UnB/CESPE – INMETRO .Com relação ao efeito fotoelétrico, é correto afirmar que ... radiação

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of UnB/CESPE – INMETRO .Com relação ao efeito fotoelétrico, é correto afirmar que ... radiação

UnB/CESPE INMETRO

Cargo 6: Pesquisador-Tecnologista em Metrologia e Qualidade - rea: Metrologia Aplicada a Dispositivos Orgnicos 1

CONHECIMENTOS ESPECFICOS

QUESTO 41

A respeito da radiao trmica de um corpo negro, assinale a opo

correta.

A Os corpos negros mesma temperatura emitem radiao

trmica com espectros diferentes, de acordo com o tipo de

material de que so feitos.

B Segundo a lei de Stefan, enunciada pela primeira vez sob a

forma de uma equao emprica, o espectro da radincia se

desloca para frequncias maiores medida que a temperatura

aumenta.

C Corpo negro aquele cuja superfcie reflete toda a radiao

trmica incidente sobre ele.

D A radincia espectral de um corpo negro funo da

frequncia da radiao e, medida que a temperatura aumenta,

a radincia espectral diminui.

E A radiao dentro de uma cavidade cujas paredes esto a uma

temperatura T tem o mesmo carter que a radiao emitida pela

superfcie de um corpo negro temperatura T.

QUESTO 42

Em 1923, Millikan ganhou o prmio Nobel por seu trabalho com o

efeito fotoeltrico realizado em 1914. Os resultados da experincia

com o efeito fotoeltrico foram previstos teoricamente, antes de

1914, por Einstein, que recebeu o prmio Nobel por esse trabalho

em 1921. Com relao ao efeito fotoeltrico, correto afirmar que

A esse efeito a injeo de eltrons, feita a partir da incidncia

de luz, em um material.

B o aparecimento de uma frequncia de corte (limiar de

frequncia) pode ser explicado tanto pela teoria clssica como

pela teoria quntica.

C o potencial de corte (potencial limite) observado no

experimento do efeito fotoeltrico depende somente da

intensidade da luz incidente, ou seja, luz com intensidade

maior possui um potencial de corte maior.

D a corrente (fotoeltrons), no experimento do efeito fotoeltrico,

proporcional intensidade da luz incidente, e isso

insuficiente para distinguir a teoria quntica da teoria clssica.

E um retardo (intervalo de tempo mensurvel) sempre

observado entre a incidncia da luz sobre o material e o

aparecimento da corrente (fotoeltrons).

QUESTO 43

A respeito dos conceitos de mecnica quntica, assinale a opo

correta.

A A constante de Planck (6,62 10!34 J.s) uma constante

universal e pode ter seu valor encontrado a partir de um

experimento de efeito fotoeltrico.

B Funo trabalho uma energia caracterstica do material

semicondutor, metal etc. corresponde energia mxima

necessria para um eltron atravessar a superfcie do material

e escapar s foras atrativas que o ligam ao material.

C A natureza corpuscular da radiao eletromagntica foi

confirmada por Compton, que mostrou que a frequncia de

radiao espalhada por um feixe de raios X incidente sobre um

alvo de grafite era dependente do material que constitua o

alvo.

D A partir da dualidade onda-partcula da radiao, correto

inferir que a radiao eletromagntica se move como uma

partcula (fton) no espao e interage como onda com a

matria.

E Quando a energia do fton incidente sobre um material for

igual funo trabalho desse material, o eltron ser ejetado

com energia cintica mxima.

QUESTO 44

A respeito da dualidade onda-partcula, assinale a opo correta.

A Segundo Einstein., a dualidade onda-partcula aplicada

matria significa que uma partcula material tem associada a

ela uma onda de matria que governa seu movimento.

B O momento de uma partcula material est associado ao

comprimento de onda da onda 8 associado pela relao h/8,

em que h a constante de Planck.

C A evidncia de que uma partcula material possui dualidade

pode ser comprovada partir de um experimento de difrao

de eltrons, pois s partculas sofrem difrao.

D O carter ondulatrio e corpuscular da matria pode ser

corretamente demonstrado por meio de uma nica medida.

E Tanto raios X quanto feixe de eltrons podem ser difratados,

tal que, para anlise da superfcie de materiais, indiferente

usar difrao de raios X ou difrao de eltrons.

UnB/CESPE INMETRO

Cargo 6: Pesquisador-Tecnologista em Metrologia e Qualidade - rea: Metrologia Aplicada a Dispositivos Orgnicos 2

QUESTO 45

Assinale a opo correta a respeito do princpio da incerteza deHeisemberg.

A O referido princpio possui duas partes: uma relativa medidasimultnea da energia e momento da partcula; e outrarelacionada medida simultnea de posio e do temponecessrio medida.

B Uma consequncia do princpio da incerteza de Heisemberg que uma partcula confinada em uma certa regio do espaopoder ter energia cintica nula.

