TREM - Edição 03

Embed Size (px)

DESCRIPTION

TREM - Edio 03 - Julho/2010

Text of TREM - Edição 03

  • Parque Ecolgico 1 de Maio

    O pulmo da comunidade

    Participe da campanha Abre a copa Mineiro Voluntariado:voc ajudando a

    fazer um mundo melhor

    Metr registra aumento de passageiros

    edio3

    p.10

    p. 5

    p. 8

    p. 6

    7 de julho de 2010 ano 1 distribuio gratuita edio quinzenal

    Foto da pintura do quadro de Washington Gomes da Silva,vigia do Parque Ecolgico 1 de Maio

    Companhia Brasileira de Trens Urbanos - CBTU

  • 2 contos e CAUSOSjulho de 2010

    ExpedienteComunicao Objetiva CNPJ: 05.856.856/0001-87 R. Dr. Jos da Silva Martins, 414 Cidade Nova - BH / MG - CEP 31.170-300

    Telefax (31) 2512-3035 redacao@tremnoticias.com.br www.tremnoticias.com.brJornalista Responsvel Joo Carlos Rocha MG 10.949 / JP Redao e Fotografia: Joo Carlos Rocha e Alessandra Pereira

    Projeto Grfico e Diagramao: Cludio Diniz Alves COMPANHIA BRASILEIRA DE TRENS URBANOS - CBTU

    Gerncia de Comunicao e Marketing da CBTU-METR BHCoordenadoria Operacional - Comercializao No Operacional

    Tiragem 20.000 exemplares Impresso Sempre Editora

    Do Vilarinho ao Eldorado* Por Eugnio Macdo

    Engraado como da-mos valor as coisas somente quando estamos longe delas. O metr, nesse caso, a coi-sa em questo. Eu havia ido a So Paulo para um teste do Cirque du Soleil (aquele circo de franco-canadenses cujos preos dos ingressos so o sonho de consumo de qual-quer entusiasta da arte). Che-gando l, tive a oportunidade de usar o metr. E engraado que comecei a usar mais o metr daqui de BH justamen-te depois de voltar de So Paulo. E imediatamente notei a diferena.

    Aqui aquele ritmo da prpria cidade de Belo Hori-zonte - o arraial que teimou em crescer. Bom, mas que charmoso . Isso no se pode negar. Trem algo to entra-nhado na nossa cultura que virou uma espcie de palavra curinga. Quantas vezes no ouvimos algum dizer que est com um trem no olho, ou que no guenta esse trem e outros trens mais?

    Na alma mineira deve andar um grande trem, apitando nas veias e esfumaando na ca-bea. S pode. E mineiro no perde o trem, mas o metr eu j perdi algumas vezes, eu confesso; mas nunca o perdi em So Paulo. Vocs acham que eu ia dar motivo pros paulistas? De jeito nenhum. At brinquei com uma fun-cionria de l: eu havia senta-do em um banco esperando o trem (literalmente) chegar. A ela aproxima-se de mim e diz para eu sentar mais pra esquerda porque um vago estava desativado e que eu poderia perd-lo. Eu falei que na hora correria e, alm de tudo, era mineiro e que mi-neiro no perde o trem.

    Mas voltando ao metr daqui, as prprias estaes refletem o nosso jeito de ser, nossa histria. Comeamos na Vilarinho, pequena vila, vi-lazinha ou pequeno Vilar (se algum souber mais precisa-mente porque Vilarinho, por favor me escrevam) l em Venda Nova, to ou mais an-tiga que a prpria cidade. Pas-

    samos por Waldomiro Lobo (o mesmo desafio feito para a Vilarinho: alea jacta est), Floramar (idem), 1 de Maio, nossas razes operrias, os braos que derrubaram o an-tigo arraial e construram essa cidade, os operrios que ain-da hoje trabalham nas vrias obras que sempre surgem, lgico que no so os mes-mos. Lgico. Chegamos ao Minas Shopping. um shop-ping adorvel. Eu sou suspei-to, porque moro perto e at estive no dia da inaugurao do Shopping (h uns 15 anos atrs). Defino-o como um misto de grande shopping de luxo de uma metrpole com a feira mais simptica de um arraial. E a estao do Minas tem um charme a mais: uma fileira de rvores que de ma-nh os pssaros do um pou-co do brilho de suas vozes, para os que precisam estar ali por volta das seis, sete da manh. Depois, comeam os Santos: So Gabriel, Santa Ins, Santa Tereza, Santa Efi-gnia, que so intercaladas por Jos Cndido da Silveira e

    pelo Horto (mineiro tem que ter uma terrinha pra chamar de sua, no ?). E no Horto tem a vista mais linda que j vi: as montanhas de BH - al-gumas tomadas por casinhas simples, outras ainda intoca-das (pelo menos pelo ngulo que vi. Sempre acho que por trs delas est um buraco s. Penso que fazem isso para no espantarem os turistas). A chegamos no centro pra trabalhar, mas se cansarmos, tem na prximo estao uma Lagoinha para descansar e to-mar uma cervejinha, de onde ali perto, saram as primeiras pedras para o calamento da cidade. Se bem que muitos vo pra l pra sair da cidade em algum dos nibus da ro-doviria. Bo, depois, a Car-los Prates, de onde saram os whiskys tomados na inaugu-rao de Braslia (segundo o incansvel e exemplar Jos Maria Rablo em seu anti-go jornal Binmio), Calafate, Vila Oeste e chega a Cidade Industrial, afinal, metrpole que metrpole tem que ter um complexo industrial

    pra chamar de seu... E chega-mos enfim ao Eldorado - ah! o Eldorado... a cidade per-dida do ouro espanhol, at hoje no encontrada. Uma beleza. Estamos na cidade de Contagem. To promissora, to companheira de nossa Bel, eu fico muito feliz por termos uma to boa vizinha. Onde pegamos o trem, tem uma lanchonete com uns sal-gados muito bons, que vrias vezes me salvaram e os su-cos tambm. , j estive pra esses lados algumas vezes, pra olhar emprego, pra ir pra outro lugar, pra encontrar al-gum ou uma galera. Enfim, o mundo grande, viver preciso e metr essencial pra isso: permite o encontro e o desencontro, a partilha, a sada e a chegada, a busca e a perda. A sada do aconchega-do ao sonho, da Vilarinho ao Eldorado.

