strument Oao Revisional

  • View
    229

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Agravo de instrumento em ação revisional

Text of strument Oao Revisional

EXCELENTSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIA DO DISTRITO FEDERAL.

Processo n 2010-002125-5

XXXXXXXXXXX, brasileiro, casado, Policial Militar, portador do RG n XXXXXX PM/GO e do CPF n XXXXXXXX, residente e domiciliado na XXXXXXXXXXXXXXX vem, respeitosamente perante Vossa Excelncia, com amparo no Art. 522 e SS e 527, III. do Cdigo de Processo Civil, INTERPOR

AGRAVO DE INSTRUMENTO COM PEDIDO DE LIMINAR

(TUTELA ANTECIPADA RECURSAL)Nos termos da razes anexas, contra a respeitosa Deciso de folhas proferida pela Excelentssima Senhora Juza da 8 Vara Cvel da Circunscrio Judiciria de Braslia-DF, requerendo desde j, o seu recebimento e conhecimento por este Egrgio Tribunal de Justia.

Informa, outrossim, que os documentos que integram o presente agravo so autnticos conforme Art. 525 do CPC:O Agravante deixa de pagar o preparo, tendo em vista ter sido deferido a JUSTIA GRATUITA pelo Juiz a quo.

Pede deferimento

Braslia-DF, 26 de abril de 2010.

JOS ALBERTO ARAJO DE JESUS

OAB/DF 12.490AGRAVANTE: XXXXXXXXXXXXXX

AGRAVADO: AYMOR FINANCIAMENTOS REAL LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

RESUMO DO PROCESSO1.

Cuida, na origem, de AO DE REVISO DE CONTRATO CUMULADA COM CONSIGNAO INCIDENTE E PEDIDO TUTELA ANTECIPADA, na qual visa o ora agravante, reviso de contrato de financiamento de veculo firmado com o agravado BANCO AYMOR FINANCIAMENTOS REAL LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL , sob os fundamentos de que a instituio financeira requerida se valia, indevidamente, de cobrana de taxa de abertura de crdito, de taxa de juros superior contratada, de capitalizao de juros, bem como de taxa de abertura de crdito.

2.

Na inicial foi feito pedido de antecipao de tutela para que fosse a requerida se abstivesse de registrar o nome da Autora no SERASA E SPC, at deciso final do processo, bem como pedido de consignao incidente das parcelas do financiamento incontroversa, conforme planilha de clculo juntada.

3.

No julgamento do pedido de antecipao da tutela aduzido na petio inicial, concluiu a magistrada singular pela impossibilidade do deferimento do pedido de no incluso do nome da requerente no SERASA bem como a consignao incidente das parcelas incontroversas, verbis.Circunscrio :4 GAMAProcesso :2010.04.1.002125-5Vara : 202 - SEGUNDA VARA CIVEL DO GAMA

DECISO INTERLOCUTRIA

Trata-se de Ao de Reviso de Clusula ajuizada por HERDCY DUTRA PEREIRA contra AYMOR FINANCIAMENTOS REAL LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL onde requereu a antecipao dos efeitos da tutela para que a empresa r se abstenha de incluir seu nome no cadastro de inadimplentes dos rgos de proteo ao crdito e, ainda, que fosse deferido o depsito em juzo das parcelas ajustadas no contrato firmado entre as partes no valor que entende devido.

