TESTE DE PRÉ-SELEÇÃO – SEGUNDA ETAPA .provocou deficit na balança comercial brasileira. Na

Embed Size (px)

Text of TESTE DE PRÉ-SELEÇÃO – SEGUNDA ETAPA .provocou deficit na balança comercial brasileira. Na

  • UnB / CESPE IRBr Teste de Pr-Seleo Segunda Etapa Caderno ECHO

    Admisso Carreira de Diplomata 1

    TESTE DE PR-SELEO SEGUNDA ETAPA

    QUESTO 31

    No Brasil, a instabilidade da poltica alfandegria prevaleceu no

    sculo XIX estendendo-se at o advento da Repblica e foi

    uma das causas da baixa industrializao. A respeito das tarifas

    praticadas e do comrcio exterior brasileiro nesse perodo, julgue

    (C ou E) os itens a seguir.

    Os tratados de comrcio da poca da Independncia do

    Brasil inauguraram um perodo de baixas tarifas, o que

    provocou deficit na balana comercial brasileira.

    Na dcada de 40 do sculo XIX, o pensamento

    industrialista se imps poltica de comrcio exterior,

    abrindo possibilidades para a criao de manufaturas.

    Os Estados Unidos da Amrica (EUA) dificultavam a

    importao do caf por meio das altas tarifas que

    aplicavam entrada do produto brasileiro naquele pas.

    No Brasil, durante as dcadas finais da Monarquia, o

    deficit do comrcio exterior contribuiu para a queda

    desse regime.

    Texto para as questes 32 e 33

    O oligarca um coronel como outro qualquer ou um

    representante dele que se mantm pela liderana, pelo

    autoritarismo e pelos favores que concede a seus aliados. Sem

    isso e as obrigaes que se impem, dificilmente se manteria no

    poder. Os favores concedidos no procedem somente dos seus

    bens pessoais, mas aproveitam-se das rendas e do poder do

    Estado para uma poltica individual.

    Edgard Carone. A Repblica velha. Rio de Janeiro:

    DIFEL, 1978, p. 269-70 (com adaptaes).

    QUESTO 32

    Tomando o texto como referncia inicial, julgue (C ou E) os itens

    seguintes, acerca do Brasil da Primeira Repblica (1889-1930).

    O regime poltico adotado favorecia o exerccio do

    poder a servio dos interesses nacionais em detrimento

    dos interesses individuais dos dirigentes.

    Durante esse perodo, o conceito de propriedade

    separava os bens da classe fundiria do bem pblico

    gerido pelo Estado.

    Os dissidentes encontravam, nesse perodo, concretas

    possibilidades de ascenso poltica, em razo da

    mobilidade social.

    Nesse perodo, estreito vnculo estabeleceu-se entre

    governo e partido, envolvendo lealdade entre ambos,

    porm sobrepondo-se os interesses deste aos daquele.

    QUESTO 33

    Ainda tomando o texto como referncia inicial, julgue (C ou E)

    os itens subseqentes, relativos ao Brasil da Primeira Repblica.

    O regime oligrquico favorecia, tambm no cenrio

    poltico, o domnio das famlias socialmente

    hegemnicas.

    Durante a Primeira Repblica, apesar do regime poltico,

    observam-se, por vezes, sucesses de oligarquias nos

    estados da Federao.

    Borges de Medeiros manteve-se como detentor do

    poder oligrquico no governo do Rio Grande do Sul por

    mais de duas dcadas.

    Nesse perodo, os governantes eram, na maioria das

    vezes, dominados por indivduos, famlias ou grupos.

    QUESTO 34

    Em seu primeiro governo (1930-1945), Getlio Vargas concebeu

    o desenvolvimento do Brasil pela via da industrializao. Acercadesse assunto, julgue (C ou E) os prximos itens.

    A resistncia mudana econmica provinha dos

    militares, porque ainda estavam ligados s elitesfundirias da Primeira Repblica.

    A recesso do capitalismo levou ao malogro o projeto

    industrial de Getlio Vargas.

    A aliana com os EUA, no contexto da Segunda Guerra

    Mundial, foi utilizada por Getlio Vargas para

    promoo da indstria.

    Nessa fase da industrializao, tendo outras prioridades,

    Getlio Vargas no cuidou dos direitos trabalhistas.

    QUESTO 35

    Entre os instrumentos legais do Regime Militar no Brasil, os atos

    institucionais destinavam-se ao fortalecimento do PoderExecutivo. Acerca desse assunto, julgue (C ou E) os itens

    seguintes.

    Com o Ato Institucional n. 1, de 1964, o presidente

    Castelo Branco dissolveu o Congresso, que no mais se

    reuniu durante seu mandato.

    A reforma eleitoral que extinguiu os partidos polticos

    ento existentes e criou apenas dois, ARENA e MDB,

    precedeu a Constituio de 1967.

    O Ato Institucional n. 5 deu impulso represso a

    movimentos e lideranas de esquerda.

    As eleies diretas para presidente da Repblica foram

    restabelecidas antes de expirar o mandato de JooBatista Figueiredo, o ltimo general-presidente.

  • UnB / CESPE IRBr Teste de Pr-Seleo Segunda Etapa Caderno ECHO

    Admisso Carreira de Diplomata 2

    QUESTO 36

    Acerca da poltica exterior do regime militar, nos diferentesgovernos do Brasil, julgue (C ou E) os itens a seguir.

