Trabalho geo

  • View
    2.478

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Trabalho geo

  • 1. Economia A Economia da frica consiste no comrcio, na indstria, e nos recursos dos povos da frica. A frica o continente mais pobre do mundo, onde esto quase dois teros dos portadores do vrus HIV do planeta, a continuidade dos conflitos armados, o avano de epidemias e o agravamento da misria pem em causa o seu desenvolvimento. Algumas naes alcanaram relativa estabilidade poltica, como o caso da frica do Sul, que possui sozinha um quinto do PIB de toda a frica. Distinguindo-se pelas elevadas taxas de natalidade e de mortalidade e pela baixa expectativa de vida e abrigando uma populao jovem, a frica caracteriza-se pelo subdesenvolvimento. Aparecendo ao mesmo tempo como causa e consequncia desse panorama, os setores econmicos em que os pases africanos apresentam algum destaque constituem herana do seu passado colonial: o extrativismo e a agricultura - setores em que so baixos os investimentos e o custo da mo-de-obra - cuja produo destinada a abastecer o mercado externo.

2. A incipiente industrializao do continente, por sua vez, est restrita a alguns pontos do territrio. Iniciou-se tardiamente, aps o processo de descolonizao, motivo pelo qual as indstrias africanas levam grande desvantagem em relao ao setor industrial altamente desenvolvido de pases do Primeiro Mundo, ou mesmo de pases subdesenvolvidos, mas industrializados, como o Brasil. A base econmica da frica est na agricultura, na criao de gado e no extrativismo mineral. A indstria pouco desenvolvida. 3. Cultura A frica um continente de grande diversidade cultural que se v fortemente ligada cultura brasileira. Os africanos prezam muito a moral e acreditam at que esta bem semelhante religio. Acreditam tambm que o homem precisa respeitar a natureza, a vida e os outros homens para que no sejam punidos pelos espritos com secas, enchentes, doenas, pestes, morte etc. No utilizavam textos e nem imagens para se basearem, mas fazem seus ritos a partir do conhecimento repassado atravs de geraes antigas. Seus ritos so realizados em locais determinados com oraes comunitrias, danas e cantos que podem ser divididos em: momentos importantes da vida, integrao dos seres vivos e para a passagem da vida para a morte. Sua influncia na formao do povo brasileiro vista at os dias atuais. Apesar do primeiro contato africano com os brasileiros no ter sido satisfatrio, esses transmitiram vrios costumes como: 4. - A capoeira, que foi criada logo aps a chegada ao Brasil na poca da escravizao como luta defensiva, j que no tinham acesso a armas de fogo; 5. - O candombl, que tambm marca sua presena no Brasil, principalmente no territrio baiano onde os escravos antigamente eram desembarcados; 6. Colonizao e descolonizao da frica A frica desde o sculo XVI foi palco de cobia pelos povos principalmente os europeus que procurava apoio em suas viagens, sendo ponto de circulao para quem partia para ndia e Amrica do Sul. Os colonizadores europeus transformaram radicalmente o desenvolvimento cultural e econmico das tribos africanas, transformando a frica em fonte comercial de escravos sendo os colonizadores portugueses responsveis por essa comercializao. A posse das terras africanas pelos seus colonizadores se efetivou depois do Congresso de Berlim (1884 1885),mas essas posses no foram pacificas, pois Frana e Reino Unido disputaram a posse do canal de Suez e a hegemonia do Rio Nilo, que acabou pertencendo ao Reino Unido. Sem contar que a frica, passou por vrios impasses de guerra por partilhas de suas terras. A colonizao tinha como objetivo satisfazer as necessidades sem se preocupar com os danos causados para a populao local, que na maioria das vezes era vista como mo de obra e um posto para expandir suas rotas comerciais. 7. No se pode dizer que o interesse de usufruir o continente era apenas uma fonte de trabalho, mas cientifica e religiosa, sendo que a religio do Cristianismo e do Isl concorreram para a dominao do interior africano j que estavam perdendo fora na Europa e sia. Durante o sculo 19, as duas principais religies - Cristianismo e Isl concorreram para a dominao do interior Africano. O muulmano religio propagao sul do norte da frica (embora os cristos coptas realizada na Etipia) e no interior a partir de bases comerciais rabes na frica Oriental. As igrejas crists enviaram missionrios a partir de colnias europeias no sul, leste e oeste do continente, com os catlicos e protestantes disputam convertidos. As consequncias dessa colonizao africana foram que os colonizadores intensificavam a divergncia entre tribos, no contribuam com melhorias nas colnias, fizeram com que os povos africanos colonizados tivessem uma dependncia cultural e depois que usufruram bastante as deixaram sem auxilio. Assim comeando o processo de descolonizao que modificou profundamente o conceito de antes, uma frica com limites prprios, organizao social independente , transformando um Continente que antes viviam com uma agricultura de subsistncia, para uma agricultura de interesse ao mercado como o costume dos colonizadores, e tambm o dialeto que estes perderam com o tempo passando a incorporar em seu cotidiano o modo de falar e pensar de seus colonizadores. 