Pretende o autor na ao revisional o questionamento das clusulas do contrato, e, por isso, no vislumbro a possibilidade de deferimento dos depsitos, pois at que haja uma deciso de natureza constitutiva, de modificao das clusulas do contrato, a obrigao persistir nos moldes e limites ajustados, o que afasta a possibilidade de depsito inferior ao estabelecido no ajuste. (Grifo Nosso)Sobre o assunto, colaciono a jurisprudncia do TJDF:

PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. REVISO CONTRATUAL. PRETENSO DE CONSIGNAO. VALORES INCONTROVERSOS. ELISO DOS EFEITOS DA MORA. IMPOSSIBILIDADE. TESES DE ACEITAO CONTROVERTIDA. AUSNCIA DE VEROSSIMILHANA. DECISO MANTIDA. 1- Afigura-se indevido que, em virtude da mera deduo em juzo de pretenso revisional do pacto com requerimento de consignao de valor que no corresponde ao previsto contratualmente, prevalea-se o devedor fiduciante da segurana de no ser alcanado por efeitos da mora, sob pena de dar-se lugar a uma reviso initio litis e unilateral do contrato. 2- O ajuizamento de ao revisional de contrato no suficiente, por si s, para obstar seja o nome de devedor inscrito nos cadastros de inadimplentes dos servios de proteo ao crdito. necessrio averiguar-se, complementarmente, se as alegaes possuem a aparncia do bom direito e fundam-se em jurisprudncia consolidada do Supremo Tribunal Federal ou Superior Tribunal de Justia (precedentes do STJ). Agravo de Instrumento desprovido. Maioria.(20080020074552AGI, Relator ANGELO PASSARELI, 2 Turma Cvel, julgado em 10/09/2008, DJ 08/10/2008 p. 46.)

PROCESSO CIVIL - AGRAVO DE INSTRUMENTO - REVISIONAL C/C CONSIGNAO EM PAGAMENTO - ANTECIPAO DE TUTELA - DEPSITO JUDICIAL DOS VALORES QUE ENTENDE DEVIDOS - AUSNCIA DOS REQUISITOS. - No se divisando de pronto a alegada cobrana indevida, porquanto o direito perseguido comporta interpretaes, o que livremente foi pactuado pelas partes deve prevalecer, mostrando-se totalmente prematura e inapropriada eventual alterao unilateral de clusulas contratuais em sede antecipatria.- Agravo conhecido e improvido.(20080020066920AGI, Relator SILVA LEMOS, 5 Turma Cvel, julgado em 13/08/2008, DJ 18/09/2008 p. 44).

TJSP PROCESSO: 1207652-7 RECURSO: Agravo de Instrumento ORIGEM: So Paulo JULGADOR: 2 Cmara - A JULGAMENTO: 30/06/2004 RELATOR: Amado de Faria DECISO: Negaram Provimento, VU TUTELA ANTECIPADA - Requisitos - Ao revisional - Medida liminar - Designao dada a requerimento de antecipao de tutela - Contrato de financiamento de veculo automotor - Alegado abuso na cobrana de juros - Pretendida reviso das clusulas relativas aos encargos de inadimplncia - Colimada manuteno na posse, impedindo-se, ainda, o registro do nome do autor no rol de inadimplentes da SERASA e SPC, alm do protesto de ttulos - O pedido tambm de depsito em consignao conforme valor que entende cabvel como prestao - Ausncia dos pressupostos necessrios ao deferimento da tutela antecipada - Teses polmicas que no configuram a verossimilhana do direito invocado e inexistncia de prova inequvoca do alegado - Inviabilidade das providncias postuladas - Indeferimento - Recurso de agravo de instrumento no provido. CLAUDIA/MLP/acv - 09.09.04.

Indefiro, por enquanto, os pedidos a ttulo de antecipao da tutela.

Cite-se a Requerida, na pessoa de seu representante legal, para contestar em 15 (quinze) dias, a contar da juntada aos autos do comprovante de citao, sob pena de revelia (perda do prazo para apresentar defesa) e de serem considerados verdadeiros os fatos descritos no pedido inicial.

Advirta-se a Requerida de que a contestao dever ser apresentada por advogado.

Intime-se.

Gama - DF, segunda-feira, 12/04/2010 s 14h05. 4.

Inconformado com a deciso, o Autor interpe o presente recurso, conforme as razes abaixo:

I - RAZES DO AGRAVO DE INSTRUMENTO5.

