SOCIOLOGIA – LISTA: DURKHEIM - Histria Online // SOCIOLOGIA – LISTA: DURKHEIM PROF. RODOLFO 1. Brasil vive momento de 'anomia', diz FHC O ex

Embed Size (px)

Text of SOCIOLOGIA – LISTA: DURKHEIM - Histria Online // SOCIOLOGIA – LISTA: DURKHEIM PROF. RODOLFO 1....

  • http://historiaonline.com.br

    SOCIOLOGIA LISTA: DURKHEIM

    PROF.RODOLFO

    1. Brasil vive momento de 'anomia', diz FHC O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acredita que o Brasil vive um "momento de anomia" - estado que se caracteriza pela ausncia de regras - e que preciso "botar ordem na casa". "H falta de sentido de organizao e autoridade. Em toda a parte. Questionado sobre o que faria se estivesse no lugar do presidente Michel Temer, FHC disse que "a essa altura, estaria considerando o futuro do Brasil e pensando bem: ser que eu tenho condies de governar?". Na sequncia, o tucano foi perguntado quanto tempo levaria para fazer essa reflexo. "No muito. As coisas vo variar com muita velocidade, vo se mover com muita rapidez, eu acho. Sem julgar, mas em termos das condies do Brasil, estamos passando por um momento de... Vou falar em sociologus, mas simples... De anomia."

    NUCCI, Joo Paulo. Brasil vive momento de anomia, diz FHC. O Estado de S.Paulo. 22 mai. 2017. Disponvel

    em: Acesso em 25 mai. 2017.

    Considerando o contexto poltico apresentado na notcia acima, assinale a alternativa que apresenta, de forma correta, uma interpretao sociolgica do contexto brasileiro. a) O Brasil vive em uma anomia pela pobreza e

    desnutrio de sua populao. b) Ao utilizar o conceito de anomia, Fernando Henrique

    Cardoso faz referncia a uma corrente de pensamento sociolgico que tem origem no positivismo de Auguste Comte, que valoriza ideais como a ordem e o progresso.

    c) Fernando Henrique Cardoso um ex-presidente do Brasil, do PSDB. Sua anlise da poltica tem como objetivo evitar que Lula chegue ao poder nas prximas eleies.

    d) H uma clara inteno do ex-presidente de criticar o atual presidente, Michel Temer. Assim, Fernando Henrique demonstra que seu objeto assumir o pas atravs de eleies indiretas.

    e) Ao criticar a governabilidade de Michel Temer e defender o sentido de organizao e autoridade, FHC demonstra que tem uma viso poltica baseada nas ideias de John Locke, ou seja, de que o homem naturalmente livre.

    2. Leia o texto a seguir:

    O saber da comunidade, aquilo que todos conhecem de algum modo; o saber prprio dos homens e das mulheres, de crianas, adolescentes, jovens, adultos e velhos; o saber de guerreiros e esposas; o saber que faz o arteso, o sacerdote, o feiticeiro, o navegador e outros tantos especialistas, envolve, portanto, situaes pedaggicas interpessoais, familiares e comunitrias, em que ainda no surgiram tcnicas pedaggicas escolares, acompanhadas de seus profissionais de aplicao exclusiva.

    BRANDO, Carlos Rodrigues. O que Educao? So Paulo: Brasiliense, 2007, p. 20.

    O tema discutido no texto uma preocupao nos estudos da Sociologia desde a sua consolidao como cincia. Nos trabalhos de mile Durkheim, esse tema ganhou um destaque por considerar uma forma de integrao dos indivduos e de perpetuao dos hbitos e costumes do grupo, ou seja, dos fatos sociais. Sobre isso, assinale a alternativa que NO indica uma caracterstica do tipo de transmisso do conhecimento. a) A aprendizagem acontece sem que haja um

    planejamento especfico e, muitas vezes, sem que os sujeitos se deem conta.

    b) O processo de construo do conhecimento permanente, contnuo e no previamente organizado, desenvolvendo-se ao longo da vida.

    c) O conhecimento transmitido permite ao sujeito resolver situaes referentes aos processos de socializao e queles relacionados s imposies da natureza para sobrevivncia do grupo.

    d) A percepo gestual, a moral e a comportamental, provenientes de meios familiares de amizade, de trabalho e de socializao miditica, fazem parte do rol de aprendizagens e conhecimentos.

  • http://historiaonline.com.br

    SOCIOLOGIA LISTA: DURKHEIM

    PROF.RODOLFO

    e) O conhecimento e a habilidade so transmitidos por meio de um currculo pr-definido em ambientes especializados, num processo conhecido como escolarizao.

