trabalho, sociedade e cultura operária

  • View
    222

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of trabalho, sociedade e cultura operária

  • Universidade Federal de Juiz de Fora

    Programa de Ps-Graduao em Histria (PPGH)

    Mestrado em Histria, Cultura e Poder

    Pedro Paulo Aiello Mesquita

    A FORMAO INDUSTRIAL DE PETRPOLIS:

    TRABALHO, SOCIEDADE E CULTURA OPERRIA

    (1870-1937)

    Juiz de Fora/ MG

    2012

  • Pedro Paulo Aiello Mesquita

    A FORMAO INDUSTRIAL DE PETRPOLIS:

    TRABALHO, SOCIEDADE E CULTURA OPERRIA

    (1870-1937)

    Dissertao apresentada ao Programa de Ps-

    Graduao em Histria, rea de concentrao:

    Poder, Mercado e Trabalho, da Universidade

    Federal de Juiz de Fora, como requisito

    parcial para a obteno do grau de mestre em

    Histria.

    Orientadora: Professora Dra. Valria Marques Lobo

    Juiz de Fora/MG

    2012

  • Mesquita, Pedro Paulo Aiello.

    A formao industrial de Petrpolis : trabalho, sociedade e cultura operria (1870-1937) / Pedro Paulo Aiello Mesquita. 2012.

    150 f. : il.

    Dissertao (Mestrado em Histria)Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2012.

    1. Indstria Histria. 2. Petrpolis (RJ). 3. Trabalhadores. I. Ttulo.

    CDU 658.5(091)

  • Dedico este trabalho a:

    Deus por ter iluminado meu caminho at aqui,

    tendo Ele feito realidade um sonho: estudar na

    Universidade Federal de Juiz de Fora.

    Professora Valria Lobo pelo acolhimento que deu

    a esta pesquisa desde seu incio, tornando possvel

    a realizao da mesma nesta universidade.

  • AGRADECIMENTOS

    A realizao desta dissertao representa algo de enorme orgulho em minha vida

    acadmica e pessoal e no teria sido possvel sem a ajuda de pessoas que foram decisivas para

    que pudssemos chegar at aqui. Pessoas de conhecimento passageiro que nos deram valiosas

    orientaes em encontros de Histria e pessoas de contato rotineiro que sempre foram de

    grande ajuda em momentos de dvida e no incentivo pessoal.

    Agradeo primeiramente a Deus por ter me ajudado a realizar este estudo sobre a

    minha cidade de Petrpolis na Universidade Federal de Juiz de Fora; era um sonho poder

    estudar neste campus e eu pude realiz-lo.

    Entre aqueles que estiveram comigo nesta trajetria, so grandes os agradecimentos:

    Ao Programa de Ps-Graduao em Histria da Universidade Federal de Juiz de Fora

    que possibilitou o desenvolvimento da minha proposta de estudo nesta universidade,

    conferindo-me os subsdios materiais e pessoais de grande valia, sem os quais jamais

    chegaramos aqui.

    minha orientadora, a professora doutora Valria Lobo, que me acolheu desde

    quando eu sequer estava no seio desta universidade, tendo acreditado em um jovem

    historiador vindo de Petrpolis que se propunha a estudar a vida industrial daquela cidade.

    Sua ajuda foi alm do desenvolvimento enorme que contribuiu para esta pesquisa, foi tambm

    na minha formao como pesquisador e historiador.

    Ao professor doutor Igncio Jos Godinho Delgado, cuja contribuio foi de enorme

    estima durante o tpico que lecionou e, sobretudo, pelas valiosssimas observaes que fez

    quando esteve na banca desta dissertao.

    Ao professor doutor Luis Eduardo de Oliveira, tendo sido de grande auxlio as ricas

    observaes que fez na banca de qualificao deste trabalho e tendo seu livro, Os

    Trabalhadores e a Cidade - o qual me dedicou um exemplar - servido como um belo exemplo

    de estudo que em muitos casos serviu de auxlio para esta pesquisa.

    professora doutora Mnica Ribeiro de Oliveira e aos demais professores com quem

    estudei no Programa de Ps-Graduao em Histria que, por meio das disciplinas,

    contriburam com diversas indicaes de leituras e caminhos metodolgicos para a realizao

    desta pesquisa.

    nossa querida secretria do Programa de Ps-Graduao em Histria Ana Lcia

    Mendes, que sempre foi extremamente solcita em nos ajudar naquilo que foi preciso, sua

  • contribuio competente e valiosa foi uma garantia no percurso do Mestrado e sua simpatia e

    atenciosidade em nos ajudar foi por todo momento verificada.

    minha colega, Priscila Musquim Alcntara e seu marido Alexandre Luis de Oliveira,

    ambos mais do que colegas, amigos com quem pude contar em inmeros momentos. Para

    sempre ficar em nossas lembranas as vezes que rasgamos a fronteira entre os Estados do

    Rio de Janeiro e de Minas Gerais no percurso Petrpolis Juiz de Fora naquele inesquecvel

    Ford Fiesta prateado. Amigos com quem conto na continuidade de nossas jornadas

    acadmicas.

    minha colega, e tambm grande amiga de Petrpolis, Alessandra Bittencourt,

    historiadora que trabalha no Arquivo Histrico do Museu Imperial e que sempre foi

    extremamente solcita em me ajudar na busca da documentao pertinente a esta pesquisa

    naquele arquivo.

