of 24 /24
TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA MODELO HIERÁRQUICO MODELO SISTÊMICO MODELO REFLEXO Movi/o Postura Tônus Estímulo/Resposta Método Bobath Método Kabath EEF Movi/o Postura Tônus

TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

  • Upload
    collin

  • View
    136

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA. MODELO HIERÁRQUICO. MODELO SISTÊMICO. MODELO REFLEXO. Movi/o Postura Tônus. Movi/o Postura Tônus. Estímulo/Resposta. Método Bobath. Método Kabath. EEF. Conceito de Tratamento Neuroevolutivo Bobath. MOV/O. FACILITAÇÃO DE MOV/S. POSTURA. - PowerPoint PPT Presentation

Citation preview

Page 1: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICANEUROLÓGICA

MODELO HIERÁRQUICO MODELO SISTÊMICO MODELO REFLEXO

Movi/oPosturaTônus

Estímulo/Resposta

Método Bobath Método Kabath EEF

Movi/oPosturaTônus

Page 2: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

TÔNUS

MOV/O

POSTURA INIBIÇÃO DE PADRÕES PATOLÓGICOS/PRIMITIVOS

ADEQUAÇÃO DE TÔNUS

FACILITAÇÃO DE

MOV/S

Conceito de Tratamento Neuroevolutivo Bobath

Page 3: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

1) TÔNUS1) TÔNUS 1) ADEQUAÇÃO 1) ADEQUAÇÃO DE DE

TÔNUSTÔNUS

TAPPINGTAPPING

PLACINGPLACING

CO-CONTRAÇÃOCO-CONTRAÇÃO

DESCARGA DE PESODESCARGA DE PESO

DISSOCIAÇÃO DE CINTURASDISSOCIAÇÃO DE CINTURAS

ALONGAMENTOS PASSIVOSALONGAMENTOS PASSIVOS

MOBILIZAÇÃO PASSIVAMOBILIZAÇÃO PASSIVA

de tônus

de tônus

PRINCÍPIOSDES.NORMAL TÉCNICAS

Page 4: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

1) Adequação de Tônus.

Técnicas de propriocepção e de estimulação tátil ( Tônus )

- Ocorrem deficiências da inervação recíproca dificultam o controle postural e na direção do movimento

- São usadas as técnicas que aumentam o tônus postural e que regulam a interação dos agonistas e dos sinergistas.

Page 5: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

SUPORTE DE PESO

Pode ser feito paciente atáxicos ou atetóide as mesmas técnicas usadas de forma estática, os movimentos de transferência de peso feitos vagarosamente e em pequenas amplitudes. em várias posições e atividades: supino, prono, sentado, em pé.

Page 6: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

TAPPING

•> Indicação: paciente com tônus baixo do tipo hipotonia e flutuações.

Aumentar o tônus postural do tronco e dos membros

Pode ser aplicado em intervalos regulares em uma rápida sucessão e gradativamente.

> Usado quando há uma fraqueza muscular ou hipotonia de um grupo muscular ou global, isto é, falta de sustentação do controle postural contra a gravidade.

Page 7: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Tipos de tapping-Tapping de pressão: é feito para co-contração para manutenção da fixação postural, ativando a contração simultânea de agonistas e antagonistas.

- É feito no ventre do músculo que quer a contração faz a mesma pressão e segura 4 a 5 seg.

através da estimulação de receptores (de propriocepção) musculares e articulares. - Tapping de deslizamento: é aplicado a um músculo específico (ventre muscular) , ativando também um padrão inteiro de ação muscular. Deve ser realizado com uma batida precisa e firme com os dedos pelo comprimento do músculo.

Page 8: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

PLACING

habilidade do paciente em interromper um movimento em qualquer etapa, automativamente

Utilizado em pacientes com flutuações tônicas.

coloca o pct em uma determinada postura e ele mantêm, faz co-contração do agonista e antagonista.

