de serem ope-radas, como as metlicas, trabalhando em 3D (fa-ce, topo e lados) nas remoes pontuais de marcas de solda, oxidaes, ferrugens, incrustaes, tintas, vernizes, selantes e primers. Pode ser fornecido nos gros xido de alumnio Vortex, de cor azul, para remoo e acabamento mais uniformes; e gro ce-rmico Blaze, de cor laranja, para maior remoo e rapidez na operao. Produz acabamento unifor-me nas reas trabalhadas, resiste ao empastamen-to e oferece segurana na combinao de resinas, gros e estruturas com alto poder de remoo. Saint-Gobain do Brasil Prods. Inds. p/Constru-o Ltda. - Div. Norton, Guarulhos, SP.Tel.: 0800 7273322 | [email protected]: norton-abrasivos.com.br

  • NEI | Agosto 2014 7

    Gerador a gsmantm tenso regulada em 1%

    Dispe de regulagem digital automtica de tenso em 1%, fornecendo resposta rpida, otimizada a mudanas das condies de carga e capacidade mxima de partida do motor ao fazer corresponder eletronicamente o torque dos picos da onda com o motor. Com capacidade de produo de 25 kW, 60 Hz, o QT025 possui controlador digital Nexus com tela LCD trilngue, regulador eletrnico de veloci-dade iscrono e carregador inteligente de bateria. Com sistema fechado de arrefecimento e manguei-ras resistentes a UV/oznio, montado em gabine-te com isolamento acstico, funcionando com GLP ou gs natural. Generac Brasil Ltda., Pinhais, PR.Tel.: 41 3525-2255 [email protected]: generacbrasil.com.br

    Puncionadeira servoeltricaatinge velocidade de 700 hpm

    Trabalha com chapas at 1.250 x 2.500 mm, sem reposicionamento, atingindo velocidade de pun-cionamento de 700 hpm, com 1 mm entre perfu-raes. Com fora de puncionamento de 17, 20 ou 23 t, a E5x apresenta velocidade de rotao da ferramenta de 133 rpm, permitindo escolha de ve-locidade mxima de puno ou fora mxima de puno, tendo velocidade de puncionamento to-talmente programvel, com limite do golpe mais acima ou mais abaixo. Possui sistema pneumtico central de trava por grampos, sendo sua configura-o programvel. Inclui encosto para componentes com dimenses de 500 x 500 mm. Prima Power South America Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 3978-4648 | [email protected]: primapower.com

  • 8 NEI | Agosto 2014

    Eletroerosionadora a fioreinsere o fio automaticamente

    Usina peas com dimenses de 990 x 560 x 295 mm e peso de 400 kg, com ngulo de corte de 22,5 a 100 mm de altura, desenvolvendo cursos X, Y, Z de 500 x 300 x 300 mm e U, V de 100 x 100 mm. De eroso submersa, a Accutex AU-500iA vem equi-pada com controle inteligente de insero autom-tica de fio que opera em conjunto com multissen-sores, reinserindo o fio automaticamente no seu ponto exato de quebra. Pode ser acessada remota-mente por FTP, contando com tela touchscreen, ge-rador antieletrlise e controle total de raios e ero-so. Intertechnik do Brasil Com. de Prods. p/Ele-troeroso Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5851-3654 | [email protected]: edmbrasil.com

    Soldadora por projeo usa transformador de 103 a 700 kVA

    Tipo estacionria, aceita peas pequenas e mdias pa-ra soldar em reas de maior resistncia dos materiais e que necessitem de preciso e esforo durante o pro-cesso, operando com movimento linear vertical atra-vs de um ou mais cabeotes de soldagem, controla-dos por programa individual. Utiliza transformador de solda de 60 Hz, com potncia de 103 a 250 kVA, ou mdia frequncia de 1.000 Hz, com potncia de 110 a 700 kVA, dispondo de chave seletora de programas, rel de proteo Vigi de 30 mA, comando de solda de 60 Hz ou mdia frequncia de 1.000 Hz, com regula-gem de corrente e circuito de proteo e monitora-mento constante. Dring do Brasil Ltda., Itatiba, SP.Tel.: 11 4487-6730 | [email protected] site: duringdobrasil.com.br

  • NEI | Agosto 2014 9

    Quadro de distribuiopara instalaes industriais

    Acha-se disponvel com entrada por disjuntor de 160 A, sada para 36 polos e peso de 32,8 kg (cd. ALD 316/160); entrada de 160 A, sada para 48 polos e peso de 37,1 kg (cd. ALD 328/160); e entrada de 250 A, sada para 48 polos e peso de 43,2 kg (cd. ALD 328/250). Apresenta caixa com porta, de chapa de ao, cor cinza RAL 7035, com flanges superior e inferior de polister e l-tex. Possui tampa-espelho com blindagem total de policarbonato e tampas cegas para circuitos de reserva. Opcionalmente com porta de alum-nio e visor de acrlico, indicado para instala-es industriais e prediais em geral. Holec In-dstrias Eltricas Ltda., Barueri, SP.Tel.: 11 4191-3144 | [email protected]: holec.com.br

    Torno de cabeote mvelacomoda barras at 32 mm

    Equipado com sete eixos lineares e porta-ferra-mentas de curso longo nos eixos X, Y e Z, permi-te usinagens com at trs ferramentas simult-neas e trocas rpidas para operaes com e sem bucha-guia. O torno TNL32 possui revlver com movimento de giro realizado por eixo NC sem travamento mecnico, rea de trabalho de fcil acesso e contrafuso com cabeote inferior inte-grado. Fornecido com fuso sncrono de alta di-nmica, acomoda barras at 32 mm de dime-tro, atinge velocidade de 8.000 rpm no cabeote principal e possui resoluo de 0,001 no eixo C. Index Tornos Ind. e Com. Ltda., Sorocaba, SP.Tel.: 15 [email protected]: indextornos.com.br

    Vdeo em NEI.com.br

  • 10 NEI | Agosto 2014

    Extrusora de borrachaapresenta potncia de 22 kWCom parafusos e buchas trata-das por nitreta-o, a XJ-115 de alimentao a quente apresen-ta dimetro de parafuso de 115 mm e cabeote pa-ra a matriz da banda de rodagem de pneus at 230 mm. Possui parafuso com velocidade de 20, 33, 46 e 60 rpm, motor de 22 kW, fornecendo produo m-xima de 420 kg/h. utilizada para a extruso de pro-dutos semiacabados de borracha, como bandas de pneu e tubos de borracha. Dalian Yida Rubber Ma-chinery Co., Ltd., Zhuanghe City, China.Tel.: 86 411 89813268 | [email protected]: dlyda.com

    Vlvula de esferapossui atuador eltrico ou pneumticoCom projeto que maximiza a va-zo e minimiza a queda de pres-so, a WE04 apresenta atuador eltrico ou pneumtico e esfe-ra flangeada, de ao inoxidvel. Possui haste prova de explo-so, vedaes e assentos de PT-FE reforados e esfera conforme ASTM CF8M. Cria conjuntos compactos devido aos atuadores diretos apropriados para espaos restritos, podendo as chaves limitadoras ser montadas diretamente nas vlvulas, permitindo a indicao de posio para inspeo visual remota. Dwyer Instruments, Inc., Michigan City, IN, EUA.Tel.: 1 8008729141 | [email protected]: dwyer-inst.com

    Desengraxante industrialtem aditivo para extremo desengraxeRemove graxa, gordura e sujeiras pesadas de peas, equipamentos, mquinas e estruturas em geral. Utilizado em todos os tipos de me-tal, apresenta aditivo ED - Extremo Desengraxe, formulao ecologi-camente correta base de gua, biodegradvel e no inflamvel, e possui odor ctrico mais leve. No contm solventes nocivos ou metais pesados, o que o torna indicado, inclusive, para indstrias alimen-tcias e frigorficos. Tapmatic do Brasil Ind. e Com. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 3312-9999 | [email protected]: quimatic.com.br

  • NEI | Agosto 2014 11

    Fresadora ferramenteirafunciona com motor de 5 cvDotada de mesa de 305 x 1.270 mm, que suporta 450 kg, com trs ranhuras de 16 mm de largura, a fresado-ra 5VHLI tem curso lon-gitudinal de 820 mm eixo X (manual), transversal de 380 mm eixo Y, vertical de 360 mm eixo Z e curso do torpedo de 458 mm, sen-do o comprimento do car-ro transversal de 1.020 mm. Dispe de motor princi-pal de 5 cv, cone do eixo rvore ISO-40 e cabeote in-clinvel 90 (lateral) e 45 (frontal). O eixo rvore gi-ra velocidade de 65 a 4.500 rpm e avana 0,04 - 0,08 - 0,15 mm, apresentando curso vertical de 127 mm. Suprasonic Eletrnica Ltda., Vrzea Paulista, SP.Tel.: 11 4606-8300 | [email protected]: suprasonic.com.br

    Prensa excntrica tipo Caplica fora nominal de 1.100 kNEquipada com motor princi-pal de 11 kW de potncia e me-sa de 680 x 1.150 mm com furo de 220 mm de dimetro, a pren-sa JH21-110 trabalha com for-a nominal de 1.100 kN, sendo o ponto de carga mxima de 6 mm e o curso do martelo de 160 mm, que aplica 50 golpes/min-1 (fixo) ou 40 a 60 golpes/min-1 (varivel). Apresenta altura do estampo de 350 mm e distncia entre centro do martelo e estrutura de 350 mm. Tai Equips., Exp., Imp. e Com. Ltda., Cotia, SP.Tel.: 11 4617-9540 | [email protected]: taitrade.com.br

