Trabalho Escravo Inspeção

Embed Size (px)

Text of Trabalho Escravo Inspeção

  • AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL:

    A ERRADICAO DO TRABALHO ANLOGO AO DE

    Escravo

    Escritrio da OITno BrasilPrograma de Administraoe Inspeo do Trabalho

    Secretariade Inspeo do Trabalho

    Ministrio do Trabalho e Emprego

  • Organizao Internacional do Trabalho

    AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL:

    A Erradicao do Trabalho Anlogo ao de Escravo

  • Copyright Organizao Internacional do Trabalho 2010

    Primeira edio: 2010

    As publicaes da Organizao Internacional do Trabalho gozam de proteo de direitos de propriedade intelectual em virtude do Protocolo 2 da Conveno Universal sobre Direitos Autorais. No entanto, pequenos trechos dessas publicaes podem ser reproduzidos sem autorizao, desde que a fonte seja mencionada. Para obter direitos de reproduo ou de traduo, solicitaes para esses fi ns devem ser apresentadas ao Departamento de Publicaes da OIT (Direitos e permisses), International Labour Offi ce, CH-1211 Geneva 22, Sua, ou por correio eletrnico: pubdroit@ilo.org . Solicitaes dessa natureza sero bem-vindas.

    As bibliotecas, instituies e outros usurios registrados em uma organizao de direitos de reproduo podem fazer cpias, de acordo com as licenas emitidas para este fi m. A instituio de direitos de repro-duo do seu pas pode ser encontrada no site www.ifrro.org

    Foto da capa: Grupo Especial de Fiscalizao Mvel (GEFM) / Secretaria de Inspeo do Trabalho/ Ministrio do Trabalho e Emprego

    As denominaes empregadas e a forma na qual dados so apresentados nas publicaes da OIT , segun-do a praxe adotada pelas Naes Unidas, no implicam nenhum julgamento por parte da Organizao Internacional do Trabalho sobre a condio jurdica de nenhum pas, zona ou territrio citado ou de suas autoridades e tampouco sobre a delimitao de suas fronteiras.

    A responsabilidade pelas opinies expressadas nos artigos, estudos e outras colaboraes assinados cabe exclusivamente aos seus autores e sua publicao no signifi ca que a OIT as endosse.

    Referncias a empresas ou a processos ou produtos comerciais no implicam aprovao por parte da Organizao Internacional do Trabalho e o fato de no serem mencionadas empresas ou processos ou produtos comerciais no implica nenhuma desaprovao.

    As publicaes e produtos eletrnicos da OIT podem ser obtidos nas principais livrarias ou no Escritrio da OIT no Brasil: Setor de Embaixadas Norte, Lote 35, Braslia - DF, 70800-400, tel.: (61) 2106-4600, ou no International Labour Offi ce, CH-1211. Geneva 22, Sua. Catlogos ou listas de novas publicaes esto disponveis gratuitamente nos endereos acima ou por e-mail: vendas@oitbrasil.org.br

    Visite nosso site: www.oit.org.br_____________________________________________________________________________

    Impresso no Brasil

    As boas prticas da inspeo do trabalho no Brasil : a erradicao do trabalho anlogo ao de escravo / Organizao Internacional do Trabalho. - Brasilia: OIT, 2010

    1 v.

    ISBN: 9789228244113;9789228244120 (web pdf)

    Organizao Internacional do Trabalho; Escritrio no Brasil

    inspeo do trabalho / trabalho forado / legislao trabalhista / comentrio / boas prticas / Brasil

    04.03.5

    Publicado tambm em ingls: The good practices of labour inspection in Brazil : the eradi-cation of labour analogous to slavery [ISBN: 9789221244110;9789221244127 (web pdf)], Brasilia, 2010; e em espanhol: Las buenas prcticas de la inspeccin del trabajo en Brasil : la erradicacin del trabajo anlogo al de esclavo [ISBN: 9789223244118;9789223244125 (web pdf)], Brasilia, 2010.

    Dados de catalogao da OIT

  • AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL 3A ERRADICAO DO TRABALHO ANLOGO AO DE ESCRAVO

    AGRADECIMENTOS

    Esta publicao foi produzida no mbito da cooperao tcnica entre a Organiza-o Internacional do Trabalho (OIT) e a Secretaria de Inspeo do Trabalho (SIT) por meio do projeto Fortalecimento dos Servios de Inspeo do Trabalho (INT/09/62/NOR). As seguintes pessoas colaboraram para a realizao desta publicao:

    Organizao Internacional do Trabalho (OIT)

    Las AbramoDiretora do Escritrio da OIT no Brasil

    Maria Luz VegaEspecialista de Administrao e Inspeo do Trabalho, Programa de Administrao e Inspeo do Trabalho (LAB/ADMIN) da OIT

    Luiz MachadoCoordenador do Projeto de Combate ao Trabalho Forado no Brasil

    Andrea Rivero de ArajoCoordenadora Nacional do Projeto de Fortalecimento dos Servios de Inspeo do Trabalho

    Laura do ValeAssistente do Projeto de Fortalecimento dos Servios de Inspeo do Trabalho

    Secretaria de Inspeo do Trabalho / Ministrio do Trabalho e Emprego (SIT/MTE)

    Ruth VilelaSecretaria de Inspeo do Trabalho do Ministrio do Trabalho e Emprego (SIT/MTE)

    Leonardo SoaresDiretor do Departamento de Fiscalizao do Trabalho (DEFIT/SIT/MTE)