 

Page 9: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

HOLDING

- habilidade do paciente realizar as trocas posturais mantendo o placing colocado na postura anterior.em uma grande variedade de padrões funcionais e em várias etapas do DNPM normal e em diversas amplitudes de movimento. 

Page 10: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

1) TÔNUS1) TÔNUS 1) ADEQUAÇÃO 1) ADEQUAÇÃO DE DE

TÔNUSTÔNUS

TAPPINGTAPPING

PLACINGPLACING

CO-CONTRAÇÃOCO-CONTRAÇÃO

DESCARGA DE PESODESCARGA DE PESO

DISSOCIAÇÃO DE CINTURASDISSOCIAÇÃO DE CINTURAS

ALONGAMENTOS PASSIVOSALONGAMENTOS PASSIVOS

MOBILIZAÇÃO PASSIVAMOBILIZAÇÃO PASSIVA

2) POSTURA2) POSTURA 2) INIBIÇÃO2) INIBIÇÃO

DE PADRÕESDE PADRÕES

INVERTER OS PADRÕES DEINVERTER OS PADRÕES DE

PROXIMAL PARA DISTALPROXIMAL PARA DISTAL

de tônus

de tônus

PRINCÍPIOSDES.NORMAL TÉCNICAS

Page 11: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

2) Inibição de Padrões patológicos e primitivos

Inverter o padrão de proximal para distal

A adequação e a inibição são feitas ao mesmo tempo.

Ex: Paciente com Padrão Patológico FLEXORAD + RI de ombros = ABD + RE de ombros

Flexão de cotovelos = Ext de cotovelos

Pronação de antebraço = Supinação de antebraço

Flexão de punhos = Extensão de punhos

Adução de polegar = Abdução de polegar

Flexão dos dedos = Extensão dos dedos

 

Page 12: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

1) TÔNUS1) TÔNUS 1) ADEQUAÇÃO 1) ADEQUAÇÃO DE DE

TÔNUSTÔNUS

TAPPINGTAPPING

PLACINGPLACING

CO-CONTRAÇÃOCO-CONTRAÇÃO

DESCARGA DE PESODESCARGA DE PESO

DISSOCIAÇÃO DE CINTURASDISSOCIAÇÃO DE CINTURAS

ALONGAMENTOS PASSIVOSALONGAMENTOS PASSIVOS

MOBILIZAÇÃO PASSIVAMOBILIZAÇÃO PASSIVA

2) POSTURA2) POSTURA 2) INIBIÇÃO2) INIBIÇÃO

DE PADRÕESDE PADRÕES

INVERTER OS PADRÕES DEINVERTER OS PADRÕES DE

PROXIMAL PARA DISTALPROXIMAL PARA DISTAL

3) MOVIMENTO3) MOVIMENTO 3) FACILITAÇÃO 3) FACILITAÇÃO DE MOVIMENTOSDE MOVIMENTOS

PONTOS CHAVESPONTOS CHAVES

de tônus

de tônus

PRINCÍPIOSDES.NORMAL TÉCNICAS

Page 13: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

3) FACILITAÇÃO

- A facilitação dos movimentos é feita através de técnicas de manuseio do paciente com os ponto-chave de controle.- Através das técnicas de facilitação podemos obter movimentos específicos e modificar uma resposta, se necessário.

Page 14: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

AvaliaçãoAvaliação

Etapa motoraEtapa motora Movimento: como e porquêMovimento: como e porquê Sensorial (Normo,hiper ou hiposensível); Sensorial (Normo,hiper ou hiposensível);

agitação, apatia, relação familiar.agitação, apatia, relação familiar. Atividades reflexasAtividades reflexas Desequilíbrios muscularesDesequilíbrios musculares Retrações e encurtamentosRetrações e encurtamentos

Page 15: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Objetivos (gerais) da Objetivos (gerais) da FisioterapiaFisioterapia

Proporcionar segurançaProporcionar segurança Integração sensório-motora,cognitiva Integração sensório-motora,cognitiva

e emocionale emocional Consolidar as aquisicões motoras Consolidar as aquisicões motoras