    Torno automticodispensa ajuste da velocidade do fusoCom capacidade pa-ra barra redonda at 25 mm, sextavada at 22 mm e quadrada at 18 mm, o T.A.P.E 25 mm apresenta distncia en-tre pina e contraponta de 240 mm, admitin-do comprimento tor-nevel de 70 mm, com dispositivo de tornear longitudinal dianteiro. Programado para produzir at 1.800 peas/hora, dispensa ajuste das rpm do fu-so principal, permitindo controle da velocidade e da produo em cada momento. Tem motor prin-cipal de 5 cv, transmitindo ao fuso rotao mxima de 5.000 rpm. Possui carros porta-ferramentas com cursos vertical e horizontal de 22 mm. Taunos Ind. e Com. de Mqs. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 2055-3535 | [email protected]: taunos.com.br

    Eletroerosionadora universaltrabalha com carga de 140 APara moldes gerais e aplicaes de ma-trizes, a Form 30 possui gerador pa-ra submerso ma-triz EDM, com im-pulsores integrados, fornecendo sada mxima de 140 A. Trabalha com peas de 1.000 x 700 x 400 mm e peso at 1.000 kg, utili-zando eletrodo com peso mximo de 100 kg. De-senvolve cursos nos eixos X, Y e Z de 600 x 400 x 400 mm, com resoluo de 0,1 m. Agie Charmil-les Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5694-8322 | [email protected] site: gfms.com

  • 12 NEI | Agosto 2014

    Forno de induoopera de modo silenciosoPossui construo rgida, tem grandes janelas de inspeo, o que permite manuteno mais fcil e rpida, e aloja tampa isolada que minimiza perdas trmicas. Dotado de carcaa de proteo de ao, o Steel Shell Coreless est disponvel em di-versos modelos, com capacidades que vo de 0,13 a 100 t, de-pendendo do material processado, em verses com densidade de potncia normal, para uso com metais ferrosos e no ferrosos; de altas densidades de potncia, para aplicaes em fuses batch; e mini-heel, para operaes de holding com mnimo de lastro. Inductotherm Group Brasil Ltda., Indaiatuba, SP.Tel.: 19 3885-6800 | [email protected] site: inductothermgroup.com.br

    Software de cromatografia compatvel com vrios fabricantesTotalmente integrvel em sistemas de cromatografia lquida de alta performance (HPLC), o Clarity possibilita avaliao espectral, inclusive quantificada, via espectrgrafos de massa compactos. O mdulo controlador abrange monitorao digi-tal do detetor e a aquisio digital dos dados gerados pelo pr-prio detector, tudo administrado a partir de uma nica jane-la no software ambiente. Adiciona uma terceira dimenso correspondente anli-se dos dados medidos. O equipamento viabiliza anlise espectral interativa, anlise de pureza no pico e identificao de compostos com base em pesquisa na bibliote-ca residente. DataApex, spol. s.r.o., Petrzlkova, Repblica Checa.Tel.: 420 251 013 400 | [email protected] | site: dataapex.com

  • NEI | Agosto 2014 13

    Bomba de engrenagensalimenta extrusoras de borracha De construo compacta, alta estabilidade dimensio-nal e rpida e fcil limpeza, apresenta engrenagens heli-coidais duplas, trabalha com presso e volume de deslo-camento constante e encon-tra aplicao na alimenta-o de cabeotes de extrusoras de borracha de al-ta presso. Com baixa demanda de energia, a bom-ba 120 SF mantm a temperatura constante durante o funcionamento, fornece presso de 500 bar e ope-ra com capacidade de transferncia de 1.000 kg/h. UTH GmbH, Fulda, Alemanha.Tel.: 49 661 9741 0 | [email protected]: UTH-gmbh.com

    Vlvula de esferatem presso operacional de 2.000 psiCom assento de RTFE ou, opcionalmente, Delrin e Peek, a vlvula de porta ple-na automtica InstruPak FS/FW-3PT prova de fogo, conforme API 607, apresen-ta projeto de trs peas com corpo de carbono ou ao ino-xidvel. Acha-se disponvel com conexes terminais soldadas ou em soquete, em tamanhos de 1/2 a 2, sendo provida de retorno de mo-la ou de dupla ao eltrica ou pneumtica. Bi-Torq, Div. of AVK Carbo-Bond, Inc., Lafox, IL, EUA.Tel.: 1 6302089343 | [email protected]: bitorq.com

    Tarugo para rolos e bobinasacoplado a empilhadeiras

    Fabricado de ao de alta resistncia, o tarugo acoplado ao porta-garfo da empilhadeira, para o manuseio de tapetes, carpetes, bobinas metlicas, canos de concreto ou ao, rolos de arame e bobi-nas de plstico, sem danificar a mercadoria. Tanto o tarugo como o corpo podem ter revestimentos especficos (bronze, nilon, Celeron e madeira an-tifrico) para cargas delicadas. A srie TRBS, em 34 modelos, possui dimetro de 65 a 350 mm e ca-pacidade de carga de 500 a 20.000 kg x 1.000 (cen-tro de gravidade). Saur Equips. S.A., Panambi, RS.Tel.: 55 3376-9300 | [email protected]: saur.com.br

    Misturador interno de rotorespossui cmaras de 44 L de volume tilDe construo modular, com rotores de 2 asas, o MIR 44 apresenta acionamento de 180 cv a 1.750 rpm, reduo de 1:35, operando com veloci-dade de 0 a 50 rpm (frico de 1:11). Incorpora cmara com volume til de 44 L e capaci-dade aproximada de batch de 52 kg, incluindo sistema de refrigerao perifrica das c-maras, rotores, pilo e fechadura, para controle to-tal da temperatura do equipamento e composto pro-cessado. construdo de ao, com cmaras, rotores, pilo e fechadura com diferentes opes de reves-timento, de acordo com especificao do produto processado. Remabor Ltda., Atibaia, SP.Tel.: 11 4414-4110 | [email protected]: remabor.com.br

  • 14 NEI | Agosto 2014

    DestaquePrensa para forjaria a quenteaplica fora de 2.000 t Com estrutura de alta rigidez e baixa de-flexo, vem equipada com embreagem/freio de alto torque e baixa inrcia e ope-ra com ciclos intermitentes at 70 golpes/min. A SHF-2000, com fora de fecha-mento de 2.000 t e prpria para forjaria a quente, possui curso de 300 mm, mol-de com altura de 900 mm e rea de des-locamento de 1.100 x 1.100 mm. Aciona-da por motor de 150 cv, requer ar com-primido de 4,9 bar, apresenta dimenses de 7.230 x 4.355 x 3.500 mm, respectiva-mente altura, largura e profundidade, e peso de 180 t. Sanes Presses Co., Ltd., Douliu, Taiwan.Tel.: 886 55519922 | [email protected] | site: sanes-press.com

    Conformadora de contrafortesajusta pinas a qualquer tipo de sapatoEquipada com comando eletrnico microprocessado, a MCF-311 rene as pinas num mdulo totalmente ajus-tvel a qualquer tipo de sapato, conforme a largura e cen-tragem, incluindo sistema de tracionamento na exata li-nha do enfranque. Possui moldes de alumnio com siste-ma de resfriamento e de troca rpida. Conta com tesouras com movimento rotular de avano, seguido de movimen-to vertical, pressionando a base do molde de alumnio pa-ra total aproveitamento da sobra do corte e contraforte que se dobram na base do molde. Com potncia instalada de 1,3 kW e consumo de ar de 40 L/par, funciona em rede trifsica de 220/380 V. BRSM Ind. e Com. de Mqs. Ltda., Novo Hamburgo, RS.Tel.: 51 3594-2240 | [email protected] | site: brsm.com.br

    Forno industrialtem potncia de 880.000 BTUProjetado para operar com gs natural, apresenta rea de trabalho com dimen-ses de 152,4 x 304,8 x 198,1 cm, potn-cia de 880.000 BTU e ventilador recircula-dor de 10 cv com capacidade volumtrica de 353,9 m/min. O modelo No. 910, for-necido com programador digital de temperatura e indicado para o tratamen-to de corpos de vlvulas de grandes dimenses, conta com fluxo combinado de ar e gera temperatura interna at 537,7C. Dotado de exaustor de seguran-a de 42,4 m/min, vem com paredes isoladas de 203,2 mm de espessura, re-vestidas em ambos os lados com ao aluminizado. The Grieve Corporation, Round Lake, IL, EUA.Tel.: 1 8475468225 | [email protected] | site: grievecorp.com

  • NEI | Agosto 2014 15

    Gerador PSA de nitrogniocom pureza entre 95 e 99,999%

    O gerador de nitrognio da 3 gerao (CMS ba-se de Fenol) apresenta eficincia at 38% superior de outros equipamentos similares. Est dispo-nvel nas verses standard, smart e alta presso (250 bar), com pureza entre 95 e 99,999%. Todas as verses contam com monitoramento de pure-za, vazo e inteligncia para readequao de pu-reza em caso de falha, bloqueando o envio de gs nitrognio de baixa qualidade. A verso smart in-corpora painel sensvel ao toque com histrico de produo, controle de manuteno preventiva, histrico de alarmes e parmetros de produo. Gs Industrial Ltda. EPP, So Paulo, SP.Tel.: 11 4324-6203 | [email protected]: gasindustrial.com.br

