Tópicos da Lei 11.638/07 Demonstração do Valor Adicionado(DVA) Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Ajuste a Valor Presente de Ativos e Passivos Profa

  • View
    105

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Tópicos da Lei 11.638/07 Demonstração do Valor Adicionado(DVA) Demonstração dos Fluxos de Caixa...

  • Slide 1
  • Tpicos da Lei 11.638/07 Demonstrao do Valor Adicionado(DVA) Demonstrao dos Fluxos de Caixa (DFC) e Ajuste a Valor Presente de Ativos e Passivos Profa. Roberta Alencar (robertaalencar@uol.com.br / rca@usp.br)robertaalencar@uol.com.brrca@usp.b Julho/2008
  • Slide 2
  • Agenda Demonstrao do Valor Adicionado Conceito Econmico x Contbil Modelos Exemplos Demonstrao dos Fluxos de Caixa Conceitos Mtodos: Direto x Indireto Exemplos Ajuste a Valor Presente
  • Slide 3
  • Demonstrao do Valor Adicionado(DVA)
  • Slide 4
  • Demonstrao do Valor Adicionado Evidencia a riqueza gerada pela empresa e sua distribuio, para: Empregados Governo Fornecedores de Capital Proprietrios Obrigatria para as Companhias Abertas a partir do exerccio findo em 2008.
  • Slide 5
  • Antecedentes Responsabilidade Social Foco nos stakeholders. Em suas interaes com clientes e fornecedores a empresa adiciona valor E distribui para: Investidores, empregados, credores, governo
  • Slide 6
  • Slide 7
  • DVA em outros pases (Scherer, 2007) Surgimento Europa Primeira tentativa estruturada Inglaterra (1975) EUA Praticamente desconhecida Tambm publicam (no obrigatria): Frana Alemanha frica do Sul Dinamarca Sua Itlia Reino Unido Holanda Sucia Noruega Cingapura
  • Slide 8
  • O que Valor Adicionado? Conceito empregado pela Economia, relacionado ao clculo do Produto Nacional Denomina-se valor adicionado em determinada etapa de produo, diferena entre o valor bruto da produo e os consumos intermedirios nessa etapa. Assim o produto nacional pode ser concebido com a soma dos valores adicionados em determinado perodo de tempo, em todas as etapas dos processos de produo do pas. (Simonsen, 1975, p. 83)
  • Slide 9
  • Valor Adicionado Exemplo (De Luca: 1998, p.30) Considere uma economia na qual as nicas transaes ocorridas foram as seguintes: Agricultor: venda de algodo em rama para a Indstria Txtil por $ 1.000 Indstria Txtil: venda de tecido de algodo para a Indstria de Confeces por $ 1.400 Indstria de Confeces: venda de camisas para os consumidores finais por $1.700 Qual foi o valor adicionado em cada operao?
  • Slide 10
  • Valor Adicionado (Aplicao em Empresas) Suponha-se que uma empresa venda toda sua produo em um certo perodo e obtenha receita total de $ 100.000,00 para isto, a empresa efetuou compra de materiais de outras empresas no valor de $ 60.000,00 e pagou $ 10.000,00 a seus funcionrios. Qual o valor adicionado dessa empresa? E se a empresa s vendesse a produo no perodo seguinte, haveria valor adicionado no perodo?
  • Slide 11
  • Valor Adicionado Conceitos (MORLEY, 1979) Em que: RC = Resultado Contbil RV = Receita de Vendas de Mercadorias, Produtos ou Servios M = Materiais e Servios Consumidos S = Salrios J = Juros e Aluguis I = Impostos Dep = Depreciaes, Amortizaes e Exaustes RC = RV M S J I - Dep
  • Slide 12
  • Valor Adicionado Conceitos (MORLEY, 1979) Em que: LR = Lucros Retidos RV = Receita de Vendas de Mercadorias, Produtos ou Servios M = Materiais e Servios Consumidos S = Salrios J = Juros e Aluguis I = Impostos Dep = Depreciaes, Amortizaes e Exaustes Div = Dividendos LR = RV M S J I Dep - Div
  • Slide 13
  • Valor Adicionado Conceitos (MORLEY, 1979) Reorganizando a Equao: LR+ S+ J+ I +Dep +Div = (RV M) LR = RV M S J I Dep - Div Temos: Ou: LR+ S+ J+ I +Div = (RV M - Dep) Valor Adicionado Bruto Valor Adicionado Lquido
  • Slide 14
  • Distribuio do Valor Adicionado
  • Slide 15
  • Slide 16
  • Slide 17
  • Impostos na DVA Exemplo com ICMS Uma empresa comercial varejista sediada em Macei (AL), adquiriu em 02 de janeiro, de uma empresa comercial atacadista situada em Vitria (ES) mercadorias para revenda no valor de R$ 12.000,00. Sobre tais mercadorias incidiu ICMS alquota de 12%. O comerciante varejista revendeu, no mesmo ms, todas as mercadorias que havia comprado por R$ 18.000,00, para um consumidor final residente na mesma cidade. O ICMS devido para tais operaes, quando dentro do estado de Alagoas, de 17%.
  • Slide 18
  • Apurao do imposto pelo comerciante varejista: Entradas Base de C lculoAl quota ICMS R$ 12.000,0012%R$ 1.440,00 Sa das Base de C lculoAl quota ICMS R$ 18.000,0017%R$ 3.060,00 Saldo a Recolher (R$ 3.060,00 R$ 1.440,00) R$ 1.620,00 Impostos na DVA Exemplo com ICMS
  • Slide 19
  • Registros contbeis ignorando a presena de outros impostos Impostos na DVA Exemplo com ICMS
  • Slide 20
