SEMINRIO PO INTERREG SUDOE V-B .Checklist de verifica§£o das despesas ... Material Escrit³rio

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of SEMINRIO PO INTERREG SUDOE V-B .Checklist de verifica§£o das despesas ... Material...

SEMINRIO PO INTERREG SUDOE V-B

Apresentao aos beneficirios da 1 Convocatria

Santander, 26 e 27 de setembro de 2016

Sumrio

Funes da AD&C enquanto Autoridade Nacional Sistema de Controlo de Primeiro Nvel Sistema de Verificao das despesas Sistema de Validao das despesas Categorias de despesas elegveis Enquadramento legal Contratao Pblica Erros frequentes no perodo 2007-2013

http://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjSpqr8qb7MAhXMORoKHXcOBaoQjRwIBw&url=http://www.radiomaisjovem.com.br/search/label/POLITICA&bvm=bv.121070826,d.d24&psig=AFQjCNElPaw6eziw7nZV5kIyQhdwNXMMCw&ust=1462379390291677http://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjSpqr8qb7MAhXMORoKHXcOBaoQjRwIBw&url=http://www.radiomaisjovem.com.br/search/label/POLITICA&bvm=bv.121070826,d.d24&psig=AFQjCNElPaw6eziw7nZV5kIyQhdwNXMMCw&ust=1462379390291677

Funes da AD&C enquanto Autoridade Nacional

Participar nas estruturas de acompanhamento do PO Divulgar o Programa Reconhecer os Controladores de Primeiro Nvel Validar as despesas declaradas pelos beneficirios Dar apoio tcnico aos beneficirios e controladores Acompanhar as aes de controlo, comunicao de

irregularidades e recuperao de pagamentos indevidos

Cada EM designa o organismo ou a individualidaderesponsvel pela verificao das despesas dosbeneficirios do seu territrio.A AD&C, I.P. optou por uma modalidade de controlo

descentralizado com recurso a controladores externospreviamente reconhecidos para o efeito.Com esse objetivo foi celebrado, em 11 de maro de

2016, um Protocolo de Colaborao entre a Ordemdos Revisores Oficiais de Contas (OROC) e a AD&C,I.P.

AD&C e os Revisores Oficiais de Contas

1. Seleo do Controlador 2. Contratao do Controlador3. Reconhecimento do Controlador pela AD&C4. Confirmao do Controlador (junto do PO

SUDOE).

Reconhecimento do Controlo de Primeiro Nvel

Consultar a Lista de Controladores Externosdisponibilizada pela AD&C;

Ou no site da OROC.

Seleo sempre de acordo com o Cdigo daContratao Pblica Embora no seja obrigatrio, no mbito do rigor e

transparncia, aconselhamos a consulta a pelomenos trs Revisores Oficiais de Contas (de acordocom as orientaes da CE).

Seleo do Controlador

O reconhecimento efetuado ad personamRespeitar os requisitos constantes das especificaes

tcnicas e o modelo de contratoEstar inscrito na OROCSesso de esclarecimentos prvia com a AD&CConhecimentos lingusticosLocalizao geogrficaMontante do contrato deve ter em considerao: Chefes

de Fila / Verificao in loco

Aspetos a ter em considerao

REMETER CPIAS DOS DOCUMENTOS ASSINADOS AD&C

APS A SELEO DA MELHOR PROPOSTA

Documentos a remeter AD&C

Questionrio de reconhecimento do controlador Especificaes Tcnicas Contrato/Minuta do Contrato Cpia da cdula Profissional do Controlador Comprovar a ausncia de dvidas da entidade contratada

para com as Finanas e Segurana Social Registo criminal do ROC Ficha de demonstrao de cumprimento dos

procedimentos de Contratao Pblica Processo completo de adjudicao do controlador

ACESSO DO ROC

AI

Comunicao da aprovao do Controlador por parte da AD&C

MODELO A1 Beneficirio

O beneficirio carrega os documentos dedespesa e sua quitao com aposio decarimbo no original da fatura, bem comoos comprovativos das aes (eSUDOE)

MODELO A2 CPN

O controlador procede verificao eemite uma declarao

O beneficirio envia o processo AD&C

MODELO A3 Autoridade Nacional

A AD&C efetua a validao e emite umadeclarao de conformidade

MODELO B1 Beneficirio Principal

O beneficirio recebe os documentos ereencaminha-os para o BP, que agrega ainformao e apresenta o pedido dereembolso ao SC

Circuito da verificao de despesa

Enviar AD&C por email para validao e incorporar em eSudoe

1. Modelo A1_beneficirio - pgina de rosto

2. Modelo A2_Controlador Primeiro Nvel - pgina de rostoChecklist de verificao das despesasRelatrio comprovativo da visita no localAnexo de Recursos HumanosFolha de horasAnexo referente s despesas Contratao Pblica (se

aplicvel)Ficha da Contratao Pblica (se aplicvel)

No se geram automaticamente em eSudoe

Categorias de despesas

1. Custos de pessoal 2. Despesas com instalaes e administrativas 3. Custos de deslocao e alojamento 4. Despesas com peritos e servios externos 5. Despesas com equipamento 6. Despesas em obras e infraestruturas de pequena envergadura

Vencimentos (entidade no realizaria sem projeto)Subsdios de refeioSubsdios de friasSubsdio de natalImpostos laborais obrigatrios e no recuperados pelo

empregadorSegurana Social/ADSEOutras desde que previstas no contrato

Custos com Pessoal podem contemplar

1. Em funo do custo real - justificado mediante contratorecibo de vencimento

Tempo inteiro: pessoal afeto ao projeto a 100% Tempo parcial: percentagem fixa dos custos brutos d

salrio, relacionada diretamente com o tempo de trabalhdispendido na operao.

