Click here to load reader

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO)

  • View
    43

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO). Regulação osmótica geral. Sistema excretor nos vertebrados Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados Regulação osmótica nos vertebrados. FUNÇÃO: Equilíbrio Osmótico. - PowerPoint PPT Presentation

Text of SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO)

  • SISTEMA EXCRETOR(URINRIO)Regulao osmtica geralSistema excretor nos vertebradosRins: morfologia e funcionamento Regulao hormonal Distrbios mais comuns Excreo de compostos nitrogenadosRegulao osmtica nos vertebrados

  • FUNO: Equilbrio OsmticoEquilbrio OsmticoConcentrao solvente: guaConcentrao solutos:caros:glicose, aminocidos, vitaminas resduos: sais, CO2, nitrogenados subst. txicas.

  • Equilbrio OsmticoPerda de gua e solutos 0,8 1,2 L vapor dguapele e pulmes0,1 0,2 Lfezes1-2 LurinaGanho de gua e solutosIngestogua e alimentos Oxidao dos alimen_tos: 0,3 0,5 L

  • adrenalVeia cavainferioraortaureterbexigauretrarimSISTEMA URINRIO HUMANO

  • CrtexrenalMedula renalDucto coletorCrtex renalMedula renalPelve renalUreter

  • Cpsula de BowmanGlomruloAla descendenteAla ascendenteAla de HenleDucto coletorcapilarespara o ureterNEFROM UNIDADE FUNCIONALTbulo contorcido proximalTbulo contorcido distalRamo da artria renalRamo da veia renal

  • GlomruloCpsula de BowmanExcreo: K+, H+gua, exc. nitrogenadas

    Tbulo renalFUNES DO RIM1,2 L de sangue / min passam pelos rins .: 1800 L por dia destes 180 L de gua deixam o sangue para fazer parte do filtrado, mas so produzido 1-2L de urina/ dia .: 178 L so REABSORVIDOS

  • GlomruloAla descendenteGLICOSEAminocidosCa++Ala ascendenteTubo ColetorAla de HenleORGANIZAO BSICA DO NFROM Reabsoro ativa (gasto de energia): glicose, aminocidos, saisReabsoro passiva (difuso): gua

  • CONTROLE HORMONALADH: Hormnio anti-diurtico (vasopressina). Aumenta a absoro de gua pelos tbulos coletores* A secreo de ADH inibida pelo lcool e pela cafena.Aldosterona: ao detectar a queda de presso sangnea, as clulas do rim secretam hormnios que estimula a adrenal a produzir aldosterona. Estimula a reabsoro de sdio que aumenta a reabsoro de gua que, por sua vez, aumenta o volume e a presso sangnea.

  • PRINCIPAIS DISTRBIOS SIST URINRIO HUMANOCLCULO RENALO depsito organizado de sais minerais nos rins ou em qualquer parte do aparelho urinrio. Clculos constitudos por clcio so os mais comuns. Outros minerais encontrados so: oxalato, fsforo, cido rico.

    Deficincia gentica para excreo desses sais

    Dieta rica nessas sais: ex.: leite e derivados.

    Tratamento cirrgico ou no invasivo: ultra-som

  • PRINCIPAIS DISTRBIOS SIST URINRIO HUMANO GOTA Gota uma doena caracterizada pela elevao de cido rico no sangue e surtos de artrite aguda secundrios ao depsito de cristais do sal deste cido (uratos).

    O cido rico um resduo nitrogenado do metabolismo de purinas (lembrar das bases nitrogenadas). Mariscos, sardinha, salmo, bacon, fgado devem ser evitados por aqueles que sofrem de gota.

  • PRINCIPAIS DISTRBIOS SIST URINRIO HUMANOHEMODILISEO tratamento mais utilizado por aqueles pacientes que, por qualquer motivo, perderam a funo renal e irreparavelmente atingiram a fase terminal da doena renal. No dialisador, o sangue exposto soluo de dilise (tambm conhecida como dialisato) atravs de uma membrana semipermevel, permitindo assim, as trocas de substncias entre o sangue e o dialisato. Aps ser retirado do paciente e passado atravs do dialisador, o sangue filtrado ento devolvido ao paciente pelo acesso vascular. importante ressaltar que a gua usada durante a dilise deve ser tratada e sua qualidade monitorada regularmente.

  • EXCREES NITROGENADAS Aminocidos (protenas)Amnia(alta solubilidade e toxicidade)Uriasolvelbaixa toxicidadecido ricoinsolvel, txico

  • EXCREES NITROGENADAS

  • 100200300400500600Tubarese arraiasOstectes marinhosOstectes gua doceAnfbiosRpteisAves e mamferosConcentrao (mM)marH2O doce+ URIAControleOsmticonos Vertebrados

  • OSMORREGULAO:Peixes cartilaginosos(maioria marinho)H2OSais: Relativamente isosmtico- acmulo de uria no sangue impede a perda de gua-influxo de sal pelas brnquias e alimento -excreo de sal pela glndula retalSais

  • OSMORREGULAO: Peixe sseo de gua salgadaHIPOSMTICO EM RELAO AO MEIOGlomrulo reduzidoMgSO4MgSO4Absoro de Sulfato de magnsio Pouca urina concentrada com MgSO4Ingesto de gua salgadaEliminao de sal pelas brnquias (ativo)Fezes ricas emMgSO4-> tendncia: perder gua

  • OSMORREGULAO: Peixe sseo de gua doceHIPEROSMTICO EM RELAO AO MEIOAbsoro de NaCl pelas brnquiasReabsoro de NaCl pelo rimGlomrulo desenvolvidoUrina diluda-> tendncia: ganhar gua

  • GLNDULA DE SALEXCREOOSMORREGULAO: Rpteis e Aves marinhosEscassez de gua e excesso de sal (alimento)

  • OSMORREGULAO: Mamferos marinhosHIPOSMTICOS EM RELAO AO MEIOgua do mar ingeridaUrina produzidaVolume(ml)Concentraode sal(mmol/litro)Volume(ml)Concentraode sal(mmol/litro)Homem 10005351350400Baleia 1000535650820Balanohdrico

    - 350+350

    --> CONSEGUEM INGERIR ALIMENTOS OU MESMO BEBER GUA DO E PRODUZIR UMA URINA MAIS CONCENTRADA.

  • Nos animais, os principais mecanismos de excreo do nitrognio proveniente do catabolismo de aminocidos esto resumidos no esquema a seguir.

    A alternativa que indica exemplos de animais pertencentes, respectivamente, aos grupos 1, 2 e 3, :a) galinha, boi e sapob) planria, cavalo e patoc) formiga, pombo e cobrad) lesma, gaivota e mosquito

  • De forma geral, a gua do mar exerce uma alta presso osmtica sobre os organismos (cerca de 12atm) e a gua doce exerce praticamente nenhuma. Os fluidos do corpo dos vertebrados exercem uma presso osmtica de 30 a 40% daquela da gua do mar, ocupando, portanto, uma posio intermediria. Considerando essas informaes, em termos osmticos, a tendncia :