Revista PS 443 - Novembro 2011

  • View
    259

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista P&S instrumentação e controle de processos industria produtos e serviços

Text of Revista PS 443 - Novembro 2011

  • capa-443.indd 1capa-443.indd 1 27/10/2011 09:24:2127/10/2011 09:24:21

  • radarindustrial.com.br/em/43110.aspxt 25268

    capa-2.indd 2capa-2.indd 2 24/10/2011 15:06:1824/10/2011 15:06:18

  • EDITORIAL NOVEMBRO 2011 ? 1

    Editora-chefe

    Geraldo Banas (1913 1999)FundadorElizabetha Banas (1923 2007)EditoraCristina BanasPublishercristina.banas@banas.com.brZenaide CrepaldiFinanceiro e Administrativofi nanceiro@banas.com.brMnica CostaEditora-chefe(MTb 26.580)monica.costa@banas.com.brSandra GomesSecretria de Redaoredacao@banas.com.brGuilherme Sergio MaradineConsultoria Tcnicaguilherme.maradine@banas.com.brTatiana GomesJornalista webtatiana.gomes@banas.com.brLuciano Tavares de LimaGerente de Produoproducao@banas.com.brWaldemar Ter SatoGerente de Editoraoproducaodigital@banas.com.brNazar BarachoRevisoElisvaldo P. Vidal dos Santoselisvaldo.vidal@banas.com.brCristina BanasConselho Diretor

    Endereo para correspondncia:Edifcio PassarelliRua Edward Joseph, 122 11 andar CEP 05709-020 So Paulo SPTel. PABX: (55 11) 3500-1900Fax: (55 11) 3500-1935www.ps.com.br

    P&S circula junto aos profi ssionais e executivos envolvidos nos processos de aquisies e especifi caes de equi-pamentos, produtos e servios industriais que atuam em empresas, organizaes e entidades que faam parte do mercado industrial.Impresso: IbepCIRCULAO NACIONALPERIODICIDADE MENSALTIRAGEM: 40 000Assinatura anual: R$ 198,00 Nmero avulso: R$ 18,00Assinatura anual no exterior: US$ 250,00 - ? - PRODUTOS e SERVIOS (ISSN 0103-7481) uma publicao da Editora Banas Ltda. CNPJ 60.432.796/0001-83 I.E. 104.259.747.116, C.C.M. 1.249.632-4 Protocolada e matriculada sob o n 1.487 do livro A do Registro Civil de Pessoas Jurdicas. permitida a divulgao das informaes contidas na revista desde que citada a fonte.

    Capa (foto): www.istockphoto.comCirculao ....Tel.: (11) 3500-1929 ..assinaturas@banas.com.brCobrana ...... Tel.: (11) 3500-1915 ..... cobranca@banas.com.brFinanceiro ..... Tel.: (11) 3500-1913 .... fi nanceiro@banas.com.brProduo ...... Tel.: (11) 3500-1920 ..... producao@banas.com.brPublicidade ...Tel.: (11) 3500-1911 ..publicidade@banas.com.brRedao ....... Tel.: (11) 3500-1921 ....... redacao@banas.com.br

    SUMRIO

    Filiada

    Editora-chefe

    Com a faca e o queijo nas mos

    6DESTAQUE DO MS

    Vlvulas de segurana 3/2 vias

    10HOME PAGE

    Ventilao industrial

    13NOTAS TCNICAS

    Filtro separador de gua

    14CATLOGOS

    Acoplamentos elsticos

    Notas Tcnicas ................................. 2, 3, 5, 9, 13, 29 a 35Destaques de Capa ...........................................................4Destaques do Ms .............................................................6Agenda ..............................................................................8Fale com a Redao..........................................................8Home Page ......................................................................10Empresas ........................................................................12Catlogos ........................................................................14Anlise Setorial................................................................16Entrevista ........................................................................18 Instrumentao e Controle de Processo .........................20Manuteno Industrial .....................................................36Agroindstria ...................................................................37

    NDICES:Anunciantes .....................................................................38Servios ...........................................................................38Produtos ..........................................................................39Notas Tcnicas ................................................................40

    O Brasil apresenta as melhores condies para manter um crescimento sustentvel e ganhar cada vez mais destaque no cenrio mundial. Mas, a despeito de todas as oportunidades - extenso territorial, matria-prima, mo de obra -, o Pas segue tropeando nas prprias pernas. Estudo publicado pelo Instituto Latino-americano de Ao e Ferro (ILAFA) mostra que o Brasil tem um dos piores desempenhos entre os pases analisados na regio. E o mais grave: o processo de desindustrializao pode comprometer a performance do Pas entre os Brics, sigla que representa os quatro pases emergentes do mundo: Brasil, Rssia, ndia e China. Hoje, o parque industrial nacional vive em uma encruzilhada, sem a certeza de que caminho deve seguir: Ao mesmo tempo em que o governo acena com projetos audaciosos em infraestrutura como as obras para Copa e as Olimpadas, alm dos programas de habitao popular, penaliza o setor produtivo com altas taxas tributrias, manuteno de um cmbio que prejudica a exportao e guerras fiscais. A grande questo saber que tipo de Brasil ns queremos ter, reflete Marco Polo de Mello Lopes, presidente executivo do Instituto Ao Brasil, que fala Revista P&S sobre dados alarmantes sobre a desindustrializao na regio apresentados pelo estudo encomendado pelo ILAFA.

