Trabalho costela final

  • View
    385

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

trabalho

Text of Trabalho costela final

  • 1

    UNIVERSIDADE COMUNITRIA DA REGIO DE CHAPEC

    UNOCHAPEC

    COBERTURA DE TELHAS CERMICAS E FIBROCIMENTO COM ESTRUTURA DE MADEIRA

    Lucas Tadeu Gonzatti Jaison Ghisleri

    Ezequiel De Villa

    Chapec - SC, Maro de 2013.

  • 2

    UNIVERSIDADE COMUNITRIA DA REGIO DE CHAPEC

    rea de Cincias Exatas e Ambientais Curso: Engenharia Civil Disciplina: Tcnicas Construtivas II Professor: Marcelo Fabiano Costella

    COBERTURA DE TELHAS CERMICAS E FIBROCIMENTO COM ESTRUTURA DE MADEIRA

    Lucas Tadeu Gonzatti Jaison Ghisleri

    Ezequiel De Villa

    Chapec - SC, Maro de 2013.

  • 3

    SUMRIO

    1. INTRODUO.....................................................................................................4 2. ESTRUTURAS DE MADEIRAS PARA TELHADO............................................5

    2.1 Estruturas de madeira de um telhado...............................................................6

    2.2 Estrutura pontaletada ......................................................................................7

    2.3 Tesouras em madeira ......................................................................................8

    2.4 Teras em madeira ..........................................................................................9

    2.5 Caibros em madeira ........................................................................................9

    2.6 Ripas de madeira ...........................................................................................10

    2.7 Ligaes ........................................................................................................10

    2.8 Ligaes com pregos ....................................................................................10

    3. TELHAS CERMICAS..............................................................................................11 3.1 Tipos de telhas ..............................................................................................12

    3.2 Execuo de telhados cermicos ...................................................................14

    4. TELHADO DE FIBROCIMENTO ............................................................................16

    4.1 Modelo de fibrocimento ................................................................................16

    4.2 Manuseio e estocagem ..................................................................................18

    4.3 Locao .........................................................................................................18

    5. REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS .......................................................................21

  • 4

    1. INTRODUO

    Nos dias de hoje temos a construo como um meio de trabalho que mais cresce no mundo, onde ocorre um grande aumento na gerao de empregos, que assim podemos encaixar a engenharia civil como a profisso mais importante para este crescimento. Temos como obrigao fazer da construo um empreendimento eficaz, tecnolgico e principalmente seguro. Para tudo isso sero necessrias pesquisas, testes e aprovao de leis e conceitos que nos fornecerem os itens necessrios para uma boa construo.

    Com base em pesquisas realizadas em livros e normas construtivas, iremos neste breve trabalho, descrever sobre telhas cermicas e fibro cimento, juntamente com a estrutura de madeira para o telhado, deixando claras as leis e normas, os melhores mtodos necessrios e meios construtivos para um bom desempenho desta atividade.

    A cobertura a alma da casa, da vida a construo com suas formas. Todavia no somente como esttica a finalidade do telhado, o seu objetivo vai alm da beleza, que tm principais finalidades abrigo contra intempries, isolante trmico, impermeabilizante. Entende-se que a cobertura composta por dois elementos com fins de proteger e assegurar a instabilidade da mesma, esses elementos so denominados estrutura constitudas por vigas e peas metlicas ou de madeira chamadas de tesouras, e por elementos de impermeabilizao que so as telhas.

  • 5

    2- ESTRUTURAS DE MADEIRAS PARA TELHADOS A estrutura de madeira calculada e projetada para suportar os carregamentos

    acidentais e permanentes, alem de esforos provenientes de aes de intempries, como variao de temperatura, chuva e vento.

    Os materiais empregados na confeco de estrutura de madeira dependem principalmente da regio e da oferta e procura, podendo variar as caractersticas de resistncia e em alguns casos esttica.

    As principais madeiras utilizadas para esse fim so o Ip, Cabriva ou Itaba, porm, segundo Thomaz (1982) Todos os elementos utilizam geralmente a peroba como madeira padro, por ser mais resistente ao apodrecimento e tambm por no ser to duro quanto o ip e a cabreva, entre outras razes.

    As principais funes da estrutura de madeira so de sustentar e fixar as telhas e transmitir os esforos solicitantes para os elementos estruturais do edifcio, garantindo assim a estabilidade do telhado. A estrutura composta por uma armao principal (tesoura) e uma secundria, mais conhecida por trama.

