UMA LEITURA ECOCRÍTICA DE A MAÇÃ NO .T155u Uma leitura ecocrítica de A maçã no escuro / Michelle

Embed Size (px)

Text of UMA LEITURA ECOCRÍTICA DE A MAÇÃ NO .T155u Uma leitura ecocrítica de A maçã no escuro /...

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

CENTRO DE CINCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM LETRAS

MICHELLE CERQUEIRA CSAR TAMBOSI

UMA LEITURA ECOCRTICA DE A MA NO ESCURO

MARING/PR

2017

MICHELLE CERQUEIRA CSAR TAMBOSI

UMA LEITURA ECOCRTICA DE A MA NO ESCURO

Dissertao apresentada Universidade Estadual

de Maring, como requisito parcial para

obteno do ttulo de Mestre em Letras, rea de

concentrao: Estudos Literrios.

Orientadora:

Prof. Dr. Evely Vnia Libanori

MARING/PR

2017

Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)

(Biblioteca Central - UEM, Maring, PR, Brasil)

Mariza Nogami

CRB 9/1569

Tambosi, Michelle Cerqueira Csar

T155u Uma leitura ecocrtica de A ma no escuro /

Michelle Cerqueira Csar Tambosi. -- Maring, 2017.

128 f.

Orientadora: Prof. Dr. Evely Vnia Libanori.

Dissertao (mestrado) - Universidade Estadual de

Maring, Centro de Cincias Humanas, Letras e Artes,

Programa de Ps-Graduao em Letras, 2017.

1. Lispector, Clarice, 1925-1977 - A ma no

escuro - Ecocrtica. 2. Lispector, Clarice, 1925-

1977 - Ecofeminismo. 3. Lispector, Clarice, 1925-

1977 - tica animal. I. Libanori, Evely Vnia,

orient. II. Universidade Estadual de Maring. Centro

de Cincias Humanas, Letras e Artes. Programa de

Ps-Graduao em Letras. III. Ttulo.

CDD 23.ed. 801.95

Para minha me, quem primeiro me ensinou a questionar e desobedecer.

AGRADECIMENTOS

Prof Dr Evely Vnia Libanori, pela confiana e os ensinamentos.

Prof Dr Alba Krishna Topan Feldman por todas as poesias, as descobertas e a amizade.

Prof Dr Zlia Monteiro Bora, a quem muito admiro, e que mesmo em carreira internacional

aceitou o convite para a minha banca, uma honra professora!

Prof Dr Clarice Zamonaro Cortez, por todo o zlo, dedicao e interesse que nos dedica. O

seu amor pela literatura tambm uma pedagogia ecofeminista.

Ao Prof Dr Wesley Cndido, por enegrecer o departamento de Letras da UEM e trazer

memria aos nossos estudos.

Prof Dr Alice urea Penteado Martha, pelas inspiraes.

Prof Dra Luzia A. Berloffa Tofalini, pelo lirismo e as reflexes.

Ao Prof Dr Marciano Lopes, por ser quem ele era.

Coordenadoria de Aperfeioamento de Pessoal de Nvel Superior (CAPES), pelo apoio

financeiro recebido, sem o qual eu no conseguiria ter feito esse mestrado.

E a todas e todos amigos e amigas do mestrado.

Maria Julia Werneck, Maria, Majulia, Meidju, Maju, pela irmandade.

Ana Lcia, por todas as conversas e risadas que me ajudaram a entender isso daqui.

Lani, por esse sorriso que eu sorrio agora s de escrever seu nome no papel. Por ns.

Aos meus amigos Gabriela, Maia, Nena, Camis, Thiago, Andr, Guilherme, Klvia e Juliana,

amores amados

E minha famlia, desde a bisa Enir, todas as mulheres que vieram depois dela. fora da

minha v, ao amor da minha tia Mariza, sensibilidade da minha me, ludicidade da minha

tia Gisele, grandeza da minha irm Juliana, alegria da minha prima Aline, humildade da

minha prima Thaiana, inocncia do meu irmo Caique, pacincia do Vinicius, s aventuras

do Arthur, inteligncia da Lua Clara, resistncia da Clo, criatividade do Gabriel e

coragem da Betnia.

As maiores batalhas j travadas pela humanidade foram contra

obstculos e prejuzos artificiais que ela prpria se imps e que

paralisam seu desenvolvimento. O pensamento humano sempre foi

falseado pelas tradies, pelos costumes, pela educao enganadora e

inqua, dispensada para servir os interesses daqueles que detm o poder

e gozam de privilgios; ou seja, pelo Estado e pelas classes proprietrias.

