SISTEMAS ALTERNATIVOS DE ... - .SISTEMAS ALTERNATIVOS DE DESCONTAMINAÇÃO DE ... além de refletir

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of SISTEMAS ALTERNATIVOS DE ... - .SISTEMAS ALTERNATIVOS DE DESCONTAMINAÇÃO DE ... além de refletir

  • SISTEMAS ALTERNATIVOS DE DESCONTAMINAO DE GUA: UMA

    REFLEXO SOBRE A QUESTO HDRICA NO BRASIL

    Identificao

    Paulo Bernardi Junior, Dr. em Energias Renovveis IPEN-USP, gestor ambiental FSP-USP e

    bilogo; Janaina da Silva Augusto, Mestre em Educao, Arte e Histria da Cultura pela

    Universidade Presbiteriana Mackenzie e professora de histria e geografia.

    Modalidade

    Relato de experincia

    Resumo

    Em funo dos objetivos da UNESCO para o ano de 2013, que contemplava o tema

    ano internacional da cooperao da gua, teve como principal objetivo promover uma reflexo

    sobre a crise hdrica que atinge todas as regies do pas e resultado da ao predatria do

    homem no meio natural.

    Diante disso, foram apresentadas alternativas de sistemas j utilizados em outros pases

    para promover, a baixo custo, processos de descontaminao dos recursos hdricos utilizando um

    experimento cientfico que demonstrou uma possibilidade alternativa, com a utilizao da

    filtragem de material particulado a partir da utilizao de filtro de areia e do sistema SODIS de

    descontaminao biolgica (utilizando os raios ultravioletas do sol para a desinfeco da gua).

    Sendo que a montagem do equipamento e as caractersticas desse experimento contemplaram

    solues viveis e sustentveis.

    Os sistemas de descontaminao por filtragem e por ao biolgica podem ser utilizados

    em regies do pas afetados pela escassez e contaminao dos recursos hdricos, em funo do

    baixo custo e da facilidade de construo e utilizao por qualquer pessoa, sem a necessidade de

    treinamento especializado.

    A observao, anlise e reflexo sobre a problemtica hdrica foram observadas e

    contextualizadas pelos alunos envolvidos no projeto, durante os processos de estudo de meio e

    das experincias cientficas desenvolvidas no colgio.

    Palavras Chaves:

    Crise hdrica, descontaminao, sistemas alternativos.

    Problema

    Diante das reflexes propostas pelo tema da UNESCO em 2013 sobre a necessidade da

    implantao de sistemas de reutilizao de recursos hdricos na sociedade contempornea, que

    a equipe multidisciplinar de professores do Colgio Notre Dame, junto aos alunos dos sexto e

    stimo anos, props colocao do tema problema: Como tratar e descontaminar, de forma

    sustentvel, recursos hdricos que sofreram contaminao por interferncia direta ou indireta do

    homem?

  • Objetivos

    A relao estabelecida entre homem e natureza responsvel por impactos ambientais

    negativos que revelam as fragilidades do meio natural em manter a vitalidade dos recursos

    naturais essenciais vida humana. Esses impactos so muito significativos nas guas,

    provocando a deteriorao e a crise hdrica, a qual se constitui um problema mesmo para pases

    com grande disponibilidade de gua como o territrio brasileiro, conforme destacado por

    REBOUAS, (2002, 689) [....] a baixa eficincia dos servios de oferta dgua nas cidades, os

    grandes desperdcios e a degradao da sua qualidade em nveis nunca imaginados, podero

    colocar pases ricos de gua doce, como o Brasil, na vala comum dos pobres e muitos pobres de

    recursos hdricos.

    Pensando nisso, vrias instituies sem fins lucrativos (ONGs), tomam iniciativas que

    acabam por levar uma grande ajuda emergencial para populaes que so afetadas pela escassez

    e contaminao dos recursos hdricos, sem se falar na importante mudana de mentalidade

    ambiental que essas iniciativas acabam causando. As aes alternativas e sustentveis propostas

    por essas organizaes so de suma importncia para o desenvolvimento de prticas econmicas

    que sejam viveis ambientalmente e supram as necessidades de vrias comunidades.

    Nesse sentido, o corpo docente e discente do colgio Notre Dame desenvolveram

    pesquisas, observaes e anlises de vrios ambientes hdricos e, foram motivados a desenvolver

    formas alternativas e sustentveis de economizar gua, alm de refletir sobre os problemas

    ligados com a perspectiva da contaminao dos recursos hdricos, buscando solues

    sustentveis com o objetivo proporcionar uma melhor qualidade de vida para as comunidades

    locais que sofrem com o desabastecimento e a falta de tratamento adequado da gua.

    Fundamentao Terica

    O projeto desenvolvido durante o ano de 2013, partiu do pressuposto terico referendado

    pelo PEA UNESCO que contempla quarto pilares fundamentais: aprendizagem intercultural,

    sustentabilidade, cultura de paz e a compreenso do sistema das Naes Unidas (PEA, 2013).

    Partindo desses princpios, os projetos so sistematizados e desenvolvidos a partir de um tema

    anual gerador, no caso o ano de cooperao da gua.

