Sistemáticas Leilões A-5 e A-3 2007

  • View
    16

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Sistemáticas Leilões A-5 e A-3 2007. Portaria MME nº 305 / 2006 Publicada no D.O.U. 20/12/2006 Portaria MME nº 91 / 2007 Publicada no D.O.U. 30/05/2007. Apresentação. Objetivo - PowerPoint PPT Presentation

Text of Sistemáticas Leilões A-5 e A-3 2007

  • Sistemticas Leiles A-5 e A-3 2007Portaria MME n 305 / 2006Publicada no D.O.U. 20/12/2006

    Portaria MME n 91 / 2007Publicada no D.O.U. 30/05/2007

  • *ApresentaoObjetivo

    Apresentar uma viso geral da sistemtica definida por meio da Portaria MME n 91/2007 a ser utilizada no leilo A-5, objeto do Edital ANEEL n 001/2007 e no leilo A-3, objeto do Edital n 002/2007.

    Maiores informaes constaro no Detalhamento da Sistemtica a ser divulgado, e nos treinamentos realizados pela equipe da CCEE.

  • *Exemplo GrficoCaractersticas Gerais

  • *AcessoO Leilo ser realizado via Sistema e com acesso via internet

    So de responsabilidade exclusiva dos Proponentes Vendedores a alocao e a manuteno dos meios necessrios para a conexo, o acesso ao Sistema e a participao no Leilo, incluindo, mas no se limitando, meios alternativos de conexo e acesso por diferentes localidades

  • *LEILO A-5O Leilo A-5 ter duas fases:A 1 Fase caracteriza-se pela disputa do Direito de Participao e a 2 Fase pela disputa com dois produtos independentes no comunicveis (sem transferncia de demanda).2 Fase HidroIncio do suprimento em 01/01/2012Contratao por quantidadePrazo de durao do contrato: 30 anos 2 Fase TermoIncio do suprimento em 01/01/2012Contratao por disponibilidadePrazo de durao do contrato: 15 anosProdutos

  • *Preos LEILO A-5 Custo Marginal de Referncia para clculo do UBP: R$141,00/MWh

    Preo Inicial do Produto Hidro: R$ 126,00/MWh

    Preo Inicial do Produto Termo: R$ 141,00/MWh

    Preo Teto para novas UHEs: R$ 126,00/MWh

    Preo de Referncia das UHEs

    AHE Barra do PombaR$ 120,44/MWhAHE CambuciR$ 147,89/MWh

    Itens 9.2, 9.3 e 9.7 do Edital ANEEL n 001/2007

  • *LEILO A-3A Sistemtica do Leilo A-3 ser a mesma a ser utilizada para o Leilo A-5, desconsiderando a 1 Fase (No haver disputa por novos empreendimentos Hidro)2 Fase HidroIncio do suprimento em 01/01/2010Contratao por quantidadePrazo de durao do contrato: 30 anos 2 Fase TermoIncio do suprimento em 01/01/2010Contratao por disponibilidadePrazo de durao do contrato: 15 anosProdutos

  • *Preos LEILO A-3 Custo Marginal de Referncia para clculo do UBP: R$140,00/MWh

    Preo Inicial do Produto Hidro: R$ 124,00/MWh

    Preo Inicial do Produto Termo: R$ 140,00/MWh

    Itens 9.2, 9.6 do Edital ANEEL n 002/2007

  • *LEILES A-5 e A-3Certame composto por dois produtos:1 Fase (somente para o leilo A-5)Etapa InicialEtapa Contnua2 Fase : Etapa HidroRodadas UniformesRodada Discriminatria2 Fase: Etapa Termo Rodadas UniformesRodada Discriminatria2 Fase : RatificaoSomente se um outro empreendimento com UBP estiver atendido e seu preo de venda seja alterado por um reduo no custo marginal corrente (CMC)Trmino do Certame