    2.1- Estrutura de madeira de um telhado composta por:

    Trama: trelia de madeira que serve de apoio para a trama; 1- Ripas: so peas de madeira pregadas sobre os caibros, que servem de apoios para as

    telhas cermicas;

    2- Caibros: peas de madeira, apoiadas sobre as teras, servindo como suporte para as ripas;

    3- Cumeeira: a parte mais alta do telhado; 4- Teras: peas horizontais de madeira colocadas na direo perpendicular estrutura de

    apoio. Elas apoiam-se geralmente sobre tesouras, pontaletes, oites, ou paredes intermedirias, com a funo de sustentar os caibros;

    5- Contrafrechal: tera da parte inferior do telhado; 6- Frechal: viga de madeira colocada em todo o permetro superior da parede de alvenaria,

    para amarrao e distribuio da carga concentrada da tesoura no caso de no haver viga;

    7- Chapuz: calo de madeira, geralmente de forma triangular, que serve de apoio lateral para a tera

  • 6

    Tesoura: trelia de madeira que serve de apoio para a trama; 8- Asna, perna, empena ou banzo superior: serve para resistir os esforos das teras; 9- Linha, tensor ou banzo inferior: pea de alinhamento da tesoura que recebe todos os

    esforos da tesoura e pela qual transmitida a estrutura principal da obra; 10- Montante principal ou pendural: elemento vertical de distribuio de cargas de um

    telhado; 11- Diagonal ou escora: Elemento oblquo de distribuio de cargas de um telhado 12- Tirante, pontalete ou suspensrio: Pea vertical destinada ao travamento, absorvendo

    os esforos de flambagem da tesoura; 13- Ferragem ou estribo: Pea metlica para reforo da tesoura; 14- Ferragem, cobrejunta ou meia-lua: Peca metlica destinada ao reforo das unies e

    das emendas, existentes em uma tesoura de madeira; 15- Testeira, aba ou tabeira: Tbua de acabamento; 16- Mo francesa: pea disposta de forma inclinada, com a finalidade de travar a estrutura.

    (a)

    (b)

    Figura 01 a) Vista de uma trelia, b) Corte e ripamento de uma trelia COBERTURA COM. ESTR. DE MAD. E TELHADO COM TELH. CER. Pag. 2,

  • 7

    2.2 Estrutura pontaletada Podemos construir uma estrutura sem o uso de tesouras para isso devemos

    apoiar as teras em uma estrutura, sendo que essa chamada de pontalete. Levando em consideraao que a distancia dos pontaletes deve ser a mesma a das tesouras.

    As vigas principais da estrutura, a tera da cumeeira e as demais teras so apoiadas sobre pontaletes e devem ser contraventadas com mos francesas. Estas devem ser colocadas dos dois lados dos pontaletes, sendo recomendvel que a estrutura seja contraventada nas duas direes.

    Figura 02 Estrutura de um pontalete TCNICAS DE CONSTRUO CIVIL E CONSTRUO DE EDIFCIOS pag. 122

    O apoio das peas de madeira (cumeeira, tera ou viga principal) sobre os pontaletes deve ser feito por encaixe, utilizando-se ainda talas laterais de madeira, fita ou chapas de metal.

    Os pontaletes no devem apoiar-se diretamente sobre a laje de forro, mas sim sobre placas de apoio, que podem ser constitudas por sees de pranchas ou vigas de madeira. As vigas principais devem apoiar-se sobre coxins, cintas de amarrao ou frechais, e no diretamente sobre as paredes. Em alguns casos as teras podem ser apoiadas nos oites, desde que sejam adotados reforos para garantir a estabilidade da estrutura.

  • 8

    2.3 Tesouras em madeira As tesouras so muito eficientes em vencer vos sem apoios intermedirios, so

    estruturas planas verticais que recebem cargas paralelamente ao seu plano, transmitindo-as ao seu apoio.

    As interseces entre eixos de trs ou mais barras da tesoura devem ocorrer em um nico ponto.

    As tesouras devem ser contraventadas com mos francesas e diagonais cruzadas entre as tesouras centrais, ou com diagonais cruzadas entre todas as tesouras. Esse contraventamento deve ser feito para deixar a estrutura mais rgida.

    Figura 03 Tesoura de madeira com contraventamento

    TCNICAS DE CONSTRUO CIVIL E CONSTRUO DE EDIFCIOS pag. 115

    2.4 Teras em madeira As teras devem ser posicionadas sobre os ns da tesoura, para que assim

    transmitam a carga diretamente sobre eles, ou sobre os pontaletes das estruturas pontaletadas. Devem ser apoiadas e fixadas s empenas de tesouras ou s vigas principais de estruturas pontaletadas, com o emprego de chapuzes de madeira, cantoneiras metlicas, tarugos de madeira, parafusos passantes ou outros dispositivos similares.

    2.5 Caibros em madeira

  • 9

    Os caibros so colocados em uma direo perpendicular as teras, portanto paralela as tesouras. So inclinados sendo que a sua inclinao que determina o caimen