Tempo parcial: percentagem varivel de horas de trabalhpor ms- Uma estimativa genrica de horas / diatrabalhados, no aceitvel.

hora em que a prestao do funcionrio calculada combase horria, os custos so calculados aplicando o valor hor(utilizao 1720 horas anuais)

2. A uma taxa fixa - 20% despesas diretas (excluindo despesacom pessoal)

Custos com Pessoal

Arrendamento escritrios Seguros e Impostos (imveis e

equipamento) Servios (eletricidade, gua,

aquecimento)Material Escritrio ,

Contabilidade GeralArquivosManuteno, Limpeza,

Reparaes e Segurana Sistemas informticosComunicaes Encargos transaes financeiras

internacionais

Despesas com Instalaes e Administrativas

Taxa Fixa de

15%(custos pessoal direto)

Duplicao de despesa

Deslocao e Alojamento

Deslocao (Bilhetes, Seguros de viagem e com veculos, Combustveis, Km, Portagem, Estacionamento)

Refeies

Alojamento

Vistos

Ajudas custo dirias

Peritos e Servios Externos

Formao

Tradues

Gesto Financeira

Estudos / Inquritos

Sistemas e Web

Organizao / Realizao (eventos, reunies, arrendamento, restaurao, interpretao

Consultoria

Deslocao e alojamento peritos externos. Oradores

Promoo, Comunicao, Publicidade

Participao Eventos (inscrio)

Controlador externo

Direitos Propriedade Intelectual

Garantias bancrias / similar

Nenhum outro fundo FEIE

Preo < novo

Caractersticas tcnicas, normas e regras aplicveis

Regras

Aquisio

Aluguer

Arrendamento

Amortizao

Condies

Hardware e Software

Mobilirio e acessrios

Equipamento de Laboratrio

Mquinas e instrumentos

Ferramentas ou dispositivos

Outros (necessrios e previstos em candidatura)

Equipamento

Despesas em obras e infraestruturas de pequena envergadura

Materiais de construoTrabalhosLicenas de construoContratosApoio direo e superviso de obra, peritos,

estudos prvios.instalao, renovao ou construo de

infraestruturas de pequena envergadura, ou arealizao de obras.

No ser elegvel a compra de terrenos.

Outras despesas elegveis

IVA (caso no seja recupervel)

Despesas de preparao

Brindes

Legislao Comunitria

Legislao Nacional

Outra documentao relevante no mbito dos POCTE

Enquadramento legal

Regulamento (UE) n 1303/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, que estabelece as Disposies Comuns ao FEDER, FSE, FC, FEADER e FEAMP

Regulamento (UE) n 1301/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, que estabelece as Disposies Especficas relativas ao tipo de atividades que podem ser financiadas pelo FEDER e define os objetivos dessas atividades

Regulamento (UE) n 1299/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, que estabelece as Disposies Especficas aplicadas ao apoio prestado pelo FEDER ao objetivo CTE

Legislao Comunitria (Geral)

http://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwin2ruQlr7MAhVMDxoKHdXNBKoQjRwIBw&url=http://www.ped-roseto.eu/conoscere-lue/i-simboli/&psig=AFQjCNEaUFCofw0R2hgfagr5lcSCOvb9sA&ust=1462373861437911http://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwin2ruQlr7MAhVMDxoKHdXNBKoQjRwIBw&url=http://www.ped-roseto.eu/conoscere-lue/i-simboli/&psig=AFQjCNEaUFCofw0R2hgfagr5lcSCOvb9sA&ust=1462373861437911

Regulamento Delegado (UE) n 481/2014, da Comisso, de 4 demaro, relativo Elegibilidade das despesas para os Programas deCooperao, que completa o Regulamento (UE) n 1299/2013, noque diz respeito s regras especficas em matria de elegibilidade dadespesa para os programas de cooperaoRegulamento Delegado (UE) n 480/2014, da Comisso, de 3 demaro, que completa o Regulamento (UE) n 1303/2013, no que dizrespeito s disposies gerais relativas ao Fundo Europeu deDesenvolvimento Regional, ao Fundo Social Europeu, ao Fundo deCoeso e ao Fundo Europeu dos Assuntos Martimos e das Pescas

Regulamento Delegado (UE) n 240/2014, da Comisso, de 7 dejaneiro, relativo ao cdigo de conduta europeu sobre parcerias nombito dos Fundos Europeus Estruturai