(DNPM)(DNPM) Propiciar posturas adequadasPropiciar posturas adequadas OrientaçõesOrientações Prescrever adaptações e mobiliáriosPrescrever adaptações e mobiliários Estimular independência e atividades Estimular independência e atividades

funcionaisfuncionais

Page 16: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Objetivos do Tratamento - PCObjetivos do Tratamento - PC

Adequação de tônusAdequação de tônus Inibição de Padrões PatológicosInibição de Padrões Patológicos Estimular Reações PosturaisEstimular Reações Posturais Trocas posturaisTrocas posturais Treino de Atividades motorasTreino de Atividades motoras Treino de OrtostatismoTreino de Ortostatismo Treino de MarchaTreino de Marcha

Page 17: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Tratamento - DiparesiasTratamento - DiparesiasCaracterísticas geraisCaracterísticas gerais

Tratamento precoce é essencial e deve Tratamento precoce é essencial e deve objetivara adequação de tônus, estimulo de objetivara adequação de tônus, estimulo de reação corporadl de retificação e dissociação reação corporadl de retificação e dissociação de cinturas.de cinturas.

Sentar com rotação de tronco .Sentar com rotação de tronco . Evitar o “W” e o “ coelho “ utilizando o long-Evitar o “W” e o “ coelho “ utilizando o long-

sitting , stans...sitting , stans... Ortostatismo precoce evitará as luxações de Ortostatismo precoce evitará as luxações de

quadril.quadril. Consultas em ortopedista de 6 em 6 meses.Consultas em ortopedista de 6 em 6 meses.

ORTESES INDICADASORTESES INDICADAS Goteira anti-equinoGoteira anti-equino Andadores e StandsAndadores e Stands Talas de Lona em MMIITalas de Lona em MMII

Page 18: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

 

PC DIPARÉTICO ESPÁSTICO

- adequação de tônus MMII- inibição de padrão patológico ou primitivo EXT de MMII- estímulo do MRP com as reações de endireitamento / equilíbrio e proteção em posturas sentado e bípede- trocas posturais com ênfase para supino/sentado, ajoelhado/bípede, sentado/bípede- treino de atividades motoras: arrastar, engatinhar, marcha lateral- treino de ortostatismo com transferências de peso para MMII e MMSS, ganho de estabilidade pélvica e simetrias cabeça/tronco- treino de marcha com andador, muletas e órteses (goteiras anti-equino), com ganho sustentação de peso em MMII e MMSS, aumento de base de apoio e amplitude de passos

Page 19: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Tratamento – TetraparesiasTratamento – TetraparesiasCaracterísticas geraisCaracterísticas gerais

Adequação de tônus e a movimentação adequada, além de Adequação de tônus e a movimentação adequada, além de posicionamento e orientação à familia são importantíssimas posicionamento e orientação à familia são importantíssimas nos casos mais graves cujo prognóstico motor ´´e ruim.nos casos mais graves cujo prognóstico motor ´´e ruim.

Não devemos nos esquecer dps cuidados respiratóriosNão devemos nos esquecer dps cuidados respiratórios Nos casos moderados e leves o tratamento objetivará o Nos casos moderados e leves o tratamento objetivará o

estimulo do DMN , enfatizando o controle de cabeça e tronco estimulo do DMN , enfatizando o controle de cabeça e tronco e estímulos das reações de equilibrio e endireitamento.e estímulos das reações de equilibrio e endireitamento.