    Centro de usinagemgera matrizes e ferramentas

    A srie VC compe-se de dois modelos, o 1110 e o 1810, diferenciados pelo alcance segundo o eixo X, de 1.100 ou 1.800 mm, igualados em 1.000 e 700 mm segundo os eixos Y e Z. Para usinagem de alta rigidez em trs eixos, viabiliza ferramental de es-tampagem, moldes de injeo e matrizes para forja. Traz trelia superior em forma de prtico, que as-segura preciso aliada agilidade. O projeto exclu-sivo do feixe transversal, com ajuste transverso em-butido, resulta conjunto usinante quadruplamente direcionado. A perfeio de corte assegurada por processo exclusivo, denominado termossimtrico. Trimill a.s., Louky, Repblica Checa.Tel.: 420 557 112 111 | [email protected]: trimill.cz

  • 16 NEI | Agosto 2014

    Sistema de soldagem orbitalde fcil transporte e uso em campoIndicado para a soldagem de tubos e conexes de ao ino-xidvel, ao-carbono, Inconel 600, Inconel 625, Alloy 825, 2507, 2205 e Alloy 400-Monel e titnio, nos segmentos far-macutico, de bebidas, alimentcio, qumico, petroqumico e de petrleo, o M200 atende tamanhos de 1/16 a 4 e 2 a 114 mm. Constitui-se de mdulo principal microprocessado, com menu de mltiplos idiomas, sendo toda a sua configurao efetuada em tela de toque colorida, SVGA de 12,1 de qualidade industrial. O microprocessador garante adequada soldabilidade por ajuste dos parmetros, alm de elevada repetitividade, pois permite o armazenamen-to dos parmetros otimizados em sua memria interna. Tecflux Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5080-8888 | [email protected] | site: swagelok.com.br

    Mdulo Modbusapresenta 4 sadas ajustveisPara tarefas de comutao descentralizadas, o MR-AOP4 atua como codificador para variveis de controle, como ventilao eltrica e vlvulas misturadoras, posies de vlvulas, etc. Dis-pe de 4 sadas analgicas, para tenso de 0 para 10 V cc, cor-rente de 5 mA para 10 V cc e de resoluo de 10 mV/dgito, permitindo ajuste individual para operao automtica ou manual por meio de 4 potencimetros frontais. Inclui 2 chaves de endereo para definio do endereo do mdulo de 0 a 99, taxa de transmisso de 1.200 para 115.200 bauds e paridade. Tem interface RS-485, display LED verde e vermelho e proteo IP 40/IP 20. SOB Schurter + OKW do Brasil Comp. Eletr. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5090-0030 | [email protected] | site: sob-brasil.com

  • NEI | Agosto 2014 17

    Mdulo para energia solarassegura vida til superior a 25 anosA srie EP156M/60 assegura 95% de disponibilidade de potncia em condies de solarizao des-favorvel (amanhecer, anoitecer ou tempo nublado). Montada so-bre estrutura isenta de parafusos, inclui vias de drenagem, toleran-do ventanias intensas (presses at 2.400 Pa) e at acmulo de neve (at 5.400 Pa). Garantindo desempenho mnimo de 95,5% aps um ano de uso, assegura ao fim de 25 anos de uso eficincia superior a 80% da inicial, e decaimen-to anual inferior a 0,7%. A garantia, estendida por dez anos sobre os materiais, vitalcia sobre a mo de obra. Eoplly USA, Inc., San Bruno, CA, EUA.Tel.: 1 650 521 7876 | [email protected]: eoplly.com

    Tocha de soldagemoferece diversos tipos de punhoUtiliza arames de 1 a 1,6 mm de dimetro para qualquer trabalho de sol-dagem a 500 A com CO2 ou a 450 A com mistura M21 a 100% do ciclo de trabalho, dispondo de re-frigerao a gua, o que prolonga sua vida til. Apresenta diversos tipos de punho: grip, azul, ergonmico, tubular reto e tubular curvado, para maior conforto em todas as posies de soldagem, incluindo conjunto de cabos leves e fle-xveis que reduzem a fadiga do operador. Incorpora adaptador central para conexo a todas as mquinas de solda, agilizando e facilitando a substituio de to-chas. Binzel do Brasil Indl. Ltda., Petrpolis, RJ.Tel.: 24 2222-9780 | [email protected]: binzel-abicor.com

    Serra de esquadriafunciona com potncia de 1.600 WIndicada para cortes de perfis at 3 mm, a serra KGS16-255, com guia a Laser, secciona alumnio em trabalhos leves e m-dios. Alimentada na ten-so de 220 V, funciona com potncia de 1.600 W, a 4.800 rpm, tendo capa-cidade de 10 (250 mm). Dotada de eixo com 30 mm de dimetro, efetua cortes com profundidade mxi-ma de 70 x 150 mm com base 0 e cabea de corte a 90; 70 x 110 mm, base em 45 e cabea de corte em 90; 40 x 150 mm, base em 0 e cabea em 45 e 40 x 110 mm com base e cabea de corte em 45. DWT do Brasil Ferramentas Ltda., Curitiba, PR.Tel.: 41 2101-3101 | [email protected] site: dwtbrasil.com.br

    Embaladora codificadoraproduz at 2.100 peas/hAutomatiza o processo de embalar e codificar, produzindo at 2.100 peas/h. A I Bag 250 forma embalagens com largura mnima de 75 mm e mxima de 250 mm e comprimento de 90 at 800 mm. Funcio-na com 220 V e 1.200 W de potncia mxima, con-sumindo 30 L/min de ar comprimido presso de 6 bar. Utiliza filme coextrusado de polipropileno e polietileno em rolo com as embalagens pr-confec-cionadas, trazendo impresso em uma ou duas co-res, na frente ou no verso. Inobag Ind. e Com. de Mqs. Eireli - EPP., Vinhedo, SP.Tel.: 19 3512-3787 | [email protected]: inobag.com.br

  • Condicionador de sinaissuporta temperatura de 70CPela substituio de condensadores eletrolticos, o sis-tema SC pode ser empregado em temperatura am-biente at 70C. Possui isolamento de trs sentidos entre a entrada, a sada e a alimentao, que supor-ta voltagem de trabalho at 300 V e voltagem de teste at 2,5 kV, eliminando risco de curtos-circuitos nas bobinas pelo uso de transformadores PCB. Possibilita calibrao atravs de corte a Laser totalmente automatizado de resistores fixos, melhorando os resultados de calibrao, sem alteraes na produo, e a eliminao de riscos de in-terferncia dos potencimetros de corte devido ao ponto de contato do seu controle deslizante. Pepperl & Fuchs Ltda., So Bernardo do Campo, SP.Tel.: 11 4007-1448 | [email protected] | site: pepperl-fuchs.com

    Dosador de nitrogniotem preciso de 5%O sistema dosador de nitrognio lquido utilizado em linhas de envase, com a funo de inertizao de embalagens, elimi-nando o oxignio do head space, aumentando o shelf life e ini-bindo o crescimento microbiolgico; e para a pressurizao de embalagens, o que possibilita a reduo da gramatura da garra-fa PET, aumento no Top Load e da resistncia mecnica da gar-rafa, garantindo a estabilidade no empacotamento, paletizao, transporte e armazenagem. Disponvel nas verses Cryodoser 2K e Ultradoser 2K, pode produzir 120.000 unidades/h, tendo ajuste de dosagem at 0,1 ms. Cozac Servs. e Com. de Equips. Industriais Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5044-4535 | [email protected] | site: mcpack.com.br

  • NEI | Agosto 2014 19

    Trator agrcoladisponvel na verso canavieira

    Pode vir equipado com piloto automtico Auto-Trac e o conjunto de solues integradas de geren-ciamento AMS, proporcionando gesto eficiente do sistema de produo agrcola, melhor utilizao de todo o sistema mecanizado e facilidade de ope-rao, alm de nvel de preciso de 10 cm por meio do sinal SF2. Disponvel nos modelos 7195J, 7210J e 7225J, com potncia de, respectivamente, 195, 210 e 225 cv, a srie 7J possui CommandCenter que atua em diversos sistemas do trator, possibi-litando ao operador configurar e monitorar diver-sos recursos. Possui verso canavieira, com opo de eixo de 3 m, que evita o pisoteio de soqueiras na cana. John Deere Brasil Ltda., Indaiatuba, SP.Tel.: 0800 8914031 | [email protected]: deere.com.br

    Mquina de lavagem e limpezaremove resduos de fluxo de PCBs

    Equipada com sistema de reciclagem da soluo de lavagem na prpria mquina, a Trident ZDO reali-za operaes automticas de lavagem, enxgue, ve-rificao de limpeza e secagem de conjuntos de cir-cuitos impressos. De construo compacta, traba-lha com nveis pr-selecionados de limpeza, opera com tecnologia de mitigao de sombras, indicada para a limpeza de componentes de reduzido espa-amento e baixo perfil, e conta com leitor de cdi-gos de barras para o armazenamento de nmeros de srie em base de dados SQL. Aqueous Techno-logies Corp., Rancho Cucamonga, CA, EUA.Tel.: 1 909 944 7771 | [email protected] site: aqueoustech.com

