Ttrades: relato de uma experincia de ensino da ... harmonia se limitava execuo de alguns acordes bsicos ao violo e desta forma, no ... Almir Chediak (1986), James

  • View
    217

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Ttrades: relato de uma experincia de ensino da ... harmonia se limitava execuo de alguns acordes...

  • 0

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Escola de Msica

    Licenciatura em Msica

    Ttrades: relato de uma experincia de ensino da

    improvisao aplicada aos teclados percussivos

    Edmilson Ferreira Cardoso

    Natal/RN

    Junho/2015

  • 1

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Escola de Msica

    Licenciatura em Msica

    Ttrades: relato de uma experincia de ensino da

    improvisao aplicada aos teclados percussivos

    Monografia apresentada ao Curso de Licenciatura

    em Msica da Universidade Federal do Rio

    Grande do Norte UFRN como requisito

    parcial para obteno do ttulo de licenciado em

    Msica.

    Edmilson Ferreira Cardoso

    Orientador: Germanna Frana da Cunha

    Natal/RN

    Junho/2015

  • 2

  • 3

    Ttrades: relato de uma experincia de ensino da

    improvisao aplicada aos teclados percussivos

    Monografia apresentada ao Curso de Licenciatura

    em Msica da Universidade Federal do Rio

    Grande do Norte UFRN como requisito

    parcial para obteno do ttulo de licenciado em

    Msica.

    Orientador: Germanna Frana da Cunha

    COMISSO EXAMINADORA

    ____________________________________________________

    Prof. Dra. Germanna Frana da Cunha

    ____________________________________________________

    Prof. Dr. Jean Joubert Freitas Mendes

    ____________________________________________________

    Prof. Dr. Ranilson Bezerra de Farias

    Natal, 01 de junho de 2015.

  • 4

    Todo professor deve se permitir ensinar diferentemente ou ao menos imprimir, no

    que ensina, sua personalidade.

    R. Murray Shafer

  • 5

    AGRADECIMENTOS

    Aos seres de luz (encarnados ou desencarnados) que me inspiram, muito

    obrigado por mais esta vitria!

    Aos meus pais Damio e Iracema, pela minha vida e pelo esforo dedicado

    minha criao! Suas condutas de vida sempre me inspiraram a ser uma pessoa ntegra e

    responsvel. Muito obrigado!

    Ao meu amado filho Yann, fonte de energia inspiradora e luz da minha vida.

    Obrigado pela oportunidade de poder rever o mundo atravs do olhar puro de uma criana.

    imensurvel o valor da contribuio de sua simples presena em minha melhoria como

    ser-humano. Dondolinho, pequeno, pitch vivos, pivus, pipiviam, proppiam, pipi,

    pivs, te amo demais! Muito obrigado por existir!

    minha companheira Thas, pela valorosa presena em bons e maus

    momentos de minha vida! Pelo apoio, o carinho, a compreenso e todas as outras pequenas

    formas de amor com as quais tens me agraciado durante todo o tempo em que estamos

    juntos.

    minhas irms Celene e Clia, assim como, famlia desta, Roberto, Aline e

    Bruninha e ao Meu sobrinho Vitor e sua esposa Nani, muito obrigado, por constantemente

    me lembrarem que fao parte de uma famlia que me ama, que me apoia e que se felicita

    com minha evoluo pessoal e profissional!

    Pollyanna, e Agamenon, obrigado pelo apoio, a amizade, as sugestes e as

    conversas. E ao vosso estimado filho e meu afilhado, Thales, o bebezo! Obrigado pela

    carinha linda e o maravilhoso sorriso que sempre me presenteias quando nos encontramos!

    Manoca Barreto (in memorian), meu primeiro professor de harmonia e

    improvisao, obrigado por ter plantado uma semente que germinou, cresceu e est

    comeando a frutificar! Esteja onde estiver, saiba o quanto sou grato pelos conhecimentos

    que adquiri em suas aulas. Muito obrigado! E que Deus o tenha em sua orquestra!

    Ao professor Joca Costa, obrigado pelos diversos conhecimentos advindos de

    nossas poucas aulas e de nossas muitas conversas! Voc para mim, exemplo de um

    verdadeiro profissional da rea da msica e almejar chegar ao teu nvel garantia de uma

    longa e agradvel caminhada pelo mundo das notas. Muito obrigado!`

    professora Germanna Cunha, obrigado pelos conhecimentos que adquiri na

    rea da percusso erudita durante os doze anos em que fui seu aluno! Muito obrigado por

  • 6

    ter me direcionado minha profissionalizao nesta rea e ter me feito despertar o gosto

    pelos teclados percussivos. A ti serei eternamente grato!