    O governo de Costa e Silva recuperou princpios

    bsicos da Poltica Externa Independente.

    O entendimento poltico entre Brasil e EUA resultou em

    importante acordo de cooperao nuclear entre os doispases poca do governo de Ernesto Geisel.

    O chanceler brasileiro Azeredo da Silveira teve

    importante atuao no contencioso brasileiro-argentinoacerca do aproveitamento dos rios da bacia do Pratapara fins energticos.

    No governo Castelo Branco, lanaram-se as bases para

    a criao de uma comunidade dos pases de lnguaportuguesa.

    QUESTO 37

    Acerca das origens e conseqncias do Plano Cruzado, concebido

    durante a Presidncia de Jos Sarney, julgue (C ou E) osprximos itens.

    O Plano Cruzado destinou-se basicamente a acelerar o

    crescimento do pas.

    O Plano Cruzado foi concebido por economistas como

    um plano ortodoxo de combate inflao segundomodelo recomendado pelo FMI.

    implantao do Plano Cruzado seguiu-se forte e

    imediata retrao do consumo.

    O Plano Cruzado impediu o retorno de altas taxas de

    inflao at o trmino do mandato de Jos Sarney.

    QUESTO 38

    A formao do MERCOSUL se deu em razo de uma tendnciahistrica, em que diversos fatores concorreram para estimular acooperao entre Brasil e Argentina. Acerca desse processo,julgue (C ou E) os itens subseqentes.

    O regime militar brasileiro iniciou entendimentos com

    o governo argentino no sentido de evitar uma possvelcorrida nuclear.

    Em 1986, os presidentes Sarney e Alfonsn foram os

    signatrios do Tratado de Assuno, que criou oMERCOSUL.

    A globalizao da dcada de 90 do sculo XX acentuou

    assimetrias entre os sistemas produtivos do Brasil e osda Argentina.

    O acordo destinado criao da zona de livre comrcio

    entre MERCOSUL e Unio Europia foi concludodurante o segundo mandato de Fernando HenriqueCardoso.

    Texto para as questes 39 e 40

    O Tratado de Madri, de 1750, firmado entre os reis dePortugal e Espanha para pr fim s disputas fronteirias acerca deseus domnios na Amrica do Sul, estabelece, em seu prembulo,os princpios que instruram a negociao da linha divisria:... se atenda com cuidado a dois fins: o primeiro e principal que se assinalem os limites dos dois domnios, tomando porbalizas as paragens mais conhecidas, para que em nenhum tempose confundam, nem dem ocasio a disputas, como so a origeme o curso dos rios, e os montes mais notveis; o segundo, quecada parte h de ficar com o que atualmente possui; exceo dasmtuas cesses, que em seu lugar se diro; as quais se faro porconvenincia comum, e para que os confins fiquem, quanto forpossvel, menos sujeitos a controvrsias.

    QUESTO 39

    Tanto no perodo colonial brasileiro quanto no perodoindependente, as fronteiras do Brasil com seus vizinhos daAmrica do Sul foram objeto de acordos. luz do texto, assinalea opo correta acerca do processo de estabelecimento dasfronteiras do Brasil.

    A Ao longo dos sculos, o uso da fora prevaleceu sobre anegociao diplomtica quando se tratou de fixar as fronteirasdo Brasil.

    B O Baro do Rio Branco criou a doutrina do uti possidetisaplicada nas negociaes de limites.

    C Durante a Monarquia brasileira, estabeleceu-se, como um doscritrios de negociao, a ocupao efetiva do territrio nomomento da independncia.

    D O Tratado de Limites concludo em 1851 entre Brasil eBolvia foi considerado, posteriormente, como modelo denegociao.

    E Os limites entre Brasil e Argentina foram arbitrados em laudoexarado pelo rei da Itlia.

    QUESTO 40

    Tendo o texto como referncia inicial, julgue (C ou E) os itensseguintes, acerca da extenso atual do territrio nacional, bemcomo da fixao das fronteiras brasileiras.

    O arbitramento das fronteiras foi uma prtica

    introduzida pelo Visconde do Uruguai no incio doSegundo Reinado.

    A construo da estrada de ferro Madeira-Mamor

    inclua-se na problemtica de estabelecimento doslimites entre Brasil e Bolvia.

    Em geral, os tratados de limites do sculo XIX

    buscavam atender tambm ao objetivo de aumento danavegao e do comrcio com os vizinhos.

    A abertura do rio Amazonas navegao internacional

    em 1866 resultou de acordo negociado com os EUA.

  • UnB / CESPE IRBr Teste de Pr-Seleo Segunda Etapa Caderno ECHO

    Admisso Carreira de Diplomata 3

    QUESTO 41

    No Brasil do Segundo Reinado (1840-1889), os partidos

    polticos, embora representassem as elites sociais, guiavam-se por

    programas prprios e diferenciados de governo. Com relao a

    esse perodo histrico, assinale a opo correta.

    A Os partidos polticos eram instveis e de curta durao.

    B A Liga Progressista formada na dcada de 60 do sculo XIX

    criticava o sistema parlamentar, o eleitoral e a centralizao.

    C Liberais e conservadores convergiram ao propor a

    substituio do regime monrquico pelo republicano.

    D A chamada conciliao dos partidos, que ocorreu durante o

    perodo da Regncia (1831-1840), perdurou por todo o

    Segundo Reinado.

    E Em matria de poltica exterior, liberais e conservadores

    ma