Esse conflito incessante dominou a histria da humanidade (Emma

Goldman em O indivduo, a sociedade e o Estado).

RESUMO

Essa dissertao tem como objetivo principal fazer uma anlise ecocrtica de A ma no escuro,

de Clarice Lispector. Especificamente, busca-se identificar, interpretar e discutir as

representaes ecossistmicas no corpus, a partir da interao entre os seres humanos, os

animais e o meio ambiente. Trata-se de uma pesquisa bibliogrfica de embasamento crtico

literrio. Os principais aportes tericos utilizados so a ecocrtica, o ecofeminismo e a tica

animal. A modalidade de anlise ecocrtica estuda a relao entre a literatura e o meio ambiente.

A filosofia ecofeminista estuda a conexo entre diferentes formas de opresso, como a

explorao da natureza, das mulheres e de outras minorias sociais, a qual foi utilizada para

fundamentar a anlise da relao entre as representaes da natureza como um todo, da

humanidade e dos animais no romance de Clarice. E por fim, a tica animal foi desenvolvida,

nessa dissertao, em dilogo com a teoria ecofeminista de modo a aprofundar o entendimento

tico sobre os animais, presente no corpus. Essa pesquisa se justifica pela relevncia dos estudos

ecolgicos no contexto de crise ambiental e social contempornea, bem como pela ampliao

das abordagens interpretativas ao texto de Clarice. O resultado dessa dissertao aponta que A

ma no escuro subverte a representao de diferentes elementos naturais que antes

compunham o espao narrativo, conferindo-lhes autonomia em relao s personagens

humanas. Alm disso, o romance reconcebe o valor intrnseco de todas as formas de vida, e

tematiza a cultura em termos de ecologia humana.

PALAVRAS-CHAVE: Clarice Lispector. A ma no escuro. Ecocrtica. Ecofeminismo. tica

animal.

ABSTRACT

This study aims to conduct an ecocritical analysis of A ma no escuro, written by Clarice

Lispector. Specifically, the goal is to identify, interpret and discuss the ecosystemic

representations in the corpus from the interaction among humans, animals and the environment.

This is a bibliographical research based on literary criticism. The main theoretical contributions

used are ecocriticism, ecofeminism and animal ethics. The ecocritical analysis studies the

relationship between literature and the environment. The ecofeminist philosophy studies the

connection among different forms of oppression, such as the exploitation of nature, women and

other social minorities, which were used to ground the analysis of the relationship among the

representations of nature as a whole, of humanity and animals in Clarices novel. Finally, the

animal ethics was developed, in this dissertation, in dialogue with ecofeminist theory in order

to deepen the ethical understanding of animals, present in the corpus. This research is justified

by the relevance of ecological studies in the context of contemporary environmental and social

crisis, as well as by the extension of the interpretative approaches to the text of Clarice. The

result of this dissertation indicates that A ma no escuro subverts the representation of different

natural elements that before composed the narrative space, granting them autonomy in relation

to the human characters. In addition to that, it reconcepts the intrinsic value of all life forms,

and thematizes the culture in terms of human ecology.

KEYWORDS: Clarice Lispector. A ma no escuro. Ecocriticism. Ecofeminism. Animal

ethics.

SUMRIO

PRIMEIRAS PALAVRAS .............................................................................................. 11

1 ECOCRTICA .............................................................................................................. 19

1.1 LITERATURA E MEIO AMBIENTE ....................................................................... 21

1.2 CAMINHOS ECOCRTICOS .................................................................................... 23

1.3 COMPREENSES HISTRICAS DA CRISE AMBIENTAL ................................. 26

2 ECOFEMINISMO ........................................................................................................ 30

2.1 FEMINISMO E O DOMNIO DA NATUREZA ........................................................... 32

2.2 O PENSAMENTO DUALISTA .................................................................................. 34

2.3 A TRADIO RACIONALISTA DE PLATO ........................................................ 39

2.4 O PENSAMENTO DE DESCARTES .......................................................................... 42

2.5 CAMINHOS ECOFEMINISTAS ................................................................................. 46

3 O MEIO AMBIENTE E A PERSONAGEM HUMANA ........................................... 49

3.1 SUPERAO DE DUALISMOS ................................................................................ 50

3.2 PRESENTIFICAO E CONSCINCIA ANIMAL ................................................... 61

4 SOBRE OS ANIMAIS ................................................................................................... 75

4.1 RESUMO HISTRICO DE UMA TRADIO .......................................................... 75

4.2 PRINCPIOS TICO ANIMALISTAS ......................................................................... 82

4.3 TICA ECOFEMINISTA COMO RESPOSTA