Unifra pibid 2012

  • View
    426

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Unifra pibid 2012

  • 1. XII Seminrio Internacional em Letras (INLETRAS): Lngua e Literatura na (ps-)modernidade SILVA, Gabriela; VARGAS, Carine de; PELIZZARO, Daniele; ALVES, Diogo; MESQUITA, Gisele; HAYGERT, Suelen MARCHESAN, M. Tereza Bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciao Docncia PIBID, da CAPES Brasil e graduandos do curso de Letras Licenciatura Espanhol e Literaturas de LnguaEspanhola (UFSM) Santa Maria, junho de 2012

2. INTRODUO O Programa Institucional de Iniciao a Docncia (PIBID)proporciona ao graduando em licenciatura a insero nocotidiano das escolas pblicas a fim de auxiliar sua prpriaformao bem como a dos discentes da rede pblica deensino e, tambm, faz com que os professores jlicenciados tenham uma oportunidade de continuidade emsua formao; O PIBID-Espanhol (UFSM) acredita que s aconteammelhorias na aprendizagem no momento em queconheamos os alunos, assim como suas preferncias enecessidades; Uma das formas de obter estas informaes foi por meioda elaborao-aplicao-anlise de um questionrio quepudesse traar o perfil e os interesses dos discentes comos quais realizaramos as atividades extraclasse. 3. OBJETIVOS O questionrio foi elaborado visando conhecer operfil, as necessidades e as expectativas dessesalunos para que, com a anlise dos dadoscolhidos, se pudessem produzir materiais e aulasadequados sua(s) realidade(s) e s suasexpectativas frente ao programa PIBID; O objetivo deste trabalho expor os dadosresultantes da aplicao do questionrio e asreflexes resultantes das informaes coletadas;bem como, apontar a importncia desses elementospara a elaborao das aulas do programa. 4. METODOLOGIA Questionrio online; 19 perguntas: 09 sobre o perfil dosinformantes, 09 sobre seus interesses euma (01) se referente s crenas sobre alngua espanhola no ambiente dosdiscentes; 2. Semestre de 2011; Colgio Estadual Manuel Ribas; 439 alunos 1. ano do Ensino Mdio; Laboratrio de informtica; Anlise e discusso dos dados. 5. FUNDAMENTAOTERICA Anlise de Necessidades: desenvolvimento doprograma de um curso, orientao terica;- Especifica o objetivo do aprendizado da nova lngua;- Possibilita um efeito mais positivo no processo deensino-aprendizagem;- Maior proximidade com a realidade do aluno;- Identificao e superao de dificuldades.lascaractersticas individuales que aportan los alumnos alproceso de aprendizaje afectan de forma decisiva tanto a laforma en que aprenden como a los resultados del propioaprendizaje (SANTA-CECILIA,2000:93) 6. As diferentes necessidades dos estudantes eseus interesses podem ser uma importanteinfluncia na motivao para a aprendizagem; Quando aquilo que ensinado significativopara suas vidas, a aprendizagem se torna maisatraente. 7. RESULTADOS EDISCUSSES Dentre as perguntas maisrelevantes, destacam-se os seguintesdados: 8. Utilidade prtica da lngua espanhola eobjetivos de seu ensino-aprendizagem para osalunos; Santa Maria uma cidade universitria e, porisso, o domnio da lngua se mostra relevante enecessrio para o vestibular; O conhecimento da lngua espanhola poderiapermitir ummaioracessoaoutrasculturas, modos de vida e diferentes pontos devista; A proximidade entre o Brasil e, maisespecificamente o Rio Grande do Sul, e algunspases hispano falantes poderia fomentar anecessidade da lngua como meio decomunicao. 9. Elaborar materiais didticos interdisciplinares; Priorizar as disciplinas que os estudantesacreditamser mais interessantese, tambm, fazer tentativas de aproximaoentre eles e as disciplinas menos aceitas nomomento. 10. Propor atividades que envolvam o uso docomputador e outras tecnologias tanto nasaulas quanto em casa; Esses dados demonstram que os informantesprovavelmente tenha algum domnio dessatecnologia. 11. Alm do ritmo, as msicas e os filmesproporcionam um contato direto com a lnguaalvo, bem como a prtica oral e a compreenso emgrupo. Isso diminui a timidez e os constrangimentosem sala de aula; Atividadesinterativas eintegradorasqueproporcionem a quebra da rotina da sala de aula; Rejeio da leitura e da leitura em voz alta: leituracomopretexto paraoensinogramatical, constrangimento para os que no tmsegurana para usar a lngua estrangeira. 12. Os alunos demonstram ter maior interesse ecuriosidade pelo mundo hispano falante que poroutros assuntos tambm presentes em suacultura ou em seu dia-a-dia; Influncia do esporte hispano em nossarealidade (futebol, F1); A sala de aula a fonte maior de contato com acultura dos pases hispanofalantes: importnciado professor. 13. O espanhol a 3. lngua mais falada nomundo: poderia garantir uma maior interaoem diversos pases. Toda lngua serve para acomunicao; Saber uma ou mais lnguas estrangeiras contapontos em um currculo e/ou pode garantiralguns pontos a mais na prova de vestibular. 14. Determinar o foco do material didtico a serdesenvolvido: leitura e produo escrita ou asquatro habilidades; Necessidade de trabalharmos com aspectosimportantes tanto para quem quer quanto paraquem no quer ingressar na universidade. 15. CONSIDERAES FINAISCom base nos interesses dos alunos, definimos que nosso material didtico:- Seria baseado na abordagem Comunicativa;- Teria como objetivo principal o desenvolvimento da habilidade oral;- Apresentaria atividades ldicas, dilogos, vdeos, e udios que configurariam uma pratica docente de carter inovador e que atendesse os interesses dos alunos; Somente o convvio dirio e a observao da participao dos alunos em aula podero nos dar um retorno confivel do andamento das atividades e proporcionar uma adaptao adequada desses dados ao contexto onde eles esto inseridos. 16. REFERNCIASALMEIDA FILHO, J. Dimenses comunicativas no ensinode lnguas. Campinas: Pontes, 1993.LEFFA, V. Como produzir materiais para o ensino de lnguas. In:LEFFA, Vilson J. (Org.). Produo de materiais de ensino: prtica eprtica. 2. ed. Pelotas: EDUCAT, 2008. p. 15-41.ONODERA, J. Anlise de necessidades do uso da Lngua Inglesa naExecuo de tarefas em uma empresa multinacional. Dissertao(Mestrado em Lingustica Aplicada e Estudos da Linguagem) So Paulo:Pontifcia Universidade Catlica de So Paulo PUC/SP, 2010.SANTA-CECILIA, A. Cmo se disea un curso de lengua extranjera.Espaa: Arco Libros, 2000.SILVA, M. Ingls Para a rea de Turismo: Anlise de Necessidades doMercado e de Aprendizagem - Dissertao (Mestrado e Letras) -Departamento de Letras. Rio de Janeiro: Pontifcia UniversidadeCatlica do Rio de Janeiro, 2007.