8. No final da Segunda Guerra Mundial o cenrio africano comeou a mudar, mas de forma violenta e que em muitos pases ainda permanece como herana colonial a guerra civil traada muitas vezes por territrio e por disputas de governo, trazendo consequncias a fome, a pobreza e a misria da populao. 9. Natureza Africana As pessoas a todo o momento veem a frica como um continente pobre, sem nada atraente, que desperte a curiosidade de conhecer. Porm por mais que exista um alto grau de pobreza a frica possui aspectos interessantes e bonitos de se ver. A frica possui uma grande quantidade de recursos naturais, mas as pessoas costumam priorizar a visita pases europeus, mal imaginam o que podem encontrar nos pases africanos! Mal sabem a gama de lugares, paisagens e belos rios que deixam de conhecer no continente, ao fazer essa escolha equivocada. Sero mostrados a seguir, alguns desses recursos naturais: Um deles o Rio Nilo, com 6.695 km o maior rio africano e, o segundo maior do mundo. Esse fator torna a frica, destaque nos estudos de hidrografia. 10. Relevo A frica constituda em sua maior parte por Planaltos que por sua vez so cercados de montanhas denominadas Macio. O relevo africano muito antigo e passou por muitos processos erosivos ao longo do tempo. Veremos outros tipos de relevo encontrados na frica: - Cadeia do Atlas: conjunto montanhoso localizado ao norte do continente. Estende-se do Marrocos at a Tunsia. 11. -Cadeia do Cabo: conjunto de montanhas que se localiza no sul do continente africano.-Macio da frica Centro-Oriental: conjunto de montanhas que se formou devido a erupes vulcnicas e estende-se da Somlia at a Tanznia. Encontra-se adjacente ao Oceano ndico. Nesta regio destacam-se os pontos mais altos do continente africano como o Rift Valley, Quilimanjaro e o Qunia. 12. -Macio da frica Centro-Ocidental: conjunto de montanhas que se encontra na costa atlntica no qual se destacam o Fouta, Djalon, Macio de Camares. Estas so formaes antigas e suas alturas ultrapassam 2 500 metros de Altitude.Hidrografia A frica se destaca sobre outros continentes no estudo de hidrografia, j que, a ttulo de curiosidade, possui o segundo maior rio do mundo. -Rio Nilo: o segundo maior rio em extenso do mundo com 6 695 km (perdendo apenas para o rio Amazonas - Brasil), e o primeiro rio no continente africano. -Rio Nger: Nasce no leste da frica, corta Mali, Nger e Nigria. Estes so os principais rios do continente frica. o 12 maior do mundo.Clima A frica possui clima bastante variado, desde o clima equatorial ao subtropical. A grande temperatura no continente se d pelo fato de que o relevo impede que o ar entre na frica e tambm pela sua maior parte estar na zona intertropical da frica. Grande parte da frica est na zona Intertropical da Terra, recebendo muito calor. Outro fator que explica a grande temperatura no continente o relevo, o ingresso de massas de ar na frica. 13. -Clima Equatorial: ocorre no centro do continente com temperaturas que variam entre 25 C e 30 C, com chuvas, por ano. Um exemplo desse tipo de clima a floresta equatorial do Congo. -Clima Tropical: situa-se ao redor das floretas equatoriais. As temperaturas variam de 22 C a 25 C, e chuvas por ano.-Clima Desrtico: O clima desrtico, como o nome j diz, ocorre no deserto do Saara, no norte do continente e nos desertos do Nambia e Calaari. -Clima Subtropical: predomina o extremo norte e sul, com temperaturas entre 15 C e 20 C ao ano. 14. Vegetao A vegetao do continente africano varia de acordo com o clima. Embora nos desertos ela apresente vegetao escassa, nos osis crescem palmeiras e nas zonas temperadas h bosques baixos de pinheiros e carvalhos, e vegetao de arbustos. -Em lugares onde o clima tropical, a vegetao apresentada a savana, que o tipo de vegetao mais abundante no continente africano. 15. -Em lugares onde o clima desrtico, aps chuvas ocorrem alguns arbustos. -Nas zonas Intertropicais desenvolvem-se as florestas equatoriais. Outros tipos de vegetao so os estepes, gramneas e a fauna.frica subsaariana Abrange a maior parte do continente e tambm sua populao, a verdadeira frica, nos dizemos de alguns especialistas. Comparada a parte norte do continente , a frica subsaariana bem mais heterognea isto , apresenta maiores diversidades. Existem ai maiores diferenas econmicas, culturais, tnicas e ate mesmo naturais. H dois, pases que se destaca nessa parte da frica que so: Nigria:frica do sul: 16. A pobreza na frica subsaariana os pases do sul do Saara vm apresentando h mais de uma dcada mau desempenho econmico. A frica subsaariana a nica imensa regio do globo onde, as pessoas ficam mais pobres com o passar do tempo e onde a sade e educao se deterioram. Quase um tero das crianas sofre de desnutrio grave. os problemas da frica so muito simples, embora