    Outro princpio terico compreendido foi a reflexo sobre o conceito de desenvolvimento

    sustentvel, que admitido como capacidade de desenvolver no presente, sem comprometer as

    necessidades das geraes futuras, desenvolver ao ponto sustentvel significa desenvolver ao

    ponto de equilbrio entre os trs componentes do meio ambiente, ou seja, o natural/ecolgico, o

    social e o econmico. (CAVALCANTI, 1998).

    A perspectiva interdisciplinar das atividades de educao ambiental desenvolvidas em

    2013 pelo colgio Notre Dame, so validadas teoricamente por MORRIN (2003), que revela

    percepo da urgncia ambiental que as camadas mais necessitadas da populao vivem e de que

    a conscientizao e a busca de solues sustentveis envolve um pensamento complexo,

    interdisciplinar e afastado de qualquer interesse que no seja o bem estar do prximo e a sade

    do meio ambiente envolvido.

    Como aporte terico para a reflexo sobre a questo hdrica no Brasil, WREGE (2000)

    nos diz que o deficit de gua, produto da modificao ambiental cujo processo encontra-se

  • acelerado, atinge a higidez humana no somente pela sede, principal consequncia da escassez

    de gua, mas tambm por doenas e queda de produo de alimentos, o que gera tenses sociais

    e polticas.

    Diante desse referencial terico, que todas as aes que permearam o projeto do colgio

    Notre Dame em 2013 foram desenvolvidas.

    Resultados Obtidos

    Dentro dos parmetros dessa discusso, foi realizada a atividade de estudo do meio nas

    cidades de Itu e Salto com os alunos do sexto ano e, na cidade de Brotas com a sala do stimo

    ano do ensino fundamental II (fig.1). Esses estudos do meio tiveram o objetivo de reconhecer os

    impactos ambientais relacionados com a explorao dos recursos florestais e hdricos. Os alunos

    envolvidos no projeto foram orientados a procurar trabalhos nessa rea e especificar quais

    deveriam ser as solues que seguissem as coordenadas j citadas. Chegou-se soluo sugerida

    pelo sistema SODIS- Solar Water Disinfection, recomendado pela Organizao Mundial de

    Sade (OMS), para a construo de um filtro de gua para conteno de material particulado e

    um sistema que utilizou os raios UV contidos nos raios solares visando a descontaminao dos

    recursos hdricos, pois foi reconhecida a importncia desses mecanismos na descontaminao da

    gua, e mostram-se sistemas limpos, eficientes e economicamente viveis.

    Aps a fundamentao terica sobre os processos desenvolvidos pelo sistema SODIS, as

    turmas realizaram um trabalho que fizesse aumentar o conhecimento em relao ao tema e, que

    relacionasse as questes ambientais com as formas alternativas de recuperao de recursos

    hdricos contaminados como o filtro e o processo de descontaminao por aquecimento solar,

    alm de desenvolver pesquisas temticas sobre as dificuldades vividas por populaes em

    diversas partes Brasil, em relao a ambientes devastados pelo homem ou ridos naturalmente e

    que sofrem com a escassez e contaminao permanente dos corpos hdricos. Os alunos foram

    conduzidos a verificar a dificuldade de obteno de gua em vrias regies do pas e refletir

    sobre as causas e consequncias das doenas de vinculao hdrica.

    Figura 1: Estudos dos meio realizados pelas turmas do sexto e stimo anos

    Fonte: arquivo pessoal, abril de 2013.

  • A- Filtro para material particulado

    Para a filtragem do material particulado que turva a gua retirada diretamente da natureza

    e que no pode estar presente no momento da utilizao do sistema SODIS, pois impede que os

    raios UV atravessem por igual a garrafa PET que contem a gua, foi usado um filtro de areia

    (fig.2) composto por: Um balde de plstico transparente de 20 litros vendido no comrcio, uma

    torneira plstica usada para filtros convencionais, e os seguintes elementos filtrantes, tambm de

    fcil obteno colocados em camadas.

    -Camada A: Tecido de bidin para filtragem final.

    -Camada B: Cascalho grosso de brita.

    -Camada C: Cascalho mdio de brita.

    -Camada D: Cascalho fino de brita.

    -Camada E: Areia de rio grossa.

    -Camada F: Areia de rio fina.

    Com esse sistema foi possvel retirar a turbidez da gua, permitindo assim o uso do

    sistema SODIS. Figura 2: Filtro de material particulado utilizando areia.

    Fonte: arquivo pessoal, setembro de 2013

    B- Sistema de descontaminao da gua por raios UV solares e calor

    A desinfeco solar da gua (SODIS) muito simples, ecologicamente sustentvel, uma

    soluo de baixo custo para se beber gua tratada a nvel domstico. O SODIS usa energia solar

    para a destruio de microrganismos patognicos organismos causadores da contaminao da

    gua com doenas, com isto melhorando a qualidade da gua de beber. Os microrganismos

    patognicos so vulnerveis a dois efeitos da luz solar: radiao no espectro da luz UV-A e cal