Transparencias Cap09 MICRO B

  • View
    75

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Transparencias Cap09 MICRO B

Captulo 9

Anlise de Mercados Competitivos

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Excedentes do consumidor e do produtor

Excedente do consumidor o benefcio total que os consumidores acumulam alm daquilo que pagam pela mercadoria (diferena entre o preo que pagam pelo produto e o que aceitariam pagar). Excedente do produtor o benefcio que os produtores obtm alm do custo de produo de uma mercadoria (diferena entre o preo de venda de mercado e o preo que o produtor aceitaria pelo produto)

Slide 2

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Excedente do consumidor e do produtorPreo

$10

Excedente do consumidor

SEntre 0 e Q0 os consumidores A e B auferem um ganho lquido no consumo do bem Excedente do consumidor

7

5Excedente do produtor

D 0Consumidor A Consumidor B

Entre 0 e Q0 os produtores auferem um ganho lquido na venda do bem Excedente do protutor.

Q0Consumidor C

Quantidade

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Aplicao dos conceitos de excedentes do consumidor e do produtor Para determinar o efeito no bem-estar de uma poltica governamental, podemos medir o ganho ou a perda nos excedentes do produtor e do consumidor. Efeitos

no bem-estar

Ganhos e perdas causadas pela interveno do governo no mercado.Slide 4

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtorPreoSuponha que o governo imponha um preo mximo de Pmax abaixo do preo de mercado P0.

Variao do excedente do consumidor e do produtor devido ao controle de preosSO ganho dos consumidores a diferena entre o retngulo A e o tringulo B.

Peso morto

B P0 Pmax D Q1 Q0 Q2 A C

A perda dos produtores a soma do retngulo A e do tringulo C. Os tringulos B e C, em conjunto, medem o peso morto.

Quantidade Slide 5

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtorAplicao dos conceitos de excedentes do consumidor e do produtor

Observaes:

A perda total de bem-estar do conjunto da sociedade igual rea B + C. A variao total do excedente = (A - B) + (-A - C) = -B - C O peso morto a ineficincia causada pelo controle de preos no mercado. A perda de excedente do produtor supera o ganho em excedente do consumidor.Slide 6

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtorVariao do excedente do consumidor e do produtor devido ao controle de preosPreo B

D

Se a demanda for suficientemente inelstica, o tringulo B poder ser maior do que o retngulo A e o consumidor sofrer uma perda devido ao controle de preos.

S

P0 Pmax

A

C

Q1

Q2

Quantidade Slide 7

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtorExemplo: Controle de preos de gs natural, nos EUA, em 1975; quais foram as variaes nos excedentes e qual foi o peso morto gerado?

Dados de 1975

Oferta: QS = 14 + 2PG + 0,25PP

Quantidade ofertada em trilhes de ps cbicos (tpc)

Demanda: QD = -5PG + 3,75PP

Quantidade demandada (tpc)

PG = preo do gs natural em $/mpc PP = preo do petrleo em $/barril.Slide 8

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Controle de preos e escassez de gs natural Dados de 1975

PP = $8/barril No equilbrio: PG = $2/mpc e Q = 20 tpc Preo mximo do gs estabelecido em $1 Tais informaes podem ser vistas graficamente.Slide 9

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Efeito do controle de preo do gs naturalPreo($/mpc)

D

SO ganho para os consumidores o retngulo A menos o tringulo B, e a perda para os produtores a soma do retngulo A e do tringulo C.

2,40 (PP) 2A B C

(Pmx)1

0

5

10

15 18 20

25

30 Quantidade (tpc)Slide 10

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Controle de preos e escassez de gs natural

Medindo o efeito de controles de preo

1 tpc = 1 bilho de mpc Se QD = 18, ento P = $2,40 [18 = -5PG + 3,75(8)] A = (18 bilhes mpc) x ($1/mpc) = $18 bilhes B = (1/2) x (2 bilhes mpc) x ($0,40/mpc) = $0,4 bilhes C = (1/2) x (2 bilhes mpc) x ($1/mpc) = $1 bilhoSlide 11

Avaliao de ganhos e perdas resultantes de polticas governamentais: excedentes do consumidor e do produtor

Controle de preos e escassez de gs natural

Medindo o efeito de controles de preo

Variao no excedente do consumidor=

A - B = 18 0,4 = $17,6 bilhes -A - C = -18-1 = -$19 bilhes

Variao no excedente do produtor=

Peso morto em dlares de 1975

= -B - C = -0,4 - 1 = -$1,4 bilhoSlide 12

Eficincia de um mercado competitivoFalha de mercado

Na presena de falhas de mercado, a interveno governamental pode aumentar a eficincia. Na ausncia de falhas de mercado, a interveno governamental gera uma ineficincia ou um peso morto. A interveno governamental gera redistribuio dos excedentes entre consumidor e produtorSlide 13

Eficincia de um mercado competitivoPreo

S

B P0 P1 A C

A fixao de um preo mximo igual a P1 resulta no peso morto dado pelos tringulos B e C.