    Seccionadora de chapas de Alcorta at 4.000 mm de comprimento

    Dotada de duas mesas de esquadro e uma de apoio com roletes, a seccionadora da linha NS est apta para cortar pacotes de chapas de alu-mnio com at 160 mm de espessura e compri-mento til de 1.600 e 4.000 mm, nos respectivos modelos NS 1.6 e NS 4.0. Opera com velocidade de avano de 0 a 2 m/min e de retorno de 18 m/min, sendo a potncia do motor da serra de 30 cv/1.740 rpm e do riscador de 2 cv/7.850 rpm. Possui barramento com perfil U, dobrado e es-truturado internamente; carro em conjunto mo-nobloco em viga U soldada e usinada; painel de comando; crter superior; prensor especial com abertura mxima de 175 mm; sistema transpor-tador de cavacos por corrente taliscada e siste-ma de lubrificao por nebulizao. Reinaldo de Mello e Cia. Ltda. - Sul Americana, Almirante Tamandar, PR.Tel.: 41 3657-2246 | [email protected]: sae-sulamericana.com.br

  • 20 NEI | Agosto 2014

    Retorta de resfriamentoprocessa lotes at 1.450 kgCapaz de processar lotes de 1.450 kg ou cubas de 190 a 3.000 L, proporciona con-trole e monitorao automa-tizada. Uma vez que o res-friamento evaporativo con-siste na desaerao ou re-moo de ar dos produtos, ela no apenas resfria como, tambm, melhora a qualida-de do produto e aumenta sua vida em estoque pe-la reduo da taxa de crescimento das bactrias. Allpax Products, Inc., Covington, LA, EUA.Tel.: 1 888-893-9277 | [email protected]: allpax.com

    Moldadora de cmara friaapresenta rea de 7.500 cm

    Projetada para operar com foras de injeo e fecha-mento de 2.100 e 30.000 kN, respectivamente, pos-sui rea mxima moldvel de 7.500 cm com presso de 400 bar, curso de ejeo de 320 mm e placa mvel com curso de 1.600 mm. O modelo PT 3000, opera com peso mximo de 71 kg por empuxo, acomoda placas at 2.600 x 2.600 mm e apresenta distncia de 1.600 x 1.600 mm entre barras. Pretransa Prensas y Transformaciones S.A., Ali, Espanha.Tel.: 34 977 609 311 | [email protected]: pretransa.es

    Lixadeira eltricapossui haste alongadoraCom potncia de 850 W e rotao varivel de 600 a 1.000 rpm, a RDL 7000K utiliza disco de 215 mm de dimetro e cabo com extenso de 1,63 m, possibilitando seu uso em parede, muros altos, teto e piso. Apre-senta punho macio sobre a ala para ma-nuseio confortvel e ergonmico, e inclui coletor de p. Seu cabo pode ser reduzido em at 1,23 m de comprimento para pe-quenas reas. Atravs de ala adicional, al-cana 2,2 m de comprimento e ajusta-se a ngulo de 85 para trabalho no teto. Bracol Coml. e Imp. Ltda., Guaramirim, SC.Tel.: 47 3372-9956 | [email protected]: bracol.net

    Serra pontetem cabeote giratrio de 0-180

    Dispe de comando CNC, tela sensvel ao toque e ca-beote giratrio de 0 a 180, possibilitando cortes em qualquer ngulo com acionamento direto no com-putador atravs de discos de serra de 300 a 450 mm de dimetro. Com estrutura de ao-carbono, a SPR 450 Absolute apresenta rea til de corte de 3.100 x 2.000 mm, tendo deslocamento transversal, longitu-dinal e vertical por meio de guias lineares. Ao Art Mecnica Ind. e Com. Ltda., Vargem Alta, ES.Tel.: 28 3528-1182 | [email protected]: acoart.com.br

    Bomba de lubrificao abastece de 1 a 60 pontos Compacta e operada ele-tricamente, compreen-de unidades de mlti-plas linhas, apresenta-das em trs verses com trs tamanhos de reser-vatrio. Customizvel, a Interlube AC pode usar leo ou graxa, abastecen-do de 1 a 60 pontos de lubrificao. Disponvel co-mo kit ou componentes individuais, permite fcil instalao, manuteno e reparo, dispondo de con-trole por temporizador de mltiplas posies com memria programvel. Timken do Brasil Com. e Ind. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5187-9200 | [email protected]: timken.com

    Impressora jato de tinta oferece resoluo de 360 dpi Com opes de uma a cinco cores ou policro-mia, a Ink Jet Universal (Veloprint 70/1 Digital Ink Jet) oferece quali-dade de impresso de 360 dpi em single pass e velocidade de 25 a 30 m/min. Possui cabea de 70 mm de largura com circu-lao de tinta, usando tinta UV de alto desempenho. Wutzl Sistemas de Impresso Ltda., Guarulhos, SP.Tel.: 11 2475-4233 | [email protected]: wutzl.com.br

  • NEI | Agosto 2014 21

    Mquina galvanomtricacorta/grava com Laser de 30 a 230 WNos modelos GLD-30, 60, 100 e 150, o sis-tema galvanomtri-co com eixo 3D e tu-bos de alumnio sela-dos Synrad/Rofin ope-ra com potncia do La-ser de 30 a 230 W, atin-gindo velocidade m-xima de 10.000 mm/s. Com rea de trabalho de 50 x 50 a 850 x 850 mm, efetua corte (100 a 1.000 mm/s) e gravao (100 a 5.000 mm/s) em materiais no metlicos, como jeans, couro, tecido, papel, bor-racha, madeira, cermica, vidro, plstico, etc. Glory Machinery Group Co., Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 3272-1000 | [email protected]: glorymaq.com.br

    Morsa autocentrantepermite aperto de 2.270 kgfDe mordentes reversveis e removveis, a V562 apre-senta fora de aperto de 2.270 kgf (5.000 lb) e tor-que de 4 kgfm (30 ft.lb), sendo ideal para centros de usinagem de cinco eixos; devido a seu tamanho reduzido, mostra-se tambm adequada a mquinas de quatro eixos. fabricada de ao tratado termicamente, possui faixa de sujeio de 1,3 a 152 mm e exatido de centralizao de 0,0127 mm. 5th Axis, Inc., San Diego, CA, EUA.Tel.: 1 858 5050432 | [email protected]: 5axisfixtures.com

    Sistema de separaocom armazenamento de carga

    O Shuttle Viaflex um sistema de separao e ar-mazenamento semiautomtico que representa o ncleo de um armazm. Permite o armazenamen-to com economia de espao, suporta vrias uni-dades de carga auxiliares at 50 kg e pode ser es-calonado e expandido com facilidade. Viastore Systems Ltda., Campinas, SP.Tel.: 19 3305-4100 | [email protected]: br.viastore.com

  • 22 NEI | Maro 2014Modernizar ou modernizar7 de uma srie

    Eficincia energtica: a Tigre mostra como poupar milhes anuais

    No Brasil, a indstria a maior consumidora de energia eltrica, respondendo por 43,6% do consu-mo total, ou seja, para o setor industrial nacional que paga tarifas acima da mdia mundial econo-mizar energia significa menor custo, maior compe-titividade e reconhecimento social. Os dados suge-rem a importncia de fazer mais com menos recur-sos e menos energia.

    A Tigre, multinacional fabricante de tubos, conexes e acessrios, est investindo nessa pe-gada sustentvel. A partir de um financiamen-to a juro zero, viabilizado pelo Programa Inds-tria + Eficiente, no qual conquistou o 1 lugar, em 2012, a fabricante investiu cerca de R$ 5 milhes na renovao, alterao e automatizao tecnol-gica de sua unidade fabril de Joinville (SC). Fo-ram quase 100 produtos alterados, entre mqui-nas e equipamentos. Hoje, a empresa 100% brasi-leira consome menos 5 mil MWh/ano uma eco-nomia de mais de R$ 1 milho.

    Indstria + Eficiente: o grande projetoEm agosto de 2012, a Centrais Eltricas de San-ta Catarina Celesc anunciou o programa Inds-tria + Eficiente, que reservava R$ 20 milhes pa-ra financiar, a juro zero, grandes projetos de efi-cincia energtica, principalmente aqueles focados na substituio de motores eltricos. Para a Tigre,

    era a grande oportunidade de renovar tecnologi-camente com foco em reduo de energia sua unidade fabril de Joinville (SC).

    Ao todo foram 25 projetos inscritos no progra-ma, ao custo de aproximadamente R$ 38 milhes. Todos foram avaliados por especialistas da Celesc e receberam nota com base em clculo determi-nado pela Agncia Nacional de Energia Eltrica ANEEL, que considera a energia economizada, a reduo da demanda e a relao custo-benefcio. Os resultados gerados deveriam ser, no mnimo, 33% maiores que os custos.

    O projeto da Tigre foi escolhido em primeiro lugar no Estado de Santa Catarina. O financia-mento a juro zero de R$ 5 milhes com va-lor das parcelas limitado economia obtida foi o prmio. Na poca, ficamos muito satisfeitos por dois motivos principais: nosso projeto foi sele-cionado com nota alta e porque fortaleceramos nossos planos de reduo de consumo de ener-gia, iniciados em 2010, lembra Rogrio Kohn-topp, diretor de tecnologia e qualidade da Tigre. Por ordem decrescente da nota atribuda, os pro-jetos da Sadia, Trombini, Tupy e Amanco foram outros quatro selecionados.

    Segundo a Celesc, a indstria catarinense res-ponde por 42,5% de toda a energia consumida no Estado, sendo que quase 70% de seu parque fabril

    possui idade mdia maior que 10 anos. Enquanto 70% dos industriais possuem metas de reduo do consumo de energia, 23% deles apontam a falta de financiamento como a maior dificuldade para con-cretizar esse tipo de plano, revela a Federao das Indstrias do Estado de Santa Catarina Fiesc.

