SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL NO PARANأپ: EM ELIANE ... - Eliane Brunetto آ  SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL NO PARANأپ: EM ELIANE ... - Eliane Brunetto آ  SALA DE RECURSOS...

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: EDUCAÇÃO

    SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL NO PARANÁ: EM

    DISCUSSÃO A AVALIAÇÃO DE INGRESSO

    ELIANE BRUNETTO PERTILE

    MARINGÁ

    2019

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: EDUCAÇÃO

    SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL NO PARANÁ: EM DISCUSSÃO A

    AVALIAÇÃO DE INGRESSO

    Trabalho apresentado por ELIANE BRUNETTO PERTILE, ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá, como requisito para a obtenção do título de Doutora em Educação. Área de Concentração: EDUCAÇÃO Orientadora: Prof(a) Dr(a) NERLI NONATO RIBEIRO MORI

    MARINGÁ 2019

  • Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)

    (Biblioteca Central - UEM, Maringá, PR, Brasil)

    Pertile, Eliane Brunetto

    P469s Sala de recursos multifuncional no Paraná : em

    discussão a avaliação de ingresso / Eliane Brunetto

    Pertile. -– Maringá, 2019.

    183 f. : il.

    Orientador (a): Prof.a Dr.a Nerli Nonato Ribeiro

    Mori.

    Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Maringá,

    Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Programa de

    Pós-Graduação em Educação, 2019.

    1. Educação especial. 2. Alunos - Avaliação. 2. Sala

    de recursos multifuncionais (SRM). 3. Transtornos

    funcionais específicos. 4. Deficiência intelectual. I.

    Mori, Nerli Nonato Ribeiro, orient. II. Universidade

    Estadual de Maringá. Centro de Ciências Humanas, Letras

    e Artes. Programa de Pós-Graduação em Educação. III.

    Título.

    CDD 21.ed. 371.9

    MAS-CRB 9/1094

  • ELIANE BRUNETTO PERTILE

    SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAL NO PARANÁ: EM

    DISCUSSÃO A AVALIAÇÃO DE INGRESSO

    BANCA EXAMINADORA

    Profa. Dra. Nerli Nonato Ribeiro Mori (Orientadora) – UEM

    Profa. Dra. Elsa Midori Shimazaki - UEM

    Profa. Dra. Vera Lucia Martiniak - UEPG

    Profa. Dra. Dorcely Isabel Bellanda Garcia- UNESPAR

    Profa. Dra. Gizeli Alencar - UEM

    Data: 03 de maio de 2019

  • Dedico este trabalho aos que ainda têm esperança e

    lutam.

  • AGRADECIMENTOS

    Agradeço à Professora Drª Nerli Nonato Ribeiro Mori, minha orientadora,

    que me trouxe a calma que eu precisava nos momentos difíceis que

    acompanharam a elaboração deste trabalho. Sua habilidade e sabedoria deram-

    me segurança para prosseguir e oportunizaram-me um aprendizado valioso.

    As professoras convidadas para a Banca Examinadora Dra. Elsa Midori

    Shimazaki, Dra. Vera Lucia Martiniak, Dra. Gizeli Alencar e Dra. Doreli Isabel

    Bellanda Garcia pelo tempo disponibilizado para a leitura e pelas contribuições.

    Às colegas professoras da rede estadual de educação que, gentilmente,

    concederam-me as entrevistas, mesmo com uma extenuante rotina de trabalho.

    Agradeço à minha família que me apoiou e, mais uma vez, entendeu

    minha ausência.

    Aos alunos que encontrei ao longo dos anos de trabalho, que me inspiram,

    me fazem assumir a obrigação de melhorar e me dão coragem para perceber

    que meus obstáculos são pequenos diante daquilo que enfrentam todos os dias.

  • “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois

    passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez

    passos e o horizonte corre dez passos. Por mais

    que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve

    a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe

    de caminhar”. (EDUARDO GALEANO)

  • PERTILE, Eliane Brunetto. Título. 183 f. Tese (Doutorado em Educação) –

    Universidade Estadual de Maringá. Orientadora: Profª. Drª. Nerli Nonato

    Ribeiro Mori. Maringá, 2019.