    Sistemtica

  • *LEILES A-5 e A-3Lances na 1 Fase (somente leilo A-5):Etapa Inicial: Empreendedores que aportaram garantia suficiente podero submeter lance de preo ao qual esto dispostos a vender energia proveniente do empreendimento licitado. Caso a diferena entre o menor preo lance e o segundo menor preo de lance for superior a 5% com relao ao menor, a disputa ser encerrada e o empreendedor que submeteu o lance com o menor preo obter o Direito de Participao do empreendimento.O preo inicial (R$/MWh) da licitao ser determinado pelo menor valor entre o preo teto do produto hidro (definido pelo MME) e o preo de referncia do novo empreendimento (definido pela EPE para cada empreendimento)

  • *LEILES A-5 e A-3Lances na 1 Fase (somente leilo A-5):Etapa Contnua: O empreendedor que submeteu o lance com o menor preo e todos aqueles cujos preos de lance esto compreendidos num intervalo de at 5% do menor preo podero submeter novos lances onde o preo de lance ser o menor preo de lance subtrado de um decremento. A cada novo lance o tempo para insero de lance ser reiniciado.Esta ser encerrada por decurso do tempo de lance.

    Ser declarado como detentor do direito de participao o empreendedor que oferecer o preo de lance correspondente ao ltimo preo corrente para cada novo empreendimento Hidro

  • *LEILES A-5 e A-3Trmino da 1 Fase - Percentual destinado ao ACRAo trmino da licitao de todos os novos empreendimentos, cada empreendedor detentor de Direito de Participao dever informar a frao da energia assegurada do novo empreendimento Hidro a ser destinada ao ACR (respeitado o percentual mnimo, independentemente do cronograma de entrada em operao de suas unidades geradoras)O empreendedor detentor do direito de participao passar a ser considerado como proponente vendedor desse novo empreendimento na 2 fase do leilo com a totalidade de lotes correspondente frao destinada ao ACRPercentual Mnimo para suprimento do ACR: 10%

  • *Preo de Venda - Aplicao do Fator AlfaPara os Produtos hidro licitados na 1 fase que negociaram ao trmino da 2 fase e que a parcela da energia assegurada for destinada ao ACL, o Preo de Lance dever ser diminudo de um valor destinado modicidade tarifria do ACR conforme frmula abaixo:PV = PL {V/[(1-x)*EA]}V = FA. x . EA . (Pmarginal - PL)

    V - o valor a ser auferido para favorecer a modicidade tarifriaFA - o Fator Alfa, conforme definido em Editalx - a frao da energia assegurada da usina destinada ao consumo prprio e venda no ACLEA Energia Assegurada expressa em MWmdioPmarginal - o custo marginal resultante do Leilo em R$/MWh PL Preo de Lance em R$/MWh

  • *LEILES A-5 e A-3Lances na 2 Fase - Etapa Hidro:Rodadas Uniformes: Os vendedores submetem lance das quantidades que se dispe a vender com base no Preo de Lance da RodadaRodada Discriminatria: Os vendedores submetem lance de preo para a quantidade que haviam ofertado na penltima Rodada Uniforme. A Rodada Discriminatria Hidro iniciada quando em uma Rodada Uniforme a Quantidade Total Ofertada for inferior a Oferta de Referncia.Na hiptese de algum outro empreendimento com UBP estar atendido ao trmino da Rodada Discriminatria, a negociao do produto ser suspensa e os proponentes vendedores no tero acesso classificao de seus lances. Caso contrrio a negociao do produto ser encerrada. Durante a disputa do Produto Hidro o custo marginal corrente (CMC), para efeitos da limitao da diferena de UBP, ser o Preo Inicial do Produto Termo (o qual no teve sua negociao iniciada neste momento) .

