UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE SAÚDE COLETIVA ...· Saúde Coletiva do Instituto de Saúde

Embed Size (px)

Text of UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE SAÚDE COLETIVA ...· Saúde Coletiva do Instituto de...

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE SADE COLETIVA

PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM SADE COLETIVA

CCAARRLLOOSS AALLBBEERRTTOO LLIIMMAA DDAA SSIILLVVAA

SADE BUCAL E INFECO PELO HIV-Aids

Salvador 2008

CCAARRLLOOSS AALLBBEERRTTOO LLIIMMAA DDAA SSIILLVVAA

SADE BUCAL E INFECO PELO HIV-Aids

Tese apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Sade Coletiva do Instituto de Sade Coletiva da Universidade Federal da Bahia, como parte dos requisitos para obteno do ttulo de Doutor em Sade Comunitria, rea de concentrao Epidemiologia.

Orientadora: Prof Dr Maria Ins Costa Dourado

Salvador

2008

Ficha Catalogrfica Elaborao: Biblioteca do Instituto de Sade Coletiva

________________________________________________________________ S 586 Silva, Carlos Alberto Lima da.

Sade bucal e infeco pelo HIV-Aids / Carlos Alberto Lima da Silva. Salvador: C.A.L.Silva, 2007.

131p.

Orientador: Prof. Dr. Maria Ins Costa Dourado.

Tese (doutorado) Instituto de Sade Coletiva, Universidade Federal da Bahia.

1. AIDS. 2. HIV. 3. Sade Bucal. I. Titulo. CDU 616.314-056.2

________________________________________________________________

CARLOS ALBERTO LIMA DA SILVA

SADE BUCAL E INFECO PELO HIV-Aids

Tese submetida ao Programa de Ps-Graduao em Sade Coletiva do Instituto de Sade Coletiva da Universidade Federal da Bahia, como requisito parcial para a obteno do ttulo de Doutor em Sade Coletiva, rea de concentrao Epidemiologia e aprovada pela seguinte banca examinadora.

Prof. Maria Ins Costa Dourado (Orientadora) Instituto de Sade Coletiva

Universidade Federal da Bahia

Prof. Maria Isabel Pereira Vianna Universidade Federal da Bahia

Prof. Eduardo Luiz Andrade Mota Instituto de Sade Coletiva

Universidade Federal da Bahia

Prof. Isaac Suzart Gomes Filho Universidade Estadual de Feira de Santana

Prof. Waleska Teixeira Caiaffa Universidade Federal de Minas Gerais

Salvador

30.04.2007

Dedico este trabalho aos meus pais: Cosme Bispo da Silva (in memorian) e Maria de Lourdes Lima da Silva, meus primeiros educadores.

12

AGRADECIMENTOS

Agradeo inicialmente CONSCINCIA UNIVERSAL, responsvel pela nossa existncia. Agradeo profundamente minha orientadora, Prof Dra. Maria Ins Costa Dourado, que com seus conhecimentos, pacincia, amizade e determinao durante todas as etapas desta pesquisa, fez crescer em mim o entusiasmo pela pesquisa e me fez acreditar que posso contribuir para o enfrentamento da Aids em nosso pas.

Ao Prof. Nelson Oliveira, amigo e tutor, que com sua sabedoria e disponibilidade iluminou o meu caminho nos momentos mais difceis desta trajetria. Prof Dra. Vilma Sousa Santana, Coordenadora do PISAT, pela sua amizade e apoio em todos os momentos desta minha trajetria acadmica, especialmente nos primeiros passos.

minha esposa, Ubiraneila Capinan Barbosa, pela pacincia, apoio e amor incondicional. Dra. Maria Cristina Camargo, diretora do CREAIDS, por sua amizade, cumplicidade e confiana representadas pela disponibilidade e acesso a todos os dados necessrios realizao desta pesquisa.

Dra. Fabianna Bahia, coordenadora tcnica do CREAIDS, pela inestimvel ajuda em todos os momentos desta jornada. Ao Dr. Eduardo Netto, pela solidariedade e confiana registradas nos primeiros passos deste trabalho. Alm do importante apoio para que este pudesse ser realizado. Rejane Patrcio, coordenadora da vigilncia epidemiolgica e informao em sade, pela disponibilidade e carinho dispensados durante minha passagem pelo CREAIDS.

Aos colegas Samir Resack Dahia e Edgard Martins Neto, odontlogos do CREAIDS, amigos pessoais e principais responsveis pela realizao desta pesquisa. A todos os profissionais do CREAIDS, pela amizade e apoio, e por terem assumido, mesmo que indiretamente, o papel de co-orientadores deste trabalho.