D Q1 Q0Quantidade Slide 14

Eficincia de um mercado competitivoPreoA fixao de um preo mnimo igual a P2 resulta na quantidade demandada Q3. O peso morto dado pelos tringulos B e C

Perda de bem-estar quando um preo mnimo fixado acima do preo de equilbrioS

P2 A P0 B C

D Q3 Q0 Q2Quantidade Slide 15

Preos mnimos

Algumas vezes, a poltica governamental visa manter os preos acima do nvel de equilbrio de mercado. Investigaremos essa questo por meio de dois exemplos: fixao de um preo mnimo para determinado produto e a fixao de um salrio mnimo.Slide 16

Preos mnimosPreo

Preo mnimo

Os produtores esto dispostos a produzir Q2, mas a quantidade Q2 - Q3 no ser vendida.

SA variao no excedente do produtor A - C - D. possvel que o bem-estar dos produtores caia em relao situao original. D

PminA

P0

B C

D Q3 Q0 Q2Quantidade Slide 17

Preos mnimosw

Salrio mnimo

As empresas so obrigadas a pagar pelo menos wmin. Isso resulta em desemprego.

S wminA

w0

B C

O peso morto dado pelos tringulos B e C.

Desemprego

D L2L Slide 18

L1

L0

Suporte de preos e quotas de produo SuporteA

de preos

maior parte da poltica agrcola dos EUA baseada em um sistema de suporte de preos.

Isso significa que o preo mnimo definido acima do preo de equilbrio e o governo compra o excedente.

A

poltica de suporte de preos com freqncia complementada por incentivos para reduzir ou restringir a produo.Slide 19

Suporte de preos e quotas de produoPreo

Suporte de preosS QgPara manter um preo Ps o governo compra a quantidade Qg . A variao no excedente do consumidor (A+ B), e a variao no excedente do produtor A + B + D

PsA

D B

P0

D + Qg D Q1 Q0 Q2Quantidade Slide 20

Suporte de preos e quotas de produoPreo

Suporte de preosS QgO custo do governo representado pelo retngulo pontilhado Ps(Q2-Q1) D B Variao total de bem-estar = D-(Q2-Q1)Ps

PsA

P0Perda total de bem-estar

D + Qg D Q1 Q0 Q2Quantidade Slide 21

Suporte de preos e quotas de produo

Quotas de produo

Outra forma de o governo causar um aumento no preo de uma mercadoria reduzindo a oferta atravs da imposio de uma quota de produo para os ofertantes.

Slide 22

Suporte de preos e quotas de produoPreo

Restries de oferta

S

Oferta restringida em Q1 Oferta desloca-se para S em Q1

S PSA B D

P0

C

EC reduzido em A + B Variao no EP = A - C Peso morto = BC

D Q1 Q0Quantidade Slide 23

Suporte de preos e quotas de produo Restries de ofertaPreo

S

Ps mantido com quotas de produo e/ou incentivos financeiros Custo do governo = B + C + D

S PSA B D

P0

C

D Q1 Q0Quantidade Slide 24

Suporte de preos e quotas de produoRestries de oferta

C + D = A + B + D.

(EP = A - C + B +

Preo

S S

A variao no excedente do consumidor e do produtor a mesma que ocorreria no caso de preos mnimos.

PS A B P0 C D

(bem - estar = -A - B+A+B+D-B-CD = -B - C.Q0 DQuantidade

Slide 25

Suporte de preos e quotas de produoExemplo: Suporte de preos para o trigo

1981

Oferta: Qs = 1.800 + 240P Demanda: QD = 3.550 - 266P O preo de equilbrio e a quantidade produzida eram de $3,46 e 2.630 milhes de bushels O preo mnimo foi definido em $3,70 QD + QG = QDT = 3.550 -266P + Qg QS = Qg 1.800 + 240P = 3.550 - 266P + Qg Qg = 506P 1.750 Qg = (506)(3,70) -175=122 milhes de bushelsSlide 26

Suporte de preos e quotas de produoMercado de trigo em 1981Preo (dlares por bushel) AB = perda do consumidor ABC = ganho do produtor

SQgPor meio da compra de 122 milhes de bushels o governo aumentou o preo de equilbrio do mercado.

Ps = $3,70 P0 = $3,46

A

B

C

D + Qg D 1.800 2.566 2.630 2.688 QuantidadeSlide 27

Suporte de preos e quotas de produoSupor