ÓRTESES INDICADASÓRTESES INDICADAS Goteiras anti equino e splintsGoteiras anti equino e splints Cadeiras adaptadasCadeiras adaptadas Parapodium Parapodium Talas de lona Para MMII e MMSSTalas de lona Para MMII e MMSS

Page 20: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

PC TETRAPARÉTICO ESPÁSTICO

- adequação global de tônus (tanto de MMSS quanto de MMII)- inibição de padrões patológico: ex: FL de MMSS e EXT de MMII- estímulo do MRP com as reações de endireitamento/equilíbrio principalmente na postura sentada- trocas posturais se possível apenas o supino/sentado-treino de ortostatismo com talas de lona para MMSS ou MMII com transferência de peso propriocepção dos membros 

Page 21: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

PC DO TIPO TETRAPARESIA ATETÓIDEPC DO TIPO TETRAPARESIA ATETÓIDE

Adequação global de tônusAdequação global de tônus Inibição de padrões patológicos MMSS MMIIInibição de padrões patológicos MMSS MMII Estímulo das Reações de End/Equil/Proteção , se Estímulo das Reações de End/Equil/Proteção , se

possível em todas as posturaspossível em todas as posturas Trocas posturais como sup/sentado, sentado/bípede, Trocas posturais como sup/sentado, sentado/bípede,

sentado/gato.sentado/gato. Treino de OrtostatismoTreino de Ortostatismo Treino de marcha ( alguns quadros leves ) com andador, Treino de marcha ( alguns quadros leves ) com andador,

talas de lona em MMSS e MMII.talas de lona em MMSS e MMII. Prevenção de deformidades com prescrição de goteiras Prevenção de deformidades com prescrição de goteiras

anti-equino , cadeiras de rodas e parapodium para anti-equino , cadeiras de rodas e parapodium para ortostatismoortostatismo

Treino de AVDS: transferências, Higiene, vesturário e Treino de AVDS: transferências, Higiene, vesturário e alimentação.alimentação.

Page 22: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Tratamento – HemiparesiasTratamento – HemiparesiasCaracterísticas geraisCaracterísticas gerais

Quanto mais precoce melhor o prognósticoQuanto mais precoce melhor o prognóstico estimular a linha média ( membros e cabeça)estimular a linha média ( membros e cabeça) Liberar cintura escapular ( ombro em rotação medial ) e Liberar cintura escapular ( ombro em rotação medial ) e

estimular coordenação óculo-manual , tato e estimular coordenação óculo-manual , tato e propriocepçãopropriocepção

Estimular descarga de peso no hemicorpo afetado, bem Estimular descarga de peso no hemicorpo afetado, bem como as reações de equilibrio , proteção e como as reações de equilibrio , proteção e endireitamento.endireitamento.

Estimular o DMN com ênfase em posturas simétricas Estimular o DMN com ênfase em posturas simétricas como gato e ajoelhado + acompanhamento ortopédico.como gato e ajoelhado + acompanhamento ortopédico.

ORTESES INDICADASORTESES INDICADAS

Goteira anti-equinoGoteira anti-equinoAbdutor de polegar em termoplastAbdutor de polegar em termoplastSplint funcional para punho e mão + tala de lona para Splint funcional para punho e mão + tala de lona para

terapiasterapias

Page 23: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

PC HEMIPARÉTICO ESPÁSTICO (ex: lado D)

-adequação de tônus no hemicorpo D- inibição de padrão patológico FL de MSD e EXT de MID- trocas posturais com transferência de peso para hemicorpo D- treino de atividades motoras com transferência de peso para MSD e MID- ortostatismo com ênfase para correção postural e transferência para hemicorpo D- treino de marcha com transferência peso para MSD e MID, ganho de dissociação cintura pélvica aumento de base de apoio e amplitude de passos, principalmente do MID-

Page 24: TÉCNICAS DE REEDUCAÇÃO NEUROLÓGICA

Prognóstico FuncionalPrognóstico Funcional

13 á 27% menor de sobrevida.13 á 27% menor de sobrevida. De Marcha:De Marcha:

– Idade de aquisição da postura sentadaIdade de aquisição da postura sentada– Presença de reflexos primitivosPresença de reflexos primitivos– Comprometimento motorComprometimento motor– Função de MMSSFunção de MMSS– Capacidade IntelectualCapacidade Intelectual