    RESUMO

    Dentre os serviços disponibilizados na rede pública de educação, a Sala de Recursos Multifuncional (SRM) assumiu grande notoriedade no apoio aos alunos que constituem o público da Educação Especial, mas para que esses recebam o apoio previsto faz-se necessária uma avaliação para a identificação das suas necessidades. Assim, tivemos como temática a avaliação pela qual se dá o ingresso dos alunos com Transtornos Funcionais Específicos e Deficiência Intelectual na SRM. Pretendemos compreender o significado dessa avaliação na organização do trabalho educacional. Para alcançar este objetivo, analisamos os motivos do encaminhamento para a avaliação e as questões que desencadeiam esse processo no contexto escolar; os procedimentos adotados na avaliação; e a interferência no trabalho pedagógico e nos encaminhamentos direcionados a partir da avaliação. Para tanto, fizemos pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa de campo. Na pesquisa documental e bibliográfica, contemplamos os documentos que organizam a Educação Especial no Estado do Paraná, a política paranaense, documentos normativos, materiais da Secretaria de Estado da Educação (SEED) e do DEE (Departamento de Educação Especial) destinados à formação teórico-prática dos professores. Na pesquisa empírica, abordamos especificamente um Núcleo Regional de Educação (NRE) do Paraná, direcionando nossa investigação aos procedimentos de avaliação que possibilita o ingresso na SRM. Fizemos a seleção e análise dos documentos pedagógicos que compõem o processo avaliativo de dez alunos e realizamos entrevistas semiestruturadas com os professores que trabalham com esses. Os resultados indicaram que é realizada a avaliação psicoeducacional, na análise das dificuldades dos alunos são considerados os aspectos pedagógicos, os professores são ouvidos, parte-se da percepção dos profissionais que trabalham com o aluno, ouve-se a família, faz- se a verificação individual daquilo que o aluno sabe, discutem-se os resultados em articulação entre os profissionais da Psicologia e da Pedagogia. No entanto, essa avaliação não se articula suficientemente com a proposição de um trabalho pedagógico diferenciado para dar sequência às ações educacionais. Falta a vinculação do que se constata na avaliação com a projeção de um novo trabalho, de forma a redimensionar ações no ambiente escolar. Os encaminhamentos, na maioria das vezes, reduzem-se à indicação da adaptação curricular, que tem sido mencionada de forma aleatória e sem critério. Defendemos, então, a realização de uma avaliação mediada, que considere a Zona de Desenvolvimento Próximo, permitindo identificar o que o aluno consegue com a interferência de outro mais experiente e estabelecer as formas de compensação para as dificuldades que os sujeitos encontram no processo de escolarização. PALAVRAS-CHAVE: Avaliação. Sala de Recursos Multifuncional. Transtornos Funcionais Específicos. Deficiência Intelectual.

  • ABSTRACT

    Among the services provided in the public education network, the Multifunctional

    Resource Room (MRR) has become recognized in supporting the students who

    make up the Special Education public, but in order to receive the support

    provided, an evaluation is necessary for the identification of their needs. Thus,

    we had as the theme the evaluation by which students with Specific Functional

    Disorders and Intellectual Disability in the MRR are admitted. We intend to

    understand the meaning of this evaluation in the organization of educational work.

    To achieve this goal, we analyze the reasons for the evaluation and the issues

    that trigger this process in the school context; the procedures adopted in the

    evaluation; and the interference in the pedagogical work and in the directions of

    the evaluation. To do so, we did bibliographic research, documentary research

    and field research. In the documentary and bibliographical research, we

    contemplate the documents that organize the Special Education in the State of

    Paraná, the politics of Paraná, normative documents, materials of the State

    Department of Education (SDE) and Department of Special Education for the

    theoretical and practical training of teachers. In the empirical research, we

    addressed a Regional Nucleus of Education (RNE) of Paraná, directing our

    investigation to the evaluation procedures. We selected and analyzed the

    pedagogical documents that make up the evaluation process of ten students and

    conducted semi-structured interviews with the your teachers. The results

    indicated that is performed the psychoeducational evaluation, in the analysis of

    the difficulties of the students are considered the pedagogical aspects, teachers

    are heard, starts with the perception of the professionals who work with the

    student, the family is heard, is carried out the individual verification of what the

    student knows, the results are discussed in articulation between the professionals

    of Psychology and