    * Eugnio Macedo 29 anos - Estudante de jornalismo e morador do bairro Cidade Novaeugenioapmacedo@hotmail.com

    Desejo sucesso para a publicao. Abraos.

    Juliano AzevedoEditor do TV Verdade

    Alterosa

    @_Dri_Star Acabei de receber a visita do pesso-al do @tremnoticias! Eles so super atenciosos!22/06/10

    Siga-nos no Twitter!@tremnoticias

    @phillipeds Informao no metr! Destaque para um trem muito srio! Afinal tudo trem em minas... @tremnoticias fa-zendo meu transporte ficar divertido e informado!20/06/10

    @bruninholana @tremnoticias adorei o texto Um trem muito srio. Super divertido e que narra a verdadeira essncia do mineiro ao dizer TREM.16/06/10

    Com os cumprimentos para-benizamos ao Trem Notcias pelas informaes transmitas

    no Metr e informamos que a divulgao do mesmo chegou

    at ns, atravs dos nossos colaboradores, usurios do

    metr.Federao Nacional de

    Educao e Integrao dos Surdos FENEIS

    Parabns para equipe, pelo be-lssimo trabalho realizado. Boa sorte e continuem sempre inovando. Abraos.

    Elza FerreiraPq. So Pedro Venda Nova

    Sou do site www.conexa-omg424.com.br (Regional de Sete Lagoas a BH). Desejo-lhe sucesso e estamos disposio para interagirmos.

    ngelo Roberto

    Gostei muito do jornal. Sou jornalista e usuria do metr. Bacana a iniciativa. Estvamos precisando.

    Cnthia Demaria

    Muito bacanaLi a primeira edio e gostei muito da forma inteligente com que so abordados os temas. A populao ganha bastante com este peridico. Parabns equi-pe.

    Fred CostaVereador

    Fala, passageiro

    Escreva pra gente!redacao@tremnoticias.com.br

  • 3Cultura Jovemjulho de 2010

    Talento e beleza sob medidaO que um Col-

    rio? De acordo com a garotas adolescentes do sculo XXI, nada mais do que um garoto boni-to, com corpo esculpido e talentos que arrancam suspiros das mais histri-cas adolescentes. Essa a nova moda jovem, uma cultura que se modifica a todo instante. Caso esteja fora da onda do momento, comece criando um perfil no orkut e uma conta no Twitter. Agora, se ligue: deve ter um Colrio a do seu lado.

    E a mania invadiu mes-mo as comunidades de re-lacionamento, as revistas e at a televiso. Estreiou, no dia 27 de junho, o Co-lrios Capricho, na MTV (www.colirioscapricho.com.br). O programa um reality show onde, em

    uma casa, foram confina-dos dez garotos de vrias cidades do Brasil. Em 42 dias, eles disputam o ttulo de garoto mais bonito do pas, se tornando um re-prter Vida de Garoto.

    Mineirinho de beozonte

    Gustavo Henrique tem 15 anos, de Belo Hori-zonte e o representante de Minas Gerais. Guh ou Gugs, como conhecido, foi o colrio escolhido para defender a cultura jovem mineira na srie. Ele est no nono ano do colgio e suas paixes so o futebol e a fotografia (adora ser fotografado). Apesar de extrovertido e simptico, muito ansioso e tem a mania de passar a mo no cabelo.

    Onde nasceu: Belo Horizonte

    Peso: 60kg

    Altura: 1,70m

    Namora? No

    Signo: escorpio

    A Garota Ideal: simptica, bonita, humilde, desinibida e extrovertida

    Msica: Chris Brown With You

    Filme: Menina de Ouro

    Sonho: ser ator

    Sonho de consumo: voar de asa delta

    Cor: verde

    Um lugar: praia

    Tem medo de: perder algum da famlia

    Parte do corpo favorita: boca

    Animal de estimao: cachorro (poodle)

    dolo: Jesus Cristo

    Per l do GuhPara conhecer mais, acesse:

    www.migre.me/TgLq e participe do progra-ma com o seu voto.

    Para os twitteiros de planto, a dica

    @gugshenrique.

    Sigam!

  • 4 Agendajulho de 2010

    Centro Cultural Lindia Regina comemora dois anos de inaugurao.

    A extensa programao concentra eventos j reconhecidos no Centro Cultural, que conta com pblico cativo do Barreiro e regio metropolitana. Todos os espetculos tm entrada franca e acontecem at o dia 17 de julho, sempre sextas, sbados e domingos.

    O Centro Cultural Lindia Regina fica na Rua Aristolino Baslio de Oliveira, 445, bairro Regina.

    10 julho, sbado, 18h CONEXO DANCEApresentao de grupos de dana que tem como argumento a cultura pop e outras

    manifestaes artsticas da juventude contempornea.Com Sweet Dreams entre outros grupos de dana.

    17 de julho, sbado, 17h30SARAU ESPECIALTema: Dois anos do Centro CulturalO Sarau Comemorativo dos dois anos do Centro Cultural com a participao de

    convidados especiais.

    Mais informaes: Centro Cultural Lindia Regina: (31) 327