A todos os pacientes do CREAIDS, pela disponibilidade das informaes que possibilitaram a realizao desta pesquisa. Aos amigos que direta ou indiretamente contriburam com suas presenas nos momentos de alegria e tristeza, sempre me encorajando a seguir em frente nesta difcil jornada.

13

Distribua a fragrncia do amor e da amizade divinos a todos com quem entre em contato. Paramahansa Yogananda

14

RESUMO

Esta tese apresenta o resultado da investigao sobre manifestaes clnicas orais

em indivduos infectados pelo HIV, analisando suas implicaes na condio de

sade em crianas e adultos. Tambm investigou o papel da candidase oral

pseudomembranosa como possvel preditora da progresso para a Aids. Foram

desenvolvidos trs estudos: o primeiro de corte transversal realizado por meio de

uma reviso de pronturios clnicos dos indivduos com 13 anos de idade ou mais

assistidos pelo servio de odontologia do Centro de Referncia Estadual de Aids

(CREAIDS), em Salvador-Bahia. O segundo, tambm de corte transversal

semelhante ao primeiro, porm com indivduos menores de 13 anos de idade

atendidos no CREAIDS. O terceiro estudo desenhado como coorte histrica foi

desenvolvida com dados scio-demogrficos, clnicos, teraputicos e imunolgicos

de menores de 13 anos de idade acompanhados pelo servio de pediatria mdica

deste Centro de Referncia. Os resultados esto apresentados na forma de 03 (trs)

artigos e demonstram reduo na freqncia das manifestaes orais associadas

com a infeco pelo HIV ao longo do perodo estudado (2003 a 2005), tanto em

adultos quanto em crianas, principalmente nos grupos que utilizavam terapia anti-

retroviral (TARV). Estas manifestaes foram mais freqentes em indivduos que

apresentaram alterao imunolgica, caracterizada por elevados nveis da carga

viral plasmtica e reduo da contagem dos linfcitos T CD4 +. As manifestaes

orais foram mais freqentes em adultos com baixa escolaridade Alm disso, foram

observadas altas taxas de crie dentria nestas populaes. No entanto, entre as

crianas, a crie dentria mostrou-se associada ocorrncia de leses orais. Foi

observado ainda que a forma persistente da candidase oral pseudomembranosa

est associada com alterao imunolgica severa e apresentou uma menor mediana

de tempo at o diagnstico de Aids em relao a candidase episdica ou no

candidase. Esta pesquisa confirma a tendncia observada na maioria dos estudos

de menor proporo de manifestaes orais em indivduos infectados pelo HIV que

utilizam a TARV. No entanto, estes indivduos apresentam importantes

necessidades de cuidados sade bucal.

PALAVRAS-CHAVE: Leses Orais. TARV. Sade Bucal. Manifestaes Orais.

15

ABSTRACT

This thesis presents the result of the investigation made on the changes observed in

the occurrence of the clinical oral manifestations in subjects infected with HIV by

analyzing their implications in oral health condition in both children and adults. It also

researched the role the pseudo-membranous oral candidiasis plays as a possible

predictor of the advance towards AIDS. Three studies were made. The first one was

sectionaI; it was performed by means of a review of subjects who were 13 years of

age or over being assisted by the dentistry service of the AIDS Reference Center

(CREAIDS) in Salvador-Bahia. The second, also sectional, was done by making use

of the review of the medical reports of subjects under 13 years of age assisted by

CREAIDS. The third study is a historical cohort based not only on socio-demographic

but also clinical, therapeutic and immunologic data of subjects under 13 years of age

followed up by the medical pediatrics service at CREAIDS. Its results are presented

in three manuscripts and they have shown, throughout the study (2003 to 2005), a

reduction in the frequency of oral manifestations associated with infection caused by

HIV, both in adults and in children, mainly in the groups which used highly active anti-

retroviral therapy (HAART). These manifestations were more frequent in subjects

who presented immunologic alteration characterized by high levels of plasma viral

load and counting reduction of the T CD4+ lymphocytes. The oral manifestations

were more frequent in adults with a low level of schooling. Besides that, high levels of

tooth cavities were observed in these populations. Nevertheless, among the children,

tooth cavity was associated to the occurrence of oral lesions. Furthermore, it was

observed that the persistent form of pseudo-membranous oral candidiasis is

associated with severe immunologic alteration and presented a shorter median time

until the AIDS diagnosis was reached. This research confirms the tendency observed

in most of the studies investigating reduction of lower proportion of the oral

manifestations in subjects infected by HIV who used HAART. Nonetheless, these

subjects presented important needs as far as dental care is concerned.

KEY WORDS: HAART. Oral Lesions. Survival. Oral Health. Oral Manifestations.

16

LISTA