    Raphael (O Johnna!) pelas valorosas crticas s diversas fases de elaborao

    do meu mtodo de improvisao e pelas partidas de xadrez! Jogar com voc me torna uma

    pessoa mais inteligente. Obrigado!

    Hyran e Paulino pelo apoio durante todo o processo das aulas, obrigado!

    professora Maria Helena, Obrigado pela ateno conferida ao meu trabalho,

    Pelas sugestes e correes do mesmo! Grato!

    Ao meu gato Jaco (kickin Rvals), obrigado por ter ficado mordendo meus ps

    e me acordando para retornar escrita desta monografia.

    A todas as pessoas, animais, plantas e seres invisveis que me ajudaram e eu

    no me recordei de citar os nomes ou que no tenha percebido o benefcio da presena!

    Obrigado!

  • 7

    RESUMO

    Este trabalho objetiva relatar e refletir sobre a experincia de ensino da improvisao em

    teclados percussivos desenvolvida com dois componentes do Grupo de Percusso da

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte, durante dez aulas ocorridas entre os meses

    de maro e maio do ano de 2015 nesta instituio. A metodologia aplicada foi

    fundamentada na teoria da assimilao de Jean Piaget, assim como, em obras de autores

    da rea da harmonia como: Turi Collura e Ian Guest entre outros. Esta metodologia visa o

    desenvolvimento do aluno na pratica da improvisao na msica popular a partir do estudo

    sistemtico das ttrades e dos materiais a elas relacionados. Ao final do experimento os

    alunos j haviam estudado todas as ttrades do campo harmnico maior e suas respectivas

    cifras, assim como, alguns procedimentos para a aplicao deste material na improvisao

    sobre os encadeamentos harmnicos bsicos do sistema tonal. Alm disso, conheceram o

    blues de doze compassos e aprenderam tcnicas para a construo de melodias simples a

    serem aplicadas na improvisao sobre este gnero musical em todos os seus tons

    possveis.

    Palavras-chave: Improvisao, Ttrades, teclados percussivos, encadeamentos

    harmnicos.

  • 8

    ABSTRACT

    This study reports and reflects about the experience of teaching how to improvise on

    percussive keyboards. The study was applied in two components from Percussion Group of

    the Federal University of Rio Grande do Norte, on ten classes occurred between March and

    May of 2015. The methodology used was based on "Assimilation Theory" of Jean Piaget,

    as well as on authors of works on Harmony area as Turi Collura and Ian Guest among

    others. This methodology aims to develop the student in the practice of improvisation on

    popular music from the systematic study of tetrads and materials related to them. At the

    end of the experiment the students had already studied all tetrads of the most harmonic

    fields and their figures, as well as certain procedures for the application of this material on

    improvisation in the basic harmonics progressions of the tonal system. Moreover, they

    learned the twelve-bar blues and techniques for building simple melodies to be applied in

    improvisation on this musical genre in all possible shades.

    Keywords: Improvisation, Tetrads, Percussive keyboards, Harmonic progressions.

  • 9

    SUMRIO 1 INTRODUO .............................................................................................................. 10 2 FUNDAMENTAO TERICA ................................................................................. 12 3 O AMBIENTE DE ENSINO ......................................................................................... 18 3.1 ESCOLA DE MSICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO

    NORTE (EMUFRN) ........................................................................................................... 18

    3.2 GRUPO DE PERCUSSO DA EMUFRN - GRUPPERC ........................................... 18 3.3 OS COMPONENTES ................................................................................................... 19

    3.3.1 Aluno X ...................................................................................................................... 19 3.3.2 Aluno Y ...................................................................................................................... 20 3.3.3 Observaes ............................................................................................................... 20

    4 AS AULAS ...................................................................................................................... 21 4.1 PRIMEIRAS APROXIMAES ................................................................................. 21 4.2 AULA 1 (13/03/2015) ................................................................................................... 22

    4.2.1 Observaes ............................................................................................................... 22 4.3 AULA 2 (20/03/2015) ................................................................................................... 22

    4.3.1 Observaes ............................................................................................................... 24 4.4 AULA 3 (27/03/2015) ................................................................................................... 26

    4.4.1 Observaes ............................................................................................................... 26 4.5 AULA 4 (02/04/20