ROTINAS DE PESSOAL

  • View
    46

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ROTINAS DE PESSOAL. DIREITO DO TRABALHO. Direito Individual do Trabalho: Rege as relações individuais de trabalho. Direito Coletivo do Trabalho: Rege as relações coletivas de trabalho. Constituição Federal Consolidação das Leis do Trabalho – CLT Leis Convenções e Acordos Regulamentos - PowerPoint PPT Presentation

Text of ROTINAS DE PESSOAL

  • ROTINAS DE PESSOAL

  • DIREITO DO TRABALHODireito Individual do Trabalho:Rege as relaes individuais de trabalho.

    Direito Coletivo do Trabalho:Rege as relaes coletivas de trabalho.

  • FONTES DO DIREITO DO TRABALHOConstituio FederalConsolidao das Leis do Trabalho CLTLeisConvenes e AcordosRegulamentosDisposies Contratuais

  • EMPREGADOCaractersticas:

    Pessoalidade;Habitualidade;Subordinao;Onerosidade.

  • EMPREGADOREmpresa individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econmica, admite, assalaria e dirige a prestao pessoal de servios.CLT, art.2

  • Equiparam-se ao empregadorProfissionais liberais;Instituies de beneficncia;Associaes recreativas;Outras instituies, ainda que sem fins lucrativos, que admitam empregados.

  • PROCESSO DE ADMISSORECRUTAMENTO:Recrutamento a busca de recursos humanos para suprir as necessidades da empresa.

    Exemplos:anncios em jornais;indicaes dos prprios funcionrios da empresa;rdio, TV e Internet;cartazes na frente da empresa;utilizao de agncias de emprego;

  • SELEO:O objetivo da seleo escolher a pessoa mais adequada para preencher a vaga.Aquele que preencha os requisitos do cargo.Exemplos:formulrios de solicitao de emprego;entrevistas;testes.PROCESSO DE ADMISSO

  • Admisso:Exame Admissional: Dever ser realizado antes que o empregado inicie suas atividades na empresa.Apresentao de documentos: CTPS,Carteira de Identidade, Ttulo Eleitoral, Foto 3x4,Carto de PIS/PASEP, Comprovante de residncia, Comprovante de escolaridade, Carta de apresentao.

  • CARTEIRA DE TRABALHO E PREVIDNCIA SOCIALApresentao obrigatria, contra-recibo, pelo empregado ao empregador que o admitir, o qual ter o prazo de 48 horas para fazer as anotaes necessrias.Prova fundamental do contrato de trabalho:Justia de TrabalhoINSS: Instituto Nacional de Seguro Social.

  • CARTEIRA DE TRABALHO E PREVIDNCIA SOCIALPreenchimento da CTPS:Na pgina Contrato de Trabalho:Dados da Empresa,Data da Admisso,Nmero de Registro do Empregado,RemuneraoNa pgina Anotaes Gerais:Anotaes referentes ao Contrato de Experincia, especificando o perodo de vigncia do contrato e se houver prorrogao a mesma tambm dever ser anotada.

  • LIVRO E FICHA DE REGISTRO DE EMPREGADOO Registro de Empregado um dos meios utilizados para comprovao de tempo de servio perante a Previdncia Social, servindo tambm para provar a vinculao entre empregado e empregador.

    Pode ser feito em: Livros, Fichas ou Sistema Eletrnico.

  • LIVRO E FICHA DE REGISTRO DE EMPREGADOO Livro ou Ficha de Registro dever conter:Identificao do empregado, com nmero e srie da C.T.P.S e dados pessoais.Data de admisso;Cargo;Salrio;Local e horrio de trabalho;Local destinado para anotaes das frias, contribuio sindical, acidente de trabalho e doena profissional, quando ocorrerem;Identificao da conta vinculada do FGTS e n de inscrio no PIS/PASEP.

  • CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO o ajuste escrito, verbal ou tcito, pelo qual uma pessoa fsica se obriga, mediante salrio, prestar servios no eventuais, a uma pessoa fsica ou jurdica, a quem fica juridicamente subordinado.MODALIDADES:

  • CONTRATO POR PRAZO INDETERMINADO

    Contrato mais usual.

    No possui prazo fixo para sua durao.

  • Contrato por Prazo DeterminadoPossui tempo de vigncia pr-determinado, ou execuo de servios especficos.Prazo mximo de durao: 2 anosProrrogao: 1 vez.Prazo para novo contrato: Aps 6 meses do final do anterior contrato prorrogado.CTPS: Deve-se anotar o tipo de contrato.

  • CONTRATO DE EXPERINCIA de prazo determinado,Durao mxima: 90 dias, podendo ser prorrogado uma nica vez.Objetivo: Dar condies de mtuo conhecimento `as partes contratantes.Resciso antecipada: Pagamento de indenizao (50%)

  • CONTRATO DE ESTGIOPrazo determinado.Realizado entre estudantes e a empresa.Remunerado ou no.Jornada: mxima de 6 horas diriasDireitos: Seguro de vida, transporte, recesso (frias)Prazo: Mximo de 24 meses.

  • CONTRATO DE OBRA CERTAPrazo determinado.Prazo vinculado a execuo de um trabalho.

  • CONTRATO TEMPORRIOContrato temporrio Contrato por prazo determinadoRegido pela lei 6.019/74, devendo o trabalhador ser contratado atravs da empresa de trabalho temporrio.No h relao de emprego entre a empresa contratante e o prestador de servio.

  • SUSPENSO OU INTERRUPO DO CONTRATO DE TRABALHO

    Suspenso

    InterrupoQuando no trabalha e no recebe.Exemplo: Servio militar por motivo de ordem disciplinarQuando no trabalha e recebe.Exemplos:Frias, Doena (at 15 dias)

  • CADASTRAMENTO NO PISPIS Programa de Integrao Social.Tem direito ao beneficio todos os empregados que tem a faixa salarial inferior a 2 salrios mnimos mensais e que no ano anterior trabalhou pelo menos 30 dias com vinculo empregatcio. necessrio para o pagamento do Abono Salarial, no valor de um salrio mnimo.Os empregadores devero efetuar o cadastramento dos empregados e trabalhadores.

  • SALRIO FAMLIABenefcio previdencirio que corresponde a uma cota de valor fixado e atualizado periodicamente pelo INSS,sendo devido ao empregado de baixa renda.

  • SALRIO FAMLIABENEFICIRIOS: Ser devido, mensalmente, ao segurado empregado, por filho at 14 anos de idade, ou invlido com qualquer idade.TRABALHADORES EXCLUDOS: No tem direito s quotas do salrio famlia os autnomos, os empregadores e os empregados domsticosPAI E ME EMPREGADOS: Quando o pai e a me so segurados empregados, ambos tm direito ao salrio-famlia.EMPREGOS SIMULTNEOS: O segurado pode receber salrio famlia por diversos empregos, ainda que em gozo de auxlio doena.

  • SALRIO FAMLIACESSAO DO DIREITO:Por morte do filho, a partir do ms seguinte ao do bito.Quando o filho completar 14 anos, a partir do ms seguinte da data de aniversrio, salvo se invlido.Pela cessao de invalidez do filho, a partir do ms seguinte ao da recuperao da capacidade.OBS.: O salrio famlia devido proporcionalmente aos dias trabalhados nos meses de ADMISSO E DEMISSO.TERMO DE RESPONSABILIDADE: O empregado deve firmar Termo de Responsabilidade, no qual se compromete a comunicar empresa ou ao INSS, qualquer fato ou circunstncia que determine a perda do direito ao benefcio. Ficando sujeito, em caso de no cumprimento, s sanes penais cabveis e resciso do contrato de trabalho, pelo empregador, por justa causa.