A pretenso do Requerente que seja reformada a deciso em no tocante ao indeferimento da consignao incidente pois viola direitos do Autor, bem como no reflete o entendimento do Tribunal de Justia do Distrito Federal, como ser adiante demonstrado. Alm do mais, o presente AGRAVO deve ser recebido e processado na modalidade de instrumento, tendo em vista o perigo de perigo de dano irreparvel e de difcil reparao, tendo em vista que a prxima parcela do financiamento vence no prximo dia 10/05/2010.II DAS RAZES DO PEDIDO DA REFORMA (Art. 527, III CPC)6.

O presente agravo de instrumento, tem por finalidade a reforma da deciso a fim de que se permita a realizao do depsito judicial da quantia de R$ 857,48 (oitocentos e cinqenta e sete reais e quarenta e oito centavos), referente s prestaes vincendas.

7.

Conforme explicado acima, o pedido de depsito incidente no foi fundamentado na inicial como tutela antecipada do provimento jurisdicional, como explica a MM. Juza, mas apenas para impedir a negativao do nome da Autora nos servios de proteo ao crdito.

8.

A consignao em juzo que se pretende se justifica pelo fato de , acaso ao final venha a ser vencedora a parte ora agravante, o valor depositado supra a dvida. Ou seja, h a possibilidade de xito ao final do julgamento do pedido que ensejou a ao, o que no se afasta enquanto no pronunciado, em definitivo, que no faz jus a Autora ao direito em que buscou fundamentar sua pretenso.

9.

Nesse mesmo sentido e consoante reza o 1, do artigo 899, do CPC, j pode Superior Tribunal de Justia asseverar a utilidade desse depsito para liberar, parcialmente, o devedor, nos termos exemplificados no seguinte julgado:

CIVIL E PROCESSUAL. AGRAVO REGIMENTAL. CONTRATO DE FINANCIAMENTO GARANTIDO POR ALIENAO FIDUCIRIA. INCIDNCIA DO CDC. REVISO DE CONTRATO. COMISSO DE PERMANNCIA. INACUMULABILIDADE COM QUAISQUER OUTROS ENCARGOS REMUNERATRIOS OU MORATRIOS. MANUTENO DO BEM NA POSSE DO DEVEDOR. DEPSITO PARCIAL. VALORES INCONTROVERSOS. CABIMENTO. COMPENSAO/RESTITUIO DO INDBITO. POSSIBILIDADE. RECURSO MANIFESTAMENTE IMPROCEDENTE. MULTA, ART. 557, 2, DO CPC.

(omissis) IV. Detm o valor depositado em juzo eficcia liberatria parcial, podendo ser futuramente complementado, to logo realizados os clculos e apurado o real montante do dbito, na esteira da (omissis) (AgRg no REsp 1025842/RS, Rel. Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR, QUARTA TURMA, julgado em 15/05/2008, DJe 23/06/2008)

10.

Alm disso, o rito da consignao permite que o ato consignatrio seja realizado no bojo da ao revisional, conforme avalizado, ainda, pela sufragada jurisprudncia deste Tribunal.AGRAVO DE INSTRUMENTO - REVISIONAL CUMULADA COM PEDIDO DE CONSIGNAO - DEPSITO INCIDENTAL - POSSIBILIDADE - NO AFASTAMENTO AUTOMTICO DA MORA - NECESSIDADE DE RECONHECIMENTO JUDICIAL ACERCA DA INTEGRALIDADE - POSSIBILIDADE DE INSCRIO DO NOME DO DEVEDOR EM CADASTROS DE RESTRIO AO CRDITO - ORIENTAO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIA. 1) A ao de reviso de clusulas pode ser cumulada com o pedido de consignao incidente, conforme a regra do art. 292 do CPC.2) possvel o pedido consignatrio quando pender litgio sobre o objeto do pagamento (CC, art. 335, V), cabendo tal req