SUMÁRIO - rfp-ptr.com.brrfp-ptr.com.br/download/2000/FPv7n1-2-2000.pdf · Negligência unilateral:

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of SUMÁRIO - rfp-ptr.com.brrfp-ptr.com.br/download/2000/FPv7n1-2-2000.pdf · Negligência unilateral:

  • S U M R I O EDITORIAL

    Diretrizes curriculares para os Cursos de Fisioterapia Amlia Pasqual Marques i

    ARTIGOS

    Efeitos de um programa de atividade fsica na qualidade de vida de mulheres com osteoporose Patrcia Driusso, Jorge Oishi, Ana Cludia Muniz Renn, Valria Ferreira 1

    Comparao dos efeitos de dois protocolos de estimulao eltrica neuromuscular sobre a fora muscular isomtrica do quadriceps Rinaldo Guirro, Carolina V. Nunes, Rafael Davini 10

    Negligncia unilateral: implicaes no processo de reabilitao Cleuza Braga da Silva, Juliana Saccol Martins 16

    Comparao das habilidades motoras de crianas prematuras e crianas nascidas a termo Marisa Corta Mancini, Maria Lcia Paixo, Tatiana Teixeira Silva, Lvia de Castro Magalhes, Vanessa Maziero Barbosa 25

    TESES/DISSERTA ES

    Mudanas motoras, sensorials e cognitivas em crianas com paralisia cerebral espstca dipartica submetidas a interveno isioterpica pelas abordagens Kabat ou Bobath Cristina dos Santos Cardoso de S 32

    Agentes acoplantes em fisioterapia: perdas acsticas e trmicas Raquel A. Casarotto 34

    A simetria e transferncia de peso do hemiplgico: relao dessa condio com o desempenho de suas atividades funcionais Eliane Ferrari Chagas 36

    EVENTOS 37

    NDICE DE AUTOR 38

    NDIDE DE ASSUNTO 39

    NORMAS PARA PUBLICAO

  • C O N T E N T S

    EDITORIAL

    Amlia Pasqual Marques i

    ARTICLES

    Effects of a physical activity program on the quality of life of women with osteoporosis Patricia Driusso, Jorge Oishi, Ana Cludia Muniz Renn, Valria Ferreira 1

    Comparison of the effects of two neuro-muscular electrical stimulation protocols on the isometric muscular strength of the quadriceps Rinaldo Guirro, Carolina V. Nunes, Rafael Davini 10

    Unilateral neglegt: implications in rehabilitation process Cleuza Braga da Silva, Juliana Saccol Martins 16

    Comparison of motor skills in preterm and fullterm children Marisa Cotta Mancini, Maria Lcia Paixo, Tatiana Teixeira Silva, Lvia de Castro Magalhes, Vanessa Maziero Barbosa 25

    THESIS/DISSER TA TIONS

    Motors, sensorials and cognitivas changes in childrens with spastic diparetic cerebral palsy submitted the physiotherapic approache Kabat method and Bobath method Cristina dos Santos Cardoso de S 32

    Coupling agents in physiotherapy: acoustical and thermal losses Raquel A. Casarotto 34

    Proposal of asymetric and weight transfer assessment and its relation with hemiplegics functional activities Eliane Cristina Ferrari 36

    EVENTS 37

    AUTHOR INDEX 38

    SUBJECT INDEX 40

    ARTICLES STANDARDIZATION

  • Diretrizes curriculares para os Cursos de Fisioterapia

    Com embasamento no edital de n 4 de 10/12/97 da SESu/MEC, a Comisso de Especialistas de Ensino de Fisioterapia solicitou s enti-dades de classe que enviassem sugestes sobre as novas diretrizes curriculares, cabendo a esta o papel de sistematizar as propostas rece-bidas e envi-las ao Conselho Nacional de Educao.

    Em linhas gerais so estas as diretrizes propostas: Os Cursos de Fisioterapia ao definirem suas propostas pedaggicas

    devero assegurar uma formao generalista de profissionais fisioterapeutas, aptos a atuar em todos os nveis de ateno sade, com uma viso ampla e global, respeitando os princpios ticos/ bioticos, morais e culturais do indivduo e da coletividade com o objetivo de preservar, desenvolver, restaurar a integridade de rgos, sistemas e funes. um profissional voltado ao desenvolvimento cientfico e apto a adquirir por iniciativa prpria conhecimentos que possam garantir uma educao continuada e permanente. Alm disso os Cursos de Fisioterapia devem assegurar a formao de profissionais com competncia (Conhecimentos, Habilidades e Atitudes) para:

    a) se inserir profissionalmente nos diversos nveis de ateno sade;

    b) atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdis-ciplinarmente;

    c) contribuir para a manuteno da sade, bem estar e qualidade de vida das pessoas, famlias e comunidade;

    d)realizar consultas, avaliaes e reavaliaes do paciente colhendo dados, solicitando, executando e interpretando exames propeduticos e complementares que permitam elaborar um diagnstico cintico-funcional;

    e) elaborar criticamente o amplo espectro de questes clnicas, cientficas, filosficas, ticas, polticas, sociais e culturais ;

    f) desenvolver o senso crtico, investigador e conquistar autonomia pessoal e intelectual necessria para empreender contnua formao na sua prxis profissional;

    g) desenvolver e executar projetos de pesquisa e extenso que contribuam na produo do conhecimento, socializando o saber cientfico produzido;

    h) exercer sua profisso de forma articulada ao contexto social;

    Devem integrar as Diretrizes Curriculares os contedos baseados nos seguintes campos de estudo:

    a) conhecimentos biolgicos - compreende o estudo aprofundado da constituio biolgica do ser humano;

  • b) conhecimentos humanos e sociais - abrange o estudo do homem e de suas relaes sociais;

    c) conhecimentos bio-tecnolgicos - inovaes tecnolgicas que possam ser uti l izadas em pesquisa e prtica clnica fisioteraputica;

    d) conhecimentos fsioteraputicos - compreende a aquisio de amplos conhecimentos na rea de formao especfica da Fisioterapia.