  • SALRIO FAMLIA

    Tabela do Salrio FamliaRemuneraoQuotaR$ 531,12R$ 27,24At R$ 798,30R$ 19,19

  • SALRIO FAMLIADOCUMENTOS PARA CONCESSO:

    Certido de Nascimento;Carto de vacina;Comprovante de freqncia escolar, para filhos com mais de 7 anos de idade.Termo de Responsabilidade.

  • VALE TRANSPORTEBenefcio que o empregador antecipar ao empregado para deslocamento residncia/trabalho e vice-versa.Regido pela Lei 7.418/85.

  • VALE TRANSPORTEEMPRESAS DESOBRIGADAS: No est obrigado concesso do Vale transporte os empregadores que proporcionarem, por meios prprios ou contratados, adequados ao transporte coletivo, o deslocamento residncia trabalho e vice-versa de seus empregados.SUBSTITUIO/PROIBIO: proibido substituir o Vale transporte por antecipao em dinheiro ou qualquer outra forma de pagamento.

  • VALE TRANSPORTEDESLOCAMENTO REFEIO: devido ao empregado para cobertura das despesas de transporte durante o intervalo para refeies, quando o mesmo obrigado a faz-lo em sua residncia.

    EXERCCIO DO DIREITO: O empregado dever informar ao empregador por escrito: seu endereo residencial, os servios e meios de transporte mais adequado e se comprometer a utilizar o Vale transporte exclusivamente para o deslocamento residncia trabalho e vice versa.

  • VALE TRANSPORTECUSTEIO: Ser custeado pelo beneficirio, a parcela equivalente a 6% de seu salrio, excludos quaisquer adicionais ou vantagens e pelo empregador no que exceder parcela do empregado.DECLARAO E TERMO DE COMPROMISSO DO VALE TRANSPORTE: No ato da admisso o empregado dever preencher a Declarao e Termo de Compromisso para recebimento de Vale transporte.

  • JORNADA DE TRABALHODurao: 8 horas dirias, com limite de 44 horas semanais.Marcao do Ponto: Empresas com mais de 10 empregados, esto obrigadas marcao da hora de entrada e sada.

  • JORNADA DE TRABALHO11 horas para descanso entre uma jornada e outra;Descanso semanal de 24 horas consecutivas;Trabalho contnuo que exceda de 6 horas, intervalo para repouso ou alimentao, de no mnimo 1 hora e no mximo 2 horas.Jornada superior a 4 horas e inferior a 6 horas de trabalho, haver um intervalo de 15 minutos.A cada 90 minutos de trabalho consecutivo, corresponde a 10 minutos de intervalo, para quem trabalha com digitao/datilografia.

  • JORNADA DE TRABALHOFIQUE ATENTO!Esses intervalos no so computados na durao do trabalho, porm se no concedidos pelo empregador sero considerados como jornada extra, ficando o mesmo obrigado a remunerar o perodo correspondente com um acrscimo de no mnimo 50% sobre a hora normal de trabalho.

  • SALRIO a remunerao devida pelo empregador ao empregado pela prestao dos servios.Em regra o salrio nunca poder ser reduzido nem inferior ao salrio mnimo.Integram o salrio: Importncia fixa estipulada, comisses, gorjetas, percentagens, gratificaes ajustadas, dirias para viagem que excedam 50% do salrio percebido pelo empregado.O mesmo poder ser pago em dinheiro, cheque ou depsito em conta.

  • HORAS EXTRASMximo: 2 horas diriasAcrscimo: 50% sobre o valor da hora normal.Compensao de Horas de Trabalho: Banco de horas, atravs de acordo coletivo de trabalho.Repouso semanal remunerado: Computa-se as horas extras habitualmente prestadas.

  • ADICIONAISAdicional Noturno:Atividades urbanas: 22:00 s 05:00 horasAtividades rurais: Lavoura: 21:00 s 05:00 horas Pecuria: 20:00 s 04:00 horas.O adicional noturno 20