  • Aquisio de mercadoria para revenda: D bito Estoque de MercadoriasR$10.560,00 D bito ICMS a RecuperarR$1.440,00 Cr dito FornecedoresR$12.000,00 Operao de Venda: D bito Duplicatas a ReceberR$18.000,00 Cr dito Receita de Vendas de MercadoriasR$18.000,00
  • Slide 21
  • ICMS incidente sobre a operao de venda: D bitoImpostos e Contribui es Incidentes sobre Vendas/ ICMS R$3.060,00 Cr dito ICMS a RecolherR$3.060,00 Registro do Custo da Mercadoria Vendida: D bito Custo da Mercadoria vendidaR$10.560,00 Cr dito Estoque de MercadoriasR$10.560,00
  • Slide 22
  • Reduo do montante a recuperar do imposto devido: D bito ICMS a RecolherR$1.440,00 Cr dito ICMS a RecuperarR$1.440,00
  • Slide 23
  • % RB Venda de Mercadorias R$ 18.000,00 100,0 (-) ICMS s/ Vendas R$ 3.060,00 17,0 (=) Vendas Lquidas R$ 14.940,00 83,0 (-) Custo M. Vendidas R$ 10.560,00 58,7 (=) Lucro Bruto R$ 4.380,00 24,3 Demonstrao de Resultado
  • Slide 24
  • Venda de Mercadorias R$ 18.000,00 (-) Insumos adq. terceiros R$ 12.000,00 (=) Valor Adicionado R$ 6.000,00 Distribuio do Valor Adicionado: Impostos, Taxas e Contribuies R$ 1.620,00 27% Lucros Retidos R$ 4.380,00 73% Impostos na DVA Exemplo com ICMS Valor Adicionado e Distribuio
  • Slide 25
  • Valor Adicionado na contabilidade Adaptao do conceito econmico: produo x venda conciliao com a DRE Alguns itens polmicos ou adaptaes: Proviso para perdas com crditos de liquidao duvidosa (PDD) Depreciao Contribuies Seguridade Social incidentes sobre itens da Folha de Pagamento Resultado de Equivalncia Patrimonial
  • Slide 26
  • DVA Existe um modelo? IASB - DVA no integra o conjunto de demonstraes de que trata o IAS 1 Presentation of Financial Statements. Conselho Federal de Contabilidade - Resoluo CFC n 1.010/05 aprovou a NBC T 3.7 Demonstrao do Valor Adicionado. FIPECAFI Exame Melhores e Maiores http://www.fipecafi.com.br/consultoria/projetos_melhores_ maiores_questionario.aspx
  • Slide 27
  • NBC T 3.7 Informaes extradas da contabilidade Base no princpio contbil da competncia Consistente com a DRE e conciliada em registros auxiliares mantidos pela entidade Demonstraes Contbeis ConsolidadasCaso a entidade elabore Demonstraes Contbeis Consolidadas, a Demonstrao do Valor Adicionado deve ser elaborada com base nas demonstraes consolidadas, e no pelo somatrio das Demonstraes do Valor Adicionado individuais.
  • Slide 28
  • NBC T 3.7 Apresentada de forma comparativa Em notas explicativas (no era obrigatria) Deve evidenciar : receita bruta e as outras receitas; os insumos adquiridos de terceiros; os valores retidos pela entidade; valores adicionados recebidos (dados) em transferncia a outras entidades; valor total adicionado a distribuir; e distribuio do valor adicionado.
  • Slide 29
  • NBC T 3.7 1-RECEITAS 2-INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS 3 - RETENES 4 -VALOR ADICIONADO LQUIDO PRODUZIDO PELA ENTIDADE (1-2- 3) 5 - VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERNCIA 6 - VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR (4-5) 7 - DISTRIBUIO DO VALOR ADICIONADO 7.1. Empregados 7.2. Tributos 7.3. Financiadores 7.4. Juros sobre capital prprio e dividendos 7.5. Lucros retidos/prejuzo do exerccio
  • Slide 30
  • NBC T 3.7 1-RECEITAS 1.1. Vendas de mercadoria, produtos e servios vendas de mercadorias, produtos e servios (valor bruto) deduzidas as devolues, os abatimentos incondicionais e os cancelamentos; outras receitas decorrentes das atividades afins 1.2. Proviso para devedores duvidosos constituio (reverso) de proviso para crditos duvidosos;
  • Slide 31
  • NBC T 3.7 1-RECEITAS 1.3. Resultados no-operacionais resultados no-decorrentes das atividades-fim, como: ganhos ou perdas na baixa de imobilizado, investimentos, etc., exceto os valores adicionados recebidos (dados) em transferncia a outras entidades
  • Slide 32
  • NBC T 3.7 2-INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS 2.1. Materiais consumidos materiais consumidos includos no custo dos produtos, mercadorias e servios vendidos (includos tributos) 2.2. Outros custos de produtos e servios vendidos demais custos dos produtos, mercadorias e servios vendidos, exceto gastos com pessoal prprio e depreciaes, amortizaes e exaustes; (includos tributos)
  • Slide 33
  • NBC T 3.7 2-INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS 2.3. Energia, servios de terceiros e outras despesas operacionais despesas operacionais incorridas com terceiros, tais como: materiais de consumo, telefone, gua, servios de terceiros, energia; (includos tributos) 2.4. Perda na realizao de ativos valores relativos a perdas de ativos, como perdas na realizao de estoques ou investimentos, etc.
  • Slide 34
  • NBC T 3.7 3 - RETENES 3.1. Depreciao, amortizao e exausto
  • Slide 35
  • NBC T 3.7 5 - VAL