Sistemas e Processos Construtivos Área 4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aplicação do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurança Contra Incêndios em Edifícios Históricos. Sistemas e Processos Construtivos Área 4. Mestranda: Fabíola Bristot Serpa Gouveia Orientador: Prof. Dr. João Carlos Souza. DEZ | 2007. - PowerPoint PPT Presentation

Text of Sistemas e Processos Construtivos Área 4

  • **Sistemas e Processos Construtivosrea 4Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosMestranda: Fabola Bristot Serpa GouveiaOrientador: Prof. Dr. Joo Carlos SouzaUFSC | PsArq| Metodologia Cientfica 2007/3 Professora Sonia Afonso

    DEZ | 2007

  • **01 | 17Justificativa e RelevnciaA preveno aos riscos, considerando os aspectos ambientais, os impactos e os riscos s estruturas fsicas de edifcios ou centros histricos, pode ser considerada uma abordagem atual de conservao. (ARAJO et al, 200-)

    Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosSEGURANA CONTRA INCNDIOS - medidas e recursos internos e externos edificao que viabilizam o controle de um incndio. Os OBJETIVOS essenciais da segurana contra incndio so: a proteo da vida humana - condies seguras de escape a proteo do patrimnio - manuteno da estabilidade estrutural do edifcio, a possibilidade de extino do incndio atravs de sistemas de proteo

    SEGURANA CONTRA INCNDIOSDemonstrar a viabilidade da aplicao da filosofia de projeto baseado em desempenho para a segurana contra incndios em um edifcio histrico em Florianpolis, SC, atravs da: Investigao das caractersticas especficas da edificao e a poltica de preservao na qual est inserida Anlise do risco de incndio da edificao a fim de comparar possveis solues, e assim estabelecer diretrizes de projeto.

  • **02 | 17Referencial TericoTrata a questo da SEGURANA CONTRA INCNDIOS e sua interao com o edifcio e seus usurios, de maneira GLOBAL.

    A metodologia consiste na investigao de novas solues aliada s possveis comparaes com propostas alternativas, de modo a estabelecer nveis adequados de proteo. So avaliados os usos da referida edificao, as suas caractersticas, tendo em vista os aspectos scio-culturais e geogrficos do local, as exigncias do cliente/ empreendedor e as expectativas da sociedade (MATTEDI, 2005)

    Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosO modelo de desempenho dividido em dois momentos: QUALITATIVO E QUANTITATIVO.Qualitativa estabelecimento das metas, requisitos e nveis de desempenho a serem alcanados no projeto. Quantitativa - consolidao de todo os sitema, envolve os critrios de desempenho mensurveis e os mtodos de verificao.. (MEACHAM, 2002)

    PROJETO BASEADO EM DESEMPENHO

  • *03 | 17Referencial TericoAplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosAs regulamentaes vigentes referentes segurana contra incndios acabam por se aplicar a edificaes novas - INADEQUADAS GARANTIA DA PROTEO DE EDIFICAES QUE ABRIGAM O PATRIMNIO HISTRICO, ARTSTICO OU CULTURAL, DEVIDO ESPECIFICIDADE DE SUAS CARACTERSTICAS. As normas prescrevem a aplicao de sistemas de combate a incndios, tais como proteo por extintores ou hidrantes, que acabam por no minimizar os riscos de um princpio de incndio. Estes sistemas, exceto os mveis, exigem requisitos mnimos para a sua implantao em uma edificao, como a disponibilidade de espao fsico e estabilidade estrutural, os quais, no caso de edificaes j existentes ou de limitada interveno, acabam por ter o seu atendimento dificultado ou at mesmo impossibilitado. (NETTO, 1998)NORMALIZAO BRASILEIRA

  • *04 | 17Referencial TericoAplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosOs sistemas de proteo contra incndios podem ser classificados como ATIVOS E PASSIVOS. Proteo ativa - equipamentos e sistemas acionados manual ou automaticamente em situao de incndio extintores, hidrantes, chuveiros automticos (sprinklers), sistemas de iluminao de emergncia, alarme, entre outros.Proteo passiva - incorporados na edificao em sua construo, no sendo necessrio acionamento para o seu funcionamento. acessibilidade ao lote (afastamentos) e ao edifcio (janelas e outras aberturas), rotas de fuga (corredores, passagens e escadas), a compartimentao entre outros. (COSTA; ONO; SILVA, 2005)Com isso, necessrio que o edifcio disponha de equipamentos que possibilitem o combate imediato ao princpio de um incndio por seus ocupantes, bem como rotas de fuga e sistemas de orientao e alarme de maneira a permitir a evacuao segura da populao, evitando situaes de pnico e atropelos os quais, de maneira geral, ocasionam mais vtimas que o prprio fogo. (SOUZA, 1996)SISTEMAS DE PROTEO

  • *05 | 17Referencial TericoAplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosFatores que potencializam o RISCO DE INCNDIO EM EDIFICAES HISTRICASCaractersticas Construtivas:Compartimentaes internas (pavimentos, escadas, divisrias) e coberturas so constitudas predominantemente por madeira. (NETTO, 1998)Implantao:Possibilidade de propagao de incndio de uma edificao para outras em seu entorno. Idade:Risco de incndio e sua propagao quando no so realizados os servios de manuteno do edifcio propriamente dito e de suas instalaes.Ocupao:Aquisio de carter comercial e de servios gerais sem as devidas adequaes. (NETTO, 1998)Instalaes: Adaptao de instalaes eltricas e de GLP, muitas vezes sem dimensionamento adequado.RISCO EM EDIFCIOS HISTRICOS

  • *06 | 17Referencial TericoAplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosMtodo SEMI-PROBABILSTICO que possibilita estimar o risco global de incndio de uma edificao isolada ou um conjunto de edifcios.