  • *Lance de Oferta Hidro para Outro Empreendimento com UBPPara Outro Empreendimento com UBP, o Sistema calcular o Preo de Venda Corrente durante a insero do Lance de acordo com as equaes apresentadas abaixo :PVC = {min[(PL + DifUBP) ; CMC ]} DifUBP= {mx[0;(UBPorig UBPref)/ (GF * n hrs. ano)]} Onde:CMC custo marginal correntePVC preo de venda correntePL preo de lanceUBPref UBP de referncia do LeiloUBP orig UBP pago na licitao originalGF garantia fsicaLEILES A-5 e A-3

  • *LEILES A-5 e A-3Lances na 2 Fase Termo:Rodadas Uniformes: Os vendedores submetem lance das quantidades que se dispe a vender com base no ICB da Rodada.Rodada Discriminatria : Os vendedores submetem lance de Receita Fixa para a quantidade que haviam ofertado na penltima Rodada Uniforme. A Rodada Discriminatria Termo iniciada quando em uma Rodada Uniforme Termo a Quantidade Total Ofertada for inferior a Oferta de Referncia.

  • *LEILES A-5 e A-3Lance de Oferta Termo Rodada DiscriminatriaAps a insero do Lance de Oferta Termo, o Sistema ir calcular o ICB (R$/MWh) de acordo com a seguinte equao:

    CEC - Valor Esperado do Custo Econmico de Curto Prazo: valor, expresso em Reais por ano (R$/ano), calculado pela EPE, correspondente ao custo econmico no mercado de curto prazo, resultante das diferenas mensais apuradas entre o despacho efetivo da usina e sua garantia fsica, para este efeito considerada totalmente contratada. Corresponde ao valor esperado acumulado das liquidaes do mercado de curto prazo, feitas com base no Custo Marginal de Operao - CMO, sendo estes limitados ao Preo de Liquidao de Diferena - PLD mnimo e mximo, conforme valores vigentes estabelecidos pela ANEEL. Esse valor tambm funo do nvel de inflexibilidade do despacho da usina e do CUSTO VARIVEL UNITRIO;COP - Valor Esperado do Custo de Operao: valor, expresso em Reais por ano (R$/ano), calculado pela EPE, correspondente ao CUSTO VARIVEL UNITRIO multiplicado pela diferena entre a gerao da usina termoeltrica em cada ms, para cada possvel cenrio, e a inflexibilidade mensal da usina termoeltrica, multiplicado pelo nmero de horas do ms em questo.

  • LEILES A-5 e A-3RatificaoAps a Rodada Discriminatria Termo o sistema verifica se houve reduo do preo de venda corrente (PVC) de algum outro empreendimento com UBP e se necessrio dar incio ao perodo para RATIFICAO de lance do empreendimento classificado.Durante o perodo de RATIFICAO, o proponentes vendedores que tiveram seu PVC alterado por reduo do CMC podero ratificar ou no o novo preo de venda.Caso algum outro empreendimento com UBP no ratifique seu lance, o sistema poder classificar como atendido o lance de um empreendimento que no estava atendido ao trmino da rodada discriminatria, desde que no haja alterao no CMC do leilo.*

  • RESULTADOSOs lotes atendidos ao trmino do leilo implicaro uma obrigao incondicional de celebrao do respectivo CCEAR entre cada um dos compradores e vendedores ao respectivo preo de venda final (para OFERTAS HIDRO) ou receita fixa (para as OFERTAS TERMO) associado(a) aos lotes atendidos, observadas as condies de ps-qualificao estabelecidas pela ANEEL.Os CCEARs relativos a OFERTA HIDRO sero celebrados na modalidade quantidade de energia eltrica e os CCEARs relativos a OFERTA TERMO sero celebrados na modalidade disponibilidade de energia eltrica.O empreendedor que destinar parcela da energia para autoproduo poder requerer a diviso da concesso em dois regimes: Autoproduo e Produo IndependenteO direito de participao dos proponentes vendedores que no efetivaram negcios no l