    A implementao. Em 2013, a Tigre investiu o prmio de R$ 5 milhes na renovao, alterao e automatizao tecnolgica de sua unidade fabril de Joinville (SC). Foram quase 100 produtos envolvi-dos, separados em: Renovao de 14 motores (na indstria em geral, os motores representam quase 70% de toda a ener-gia eltrica consumida); Renovao de 2 congeladores completos; Automao de 72 injetoras com troca de motores; Alterao de 9 extrusoras com troca de tecnologia; Alterao de 1 granuladora com troca de tecnologia; Descarte de congeladores antigos; Desativao de torres e bombas.

    O foco era investir em motores de alta eficin-cia e rendimento e em tecnologias de ltima gera-o que contribuem para a automao de proces-sos, enfatiza Kohntopp, informando ainda a con-sequncia positiva para o meio ambiente. Com vi-

    Vencedor do Programa Indstria + Eficiente, de Santa Catarina, o projeto de eficincia energtica da Tigre, que propunha a renovao de mquinas e equipamentos com foco na reduo de energia eltrica, conquistou um financiamento a juro zero de R$ 5 milhes. Foram quase 100 produtos atualizados, entre eles os motores, considerados os grandes viles do consumo de energia na indstria. A economia foi de 5 mil MWh/ano mais de R$ 1 milho. Somam-se ainda outros ganhos intangveis, como reconhecimento social, valor agregado aos produtos, marca e s linhas de produo, e infraestrutura de indstria do futuro.

  • so sustentvel, a Tigre encaminhou para a reci-clagem todos os equipamentos que no puderam ser reaproveitados. Vale enfatizar tambm que essas mudanas no interferiram no processo de produo da unidade de Joinville, que transforma 50 mil toneladas/ano.

    A rea de comunicao e marketing foi a res-ponsvel pela conscientizao ambiental dos fun-cionrios da unidade fabril de Joinville. Alm da divulgao interna sobre o projeto Indstria + Efi-ciente, foi lanada uma campanha de incentivo pa-ra os colaboradores tambm economizarem gua e luz durante sua rotina profissional.

    O meio ambiente e os negcios agradecem. A empresa de Santa Catarina reduziu em aproxi-madamente 5 mil MWh/ano o consumo em suas linhas de produo, o que daria para abastecer mais de 2 mil residncias com energia eltrica ou emitir menos 95 toneladas de CO2 ou ainda plantar 22 mil rvores. Em reais, representa economia de R$ 1 milho por ano. Em cinco anos, teremos o retorno do investimento, calcula.

    Benefcios intangveis, como reconhecimento social, valor agregado aos produtos, marca e s linhas de produo so outras provas de que in-vestir em novas tecnologias um dos caminhos para driblar as crises mercadolgicas, mantendo a empresa rentvel.

    Infraestrutura de fbrica do futuro outro le-gado positivo. De acordo com o estudo da McKin-sey & Company Disruptive technologies: advances that will transform life, business, and the global eco-nomy, energia renovvel, por exemplo, est entre as doze novas tecnologias com maior potencial de revolucionar a indstria e a economia nos prxi-mos dez anos.

    O exemplo de sucesso est sendo estudado para expandir-se s outras nove plantas brasilei-ras da Tigre.

    Outros projetosEm 2010, seguindo seus pilares estratgicos de sus-tentabilidade e acreditando em anlises e tendn-cias do mercado que mostravam a fbrica sustent-vel como a indstria do futuro, a Tigre, que certi-ficada pela ISO 14001 (Sistema de Gesto Ambien-tal), estabeleceu um plano de renovao tecnolgi-ca com o objetivo de reduzir o consumo de energia em suas plantas no Brasil. Naquele ano a empresa alterou o sistema de resfriamento do processo pro-dutivo de injeo e instalou novas torres de resfria-mento secas no lugar de antigos chillers. Desde en-to, a empresa economiza anualmente 1,5 milho de quilowatts e 38.880 m de gua.

    Dois anos depois (2012) a Tigre substituiu 318 motores convencionais por outros de alta

    eficincia e rendimento. Os motores escolhidos foram os da srie W22 Premium da WEG, que reduziram em mdia 5,8% o consumo de ener-gia em cada mquina alterada, gerando econo-mia de R$ 450 mil por ano.

    -Raio-X da TigreFundada em 1941, a companhia 100% brasileira est presente em mais de 40 pases, contando com 7.000 funcionrios e 24 fbricas, sendo 10 no Bra-sil e 14 no exterior: Argentina (2), Bolvia (2), Chi-le (3), Colmbia, Equador, Peru (2), Estados Uni-dos, Paraguai e Uruguai.

    Alm da Tigre - Tubos e Conexes, o Grupo formado pela: Pincis Tigre - Ferramentas para Pintura; Plena - Acessrios de PVC; Claris - Portas e Janelas de PVC; Tigre ADS - Tubos Corrugados de PEAD.

    O Grupo Tigre faturou mais de R$ 3 bilhes em 2012 e 2013. Para 2014, a meta ambiciosa atingir R$ 5 bilhes.

    Reportagem produzida pela Central de Gerao de Contedo de NEI Solues.

    Veja este e outros artigos no NEI.com.br

    Por que investir em eficincia energtica?

    Pela geraes futuras

    Populao atual: 7,2 bilhes de habitantesPopulao 2050: 9,6 bilhes de habitantesUm adicional de 2,4 bilhes de pessoasconsumindo energia

    O plano de eficincia energtica da Tigre

    O grande projeto2013

    Renovao de 14 motores; Renovao de 2 congeladores completos; Automao de 72 injetoras com troca de motores; Alterao de 9 extrusoras com troca de tecnologia; Alterao de 1 granuladora com troca de tecnologia; Descarte de congeladores antigos; Desativao de torres e bombas.

    BenefciosReduo de 5 mil MWh/anoEconomia de mais de R$ 1 milho daria para abastecer mais de 2 mil casas com energia eltrica como emitir menos 95 toneladas de CO

    2 como plantar 22 mil rvoresEm cinco anos o investimento ser recuperadoReconhecimento socialValor agregado aos produtos, marca e s linhas de produoInfraestrutura de indstria do futuro A ideia est sendo estudada para expandir-se s outras nove plantas brasileiras da Tigre

    Motores eltricos eficientes

    Substituio de 318 motores convencionais por outros de alta eficincia e rendimento

    BenefciosReduo mdia de 5,8% do consumo de energia em cada mquina alteradaEconomia de R$ 450 mil por ano

    Torres de resfriamento

    Alterao do sistema de resfriamento Troca de chillers antigos por novas

    torres de resfriamento

    BenefciosEconomia anual de 1,5 milho de quilowattsEconomia anual de 38.880 m de gua

    Investimentos: R$ 5 milhes

    Busque programas governamentais e linhas de financiamento voltados para eficincia energtica.Muitos deles oferecem incentivos e taxas convidativas.

    No seu plano de eficincia energtica, priorize a substituio de motores convencionais por motores de alto desempenho e eficincia. Os motores eltricos representam quase 70% da energia consumida dentro de uma planta industrial.

    Dicas

    Por seus negcios

    A indstria a maior consumidora de energia eltrica, respondendo por 43,6% do consumo total, ou seja, economizar energia resulta em menor custo e maior competitividade

    Prticas sustentveis agregam valor aos produtos e marca. Energia renovvel est entre as doze novas tecnologias com

    maior potencial para revolucionar a indstria e a economia nos prximos 10 anos

    Fonte: Organizao das Naes Unidas - ONU

    Pelo meio ambiente

    82% da energia no mundo gerada com combustveis fsseis Apenas 13% da eletricidade gerada por energias renovveisFonte: Ministrio de Minas e Energia - MME

    Fonte: Mapa Estratgico da Indstria 2013-2022, elaborado pela CNI

    2012

    2010Fonte: Cartilha WEG - Uso Eficiente da Energia Eltrica

  • NEI | Agosto 2014 25

    Sistema criognicopara aplicao esttica ou dinmica desenvolvido pa-ra congelar, resfriar ou controlar a tem-peratura em diver-sas aplicaes, seja esttica, como en-saios, linhas de pro-duo, refrigerao complementar e congelamento de alimentos, ou apli-cao dinmica, como transportes frigorficos. Pos-sibilita iniciar o processo de congelamento em siste-ma criognico e conclu-lo em sistemas de refrigera-o convencionais, reduzindo custos. Foran Com. de Mqs. Imp. e Exp. Ltda. - EPP, Jacare, SP.Tel.: 12 3354-7757 | [email protected]: foran.com.br

    Triturador de resduos slidosatinge fraes de 50-400 mm

    De resfriamento a gua, dispensando, portanto, o fornecimento de ar fresco, o XR proporciona fra-cionamentos da ordem de 50 a 400 mm. equi-pado com o Eco Drive do fabricante, podendo ser provido com sistemas de corte ou de escarificao, e inclui, entre suas caractersticas, motores sncro-nos, alimentador para reprocessamento e monitor de tela sensvel ao toque de 7. Untha Shredding Technology GmbH., Kuchl, ustria.Tel.: 43 6244 7016 0 | [email protected]: untha.com

    Prensa hidrulicaproduz placas de EVA ou PVCCom 5 ou 6 vos, a DTEA produzida em 10 tamanhos, com for-a de prensagem de 480 a 1.500 t, produ-zindo placas de EVA ou PVC expandido, solas de borracha ex-pandida ou esponjo-sa e outros produtos de borracha. Possui plat com di-menses desde 910 x 1.060 at 1.500 x 2.300 mm, apre-sentando abertura entre eles de 120 a 150 mm. Permi-te velocidade de abertura de 2 s e de fechamento de 600 mm/29 s at 900 mm/45 s. Formatec Comer-cial Ltda., Suzano, SP.Tel.: 11 4746-2435 | [email protected]: formatecbr.com