    Permite a determinao do conjunto de medidas ativas e passivas eficazes na REDUO DO RISCO DE INCNDIO A UM MXIMO ACEITVEL atravs de simulaes considerando diversos CENRIOS DE INCNDIO.Elementos que constituem um cenrio de incndio:a) A geometria, ocupao e localizao do compartimento,b) A determinao do objeto ou conjunto de objetos mais provveis de iniciar um incndio c) Um conjunto de medidas inibidoras do desenvolvimento e propagao do incndiod) Um conjunto de fatores que possibilitam o desenvolvimento e propagao do incndioe) A possibilidade de propagao do incndiof) O possvel comportamento dos usuriosANLISE GLOBAL DO RISCO DE INCNDIO

  • *07 | 17Referencial TericoO RISCO MXIMO ACEITVEL o maior risco admitido na edificao.

    O limite inferior do risco mximo aceitvel depende do nvel tecnolgico disponvel para determinada situao. Em edificaes histricas tombadas, o risco mximo aceitvel deve refletir a sua importncia e atingir o limite inferior permitido pelo estado atual da tcnica. (GOUVEIA, 2006) Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosAdaptao do Mtodo de Gretener para as condies brasileiras, de maneira simplificada, para edificaes histricas.

    Sistema edificao x usurio x incndio + aspectos poltico-econmico-sociais

    Mtodo de balanceamento - medidas facilitadoras e inibidoras so equilibradas a fim de estabelecer um coeficiente de segurana contra incndios. ANLISE GLOBAL DO RISCO DE INCNDIO

  • *08 | 17Referencial TericoAplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosA EXPOSIO AO RISCO DE INCNDIO calculada atribuindo-se pesos aos parmetros favorveis ao desenvolvimento e propagao do incndio, os quais podem ser agrupados em trs categorias: Carga de incndio, Compartimento e Poltica de preservao.Carga de incndio : a densidade da carga de incndio e a sua posio (altura) em relao ao nvel de descarga.

    Compartimento: situao da edificao no contexto urbano - a distncia em relao unidade do corpo de bombeiros mais prxima, as condies de acesso edificao e o perigo de generalizao do incndio (propagao para edificaes adjacentes).

    Poltica de preservao - proteo por lei municipal, estadual, nacional e mundial. (GOUVEIA, 2006)ANLISE GLOBAL DO RISCO DE INCNDIO

  • *09 | 17Pergunta, Hiptese e ObjetivoPergunta de Pesquisa Principal:Como promover medidas de segurana contra incndios para edificaes histricas tombadas em Florianpolis, SC?

    Hiptese:A aplicao do sistema de projeto Baseado em Desempenho como alternativa norma vigente trata a questo da proteo contra incndios e sua interao com o edifcio e seus usurios, de maneira global, portanto consiste na maneira mais eficaz de se promover medidas de segurana contra incndios para edificaes histricas.Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosObjetivo Geral:Demonstrar a viabilidade da aplicao da filosofia de projeto baseado em desempenho para a segurana contra incndios em edifcios histricos.DINMICA 2

  • *10 | 17Pergunta, Hiptese e ObjetivoPergunta de Pesquisa Secundria 1:Como verificar se as medidas de segurana contra incndios prescritas pela norma vigente so satisfatrias edificaes histricas?

    Hiptese Secundria 1:Por intermdio do Mtodo de Anlise do Risco Global de Incndio possvel verificar o risco de incndio e o nvel de proteo necessria a uma edificao histrica. Com isso, possvel estabelecer diretrizes de segurana contra incndios para edificaes histricas, bem como comparar solues de projeto obtidas, tanto de acordo com a normalizao vigente, quanto aquelas seguindo a filosofia de projeto baseada em desempenho.Aplicao do Sistema de Projeto Baseado em Desempenho para a Segurana Contra Incndios em Edifcios HistricosObjetivo Especfico 1:Verificar o risco de incndio de uma edificao histrica em Florianpolis, SC a fim de comparar solues de projeto obtidas, tanto de acordo com a normalizao vigente, quanto aquelas seguindo a filosofia de projeto baseada em desempenho.DINMICA 2

  • *11 | 17Pergunta, Hiptese e ObjetivoPergunta de Pesquisa Secundria 2:De acordo com as caractersticas especficas da edificao (uso, idade, situao, instalaes e aspectos construtivos) e a poltica de preservao na qual est inserida, qual o nvel mnimo de segurana a