C A restrio medida simultnea no preciso com que omomento ou a posio podem ser medidos, mas ao produto daincerteza do momento pela incerteza na posio.

D Uma das consequncias do princpio da incerteza ocomportamento probabilstico da matria devido ao seu carterdual.

E O Princpio da Incerteza a base para a afirmao deHeisemberg-Bohr de que a probabilidade no fundamentalpara a fsica quntica.

QUESTO 46

Com relao aos materiais usados para a confeco de diodosemissores de luz orgnicos (OLEDs), assinale a opo correta.

A Existem duas classes de OLEDs: os com base em polmerosconjugados; e os com base em grandes molculas.

B Polmeros conjugados tambm podem ser chamados de metaissintticos.

C A polianilina no apresenta alternncia entre as ligaes duplase simples; assim, ela no pode ser considerada um polmeroconjugado.

D Os polmeros emissivos so geralmente derivados de polmeroscondutores simples.

E Materiais como xido de estanho dopado com flor (FTO) e opoli(3,4)etilenodioxytiofeno (PEDOT) so usados comoinjetores de eltrons nos OLEDs.

QUESTO 47

Quanto tcnica de cobertura por rotao, correto afirmar que

A no existe desperdcio de material.

B quanto maior a velocidade de rotao mais espesso ser ofilme.

C a velocidade angular, a acelerao, o tempo de deposio e aevaporao do solvente so parmetros controlveis durante oprocesso de deposio.

D bolhas de ar no filme, rastros no filme (fingering), filmes emforma de redemoinho, reas no cobertas e pontos aglomeradosso alguns dos problemas que ocorrem durante a deposio dofilme.

E os parmetros, viscosidade, evaporao do solvente econcentrao dos fludos no alteram a espessura do filme.

QUESTO 48

Com relao estrutura de um OLED, assinale a opo correta.

A Camadas ativas mais espessas favorecem a recombinaoradiativa e aumentam o desempenho do OLED.

B Um eletrodo deve injetar buracos (lacunas) e o outro eletrododeve injetar eltrons na camada ativa, mas ambos devem ser demateriais refletivos.

C A camada ativa relaxa ao redor dos portadores injetadosformando o sliton ou plaron, os quais podem se recombinarradiativamente emitindo luz.

D Experimentos de absoro ptica mostram que os slitons soformados aps a recombinao dos portadores injetados.

E Devido ausncia de cargas livres dentro da camada ativaantes da injeo de portadores, as bandas de energia nainterface so representadas na condio de bandas inclinadas.

QUESTO 49

Assinale a opo correta a respeito de OLEDs.

A Para entender o funcionamento de um OLED, bastacompreender como a injeo, o transporte e a recombinao decargas acontecem, de forma similar ao mecanismo que rege umdiodo emissor de luz inorgnico.

B O mecanismo de transporte por tunelamento assistido porfnon (hopping) essencial para a mobilidade dos portadoresdentro de materiais polimricos.

C O OLED formado por uma camada de polmero luminescenteinserida entre um eletrodo formado por xido de estanhodopado com flor (FTO) ou xido de estanho indio (ITO) e umcatodo de metal, cuja funo trabalho deve ser alta.

D O PEDOT depositado sobre a camada de ITO ou FTO torna ainjeo de buracos mais eficiente, uma vez que ele promoveum aumento na barreira de energia para os buracos.

E O processo de injeo de portadores pode ser modelado deduas formas: como tunelamento para correntes mais altas ecomo terminica para correntes mais baixas.

QUESTO 50

Com relao aos dispositivos emissores de luz fluorescente efosforescente, assinale a opo correta.

A Um modo de aumentar a eficincia quntica de um diodoemissor de luz polimrico dopando o material hospedeirocom corantes que tenham alta eficincia de fotoluminescncia.

B Diodos emissores de luz polimricos dopados com porfirinaplatina fosforescente tm alta eficincia na cor azul.

C A eficincia quntica de alguns diodos emissores de luzpolimricos dopados com corantes fosforescentes cairapidamente com o aumento da densidade de corrente, devidoao tempo de vida muito curto do dopante fosforescente.

D Um OLED fluorescente convencional tem eficincia at quatrovezes maior que um OLED fosforescente.

E Os dispositivos fluorescentes e fosforescentes orgnicos tmcomo desvantagens a necessidade de alta tenso parafuncionarem, alm de consumirem muita potncia.

UnB/CESPE INMETRO

Cargo 6: Pesquisador-Tecnologista em Metrologia e Qualidade - rea: Metrologia Aplicada a Dispositivos Orgnicos 3

QUESTO 51

Experimentos de difrao de raios X por redes cristalinas, efetuados

no incio do sculo passado, demonstraram que muitos slidos so

compostos por arranjos peridicos de tomos no espao. A respeito

das propriedades fundamentais desses arranjos cristalinos, assinale