    Envasadora modulartrabalha com lquidos e ps, juntos

    Adapta-se s mais diversas necessidades, operando nos processos de envase e fechamento, para trabalho simultneo com produtos lquidos e em p. Modu-lar e multifuncional, a Moduline possibilita fcil au-mento de produtividade, sendo indicada para as in-dstrias qumica, alimentcia e cosmtica. Optima do Brasil Mqs. de Embalagem Ltda., Vinhedo, SP.Tel.: 11 3886-9800 | [email protected]: optima-bra.com

  • 26 NEI | Agosto 2014

    Destaque

    Soldadora TIGprov corrente de 4 a 280 ACom tecnologia inversora, a Heliarc 283i AC/DC permite soldagem GTAW (TIG) e MMA (eletrodo revestido) em to-dos os tipos de materiais, fornecendo ca/cc de 4 a 280 A e corrente de entrada em carga TIG de 16,6 A. Apresenta pai-nel intuitivo de fcil ajuste e configurao, controles digitais para alta preciso e repetitividade. Permite solda TIG pulsa-da ca ou cc, com fcil controle do aporte de calor e da poa de fuso. Possui controle do arco por pedal ou controle re-moto, possibilitando troca entre dois parmetros da memria atravs de gatilho da tocha. Esab Ind. e Com. Ltda., Contagem, MG.Tel.: 31 2191-4333 | [email protected] | site: esab.com.br

    Encoder incrementalpossui grau de proteo IP 67De eixo vazado, o Heavy-Duty HS35R possui sensor ptico em invlucro mec-nico robusto homologado para suportar choques at 400 G, disco inquebrvel pa-ra at 5.000 ppr (pulsos) e proteo IP 67, estando apto a proporcionar feedback con-fi vel. Com sada simples ou dotada de re-dundncia, atende aplicaes da indstria e evita paradas no programadas. Apresenta quadratura de dois canais (A,B) com sinal opcional (Z) e sadas complementares; canal A adiantado em relao ao B, para senti-do horrio (visto do fl ange). Oferece defasagem da quadratura para resolues de 200 a 300 ppr e acima de 1.200 ppr, igual a 90 30 (eltrico) e para outras resolues, de-fasagem de 90 15; simetria para resolues 200 a 300 ppr e acima de 1.024 ppr, igual a 180 25 (eltrico) e para as outras resolues, simetria de 180 18; ondas quadra-das com bordas de subida e descida menores que 1 microssegundo em carga capacitiva at 1.000 pf. Veeder-Root do Brasil Com. e Ind. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 3879-6600 | [email protected] | site: danaherindustrial.com.br

    Vdeo em NEI.com.br

    Branqueador resfriador rotativoevita retrocesso dos grosConstrudo de ao inoxidvel AISI 304, o BRK1500 possui tambor de coco de 1.100 x 4.800 mm, com sistema de calefa-o direta e indireta, mediante duplo cir-cuito de alimentao de vapor, permitin-do trabalhar em cada caso de acordo com o critrio tcnico desejado. Inclui trans-portador sem-fi m de passo triplo para conduo dos gros no interior do tambor. Dispe de tanque de resfriamento com sem-fi m de tripla entrada para evitar o re-trocesso dos gros. acionado por motovarirredutor com potncia de 2 cv. Techno

    Supply Coml. Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 2026-1919 | [email protected]: spadaroimports.com.br

  • NEI | Agosto 2014 27

    Bomba magntica submersvelsuporta 40C resistente corroso de bases e ci-dos agressivos devido sua fabrica-o com materiais especiais, como polipropileno reforado por fibras de carbono, e por suas caractersticas de acionamento por m no metli-co. Opera temperatura mxima de 40C e dotada de rel trmico inter-no que faz o seu desligamento em ca-so de superaquecimento. Possui nvel de suco limitado a 10 mm e dis-pensa vedaes mecnicas. World Chemical USA, Inc., Irvine, CA, EUA.Tel.: 1 949 462 0900 | [email protected]: worldchemicalusa.com

    Conjunto de motor e driveroferece torque at 29,3 Nm Isento de escovas, de f-cil instalao e montado em carcaa de longa vida til que dispensa manuten-o, encontra-se dispon-vel em verses de 30, 60 e 120 W de potncia e conta com funes otimizadas de controle de velocidade, limitao de torque e pro-gramao. O motor de corrente contnua da srie BMU opera em faixa de velocidade de 80 a 4.000 rpm, possui recurso de programao e exibio de funes no display do mdulo driver. Oriental Motor U.S.A. Corp., Torrance, CA, EUA.Tel.: 1 800 418-7903 | [email protected]: orientalmotor.com

    Conversor chaveado cc/ccfornece sada de 13,8 V cc, 20 ACom dimenses de 49 x 164 x 74 mm e peso de 0,5 kg, o CVC20 opera com eficincia de 85% e ten-so de entrada de 30 V cc, fornecendo na sada 13,8 V cc, 20 A. Acondiciona-do em caixa de alumnio, de fcil instalao em carre-gadeiras, caminhes fora de estrada, tratores, nibus e guindastes, tem indicao luminosa no painel pa-ra sada normal, proteo contra sobretenso e curto--circuito da sada e contra inverso de polaridade da bateria, alm de fusvel de proteo na entrada e sa-da. Lead Industrial Ltda., Belo Horizonte, MG.Tel.: 31 2535-9927 | [email protected]: leadindustrial.com.br

  • 28 NEI | Agosto 2014

    Outras inovaes foram destacadas por Romano. So os processadores que operam a dezenas de megahertz (execu-tam dezenas de milhes de instrues por segundo), comer-cializados por alguns dlares. A farta disponibilidade de ca-pacidade de processamento viabiliza uma srie de tecnolo-gias, comosistemas de controle embarcado eprocessamen-to distribudo, que se traduzem em maior controle de qua-lidade, melhoria do rendimento de processos de fabricao e aumento da capacidadede deteco de falhas, comentou.

    Para fi nalizar as novidades tecnolgicas, destaque tam-bm para a maior insero de redes baseadas na tecnolo-gia Ethernet, devido s altas velocidades que j so atingi-das e confi abilidade dos switches e roteadores dispon-veis no mercado, informou Guilherme Carib de Carvalho, professor de engenharia mecnica e mecatrnica na Uni-versidade de Braslia, doutor em tecnologia de soldagem, mestre em engenharia mecnica e graduado em engenha-ria mecnica aeronutica.

    No Brasil, setor carece de investimentosDe acordo com Assis e Romano, a maioria das tecnologias para a rea de instrumentao e controle continua sendo desenvolvida principalmente na Europa, Estados Unidos e China. No Pas h pouco investimento no setor, e as prin-cipais limitaes so a importao de componentes eletr-nicos, essenciais para o desenvolvimento de novos senso-res, atuadores e controladores, e o custo elevado, disse As-sis. Por outro lado, importante lembrar que h grande variedade de fabricantes e solues disponveis indepen-dente da aplicao espalhadas pelo mundo, ento o proje-tista deve pesquisar bastante antes de defi nir a melhor so-luo. Romano reforou que essa questo um entrave pa-ra iniciativas nacionais de inovao. Enquanto um enge-

    o mercado global, onde rpida a evoluo da ele-trnica e da computao e a concorrncia acir-rada, os fabricantes de produtos de instrumenta-

    o e controle exibem frequentemente novidades cada vez mais compactas, efi cientes, confi veis e robustas. Alm dos lanamentos de sensores e atuadores, destaca-se a recen-te melhora na integrao de conjuntos de solues varia-dos com sistemas de viso computacional, que incluem c-meras, computadores e soft wares objetivando fazer anlises e defi nir procedimentos baseados em imagens que podem ser realizados em tempo real.

    H alguns anos essa unio era considerada extrema-mente difcil, mas hoje implementada em uma varieda-de de aplicaes, em diferentes indstrias, oferecendo in-meras vantagens e excelente relao custo-benefcio, infor-mou Wnderson de Oliveira Assis, doutor, mestre e gra-duado em engenharia eltrica e coordenador dos cursos de engenharia eltrica e eletrnica e da ps-graduao em en-genharia de automao e controle industrial do Instituto Mau de Tecnologia.

    Segundo ele, na indstria esses sistemas so usados pa-ra, por exemplo, detectar falhas (trincas, quebras, etc.) em produtos; verifi car se os rtulos foram corretamente fi xa-dos e se os cdigos de barras apresentam erros de impres-so; e facilitar o processo de embalagem (identifi cam se o material utilizado para embalar est alinhado mqui-na que automatiza o processo), o envase (por exemplo, na indstria de bebidas, analisam se uma embalagem, como uma garrafa, recebeu todo o lquido necessrio) e o trans-porte. Na rea automotiva, contou que j so testados em veculos autnomos, guiados sem motorista. Alm de uso industrial, sistemas de viso tambm so utilizados para explorar o espao e, no dia a dia, para controlar o acesso por meio da digital, ris ou face.