    A carga horria total do curso dever ter no mnimo, 4.500 horas ficando reservada uma carga horria de no mnimo 40% para os conhecimentos fsioteraputicos e para o estgio supervisionado, no mnimo, 20% da carga horria mnima (900 horas) devendo ser distribuda de forma a contemplar todas as reas da fisioterapia nos seus diferentes nveis de atuao.

    Para a concluso do Curso de Graduao em Fisioterapia o aluno dever elaborar um trabalho de concluso de curso, que poder constituir-se de: trabalho de monografia, publicao de artigo, estudo de caso, resenha crtica de livro, desenvolvimento de tcnica ou produto.

    A participao do discente em atividades de ensino, pesquisa e extenso deve ser estimulada bem como a atualizao permanente do corpo docente.

    As Instituies de Ensino Superior podem flexibilizar e otimizar as suas propostas curriculares para enriquec-la e complement-la, a fim de permitir ao profissional a manipulao da tecnologia, o acesso a novas informaes, considerando os valores, os direitos e a realidade scio-econmica, integrando cincias bsicas com a clnica e a atuao fisioteraputica. Os contedos curriculares podero ser diversificados mas dever ser assegurado o conhecimento equilibrado de diferentes reas, nveis de atuao e recursos teraputicos para assegurar a formao generalista.

    Tallvez o nico item polmico das diretrizes curriculares seja quanto durao mnima dos cursos. A comisso prope cinco anos mas h os defensores dos quatro anos. Porm todos so unnimes quanto manuteno das 4.500 horas.

    No momento as Diretrizes Curriculares encontram-se no Conselho Nacional de Educao para anlise.

    A proposta na integra enviada ao Conselho Nacional de Educao pode ser obtida no site http://www.mec.gov.br/sesu/diretrizes.

    Amlia Pasqual Marques Editora-chefe

    http://www.mec.gov.br/sesu/diretrizes

  • Efeitos de um programa de atividade fsica na qualidade de vida de mulheres com osteoporose(1)

    Effects of a physical activity program on the quality of life of women with osteoporosis

    Patricia Driusso

    Jorge Oishf2)

    Ana Cludia Muniz Rennet

    Valria Ferreira^

    (1 )Este trabalho parte da Dissertao (mestrado) - Universidade Federal de So Carlos apresentada pela fisioterapeuta Pa-tricia Driusso para obteno do ttulo de Mestre em Fisioterapia, 2000. ( 2 ) Professor Adjunto do Departamento de Estatstica da Universidade Federal de So Carlos - UFSCar (3)Fisioterapeutas. Endereo para correspondncia: Rodovia Washington Luis, Km 235. CEP 13565-905. Departamento de Estatstica. Universidade Federal de So Carlos, So Carlos, SP. e-mail: pdriusso@hotmail.com

    RESUMO: O objetivo desse estudo foi verificar os efeitos de um programa de atividade fsica na qualidade de vida de mulheres com osteoporose. Foram selecionadas 15 mulheres voluntrias, com diagnstico densitomtrico de osteoporose na coluna e/ou fmur. Todas as mulheres foram submetidas a uma avaliao fsica e responderam ao OPAQ {Osteoporosis Assessment Questionnaire). A cada um ms e meio, o grupo passou por uma reavaliao totalizando, ao final dos seis meses, cinco avaliaes. O programa de atividade fsica foi realizado duas vezes por semana, com sesses de uma hora de durao, durante seis meses consecutivos. Cada sesso foi constituda de: 10-15 minutos de alongamento; 30-40 minutos de caminhada; 5-10 minutos de brincadeiras com bola e 5-10 minutos de relaxamento e/ou massagem. Os dados foram analisados estatisticamente atravs dos testes no paramtricos ANO VA de Friedman e de Wilcoxon. As variveis analisadas na avaliao fsica (altura, flexo anterior do tronco, fora muscular do quadriceps e uso de analgsico) e nos domnios do OPAQ (flexibilidade, dor, nvel de tenso, atividade da vida diria e apoio familiar) apresentaram melhora significativa (p < 0,05) entre as avaliaes, comparando-se os dados. Os resultados obtidos permitem concluir que houve uma melhora significativa na atividade da vida diria, fora muscular, flexibilidade, dor e nvel de tenso. O OPAQ mostrou-se eficaz para a avaliao desejada. Dessa forma, as evidncias sugerem que o programa de atividade fsica contribuiu para a melhoria da qualidade de vida das mulheres participantes da pesquisa.

    DESCRITORES: Osteoporose, reabilita-o. Mulheres. Qualidade de vida. Avalia-o de programas.

    ABSTRACT. This study's goal was to check the effects of a physical activity program intended to improve the quality of life of a group of women with osteoporosis. Fifteen volunteer women were evaluated (59,1 7,6 years old), with