Click here to load reader

Trabalho Aeroportos - Formatado

  • View
    101

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Trabalho Aeroportos - Formatado

1 Desenvolvimento Terico

Nos ltimos anos, notria a crescente preocupao pblica com relao proteo do meio ambiente contra o impacto do transporte areo e, conseqentemente, uma nfase na necessidade de utilizao de medidas eficazes para minimizar esses impactos. Uma vez que a poluio pode ser gerada em um aeroporto, bem como na rea em seu redor, os controles ambientais devem ser aplicados no aeroporto e seu entorno.

Para amenizar os impactos locais e globais, importante que toda a indstria da aviao civil se empenhe em controlar as emisses prejudiciais. Isto inclui a gesto de resduos perigosos e resduos slidos porquanto os aeroportos podem transformar-se em significativa fonte de lixo e resduos perigosos provenientes de tintas, leos lubrificantes, sedimentos, solventes e produtos qumicos txicos manuseados nos aeroportos.

A poluio que ocorre dentro e em torno do aeroporto tem o potencial de afetar no apenas a rea imediata, mas tambm as reas adjacentes. Pelo fato de poder ter efeito sobre a sade humana e sobre a ecologia da rea adjacente, esforos devem ser feitos para a preveno contra a poluio. Dessa forma, os controles ambientais proporcionam no apenas um meio de reduzir a poluio na fonte, como tambm uma forma de reduzir o potencial para impactos ambientais negativos. necessrio igualmente manter outros controles, tais como diretrizes de qualidade do ar e da gua, limites de rudo de motores de aeronaves, plano de gesto de resduos, planos ambientais emergenciais e planos para gesto ambiental.

Os aeroportos podem operar com impacto ambiental limitado ao incorporarem planos e procedimentos de gesto ambiental com o planejamento do uso do solo. No passado, a gesto ambiental concentrou-se na reduo ou controle da poluio ao encontrarem formas de destinao dos resduos aps terem sido produzidos. Mais recentemente, as organizaes tm se voltado para a preveno da poluio, que est concentrada na reduo ou eliminao da necessidade do controle da poluio. 7

Com todos os impactos ambientais causados em sua operao entrou em vigor nos aeroportos a Lei da Poltica Nacional do Meio Ambiente (Lei 6938 de 31 de agosto de 1981) criou instrumentos que permitem uma avaliao detalhada de todos os impactos que sero causados por um empreendimento. Entre os princpios a serem atendidos na formulao dos mecanismos e tambm na aplicao da Lei, esto inseridos os princpios de aes governamentais visando a manuteno do equilbrio ecolgico, considerando o meio ambiente como um patrimnio pblico, que dever ser assegurado e protegido, tendo em vista o uso coletivo e o de controle e zoneamento das atividades potencial ou efetivamente poluidoras.

Nesta Lei, se consagram como instrumento da poltica ambiental, a avaliao de impactos ambientais, e o licenciamento e a reviso de atividades efetiva ou potencialmente poluidoras.

Surgem assim, na dcada de 80, as Resolues do Conselho Nacional de Meio Ambiente CONAMA, com especial destaque para a Resoluo n 001, de 28 de janeiro de 1986, tornando obrigatria a elaborao de estudo de impacto ambiental, para o licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como as atividades de aeroportos.

No Brasil, a execuo das normas decorrentes dessa Poltica Ambiental esto, preponderantemente, a cargo da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroporturia INFRAERO, empresa vinculada ao Ministrio da Defesa e responsvel pela administrao de 66 aeroportos e de 81 estaes de Apoio Navegao Area no Pas.

Em conseqncia, desde 1995, a INFRAERO estabeleceu diretrizes para a execuo de sua prpria Poltica Ambiental. Tais diretrizes, revisadas recentemente, estabelecem as estratgias e objetivos da empresa para planejar, construir e operar suas instalaes aeroporturias em conformidade com leis e regulamentos nacionais e internacionais.

8

Muniu-se tambm a INFRAERO de estruturas operacionais para executar as normas estabelecidas pela Poltica Ambiental. Nessa estrutura, figura o Comit de Gesto Ambiental.

Cabe ao Comit, em conjunto com outros setores da empresa, definir as diretrizes, os objetivos, as metas e as estratgias da poltica ambiental da empresa e determinar quais aes ambientais tero

prioridade na aplicao dos recursos disponveis.

Dentre

os

principais

Programas

Ambientais

da

INFRAERO

(Relatrio Ambiental 2004/2005), : - Licenciamento ambiental O Programa Licenciamento Ambiental foi constitudo para assegurar que as instalaes dos aeroportos estejam de acordo com o que determinado pela legislao ambiental brasileira. Seu objetivo obter e manter as licenas de operao

para os todos os aeroportos da Rede;