    Ao historiador e colecionador Sr. Eduardo Runte que to gentilmente abriu as portas

    de sua casa e de sua preciosssima coleo pessoal de documentos concernentes indstria de

    Petrpolis, chegando mesmo a digitalizar aqueles que solicitei e me mandar por e-mail, sua

    generosidade ser sempre lembrada.

    Sra Vilma Borsato, que sempre esteve disposta a ajudar nas dependncias do Centro

    Cultural de Cascatinha, o qual ela coordena e no qual pude acessar fontes importantssimas

    para a realizao desta pesquisa.

    Ao pesquisador Paulo Martins, sempre generoso em nossas conversas sobre a

    Companhia Petropolitana e disposto a contribuir com seus estudos feitos a respeito da mesma.

    Aos meus colegas de mestrado da turma de 2010, sobretudo Renato Joo de Souza,

    Bruno Novelino Vittoreto, Luiz Fernando Rodrigues Lopes, Rabib Floriano Antnio, Nittina

    Anna Arajo Bianchi Botaro e Fernando Marcus Nascimento Vianini, colegas que estiveram

    comigo e que estaro sempre nas minhas lembranas.

    Fica o meu mais sincero agradecimento a todos os mencionados. Ficando desde j

    registradas as minhas desculpas queles que eu possa ter deixado de mencionar.

    Muito Obrigado.

  • Ns fomos de fumo embriagados

    Paz entre ns, guerra aos senhores

    Faamos greve de soldados

    Somos irmos, trabalhadores.

    ( Trecho do Hino da Internacional Comunista)

  • RESUMO

    A dissertao trata do processo de formao industrial da cidade de Petrpolis. Situada

    na Regio Serrana do Estado do Rio de Janeiro, a cerca de 860 metros de altitude e a 65

    quilmetros de distncia da cidade do Rio de Janeiro, Petrpolis possuiu no sculo XX

    expressiva produo txtil, sendo referncia nacional naquele ramo de produo industrial. O

    mundo do trabalho concernente vida proletria de Petrpolis o foco de anlise desta

    pesquisa.

    O tempo histrico aqui adotado vai do ano de 1872 formao das primeiras

    companhias txteis at o ano de 1937 - momento em que as companhias esto em larga

    produo e as relaes de trabalho so intensamente vividas no interior dos estabelecimentos

    produtivos e tambm no ambiente social. Adota-se assim o perodo de nascimento e

    crescimento das companhias txteis.

    O primeiro objetivo desta dissertao discorrer sobre as companhias txteis e suas

    vivncias produtivas tendo como pano de fundo os diferentes momentos polticos e

    econmicos que o Brasil viveu no tempo histrico em questo. O segundo objetivo

    complementar ao primeiro; busca verificar a vida dos trabalhadores que atuavam nas

    companhias txteis no que tange s suas movimentaes polticas, suas estratgias e o

    cotidiano como operrios mas tambm como agentes sociais que viviam para alm dos muros

    das fbricas.

    Assim, considera-se este estudo uma proposta de leitura de um passado pouco

    estudado em Petrpolis; o passado industrial, que to negligenciado frente predominncia

    de um passado aristocrtico que se busca reforar naquela que foi, no passado, a cidade de

    veraneio do imperador Dom Pedro II.

    Palavras-Chave: Petrpolis, Indstrias, Trabalhadores.

  • ABSTRACT

    The dissertation deals with the formation process of the industrial city of Petropolis.

    Located in the mountainous region of Rio de Janeiro state, about 860 meters altitude and 65

    km away from the city of Rio de Janeiro, Petrpolis possessed significant textile production in

    the twentieth century, being a reference in that branch of national industrial production. The

    world of work concerning the proletarian life of Petropolis is the focus of this research

    analysis.

    Historical time adopted here is from the year 1872 - formation of the first textile

    companies - by the year 1937 - a time when companies had large production and labor

    relations were highly experienced within the production plants and also in the social

    environment. We've been adopted so the period of birth and growth of the textile companies.

    The first objective of this paper is to discuss the textile companies and their experiences with

    productive backdrop of the different political and economic times that Brazil lived in

    historical time in question. The second goal is to complement the first, aiming to check the

    workers who worked in the textile companies in regard to their political movements, their

    strategies and daily life as workers but also as social agents who lived beyond the walls of the

    factories.