Click here to load reader

Revista Pró-TV 144

  • View
    216

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Revista Pró-TV 144

  • Mar

    p 2

    016

    | N

    144

    Est

    a

    uma

    publ

    ica

    o g

    ratu

    ita d

    a P

    r-T

    V /

    Mus

    eu d

    a TV

    Bra

    sile

    ira

    - w

    ww

    .mus

    euda

    tv.c

    om.b

    r

    O fim da TV analgica:

    a contagem regressiva

    pg. 11

  • Saber levar a vida...Quando nasce um beb, festa. E grande!

    Todos ficam gratos a Deus, pois acabam de ganhar um grande presente. E pensam: Como ser a vida dele? O que ele vai ser? O que vai fazer? Ser feliz?

    Esse o primeiro momento. E acontece, quase sempre na maternidade. Antigamente era nas casas, em mos de parteiras.

    Mas a emoo e a beleza do momento, por certo era o mesmo. E a reza dos familiares, igual.

    Escrevo isto, apenas como intrito para o que quero falar hoje: Todos somos responsveis pela vida que levamos.

    Gostamos muito, e isso quase todos, das desculpas repetidas, vida fora: No tive sorte. Roubaram a minha vez. Por que no eu?. Ser que tenho azar?. Quando a sorte vai sorrir pra mim?.

    Amigo, amiga...pensem comigo: Deus no deu a todos o livre-arbtrio? No somos responsveis por ns mesmos?. No foi voc quem escolheu este, ou aquele caminho?. ... essa a verdade. Ganhamos a vida. E temos que saber o que fazer com ela.

    Sei que muitos que me esto lendo, ho de pensar: E o azar? Esse no conta? A vida s essa coisa cor de rosa de que est falando? E as quedas? E as maldades? E os outros... aqueles

    Vida Alvese

    dit

    ori

    al

    que nos atacam, nos roubam, nos derrubam?Claro que existem. Os maus. Aqueles que vieram a este mundo para atrapalhar. Mas e da? Se eles levam a vida deles para o lado errado, para a maldade, isso com eles, no conosco. Eles tambm tm o livre-arbtrio. E se erram...pagam. Ah, se pagam! Acredito nisso, sinceramente.

    E ns, quando somos vtimas, temos que vencer a dor e crescer, crescer, crescer! isso: CRESCER.

    Isso fizeram at os que perderam a II Guerra Mundial, como a Alemanha e o Japo! CRESCERAM!!!

    Amigo, amiga... pensem comigo: Temos que saber levar a vida.

    E ela necessita de: esforo, trabalho, perseverana, amor, amizade e f.

    E mais o que voc quiser, mas no sentido do crescimento, da ajuda, da colaborao. isso: voc nasceu para fazer um mundo melhor! O importante conseguir crescer.

    J falei isso? Repito, sei que repito. E o fao conscientemente.

    O importante na vida sempre conseguir crescer. V.A.

    2

  • ac

    erv

    o

    Atriz, apresentadora e cantora Inezita Barroso na dcada de 1950

    3

  • 5ac

    on

    tec

    e

    Anjo Mau no Vale a Pena Ver de Novo

    Tudo indica que a prxima novela a ser exibida nas tardes da Globo (no lugar de Caminho das ndias) ser Anjo Mau (1997). uma adaptao de Maria Adelaide Amaral ao original de Cassiano Gabus Mendes (de 1976). Neste remake, a protagonista, a bab Nice, foi interpretada por Glria Pires. Maria Adelaide homenageou Cassiano e a bab original (Susana Vieira) no ltimo captulo do remake. Essa verso j foi exibida no Vale a Pena Ver de Novo em 2003 e, mais recentemente, em 2013, no Canal Viva.

    O centenrio de Ivani Ribeiro

    So Vicente (SP), em 20 de fevereiro, comemorou o centenrio de Ivani Ribeiro. Vrias foram as palestras e eventos relacionados a criadora de Mulheres de Areia. Entre as homenagens, na cidade natal da autora, h uma exposio da Secretaria da Cultura. Quem quiser visitar, a mostra fica at o dia 10 de maro na Rua Tenente Durval do Amaral, 72, bairro de Catiapo. Mais informaes: (13) 3468-8636.

    Div

    ulga

    o

    Elmo Francfort

    Seja f da TV Cultura!

    A novelista Ivani Ribeiro na dcada de 1990 e Glria Pires em Anjo Mau

    Rep

    rodu

    o

  • Saudade: Chico de AssisChico de Assis foi ator de rdio ainda bastante jovem. Mas logo entrou na TV Tupi de So Paulo, como cmera-man. Ali teve vrias funes, inclusive como redator. Adaptou a obra de Machado de Assis: Os culos de Pedro Anto. E logo escreveu o original: Na Beira da Vrzea. Entrou depois no importante Teatro de Arena de So Paulo.

    Em1960, ento no Rio de Janeiro, foi assistente de direo no Teatro de Arena. Trabalhou com os maiores diretores, como Antunes Filho, Oduvaldo Vianna Filho, e outros.

    Estudou literatura de cordel, numa fase que passou na Bahia. Uma de suas peas originais: Missa Leiga, foi montada no s no Brasil, como em Portugal, Angola e Moambique.

    Fez mais de 30 peas de teatro e vrias novelas de televiso. Foi tambm professor de arte na FAAP e na ECA da USP.

    Recebeu o Prmio Gasto Tojero, em 1999.Em 2014, recebeu a condecorao: Ordem do Mrito Cultural, por todo seu trabalho.

    Chico de Assis, ainda aparentemente saudvel, em seus 81 anos, foi encontrado morto, em seu apartamento em So Paulo, no dia 3 de janeiro de 2015.