    As oportunidades em infraestrutura estimulam negcios na rea de automao, instrumentao e controle de processos. Mas a falta de mo de obra qualificada preocupa o setor. Os desafios para suprir a demanda por profissionais e aproveitar o crescimento econmico sero discutidos em So Paulo durante o Brazil Automation.

    Ainda sobre a dicotomia da economia brasileira, a balana comercial registra recorde, mas o desempenho excepcional est lastreado na venda de commodities, para a China! E so as fbricas automotivas chinesas e japonesas os principais alvos de uma medida protecionista anunciada pelo governo federal: o aumento do IPI para proteger a produo nacional de veculos. Mas o setor produtivo do Brasil tem dvidas sobre a eficincia da medida. O consenso, em um Pas com dimenses continentais e com tantas realidades conflitantes, s vezes, parece impossvel. Tentamos fazer a nossa parte, reunindo as informaes de maior relevncia, para que voc, leitor, encontre o caminho que o leve ao crescimento e prosperidade.

    Boa leitura

    Nvel laser rotativo Tem 8 funes, alcance de 350 m de dimetro com o receiver digital e controle remoto ................................. pg. 24

    Controlador de temperatura Conta com trs estgios para diversas aplicaes, como em condi-cionadores de ar, fornos industriais etc. ..pg. 22

    Multmetro O modelo HM-106 exerce as fun-es de decibelmetro, luxmetro, NVC (teste de linha viva AC sem contato), medidor de umidade e temperatura. .................................... pg. 26

    Servios em metrologia A Starrett criou o furgo test drive para divulgar sua linha de metrologia dimensional ptica ......... pg. 21

    Termovisor Possui 76.800 pontos de medi-o, 320 x 240 pixels, lente de 32, gravador de voz, cmera digital etc. ...................... pg. 25

    1.indd 11.indd 1 26/10/2011 10:45:5026/10/2011 10:45:50

  • 2 ? NOVEMBRO 2011 NOTAS TCNICAS

    INVERSORES DE FREQUNCIA Disponveis em faixa de potn-cia de 0,4 a 22 kW, os inversores de frequncia Sinus M Remote Drive, trabalham em faixa de

    tenso (alimentao) de 220 Vca monofsico trifsico, a 380-440 Vca trifsico. Suas principais caractersticas so: controle V/F e controle vetorial sensorless, torque varivel (programvel), potencimetro, proteo IP20, controle SPACE-VECTOR, porta serial RS 485 com protocolo Mdbus RTU, 8 entradas digitais programveis NPN/PNP, 2 entradas analgicas (0 - 10 Vcc/4-20 mA), 1 sada open collector multifuno, 1 sada de rel multifuno, 1 sada analgica 0 - 10 Vcc, mdulo de frenagem, funo PID, funo sleep mode, funo Fire Mode, e ltro RFI (EMC). Eletrnica SANTERNO Indstria e Comrcio Ltda. Tel.: (11) 4425-8666. E-mail: vendas@santerno.com.br

    Anote no Carto-Consulta ? 24652

    CONTROLADOR DE FATOR DE POTNCIA

    O controlador automtico de fator de potncia PFW01d est disponvel com medio monofsica e trifsica. Ele conta com as seguintes caractersticas: sada de 6 e 12 estgios para controle dos contatores

    para manobra de capacitores, correo do fator de potncia do transformador a vazio, controle de ltro de distoro harmnica por meio da sada 1 do PFW01, medies de corrente, tenso, potncias e distoro harmnica, alarmes de tenso, corrente e fator de potncia mnimos e mximos e distoro harmnica total de tenso. WALDESA Comrcio, Importao e Representao Ltda. Tel.: (11) 3337-8333. Site: www.waldesa.com.br

    Anote no Carto-Consulta ? 24661

    CORTADORA METALOGRFICA AUTOMTICA

    A cortadora metalogr ca automtica CMA 120 dotada de conjunto de corte em alumnio fundido e mesa em alum-nio com superfcie de apoio da pea em ao inoxidvel. O fechamento do com-partimento de corte produzido em

    chapa de alumnio com porta frontal em policarbonato com interruptor magnti-

    co que desliga o motor, quando aberta. O gabinete inferior feito em chapa de ao dobrada, dentro do qual se encontra o reservatrio de lquido refrigerante com capacidade para 50 l, com rodzio. Proporciona corte isento de rebarbas. Todas as partes externas e internas da cortadora e do reser-vatrio so de alumnio e com pintura eletrosttica a p. TECLAGO Indstria e Comrcio Ltda. Tel.: (11) 4158-4225. Site: www.teclago.com.br

    Anote no Carto-Consulta ?26931

    ELETRODOS Os eletrodos 5P tm dimetro de 2,50, 3,25, 4,00 e 5,00 mm, comprimento de 350 mm e corrente de 60-80, 80-140, 100-180 e 120-250 A. Suas caractersticas e aplicaes so as seguintes: uso geral em aos comuns, principalmente para a execuo do passe de raiz, por apresentar alta penetrao, podem ser aplicados sobre chapas oxidadas ou com resduos de leo ou primer, em soldagem na posio vertical pode ser depositado em progresso ascendente ou descendente, excepcional desempenho em soldagem de oleodutos, gaso-dutos e tubulaes indus