    Luciano MaduroAssessor da Secretaria de Inspeo do Trabalho (SIT/MTE)

    Fernando Arajo Lima Jr Chefe da Diviso para a Erradicao do Trabalho Escravo (DEFIT/SIT/MTE)

    CoordenaoAndrea Rivero de Arajo

    EdioAndrea Rivero de Arajo, Luciano Maduro

    ConsultoriaRaimer Rodrigues Rezende

    Projeto Grfi coJlio Csar Amrico Leito

  • Foto

    : P

    roje

    to d

    e Fo

    rtal

    ecim

    ento

    dos

    Ser

    vio

    s de

    Inp

    eo

    do

    Trab

    alho

    / O

    IT

  • AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL 5A ERRADICAO DO TRABALHO ANLOGO AO DE ESCRAVO

    PREFCIO

    A existncia de um sistema efi caz de inspeo do trabalho, capaz de enfrentar os desafi os de uma sociedade e uma organizao produtiva em constante mudana e de crescente complexidade, um elemento central para a promoo do trabalho decente. Um sistema de ins-peo que funciona adequadamente vital para garantir o efetivo cumprimento da legislao trabalhista e a proteo dos trabalhadores e trabalhadoras. A inspeo do trabalho aumenta tambm a efetivi-dade das polticas de trabalho e emprego, contribuindo assim para a incluso social atravs do trabalho, e, nessa medida, para a amplia-o da cidadania. Os inspetores e inspetoras do trabalho so agentes do Estado que atuam na realidade concreta e cotidiana das relaes e condies de trabalho, contribuindo assim, em forma direta, para a promoo do trabalho decente para todos e todas.

    A criao e fortalecimento da inspeo do trabalho como instrumento fundamental para a garantia dos direitos no trabalho tem sido preocu-pao constante da Organizao Internacional do Trabalho (OIT), desde a sua criao, em 1919. Em 1947, a OIT adotou a Conveno No. 81 sobre Inspeo do Trabalho e, em 1969, a Conveno No. 129 sobre Inspeo do Trabalho na Agricultura. Em 2008, com a Declarao sobre Justia Social para uma Globalizao Equitativa, estas convenes passaram a ser consideradas prioritrias e reconhecidas como algumas das Normas Internacionais do Trabalho mais signifi cativas do ponto de vista da go-vernabilidade. Este processo culminou em 2009 com o lanamento do Programa de Administrao e Inspeo do Trabalho (LAB/ADMIN).

    A Agenda Hemisfrica do Trabalho Decente (AHTD) e a Agenda Nacio-nal do Trabalho Decente do Brasil (ANTD), ambas lanadas em 2006, assim como o Plano Nacional de Emprego e Trabalho Decente (2010) e

  • AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL6A

    ERRA

    DICA

    O

    DO TR

    ABAL

    HO A

    NLO

    GO A

    O DE

    ESCR

    AVO as agendas estaduais de trabalho decente existentes no Brasil (nos esta-

    dos da Bahia e do Mato Grosso), reconhecem que o papel da inspeo do trabalho chave para melhorar as condies e relaes de trabalho.

    O Governo Federal do Brasil, atravs do Ministrio de Trabalho e Em-prego (MTE) e da Secretaria de Inspeo do Trabalho (SIT), reconhece o lugar central dos servios de inspeo do trabalho e, ao longo dos anos, tem trabalhado em prol do seu fortalecimento contnuo, adaptando o seu servio s novas realidades e dando respostas aos novos desafi os com vigor e determinao.

    A OIT reconhece que o Brasil est bem posicionado para compartilhar suas boas prticas com outros servios de inspeo. Uma boa prtica toda experincia que, em sua totalidade ou em parte, tenha comprovado que funciona, com impactos positivos. As boas prticas de interveno dos auditores-fi scais do trabalho no refl etem apenas o cumprimento da lei, mas tambm aquelas prticas, muitas vezes criativas e inovadoras, que foram capazes de proporcionar solues legais e tcnicas que fun-cionam como incentivos positivos para que as empresas se mantenham em conformidade com a lei.

    Neste contexto, e com o objetivo de contribuir para a produo e difuso de conhecimentos gerados sobre a inspeo do trabalho, a OIT e a SIT es-tabeleceram uma parceria no mbito do projeto de cooperao tcnica Fortalecimento dos Servios de Inspeo do Trabalho, fi nanciado pelo governo da Noruega, para realizar uma sistematizao de algumas das boas prticas da inspeo do trabalho no Brasil que poderiam ser repli-cadas devido sua pertinncia, impacto e sustentabilidade comprovada.

    Esta parceira se concretiza atravs da coletnea As boas prticas da Ins-peo do Trabalho no Brasil, composta de quatro publicaes sobre o sistema de inspeo do trabalho no Brasil e as experincias brasileiras no mbito da fi scalizao nas seguintes reas: erradicao do trabalho infantil; combate ao trabalho anlogo ao de escravo; setor martimo.

    As reas escolhidas para essa sistematizao refl etem algumas das re-as prioritrias de interveno, tanto do MTE como da OIT, e contribuem para que temas que tm estado constantemente na agenda poltica do pas no perodo recente sejam compreendidos com o foco centrado na

  • AS BOAS PRTICAS DA INSPEO DO TRABALHO NO BRASIL 7A ERRADICAO DO TRABALHO ANLOGO AO DE ESCRAVO

    inspeo do trabalho. Muitas das medidas tomadas so criativas e ni-cas e retratam o processo evolutivo e de moderniza