    Os sistemas de controle so cada dia mais precisos e, para isso, incorporam um conjunto maior de funcionalida-des com velocidade de resposta mais rpida, afi rmou As-sis. Para ele, as interfaces homem-mquina tambm so ca-da vez mais modernas e, em muitos casos, so desenvolvi-das para uso por meio de dispositivos mveis, como tablets e celulares. E Rodrigo Alvite Romano, doutor, mestre e gra-duado em engenharia eltrica e docente de engenharia el-trica do Instituto Mau de Tecnologia, alertou: Como as informaes so monitoradas e controladas remotamente, deve-se levar em considerao a segurana ao explorar es-ses equipamentos.

    Assis cita ainda o avano tecnolgico que ocorreu na ltima dcada nas reas de circuitos integrados e comu-nicao sem fi o, que levou criao de redes de sensores wireless. Embora o custo atualmente seja elevado e a ener-gia para alimentao dos sensores ainda um limitante, a grande fl exibilidade e confi abilidade desses sensores e a re-duo de custos de implantao decorrente da diminuio do cabeamento tm colaborado para o aumento da utili-zao em aplicaes industriais, destacou o coordenador.

    N

    Facilidade de integrar sistemas de viso computacionalaos processos traz maior e cincia

    Instrumentao e Controle

    nheiro norte-americano pode contar com componentes eletrnicos em horas ou poucos dias, o brasileiro espera semanas ou at meses pelos mesmos produtos, lamentou.

    Por fi m, Assis destacou que no Brasil h carncia de profi ssionais qualifi cados para atuar na rea, sobretudo com formao em engenharia, de tal forma que as empre-sas tm buscado nas instituies de ensino superior supor-te para a realizao de pesquisas tecnolgicas, porm h poucas instituies com cursos focados na rea de contro-le de processos industriais.

    Setor de automao e a indstria eletroeletrnica Para o segmento de automao industrial, que envolve tambm a rea de instrumentao e controle, a previso de faturamento da Associao Brasileira da Indstria El-trica e Eletrnica Abinee para 2014 de R$ 4,9 bilhes, aumento de 12% em relao a 2013. Das oito reas englo-badas pela Abinee, a associao estima que o setor de au-tomao industrial ser o segundo com maior crescimento no faturamento do ano, perdendo apenas para o de teleco-municaes (alta de 14%). No acumulado de janeiro a abril de 2014, as exportaes de automao industrial atingiram US$ 178,3 milhes, 9,2% acima do resultado do mesmo pe-rodo de 2013. Ao mesmo tempo, as importaes caram 4,6%, totalizando US$ 1,4 bilho.

    Para o setor como um todo, a previso da Abinee para 2014 indica crescimento nominal do faturamento de 7%, totalizando R$ 168 bilhes; aumento dos investimentos de 15%, somando R$ 4,8 bilhes; acrscimo de 1% na quanti-dade de empregados, podendo chegar a 180 mil; exporta-es iguais a 2013, de US$ 7,4 bilhes; e incremento de 10% nas importaes de 2013, devendo somar US$ 48 bilhes.

    Desde a primeira edio, em 1974, as pginas de NEI tra-zem muitas novidades da rea de instrumentao e con-trole, pesquisadas no Brasil e no exterior. Ao lado est a notcia de um controlador de peas, lanamento da po-ca da Foerster Imaden, de So Bernardo do Campo-SP, divulgada na edio de julho de 1974, pgina 18, da Re-vista NEI. Convidamos voc a analisar a evoluo, com-parando esse produto com o abaixo, que destaque desta seo: sistema de medio, da M&S Centerless Grinding, dos EUA. Alm desse, esta seo apresenta outros lana-mentos da rea, fabricados no Brasil e no exterior.

    Evoluo de 1974 a 2014

    Sistema de controle gerencia at 250 instrumentosCom confi gurao via Web browser, dispensando soft wares adicionais, o WirelessHART constitudo por gateway com capacidade para at 250 instrumentos, enviando informaes a sistemas de controle via protocolos Modbus/TCP, Modbus RS-485, Ethernet, OPC e HART. Com diversas fontes de energia, como bateria, painel solar e alimentao local, possui adaptadores aplicveis a at quatro instrumentos HART ou de 4 a 20 mA, em multi-drop proporcionando grande variedade de aplicaes. Endress+Hauser Controle e Automao Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 [email protected]: br.endress.com

    Sistema de medioavalia peas longas e pesadas Projetado para medir e avaliar a circularidade,a cilindricidade e o contorno de peas excepcionalmente longas, pesadas e de grandes dimenses, apresenta mesa de centralizao

    e inclinao manual ou motorizada e escalas digitais lineares nos eixos X e Z. O modelo MarForm MMQ 400 atende os requisitos da norma DIN ISO 1101 e conta com eixo vertical Z com faixa de medio de 350, 500 ou 900

    mm e eixo horizontal X com faixa de medio de 180 ou 280 mm. M&S Centerless Grinding, Inc., Hatboro, PA, EUA.Tel.: 1 888 779 [email protected]: msgrinding.com

    Sistema de medioavalia peas longas e pesadas Projetado para medir e avaliar a circularidade,a cilindricidade e o contorno de peas excepcionalmente longas, pesadas e de grandes dimenses, apresenta mesa de centralizao

    e inclinao manual ou motorizada e escalas digitais lineares nos eixos X e Z. O modelo MarForm MMQ 400 atende os requisitos da norma DIN ISO 1101 e conta com eixo vertical Z com faixa de medio de 350, 500 ou 900

  • NEI | Agosto 2014 29

    Instrumentao e Controle

    Controle de vazo para gasespossui operao bidirecionalDotada de compensa-o para integrao de massa, a srie MCD traz recursos de con-trole proporcional per-sonalizado, que podem ser igualmente usados para vazo volumtri-ca, aferidos para 30 ti-pos de gases. O proje-to, baseado em vlvulas duplas, associa uma vlvula linha de entrada, ou-tra de sada, possibilitando a inverso de senti-do de vazo, inclusive na pressurizao. Plenamen-te compensado contra variaes trmicas, traz cer-tificao de rastreabilidade junto ao NIST. A sada pode ser obtida em forma analgica, ou digital pa-dro RS-232. Alternativas de personalizao per-mitem obter proteo antiexploso, e componen-tes resistentes corroso. Alicat Scientific, Inc., Tucson, AZ, EUA.Tel.: 1 888 290 6060 | [email protected]: alicat.com

    Registrador digitalcomunica-se via Wi-Fi inclusoProjetado para envio constante dos dados, o TR-72wf transmi-te medidas efetuadas, de temperatura e umi-dade, nas faixas de 0 - 55C e 10 - 95%, de-positando-as em nu-vem cedida pelo fa-bricante, proporcio-nando resolues de 0,1C e 1%. Traz a alternativa de conexo e des-carga dos dados em smartphone ou tablet, garan-tindo compatibilidade com ambientes iOS ou An-droid. A configurao, o ajuste e a operao so executados localmente, dispensando apoio de pla-taformas fixas. Conectado via web, possibilita en-vio de mensagens de alerta por e-mail. Alimenta-do via duas pilhas padro AA, assegura autonomia de dois anos. TandD Corp., Santa Fe, NM, EUA.Tel.: 1 518 669-9227 | [email protected]: tandd.com

  • 30 NEI | Agosto 2014

    Instrumentao e Controle

    Analisador de vibraesdiagnostica defeitos mecnicosProjetado por peri-tos em mecnica, o RH802 destina-se a operaes portteis, viabilizando deteco de formas de onda de perodos longos, me-dies de cruzamen-to de fases, anlise de bordas ascendentes ou descendentes, e medio de balanceamento na ins-talao definitiva. Alcana espectro amplo, entre 0 e 40 kHz, com alta resoluo de frequncia, possi-bilitando anlise de desempenho de transmisses de alta rotao. A operao monitorada via vi-sor TFT de cristal lquido, de 3,5, pela definio de banda passante e frequncias de amostragem. Am-pla memria de 1 GB atende a demanda por reten-o de medies. Shanghai Rozh Measurement & Control Co., Ltd., Xangai, China.Tel.: 86 2158957350 | [email protected]: en.rozh.com.cn

    Balana dinmicaatua com faixa de 5 a 5.000 gTem estrutura de ao inoxidvel e alumnio com es-teiras de 350 a 900 mm configurveis conforme a neces-sidade do produto, painel de comando touchscreen Rock-well de 10,4 co-lorido, registro do processo com im-presso dos dados estatsticos, sistema de pesa-gem por clula de carga e rejeitor por sopro ou ci-lindro pneumtico. A balana BC 120 H1 possui graduao mnima de 0,1 g e faixas de pesagem de 5 a 500 g, 200 a 1.000 g e 1.000 a 5.000 g. Sua cons-truo eletroeletrnica consiste de placa-me in-dustrial, conjunto de leitura de pesos digital, ser-vomotores nas esteiras e sensor fotoeltrico por barreira. Homtronik Ltda., Guarulhos, SP.Tel.: 11 2404-1532 | [email protected]: homtronik.com.br

  • NEI | Agosto 2014 31

    Instrumentao e Controle

    Teste de atenuao ticaindica em W ou dBmO FiberConnect possibi-lita determinar a potn-cia da fonte de luz (LED ou Laser) ou medir a atenua-o introduzida pelo ca-bo de fibra tica, enquan-to excitado por gerador de luz estabilizada. Coman-dado por microprocessa-dor, capta at dois compri-mentos de onda simult-neos, proporcionando indi-caes expressas em W ou dBm, cobrindo sen-sibilidade entre -50 e +3 dBm. O ajuste de zero repetido cada vez que o medidor energizado. O processo de interligao consiste de kit de conec-tores intercambiveis comumente utilizados. Os ti-pos de conectores utilizados devem ser especifica-dos no ato da aquisio. Constitudo de diodo PIN de silcio, o detector cobre rea quadrada com 2,65 mm de lado. Leoni Fiber Optics GmbH, Neuhaus--Schierschnitz, Alemanha.Tel.: 49 36764 81100 | [email protected]: leoni-fiber-optics.com

