TORNEIO ESTADUAL REGULAMENTO GERAL ?U BICO DE OURO DE TRINCA FERRO 13 HOMOLOGAÇÃO 13 DAS DISPOSIÇÕES

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of TORNEIO ESTADUAL REGULAMENTO GERAL ?U BICO DE OURO DE TRINCA FERRO 13 HOMOLOGAÇÃO 13 DAS...

1

TORNEIO ESTADUAL

REGULAMENTO GERAL DE TRINCA FERRO - FIBRA

NDICE

ASSUNTO PAGINA NORMAS E ROTINAS 2

DA PREPARAO E COMPETNCIA 2

EXPOSITORES QUE PODERO OU NO PARTICIPAR DOS TORNEIOS FEBRAPS 3

CONDIES PARA O PSSARO PARTICIPAR OU NO DO TORNEIO/CAMPEONATO 3

DA INSCRIO 5

DO HORRIO 5

DAS ESTACAS 6

DAS GAIOLAS 6

DA COLOCAO DOS PSSAROS NAS ESTACAS 7

DA ADMINISTRAO TCNICA DO TORNEIO 7

INCUMBE AOS CHEFES DE RODA 8

INCUMBE AOS FISCAIS 8

DO CANTO E SUA CONCEITUAO 9

DA CLASSIFICATRIA E FINAL 10

DA ELIMINAO 11

DA APURAO (NO TORNEIO) 12

CALENDRIO, DESCARTES E PARTICIPAES MNIMAS 13

DA PONTUAO DE FIBRA DE TRINCA FERRO NO TORNEIO ESTADUAL 13

TROFU BICO DE OURO DE TRINCA FERRO 13

HOMOLOGAO 13

DAS DISPOSIES FINAIS 13

PREMIAO 13

2

1 - NORMAS E ROTINAS

1.1 - As normas e rotinas deste Regulamento sero aplicadas a todos os Torneios Brasileiros, Regionais e Locais organizados e dirigidos pela FEBRAPS. Prevalecero estas normas e rotina aprovadas pelo Conselho Tcnico FEBRAPS e Presidente na hiptese de divergncias com outras de qualquer natureza. 1.2 - Em caso de dvida sobre a interpretao deste regulamento, casos omissos e/ou fatos novos no

momento do torneio, o impasse ser resolvido pelo conselho tcnico ou por um diretor FEBRAPS

presente.

1.3 - Os impasses que no puderem ser resolvidos no momento do torneio sero resolvidos pela diretoria da FEBRAPS com comunicao posterior da deciso aos envolvidos. 2 - DA PREPARAO E COMPETNCIA

Incumbe ao presidente do clube promotor e seus diretores: 2.1 - Horrio da recepo ficar a critrio da entidade filiada, com divulgao de local no mnimo uma semana de antecedncia. 2.2 - Dos Locais dos Torneios: Os torneios s podero ser realizados em recintos protegidos do sol, da chuva, do vento, em ambiente claro, arejado e seguro. 2.3 - Do Ambiente do Torneio: Todo clube dever indicar o local onde se realizar o torneio, pagando as taxas devidas, manter o alvar do torneio em mos, mantendo os sanitrios dignamente limpos e com todo o material necessrio, separados entre masculinos e femininos, servio de bar e lanches aos expositores, equipe de segurana onde houver estacionamento prprio ou externo e equipe de atendimento e recepo aos expositores, visitantes e demais criadores. 2.4 - Providenciar para que todos os itens deste Regulamento sejam respeitados e cumpridos. 2.5 - Providenciar para que todos os envolvidos na administrao do torneio tenham disposio todo o material necessrio ao bom andamento do torneio. 2.6 - Supervisionar de maneira geral para o bom andamento de todo o Torneio. 2.7 - Atender a imprensa, rgos de fiscalizao ou designar seu representante para a concesso de entrevistas e informaes solicitadas. 2.8 - FMEAS: Providenciar, por se tratar de um item obrigatrio, que seja designado um local para a colocao das fmeas que ser supervisionado por um fiscal local, isto porque terminantemente proibido que elas fiquem no ambiente da roda e suas gaiolas possam ser avistadas pelos pssaros em concurso. Importante notar que a FEBRAPS no ter nenhuma responsabilidade no caso de furto ou acidente ocorrido com qualquer pssaro levado aos recintos dos torneios. 2.9 - Acompanhar e assistir as autoridades que porventura visitem o torneio. 2.10 - Fazer parte da comisso apuradora ou designar seu representante para tal.

3

2.11 - Anunciar o resultado do torneio, convidando para participar autoridade da FEBRAPS procedendo entrega dos trofus, sempre do ltimo para o primeiro classificado. 2.12 - A critrio do Presidente do clube promotor e do conselho tcnico poder ser entregue antecipadamente (antes da entrega oficial), a premiao que o pssaro e expositor fizerem jus. 2.13 - Comunicar oficialmente, atravs de A.R., o IBAMA e a Polcia Ambiental, em suas sedes mais prximas, com 15 (quinze) dias de antecedncia da realizao do torneio, para que, se assim entenderem, compaream e fiscalizem os procedimentos irregulares que possam ocorrer, para eximir-se da respectiva responsabilidade. 2.14 - obrigatria a disponibilizao de uma cpia deste regulamento em lugar visvel e de fcil acesso, para que todos dele conheam e no venha alegar ignorncia; 2.15 - Entrega dos Trofus: A entrega dos trofus no torneio dever ser feita no barraco, imediatamente aps a apurao dos resultados. O clube promotor tomar as providncias para que isto ocorra. 2.16 - Gaiolas no Recinto do Torneio: A filiada patrocinadora dever afixar faixas orientativas em pontos estratgicos, designar pessoas para proibir e orientar expositores e outros sobre a circulao de gaiolas abertas ou fechadas, pssaros pendurados nas imediaes das estacas, pssaros fora dos carros antes de ser chamado para estaca ou mesmo depois. Quando identificado, o pssaro perder automaticamente seus pontos e o expositor estar suspenso do torneio subsequente. O clube promotor deve zelar para evitar esta pratica que ainda existe, podendo ser tambm penalizado. 2.17 - responsabilidade clube promotor do torneio enviar a comisso tcnica FEBRAPS com 5 (cinco) dias de antecedncia a escala de:

1 Chefe de roda por modalidade; 2 Fiscais de roda por modalidade;

Encaminhar nomes e telefones para a FEBRAPS aos cuidados da comisso tcnica. 2.18 - Para liberao de data no calendrio para realizao do torneio necessrio que no exista pendncia financeira do Clube junto FEBRAPS. 2.19 - Os Clubes filiados FEBRAPS devero: quando houver torneio Oficial FEBRAPS no realizarem mini torneios na sua regional. Esta deciso serve justamente para proteger os clubes. O clube que no respeitar poder ser punido no calendrio do ano seguinte. Obs. Somente com autorizao prvia FEBRAPS. 2.20 - O Clube que realizar torneio com outra entidade ficar fora do calendrio do ano seguinte e se houver outros torneios deste clube com a FEBRAPS no calendrio os mesmos sero cancelado. Obs. Somente com autorizao prvia FEBRAPS. 3 - EXPOSITORES QUE PODERO OU NO PARTICIPAR DOS TORNEIOS FEBRAPS 3.1 - Scios que possuem carto magntico os pontos sero considerados;

4

3.2 - No scios da FEBRAPS residentes no estado de So Paulo desde que o criador se filiar a um clube filiado a FEBRAPS em um prazo de 5 (cinco) dias e o clube promotor tenha adquirido ficha junto FEBRAPS para fazer inscrio. 3.3 - Os expositores suspensos no podero participar dos torneios com seus pssaros, pssaros de outrem como tambm qualquer pssaro que conste da sua relao ou nota fiscal, ocorrendo qualquer destas situaes o pssaro ser desclassificado a qualquer momento. 4 - CONDIES PARA O PSSARO PARTICIPAR OU NO DO TORNEIO/CAMPEONATO 4.1 - Nenhum nome de pssaro poder ser trocado durante os Torneios ou substitudo por outro. 4.2 - O pssaro que porventura venha a mudar de dono durante o decorrer do campeonato autoriza os envolvidos nesta troca a solicitar atravs do e-mail febraps@febraps.org.br ou oficio dirigido FEBRAPS, a transferncia para o novo proprietrio, sem mudar o nome do pssaro durante o torneio.

OBS.: Essa mudana ser realizada conforme disponibilidade da FEBRAPS; 4.3 - Os Clubes tambm podero solicitar esta transferncia usando senha prpria. 4.4 - Conferncia de anilhas: Podero ser conferidas as anilhas, aps o termino da roda de todos os pssaros participantes ou de nmero menor mediante sorteio, cabendo esta deciso ao Conselho Tcnico presente no torneio. 4.5 - Quando houver necessidade de conferncia de anilhas de pssaros especficos, somente poder ser feita aps o termino da roda com a aprovao de um membro do conselho tcnico FEBRAPS. 4.6 - ANIS: S podero concorrer pssaros com anis fechados e que no apresentem sinais de violao ou bitola diferente das compatveis com o tarso da ave, conforme exigncias do IBAMA. (Vide item 4.16) 4.7 - PSSAROS HBRIDOS: No sero permitidas as participaes de pssaros hbridos (cruzamento entre espcies diferentes). 4.8 - PSSAROS MESTIOS: Sero permitidas as participaes de mestios (cruzamento entre subespcies), desde que no haja diferenas visveis do fentipo caracterstico. 4.9 - PSSAROS DEFICIENTES: No podero participar pssaros cegos dos dois olhos (impossibilitado de enxergar o adversrio), como tambm queles que tiverem defeitos graves nos ps e dificuldade de empoleirar. 4.10 - IDADE DOS PSSAROS: S podero concorrer pssaros virados com sua cor de penas definitiva. Proibido participao de pssaros com menos de (6) seis meses de vida. 4.11 - No podero ser inscritos: 4.12 - Tempera Viola, Tiruli, Garganta Vermelha, Batuqueiro. 4.13 - Pssaros que apresentem cores diferentes do fentipo caracterstico da espcie (mutaes). 4.14 - Em caso de dvida sobre a participao de pssaros, em funo do disposto 10 (todos os itens), a deciso caber a uma comisso assim composta: diretor de roda e chefe de roda, permanecendo o impasse, ser ouvido tambm o Bilogo ou Veterinrio responsvel pelo evento. 4.15 - A inscrio ser aprovada mediante a apresentao dos seguintes documentos:

5

- Relao atualizada dos pssaros emitida pelo SISPASS; - Licena de Transporte emitida pelo SISPASS destinada aquele torneio; - Apresentar GTA (Guia de Transportes de Animais).

4.16 - Pssaro no torneio: IN 10. - Art. 50: Somente podero participar de torneios os criadores amadores de passeriformes devidamente cadastrados no IBAMA, em situao regular e com aves registradas no SISPASS, ficando sob a responsabilidade da entidade organizadora do torneio a homologao da inscrio dos criadores participantes. 1 permitida a participao de criadores comerciais de passeriformes, devidamente registrados, desde que munidos de autorizao especfica expedida pelo IBAMA, cuja solicitao deve ser requerida com uma antecedncia mnima de 45 dias antes do tornei