- Resduos slidos - em 2004, a INFRAERO finalizou a elaborao de Planos de Gerenciamento de Resduos Slidos (PGRS), para cada aeroporto da Rede. Com o PGRS, a empresa procura dotar as suas instalaes das tecnologias disponveis para o controle da gerao, segregao, coleta, armazenamento e destinao final dos resduos slidos. A empresa vem incentivando a reciclagem e reduzindo a incinerao de material descartado, entre outras providncias, para diminuir a poluio ambiental. Essas medidas vm tornando os aeroportos cada vez mais adequados

ao controle sanitrio e proteo ao meio ambiente; - Recursos hdricos O Programa de Recursos Hdricos foi formulado pela INFRAERO para estimular o uso racional da gua. Por uso racional entende-se a reduo do consumo, a otimizao dos processos que utilizam gua, o incentivo adoo de tecnologias inovadoras nos empreendimentos

9

que

entraro

em

operao,

e

em

tornar

mais

eficiente o consumo nas instalaes existentes; - Riscos ambientais o Programa Riscos Ambientais compreende a anlise de situaes potenciais de contaminao dos cursos dgua e lenis freticos; riscos de incndios e exploses, contaminaes do solo e de trabalhadores pelo manuseio ou inalao de produtos perigosos. Entre as atividades que so monitoradas pelo potencial de risco, esto: o abastecimento de aeronaves, sistemas que envolvem a manipulao de gs liquefeito de petrleo, armazenamento de combustveis e de cargas perigosas, sistemas de drenagem pluvial e oficinas e sistemas de refrigerao. As anlises de risco trazem, alm de um amplo diagnstico dos sistemas potencialmente perigosos, recomendaes quanto eliminao e mitigao de riscos; - Rudo aeronutico um dos principais impactos ambientais provocados pela atividade aeroporturia o rudo proveniente dos

equipamentos no ptio dos aeroportos e das operaes de aeronaves, como os procedimentos de aproximao, pouso, decolagem, taxeamento e testes de motores.

Tambm so elaborados o Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo Relatrio de Impacto Ambiental EIA/RIMA dever obedecer s exigncias constantes do Termo de Referncia emitido pelo rgo ambiental estadual, respeitando-se o escopo e forma recomendados pela Resoluo CONAMA 001/86 e em conformidade com as diretrizes dos normativos da INFRAERO.

Pode-se destacar os impactos mais importantes na operao de aeroportos, como;

- Gerao de resduos slidos; - Gerao de rudos e; - Gerao de resduos na atmosfera.

10

1.1 Gerao de Resduos

A disposio dos materiais ambientalmente perigosos usados nos reparos e na manuteno da aeronave (leos, lquidos para a limpeza e tintas) e de resduos do aeroporto e das aeronaves que chegam, deve ser gerida com eficcia. Embora os aeroportos no sejam considerados como complexos industriais, atividades dirias constituem fontes de resduo industrial no aeroporto. Desta forma, destacam-se as atividades como a movimentao da aeronave e os veculos de solo, operaes de abastecimento, manuteno de aeronave e trabalho de reparos, incluindo pintura e trabalhos de metal, teste de operao de clula de turbinas e manuteno de veculo de solo.

Apresenta-se na tabela abaixo a listagem dos dez maiores aeroportos do Brasil, com os respectivos fluxos de passageiros e aeronaves. Embora a gerao de resduos provenientes de aeronaves seja a mais representativa, toda a estrutura dos aerdromos contribui para o seu aumento, dando uma idia da proporo de resduos gerados no setor aerovirio no pas e a conseqente necessidade de um Plano de Gesto de Resduos Slidos (PGRS).

AEROPORTO Aeroporto Internacional de Congonhas Aeroporto Internacional de Guarulhos Aeroporto Internacional de Braslia Aeroporto Santos Dumont Aeroporto Internacional do Galeo Aeroporto Internacional de Salvador Aeroporto da Pampulha Aeroporto Internacional Porto Alegre Aeroporto Internacional de Recife Aeroporto Internacional de Curitiba

PASSAGEIROS 9.871.438 9.484.438 5.592.050 4.495.512 3.844.079 2.885.295 2.478.523 2.381.198 2.254.666 2.089.694

AERONAVES 191.716 115.245 101.095 76.372 58.225 64.524 62.443 43.736 47.366 45.461

Tabela 1: Fluxo de passageiros e aeronaves nos maiores aeroportos do pas Fonte: www.infraero.gov.br

11

Com base no IBGE (2002), a qual diz sobre a gerao de lixo per capita (500 gramas por habitante/dia), estima-se que a produo mdia diria do aeroporto de Guarulhos de 50.000 Kg e a do Galeo 35.000 Kg...num vo de curta, mdia e longas distncias, a composio do lixo das classes econmica, executiva e primeira classe, apresentam-se bem distintas. Se o vo fosse realizado, por exemplo, em um Boeing 747-400, os tipos de resduos e sua quantidade so dispostos abaixo (Schneider, 2004).

Boeing 747-400 134 a 234 Kg Classe Primeira Classe Classe Executiva Classe Econmica Quantidade passageiros 18 56 313

Tabela 2 - Composio de um Boeing 747-400

Resduos Gerados por um Boing 747-4003% 4% 4% 4% 9% 32% Papel Seco 7% Papel Descartvel Plstico Transparente Resto de Alimentos Vidro Plstico Rgido Plastico Filme 9% 15% 13% Tecido Embalagens de Alumnio OutrosGrfico 1 Resduos gerados por um Boeing 747

12

Atravs do estabelecimento de procedim