    3. A Sociologia surge no sculo XIX, momento marcado por uma intensa crise social na Europa. mile Durkheim no deixou de ser influenciado por esse contexto. Nesse sentido, um dos seus objetivos era fazer da Sociologia uma disciplina cientfica capaz de criar repostas aos desafios enfrentados pela sociedade moderna. Entre os desafios, colocava-se a crescente contradio entre capital e trabalho, entendida pelo autor como um exemplo dos efeitos de um estado de anomia, caracterizado a) pela excessiva regulamentao estatal sobre as

    atividades econmicas. b) pela intensificao dos laos de solidariedade

    mecnica no interior das corporaes. c) pela ausncia de instituies capazes de exercerem

    um poder moral sobre os indivduos. d) pelo aprofundamento da desigualdade econmica. 4. A sociologia ainda no ultrapassou a era das construes e das snteses filosficas. Em vez de assumir a tarefa de lanar luz sobre uma parcela restrita do campo social, ela prefere buscar as brilhantes generalidades em que todas as questes so levantadas sem que nenhuma seja expressamente tratada. No com exames sumrios e por meio de intuies rpidas que se pode chegar a descobrir as leis de uma realidade to complexa. Sobretudo, generalizaes s vezes to amplas e to apressadas no so suscetveis de nenhum tipo de prova.

    DURKHEIM, E. O suicdio: estudo de sociologia. So Paulo: Martins Fontes, 2000.

    O texto expressa o esforo de mile Durkheim em construir uma sociologia com base na a) vinculao com a filosofia como saber unificado. b) reunio de percepes intuitivas para demonstrao. c) formulao de hipteses subjetivas sobre a vida

    social. d) adeso aos padres de investigao tpicos das

    cincias naturais. e) incorporao de um conhecimento alimentado pelo

    engajamento poltico. 5. Em 1987, a ento Primeira-Ministra da Gr-Bretanha, Margaret Thatcher, deu uma declarao

    durante uma entrevista que resumia, em parte, o seu iderio poltico liberal: A sociedade no existe. Existem homens, existem mulheres e existem famlias. O governo de Thatcher ficaria conhecido como um dos precursores do chamado Estado neoliberal, que enfatizava, entre outros ideais, o individualismo. Assim, esta concepo de governo contradiz os fundamentos da Sociologia de Durkheim, segundo o qual a sociedade poderia ser identificada a) como a soma de indivduos que definem seus valores

    em comum, unindo-se por laos de solidariedade voluntria.

    b) a partir da existncia de um contrato social que d origem ao Estado e sociedade civil.

    c) como o resultado da ao da classe dominante, capaz de reunir e controlar as massas.

    d) pela sntese de aes e sentimentos individuais que originam uma vida psquica sui generis.

    6. O objeto de estudo da sociologia, para Durkheim, o fato social, que deve ser tratado como coisa e o socilogo deve afastar suas prenoes e preconceitos. A construo durkheimiana do objeto de estudo da sociologia pode ser considerada a) positivista, pois se fundamenta na busca de

    objetividade e neutralidade. b) dialtica, pois reconhece a existncia de uma

    realidade exterior ao pesquisador. c) kantiana, pois trata da coisa em si e realiza a

    coisificao da realidade. d) nietzschiana, pois coloca a vontade de poder como

    fundamento para a pesquisa. e) weberiana, pois aborda a ao social racional

    atribuda por um sujeito. 7. Coube a mile Durkheim (1858-1917) a institucionalizao da Sociologia como disciplina acadmica. Para o socilogo clssico francs, a sociedade moderna implica uma diferenciao substancial de funes e ocupaes profissionais. Sobre as anlises desse autor, CORRETO afirmar: a) O problema social estritamente econmico e

    depende de vontades individuais. b) O desenvolvimento da sociedade moderna deve

    passar por um processo de ruptura social e permanente anomia.

    c) A questo social tambm um problema de moralizao e organizao consciente da vida econmica.

    d) Para Durkheim, na sociedade moderna no h possibilidades de desenvolvimento das coletividades, por necessitar de novos pactos polticos dos governantes.

  • http://historiaonline.com.br

    SOCIOLOGIA LISTA: DURKHEIM

    PROF.RODOLFO

    8. Solidariedade orgnica e solidariedade mecnica so conceitos propostos pelo socilogo francs mile Durkheim (1858-1917) para explicar a 'coeso social' em diferentes tipos de sociedade. De acordo com as teses desse estudioso, nas sociedades ocidentais modernas, prevalece a 'solidariedade orgnica', onde os indivduos se percebem diferentes embora dependentes uns dos outros. A lgica do mercado capitalista, entretanto, baseada na competio individualista em busca do lucro, pode corromper os vnculos de solidariedade que asseguram a coeso social e conduzir a uma situao de 'anomia'. De acordo com os postulados de Durkheim, CORRETO dizer que o conceito de anomia indica a) a necessidade de todos demonstrarem solidariedade

    com os mais necessitados. b) uma situao na qual aqueles indivduos portadores

    de um senso moral superior devem se colocar como lderes dos grupos dos quais fazem parte.

    c) a condio na qual os indivduos no se identificam como membros de um grupo que compartilha as mesmas regras e normas e tm dificuldades para distinguir, por exemplo, o certo do errado e o justo do injusto.

    d) o consumismo exacerbado das novas geraes, representado pelo aumento do nmero de shopping centers nas cidades.

    e) a solidariedade que as pessoas demonstram quando entoam cantos nacionalistas e patriticos em manifestaes pblicas como os jogos das selees nacionais de futebol.

    9. A concepo da Sociologia de Durkheim se baseia em uma teoria do fato social. Seu objetivo demonstrar que pode e deve existir uma Sociologia objetiva e