    Transmissor de nvelusa interface analgica e digitalA srie ZTD-G opera alimen-tada em tenso contnua, en-tre 12 e 30 V, trazendo proteo contra inverso de polaridade. Dotada de interface Hart, gera sinal analgico de 4 a 20 mA, sobreposto com sinalizao di-gital, demandando para tanto alimentao com um mnimo de 17,75 V. Opera igualmen-te na monitorao de interfaces entre lquidos (diferena de densidade igual ou su-perior a 0,08 g/cm) ou variaes de densidades, assegurando faixas de medio entre 300 e 2.500 mm, com preciso de 0,5%, em ambientes pres-surizados at 42 MPa. Especificaes personaliza-das podem ser obtidas sob consulta ao fabricante. Dandong Top Electronics Instrument Co., Ltd., Dandong, China.Tel.: 86 415 6221732 | [email protected]: ddtop.com

  • 32 NEI | Agosto 2014

    Instrumentao e ControleControlador de vazomede sem contato com o fluidoProjetado para exer-cer controle liga/des-liga, a srie DFS 5.1 traz como interfa-ce de sada rel re-versvel de dois po-los, com capacidade de comutao at 5 A. Pos-sibilita ajuste dos pontos de partida e de para-da e inclui retardo programvel. Inclui alarmes para monitorar a vazo mnima ou a mxima, possibilitando proteger a integridade de bom-bas. O status do rel de sada pode ser visuali-zado via LED sinalizador, e a intensidade de va-zo pode ser acompanhada por indicador bar--graph. Atuante pelo exterior do duto controla-do, o sistema indicado para processos crti-cos, como os de efluentes, gua de resfriamento, guas servidas, produtos qumicos, lquidos vis-cosos ou abrasivos. Greyline Instruments, Inc., Massena, NY, EUA.Tel.: 1 315 788 9500 | [email protected]: greyline.com

    Analisador de facho Lasertolera jornadas prolongadasDesenvolvido vi-sando ao uso com fachos Laser en-tre 266 e 1.300 nm, o M2-200s admi-te operao inin-terrupta. Monitora tanto fachos cons-tantes como os pul-sados. Dotado de cmara CCD, faz a aquisio qualitativa em perodo inferior a dois minutos. Aderente normalizao aplicvel, me-de automaticamente o fator M2, a localizao e a largura do permetro do facho, a divergncia, o as-tigmatismo, a proporo de assimetria, e o alcan-ce Rayleigh para cada eixo. O porte do facho pode se situar entre 0,5 e 10,0 mm. A operao manual possibilita ultrapassar estes limites, ou compri-mentos de onda externos ao conjunto tico. Ophir Optronics, Inc., Wilmington, MA, EUA.Tel.: 1 800-383-0814 | [email protected]: ophiropt.com

  • NEI | Agosto 2014 33

    Instrumentao e ControleSistema de testepara bancos de ensaio e veculosCompacto, o FRC-EP170 possui interfaces FlexRay, CAN, CAN FD, LIN, K-Line, USB, Ethernet, Ether-CAT, Bluetooth e RS-232 em conjunto com E/S analgicas e digitais. Desenvolvi-do para bancos de ensaio e veculos, tem como principais aplicaes solues de gateway para ligao a diferentes nveis de integrao ECU, controladores de pro-ttipo e expanso de sistemas de registro de dados com interfaces adicionais, entre outras funes. Comporta slots de expanso que facilitam adicionar outras interfa-ces, como WLAN, GSM ou GPS, funcionalidade que o torna indicado e adaptvel a aplicaes especficas. Baumier Automation Ltda., So Bernardo do Campo, SP.Tel.: 11 4332-3280 | [email protected] | site: baumier.com.br

    Sensor ptico localiza quebra de filamentosDetecta e classifica o comprimento dos filamentos quebrados e distingue, de forma clara, as ocorrncias de quebra de filamen-tos e buchas/rolhas em fios tcnicos txteis. O sensor Prompt FFT conta com software que permite visualizao dos resulta-dos grficos e numricos em tempo real com relatrios de classificao de qualidade e da-dos de histricos. Schmuziger Consultoria e Repres. Industriais Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 5034-5695 | [email protected] | site: szgrep.com.br

    Termorregulador aplica-se a injetorasUtiliza bomba com potncia de 0,55 a 1,5 kW, presso mxi-ma de 3,06 a 4,08 kg/cm e vazo mxima de 40 a 250 L/min, usando como condutor de calor gua a 120C ou leo a 200C. Utilizado para controlar a temperatura em injetoras de termo-plsticos, a srie ML-WTM/OTM incorpora controlador PID que mantm a temperatura regulada com preciso de 1C. Possui tanque de aquecimento de ao inoxidvel, vara de nvel com interior de ao inoxidvel e tubos de alta presso prova de exploso, incluindo dispositivos de se-gurana para proteo de sequncia de fase, contra curto-circuito, para excesso de corrente entre outros. Alfainjet Imp. e Exp. Ltda., Santana de Parnaba, SP.Tel.: 11 4156-3620 | [email protected] | site: alfainjet.com.br

    Medidor de DP on-lineidentifica e localiza problemas potenciaisFaz a medio de descargas parciais (DP) em cabos de m-dia e alta tenso sem interrupo da operao da rede, iden-tificando e localizando problemas potenciais, antes da sua ocorrncia. Com 4 canais de medio simultneos, o Lio-na realiza deteco automtica de DP e avaliao de DP, po-dendo executar deteco sensitiva de DP em ambiente com alto nvel de rudo atravs do algoritmo DeCIFer. Oferece medio integrada do com-primento do cabo em combinao com o transponder IPD, fornecendo relatrios de medio. Opera por bateria ou rede eltrica. Baur do Brasil Ltda., So Paulo, SP.Tel.: 11 2972-8900 | [email protected] | site: baurdobrasil.com.br

  • 34 NEI | Agosto 2014

    Instrumentao e ControleAnalisador de CCA de bateriastrabalha com tenso de 6/12 V ccEfetua anlise pro-funda do real estado de carga de baterias automotivas, tra-cionrias e estacio-nrias, nas tenses de 6/12 V cc. Dota-do de display digi-tal e com ajuste au-tomtico para des-carga de 150 Ah, o analisador cd. 2000 realiza os seguintes testes: CCA da bateria, alternador de 12 e 24 V, diodo alternador, regulador do alternador, amperagem emitida pelo alternador e amperagem consumida pelo motor de arranque, armazenan-do at 10 testes completos de todos os itens acima citados em sua memria interna. Possui proteo contra inverso de polaridade, trmica (tempe-ratura interna excede 80C), excesso de corrente e sobretenso (superior a 32 V cc), emitindo um alarme sonoro em caso de erro. Luis Fernando Forte Abati - ME, Porto Alegre, RS.Tel.: 51 3318-7442 | [email protected]: luffe.com.br

    Sistema de rastreamentopara gerenciamento logstico

    Desenvolvido para o controle, monitoramento, lo-calizao e bloqueio de veculos, o sistema de ras-treamento SasCarga Full, que opera em tempo real 24 horas por dia 7 dias por semana, incrementa o gerenciamento logstico e de segurana, fornecen-do informaes detalhadas da operao de trans-porte, alm de permitir melhor gesto da carga atravs de travas e sensores que podem ser instala-dos no ba. Possui inteligncia embarcada e relat-rios de jornada, com informaes de quilmetros rodados, percurso de rota, alm de viabilizar tro-ca de mensagens via teclado. Oferece o opcional de transmisso de dados via tecnologia satelital, ideal para reas remotas, propiciando maior segurana operao. Sascar Tecnologia e Segurana Auto-motiva S.A., Santana de Parnaba, SP.Tel.: 11 4002-6004 | [email protected]: sascar.com.br

    Sensor de continuidademonitora granis condutivos

    Destinada a granis e fluidos condutores, a srie CFC permite escolher comprimento de haste senso-ra entre 300, 500 ou 1.000 mm, devendo ser definida no ato da aquisio. Alimentada em tenso contnua de 24 V (20%), traz sada associada a rel SPDT, re-sultando consumo limitado a 100 mA, com desarme previsto para 150 mA. Montada com componentes de ao inoxidvel 316 e vedaes de EPDM e NBR, proporciona vedao compatvel com IP 67. Ade-quada para ambientes entre -20 e 60C, tolera pres-surizao at 6 bar. EGE-Elektronik Spezial Sen-soren GmbH, Gettorf, Alemanha.Tel.: 49 4346-41580 | [email protected]: ege-elektronik.com

  • 36 NEI | Agosto 2014

    Instrumentao e Controle

    Controle de nveltolera de -20 a 70CIndicado para comando de bombas e drenos, o sis-tema MNS recebe sinais de sensoriamento pro-venientes de comutador acoplado boia. Os nveis de disparo mnimo e m-ximo admitem ajuste na aplicao final, ao alcan-ce do usurio do processo. O modo de operao pos-sibilita escolher a ao (si-nalizada com LED ama-relo, e verde durante a espera): caso objetive enchi-mento ou drenagem, rel ligado ou desligado em uma ou outra extremidade. A excurso da boia, de 50 ou 500 mm, escolhida na aquisio, bem como o ma-teria