    Foi velado e aplaudido por todos os seus colegas, no Teatro de Arena. V.A.

    Div

    ulga

    o

    sa

    ud

    ad

    e

    6

    Luto na msicasertaneja

    Faleceu o cantor sertanejo Chico Rey.

    Ele fazia dupla com o tambm cantor e msico Paran e fizeram sempre muito sucesso.

    Nascidos ambos no Paran, na cidade de Arapongas, Chico Rey estava com 63 anos.

    Gozava de boa sade, mas h cinco anos apresentou problema nos rins, foi internado e no resistiu, pois havia tentado um transplante de rim, mas houve rejeio.

    A dupla ento acabou. E acabou a alegria e a beleza de suas apresentaes. Ficou, porm a saudade e grande, no corao de todos. V.A.

    Div

    ulga

    o

    Div

    ulga

    o

    Chico Rey ao lado do irmo e parceiro Paran

    Mais um adeus Orlando Macrini trabalhou com Silvio Santos durante 41 anos.

    Mas, no dia 18 de fevereiro, veio a falecer.

    Por muito tempo ele foi o brao direito do chefe e amigo Silvio Santos.

    Chegaram a ser ntimos, grandes amigos que eram. Mas em 2007, Macrini se desligou do SBT.

    Macrini, que estava com 69 anos, faleceu em decorrncia de pneumonia e infarto. Sua internao no Hospital So Camilo foi de apenas 5 dias.

    Macrini deixou saudade. A todos, mas principalmente aos seus colegas e amigos, da emissora de Silvio Santos, que foi sua casa, por quase toda uma vida.

    Adeus, Macrini. Descanse em paz. V.A.

    Div

    ulga

    o

    Rep

    rodu

    o

  • his

    tri

    a

    A inovao do TV Mulher

    O dia era 7 de abril, o ano olmpico era de 1980, e o programa que estreava na Rede Globo naquela data iria entrar para a histria da TV.

    Era o TV Mulher, criao do genial Nilton Travesso, que desde seu incio reuniu uma equipe competente e diversificada. Em sua apresentao, estava a jornalista Marilia Gabriela, que vinha de sucessos em reportagens no Fantstico e no Globo Reprter e o advogado Nei Gonalves Dias, j renomado no rdio paulista.

    Gabi, j na estreia, conduziu o quadro Ponto de Encontro, caracterizado sempre como uma entrevista ao vivo, com uma grande personalidade. A primeira foi a Pimentinha Elis Regina. E outras entrevistas histricas entrevistas ocorreram, com Adoniran Barbosa, Clara Nunes, Rita Lee (que cantou a msica de abertura desse programa). Na festa de segundo aniversrio do Programa, Gabi entrevistou Fernanda Montenegro, com grande audincia e contundente repercusso, num programa ao vivo, que teve quatro horas e meia de durao.

    Outra grande inovao que acompanhou o TV Mulher desde seu princpio foi o quadro sobre sexualidade, apresentado pela psicloga Marta Suplicy.

    A atriz-mirim Sonia Maria Dorce com

    Walter Tasca, na TV Tupi

    Fbio Siqueira

    Tratando de inditas questes na televiso b r a s i l e i r a , e s s e q u a d r o e r a c h a m a d o Comportamento Sexual. O costureiro Clodovil Hernandez tambm participava do programa, com seu quadro Moda e Elegncia. E tambm tnhamos a presena do cartunista Henfil, que apresentava o TV Homem, um quadro satrico, inicialmente exibido em branco e preto, onde ele comentava assuntos da realidade nacional, em constante transformao, como o declnio do Regime Militar, no alvorecer dos anos 80.

    Com o passar do tempo, novos profissionais foram se somando ao elenco: a escritora Marlia Raja Gabaglia, com seu consultrio sentimental, Marilu Torres, com a culinria e Fanny Abramovich, com a seco infantil.

    Em 1984, Marilia Gabriela e Ney Gonalves Dias deixaram a apresentao do programa, sendo substitudos pela atriz Ester Goes e o radialista Cesar Filho. O marcante quadro de entrevistas Ponto de Encontro passou ento a ser realizado pela atriz Irene Ravache.

    Em 1986, j sendo apresentado pela jornalista Amlia Rocha, TV Mulher logo aps completar seis anos in in ter ruptamente no ar, de ixou a programao global, com um inegvel legado de arrojo, ousadia, bom jornalismo e entretenimento de alta qualidade.

    Equipe do TV Mulher na dcada de 1980

    Rep

    rodu

    o

    7

    Div

    ulga

    o

    / Red

    e G

    lobo

  • 8sa

    ud

    ad

    e

    Adeus, amigo SabEu o conheci h tanto tempo... Sempre educado, sempre gentil e carinhoso. Nos demos bem anos a fio.

    Sab foi meu colega na Emissoras Associadas, das quais fazia parte a TV Tupi de So Paulo. Eu na parte artstica. Ele na parte tcnica. Mas nos vamos quase todos os dias, pois no comeo a televiso era mais concentrada... menos estdios, menos tcnicos, mas mais amizades, mais ligao. O refeitrio era um s: o Bar do Jordo, onde todos almovamos todos os dias, e tomvamos caf e conversvamos.

    H poucos dias soube da doena do Sab. Fui visit-lo, no hospital. Percebi a gravidade de seu estado. Sofri. Mas fiquei perto da cama, o beijei no rosto... E disse-lhe baixinho o quanto o estimei sempre. E ele, inacreditavelmente de olhos fechados, estirou a mo de sob a coberta, e apertou a minha. Foi um

Search related